Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

29 de abr de 2007

Aelton Freitas (PL) e Eduardo Azeredo . Devem uma explicação à Minas e ao Brasil.

O senador mineiro Eduardo Azeredo (PSDB) e o ex-senador, Aelton Freitas (PL) votaram contra a Medida Provisória 168 em 5 de maio de 2004. A MP 168 enviada pelo presidente Lula ao Congresso propunha o fechamento dos bingos e o fim da jogatina. Como a MP 168 foi derrotada pelos senadores, o escândalo do bingo só explodiu publicamente com a Operação Furacão que levou bicheiros, mafiosos e juízes corruptos para a cadeia.
Agora, fica apenas duas perguntinhas: Por que eles protegeram criminosos?
E o que eles ganharam votando a favor do crime?

28 de abr de 2007

CARAVANA TODOS CONTRA A CORRUPÇÃO CONSTATA:

MAIORIA DAS CÂMARAS NÃO ESTÁ COM O POVO
A maioria das Câmaras Municipais não está com o povo, mas com os prefeitos, que exercem sua influência e poder sobre os vereadores de maneira tão ostensiva que lhes retira a liberdade e independência para fiscalizar a administração. O fato não é típico do Norte de Minas, mas nesta região, repleta de bolsões de pobreza, ele se apresenta de maneira mais perversa, porque os mais humildes ficam sem ter a quem recorrer. Esta foi uma das principais constatações da Caravana “Todos Contra a Corrupção”, formada por técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU), Controladoria Geral da União (CGU) e União Nacional dos Auditores Fiscais do Sistema Único de Saúde (Unasus), que percorreu os municípios de Minas Gerais: Januária, Montalvânia e Mirabela nos dias 12 a 14 de abril, levando ao povo informações e orientações sobre como fiscalizar a aplicação das verbas públicas federais.

Outra constatação feita pela Caravana é de que a maioria dos vereadores não sabe qual o seu papel. A conclusão foi de que muitos vereadores não distinguem as funções legislativa da executiva. Se elegem prometendo construir pontes, casas, postos de saúde e realizar outras tarefas que são típicas do Poder Executivo. Quase nunca os candidatos a vereador falam em fiscalizar a aplicação dos recursos públicos ou em elaborar leis que possam melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. A população, igualmente desinformada, acaba cobrando dos vereadores aquilo que eles não podem lhe dar.

Para o presidente da organização não-governamental de combate à corrupção Associação dos Amigos de Januária (ASAJAN), Fábio Oliva, que acompanhou a caravana, esse estado de coisas acaba transformando os vereadores numa espécie de despachantes de luxo. “Como não legislam e nem fiscalizam, sobra para os vereadores apenas a tarefa de apresentar requerimentos e indicações que, quase sempre, não são atendidos pelos prefeitos”, ele diz. Com isso, sublinha o presidnete da ASAJAN, os vereadores acabam representando um enorme gasto para o erário, restringindo suas atividades à denominação de ruas e concessão de títulos e homenagens.

“Isso é muito pouco retorno em relação à despesa que dão aos contribuintes”, arrematou. Para não ficarem tão mal perante a opinião público, muitos vereadores partem para o assistencialismo barato, pagando contas de água, luz e medicamentos para seus eleitores e realizando o transporte de doentes.
(...) Em todas as Câmaras Municipais a Caravana “Todos Contra a Corrupção” deixou um exemplar para cada vereador do livro “Combate à Corrupção nas Prefeituras do Brasil”, feito pela ONG denominada Amigos Associados de Ribeirão Bonito/SP (AMARRIBO). Nele estão indicadas as formas mais comuns de cooptação de vereadores pelos prefeitos. Entre elas a contratação sem concurso de parentes de vereadores e até o pagamento de “mensalinhos” para que os edis aprovem todas as matérias oriundas do Executivo, inclusive as prestações de contas.

Em Cima da Notícia

PROCON - Gostei do comentário do jornalista Aldeci Xavier, sobre o Procon de Montes Claros. Funcionários efetivos e competentes foram escorraçados daquele órgão por causa de um aloprado. A mesma tática que o ex-prefeito Jairo Ataíde usava. Só que Jairo é um ditador, perseguidor, ignorante... Portanto, Athos precisa ficar de olho nos seus chefes metidos a besta, que vem estragando o seu governo. O Sindicato dos Servidores também precisa agir rápido. Alô Valmore!

INVESTIGAÇÃO? - Continua amassando barro, a comissão criada para descobrir a fraude do IPTU. O triste desta história, é que o resultado caminha para prejudicar os inocentes, que não entendem nada de computação, muito menos de senha. Talvez, seja para proteger os poderosos fraudulentos. Enquanto isso... Alguém sabe como anda a investigação dos vales-transportes?

NOVA SEDE - O PMDB de Montes Claros inaugurou sua nova sede, próximo da Prefeitura, onde funcionou por algumas semanas a sede do Sindicato dos Servidores Municipais, até que a justiça escorraçasse de vez com os pseudos diretores, asseclas do ex-prefeito Jadeu Leite, por terem golpeados aquela entidade.

APAGÃO - Foi triste o apagão na hora do show de Lô Borges. Este tipo de amadorismo não pode continuar acontecendo. Não interessa se a chave tem que ser de 10, 20, 30, 40, 50... ou se a rede precisa ser monofásica, bifásica, trifásica... Teria que ter um gerador de reserva no local ou pelo menos um plantão da CEMIG, para o show continuar.


SEGURANÇA – Brincadeira tem hora. Depois da audiência pública realizada em Montes Claros para discutir o aumento da criminalidade, na comunidade Cristo Rei, a Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa, encaminhou os resultados para Secretário de Estado da Defesa Social, Maurício Campos Júnior, pedindo providencias. Para quem não sabe, este tal Maurício Campos é o advogado de Ricardo Ataíde, que juntamente com seu filho Diego, assassinou brutalmente o bailarino Igor Xavier. Como se não bastasse, Ricardo Ataíde é irmão do Subsecretário de Assuntos Internacionais, do governador Aécio Neves, Luiz Antônio Ataíde. Tá explicado porque eles continuam impunes...

COCA - O cheira-cheira menino do rio foi desintoxicar. Cala a boca Batista!

CENTRÃO – O deputado federal, Humberto Souto que foi eleito graças ao apoio do prefeito Athos Avelino (PPS), aliado do presidente Lula e do presidente do Previmoc e secretário do PT de Montes Claros, Alfredo Ramos, faz oposição acirrada ao governo federal e aos trabalhadores. Ele votou para instalar a CPI do Apagão e na emenda 3, aquela que foi uma invenção de um grupo de deputados e senadores para favorecer os patrões que não gostam de pagar os direitos dos trabalhadores.


LIVRO - O jornalista Nilmário Miranda, presidente do PT de Minas Gerais, esteve no último dia 19/04 no auditório Dr. Mário Ribeiro da Silveira, no campus da Unimontes, lançando seu livro Por que Direitos Humanos, atendendo convite da professora Cláudia Regina, chefe do Departamento de Ciências Sociais da Unimontes e presidente do PT de Montes Claros. O auditório ficou super lotado. Entranho foi à ausência de Fefedo & Cia. Será que eles já estão com um pé no PPS? Para quem votou e trabalhou para o candidato pepesista na cidade, nada melhor do que juntar-se com a cantora Gretchen, pioneira do setor retro-rebolativo, rainha do bumbum e especialista em filme pornô.

ROGAI POR NÓS!– Ninguém fala mais nada sobre o caso das cargas roubadas. Mas todos os dias as orações acontecem na Igreja Rosa Mística, pedindo proteção para Nossa Senhora dos Remédios. Amém!

1º Festival de Cultura e Arte Negra de Montes Claros

De 04 a 20 de maio, acontece em Montes Claros, o Primeiro Festival de Cultura e Arte Negra, o FECAN, com Dança de Rua, Dança Afro, Grafite, Percussão e Artes Plasticas.
A promoção é dos grupos Consciência Negra Tambores dos Montes, Unegro, Capueirando, Núcleo de Combate ao Racismo e Grucon. As palestras e oficinas acontecem no Sesc, Casa do Tambor e Unimontes e as inscrições para as oficinas, que são gratuitas, podem ser feitas na Secretaria Municipal de Cultura. De acordo com Hilário Bispo, coordenador do FECAN, a expectativa é que a sociedade assimile a proposta do movimento. "Queremos discutir as cotas na universidade, o desempenho do negro no mercado de trabalho e na cultura. Estamos completando 118 anos da abolição da escravidão no Brasil e a data não é para ser comemorada, mas transformada em luta contra o preconceito, não apenas contra os negros, mas contra as mulheres e as crianças", avalia Hilário Bispo.
O FECAN surgiu com objetivo de apresentar várias nuânces da cultura negra como forma de organização e residência, com essa reflexão sobre a atual condiçao do povo negro, devido a sua herança histórico-cultural e a liberdade tão abruptamente violada que deixou sequelas marcantes que permanecem até hoje, passados 119 anos de "liberdação " dos negros e negras.

Policiais de Minas decidiram entrar em greve

Polícia Civil decide, em Assembléia Geral, entrar em greve dia 2 de maio.
A categoria se reuniu em frente ao Palácio da Liberdade ontem, sexta-feira, 28, ocasião em que ficou decidido começar a paralisação no dia 2 de maio. Segundo o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerais e presidente do Gabinete Integrado das Entidades de Classe das Forças de Segurança de Minas Gerais (Giforseg/MG), delegado Danilo dos Santos Pereira, a greve “é legítima, constitucional e pacífica”.
“Este movimento dos policiais mineiros mostrou para o governo de Minas o poder de mobilização da nossa categoria, sobretudo, mostrou ao governador Aécio a nossa indignação com a forma desrespeitosa com que a categoria tem sido tratada”, declarou Danilo
Fonte: AQUI

27 de abr de 2007

FHC: "O ESTOURO VEM AÍ"

Paulo Henrique AmorimMáximas e Mínimas 313
O livro "Os cabeças-de-planilha", de Luis Nassif, faz revelações espantosas sobre a "tacada" de um dos formuladores do Plano Real, André Lara Resende.. André, que foi um dos pais do Plano Real e se tornou seu maior beneficiário.(
Clique aqui para ler "Resende e o grande golpe do Plano Real"). O livro contém uma entrevista que Nassif fez em fevereiro de 2007 com Fernando Henrique Cardoso, o Farol Alexandria, aquele que lançava luzes sobre a Antiguidade.
FHC demonstra que não sabia e nem foi consultado sobre aspectos cruciais do Plano.. Mais do que isso, a entrevista de FHC, o suposto gênio da intelectualidade conservadora brasileira, não diz coisa-com-coisa sobre o Plano Real, nem sobre os impasses que seu Governo viveu. Nem sobre o futuro do Brasil.. É uma misturança de conceitos imprecisos e idéias mal concebidas.. Isso não é muita novidade.. Só a mídia conservadora (e golpista) ainda presta atenção às "idéias" de FHC.. Nem o PSDB presta mais.
Porém, a entrevista demonstra o sentimento "secreto" de FHC sobre o Presidente Lula e o destino do Governo Lula.. Em suma, FHC considera Lula um despreparado e que seu Governo vai "estourar" a qualquer hora.. Vejam só.. Pág. 310, sobre a necessidade de liberalizar a economia: "não sei o que vai acontecer agora, porque o Governo está bem dividido nessa matéria. E aí entram os custos. (???) O Lula sabe menos do que eu. Ele não vai arbitrar. Não consegue nem montar o Governo. Vai ter um puxa pra lá, puxa pra cá. Houve no meu Governo também, porque é constitutivo de interesses que se chocam".. (Ganha um doce quem souber o que ele acha e pensa sobre a matéria...). Sobre o estouro do Governo Lula, Pág. 308: "Como agora. Você vai ver que em determinado momento vai haver um estouro. Quem vai poder mudar isso agora?"
Que estouro?
É uma torcida?
Um vaticínio?

Ping-Pong com Lô Borges

Foto: Bem Brasil/ TV Cultura
Lunga e Cabaré, num bate-papo rápido com Borges, na praça da Matriz, após o "apagão" que interrompeu pela metade o show que ele apresentava.

BLOG: E aí, , de volta à terra?
: É, cara, faz um tempo que não venho a Moc. Da última vez, foi o Cabaret quem me trouxe. Levei um show num bar fantástico, do irmão dele, ali em frente à prefeitura.
BLOG: Esse bar fechou...
: Que pena! Não é possível! Fico triste quando um bar fecha...
BLOG: E o apagão?
: Sobrecarga, essas coisas acontecem... Mas a Cemig devia estar aqui de plantão, ? Passam umas meninas. : Como tem mulher bonita em Moc, hein? Só mudando pra cá...
BLOG: Você viu a exposição do Patão no Centro Cultural?
: Passei por lá, ele não estava... É sempre um prazer rever o Pato, Boca, Buteco, o Cabaret... Nesse momento chamam-nos para entrarem na van que conduzia a banda.
BLOG: mais, , quando volta?
: Espero que logo, pra terminar o show... (risos)
Este blog espera que a prefeitura contrate o artista para que o show possa ser terminado.

CRÍTICA PELA CRÍTICA



Sem o interesse da crítica pela crítica, confesso que estou preocupado com os rumos que vem tomando o Procon de Montes Claros. O órgão, que na época de Deosvaldo Santos Pena era referência nacional, hoje foi totalmente esvaziado. Funcionários de carreira da prefeitura (concursados) que participaram da implantação do órgão simplesmente foram dispensados, por mero capricho. Podemos citar como exemplos Tião, Braga, Valdeir, Lurdinha. O mais triste é que alguns desses profissionais foram colocados no chamado corredor (à disposição ninguém sabe de quem). É preciso repensar o Procon, tomando como base uma das palavras do saudoso deputado Ulysses Guimarães:
- Política não se faz com ódio. O homem público não pode ser amargo, ressentido. A vida pública se faz com alegria e de alegria.

Fiscais rejeitam proposta do governo Aécio Cunha

Reunidos em Assembléia Geral Extraordinária, no Minascentro, em Belo Horizonte, 900 auditores fiscais da Receita Estadual de Minas Gerais decidiram rejeitar a proposta salarial apresentada na última terça (24) pelo governo e prosseguir com o movimento reivindicatório deflagrado em novembro de 2006. A categoria, que tem hoje o 18º piso salarial em relação aos demais Fiscos do País, reivindica reajuste de 47% e recomposição salarial com base na variação nominal da receita.

Lula foi um imbecil

Até agora continuo intrigado com o presidente, por ter convidado Roberto Mangabeira Unger, professor da Universidade de Harvard, para participar de seu governo como ministro da futura Secretaria de Ações de Longo Prazo. Mangabeira, foi quem escreveu um artigo dizendo que o governo Lula era "O mais corrupto de nossa história" e pregou o impeachment do presidente da República. Agora, diz que escreveu aquele artigo estando fora do Brasil e que manifestou aquelas opiniões por ter sido "mal informado pela imprensa". Vai tomar no diabo que o carregue. Isso é conversa mole. Mas a maior sacanagem, é do presidente Lula. Nem puta (desculpe as prostitutas), não estão mais nesta era de levar um tapa e responder com um beijo. Portanto Lula, você foi um idiota, acreditando em desculpas esfarrapada. Ou então, tem caroço neste angu.

Em nome de Silvio Santos ... Edir Macedo vem aí... olê olê olá...

TV Alterosa pode trocar SBT por Record
Após adquirir o Grupo Guaíba, do Rio Grande do Sul, a Rede Record avança em Minas Gerais: a emissora iniciou negociação para uma parceria com a TV Alterosa, afiliada do SBT em Belo Horizonte, Juiz de Fora, Divinópolis, Montes Claros e Varginha.
Nenhum dos lados comenta oficialmente o caso, mas a Alterosa já está analisando proposta da Record.
A empresa mineira não seria comprada, mas se tornaria a segunda afiliada da Record no estado, ao lado da Record Minas. Um dos principais atrativos é a rede e a penetração da Alterosa em cidades do interior.
Se o negócio for concretizado, Minas Gerais ficará, pelo menos de início, sem transmissões do SBT. Porém, segundo fontes na TV Alterosa, “ainda falta muito para o contrato ser fechado”.
Record Minas
Com a Alterosa se afiliando à Record, a estrutura da Record Minas seria deslocada para a vindoura Record News, o canal exclusivo de notícias que deve estrear no segundo semestre de 2007. A direção da empresa informa que não existe nada concreto ou definido, mas que isso pode mudar em algumas semanas. Os rumores – já ouvidos em Minas há um mês, mas que se intensificaram nas duas últimas semanas – causam nervosismo aos mais de 150 funcionários da empresa, que temem que a diminuição de trabalho acarrete em demissões. Mesmo tendo a Record Minas realizado contratações nos últimos meses. Toda a faixa entre 12h e 14h é ocupada por programas locais, além do telejornal "MG no Ar", às 7h. TV AlterosaA TV Alterosa integra o grupo dos Diários Associados que, em Minas, detém ainda outros empreendimentos com a marca, como o Teatro Alterosa e a Alterosa Cine Vídeo, além dos jornais O Estado de Minas e Diário da Tarde, as rádios Guarani AM, FM e ondas curtas e o portal Uai. O canal entrou no ar em 1962 e, desde 1980, é retransmissor do SBT.Fora da TV, a Rede Record tem, em Minas, o jornal Hoje em Dia Após adquirir o Grupo Guaíba, do Rio Grande do Sul, a Rede Record avança em Minas Gerais: a emissora iniciou negociação para uma parceria com a TV Alterosa, afiliada do SBT em Belo Horizonte, Juiz de Fora, Divinópolis, Montes Claros e Varginha. Nenhum dos lados comenta oficialmente o caso, mas a Alterosa já está analisando proposta da Record. A empresa mineira não seria comprada, mas se tornaria a segunda afiliada da Record no estado, ao lado da Record Minas.
Um dos principais atrativos é a rede e a penetração da Alterosa em cidades do interior.
Se o negócio for concretizado, Minas Gerais ficará, pelo menos de início, sem transmissões do SBT. Porém, segundo fontes na TV Alterosa, “ainda falta muito para o contrato ser fechado”.
Record MinasCom a Alterosa se afiliando à Record, a estrutura da Record Minas seria deslocada para a vindoura Record News, o canal exclusivo de notícias que deve estrear no segundo semestre de 2007. A direção da empresa informa que não existe nada concreto ou definido, mas que isso pode mudar em algumas semanas.
Os rumores – já ouvidos em Minas há um mês, mas que se intensificaram nas duas últimas semanas – causam nervosismo aos mais de 150 funcionários da empresa, que temem que a diminuição de trabalho acarrete em demissões. Mesmo tendo a Record Minas realizado contratações nos últimos meses. Toda a faixa entre 12h e 14h é ocupada por programas locais, além do telejornal "MG no Ar", às 7h.
TV AlterosaA TV Alterosa integra o grupo dos Diários Associados que, em Minas, detém ainda outros empreendimentos com a marca, como o Teatro Alterosa e a Alterosa Cine Vídeo, além dos jornais O Estado de Minas e Diário da Tarde, as rádios Guarani AM, FM e ondas curtas e o portal Uai. O canal entrou no ar em 1962 e, desde 1980, é retransmissor do SBT.
Fora da TV, a Rede Record tem, em Minas, o jornal Hoje em Dia.

26 de abr de 2007

Banco Bradesco tem relações perigosas com Azeredo

Reportagem mostra os motivos do interesse do banco brasileiro, financiador de Azeredo, em projeto do senador tucano
O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), não contente em entrar para a história como o criador do “valerioduto”, decidiu achar um caminho mais rápido para a imortalidade. O destino reservava-lhe papel mais grandioso, o de ser o senador que tentou aprovar um projeto que exige a identificação dos usuários antes de iniciarem qualquer operação que envolva interatividade, como envio de e-mails, conversas em salas de bate-papo, criação de blogs, captura de dados (como baixar músicas, filmes, imagens), entre outros. O projeto foi saudado como “demente, absurdo, inconstitucional, orwelliano, ditatorial”, e produto de uma massa encéfalica que não tem a menor idéia de como funciona a internet.
O senador teve o financiamento de R$ 150 mil para sua campanha de 2002 da Scorpus Tecnologia S.A.
Leia a matéria completa AQUI, no Novo Jornal.

Idiotas aprovaram redução da maioridade penal

Por 12 votos a 10, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou substitutivo do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) a seis propostas de emenda à Constituição, que reduz a maioridade penal para 16 anos nos casos de crime hediondo e dos equiparados a este, como tráfico, tortura e terrorismo, desde que laudo técnico, elaborado por junta designada por juiz, ateste a plena capacidade de entendimento do menor do ato ilícito praticado. Demóstenes propõe ainda o cumprimento da pena em local distinto daquele em que estarão detidos os maiores de 18 anos. A senadora Patrícia Saboya (PSB-CE) e o senador Aloizio Mercadante (PT-SP) apresentaram votos em separado, pela manutenção da imputabilidade penal aos 18 anos. A matéria foi debatida exaustivamente pelos integrantes da CCJ e agora será submetida ao Plenário.

Policiais de MG se mobilizam na capital e interior em preparação para a grande Assembléia Geral da categoria nesta sexta, 27/04

Os representantes do Gabinete Integrado das Entidades de Classe das Forças de Segurança de Minas Gerais (Giforseg/MG) visitaram nesta semana as cidades de Montes Claros, Juiz de Fora, Barbacena, Conselheiro Lafaiete, Ipatinga e Governador Valadares, além de rodarem com carro de som em Belo Horizonte e região metropolitana, objetivando mobilizar as Polícias Civil e Militar do interior e capital para participarem da grande Assembléia Geral, no dia 27 de abril, próxima sexta-feira, às 13h, na Praça da Liberdade, onde será votada a proposta salarial oferecida pelo governo.
Uma manifestação realizada ontem em Montes Claros por policiais militares, bombeiros e civis, para reivindicar melhores salários para a categoria, terminou com um ato simbólico em frente à prefeitura municipal, quando queimaram um caixão representando os mais de 140 policiais mortos em Minas Gerais nos últimos cinco anos.
O presidente do Sindipol – Sindicado dos servidores da polícia civil de Minas Gerais, Antônio Marcos Pereira, disse a O Norte (
www.onorte.net) que as manifestações de repúdio ao reajuste dado pelo governo, de 30% dividido nos próximos três anos, acontece em todo o estado e será fechado nesta sexta-feira, 27, em assembléia geral das policiais militar, civil e corpo de bombeiros.

STJ manda instalar CPI do Apagão Aéreo na Câmara e minoria arcaica vibra


O Supremo Tribunal Federal ordenou ao presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), a instalação da CPI do Apagão Aéreo, depois que o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o recurso do PT que suspendeu a instalação desta CPI, com 308 votos favoráveis à suspensão, 141 contrários e duas abstenções. Confira abaixo como votou cada deputado mineiro, por partido:
PCdoB - Jô Moraes – Sim - PFL- Carlos Melles - Não, Edmar Moreira - Não, Jairo Ataide - Não, - João Bittar - Sim, Lael Varella - Sim, Marcos Montes - Não e Vitor Penido - Não. PMDB- Antônio Andrade -Sim, Fernando Diniz - Sim, João Magalhães - Sim, Leonardo Quintão - Sim, Maria Lúcia Cardoso - Sim, Paulo Piau - Sim e Saraiva Felipe - Sim. PP - George Hilton - Sim, Luiz Fernando Faria - Sim e Márcio Reinaldo Moreira - Sim. PPS - Alexandre Silveira - Sim, Geraldo - Não e Humberto Souto - Não. PR- Aelton - Sim, Jaime Martins - Não e Lincoln Portela - Sim. PSB- Júlio Delgado - Não. PSC- Mário de Oliveira - Sim. PSDB- Eduardo Barbosa - Não , Narcio Rodrigues - Não, Paulo Abi-Ackel - Não, Rafael Guerra - Não e Rodrigo de Castro - Não. PT- Elismar Prado - Sim, Gilmar Machado - Sim, Leonardo Monteiro - Sim, Maria do Carmo Lara - Sim, Miguel Corrêa Jr. - Sim, Odair Cunha - Sim, Reginaldo Lopes - Sim e Virgílio Guimarães - Sim. PTC - Carlos Willian - Sim. PV- Antônio Roberto - Não, Ciro Pedrosa - Não e Fábio Ramalho - Sim. SEM PARTIDO - Juvenil Alves - Sim
Humberto Souto criticou postura de presidente da CCJ
O presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), provocou a irritação de deputados opositores ao governo ao declarar que a tática da oposição de recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) seria uma tentativa de implantar uma "ditadura da minoria". Durante audiência pública da comissão, Picciani atribuiu esse tipo de recurso a uma "pseudominoria".
O deputado Humberto Souto (PPS-MG) reagiu. "Os seus comentários são impróprios e desmerecedores da presidência da comissão. Esse debate não comporta esses termos chulos e rasteiros", disse. Já o deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA) afirmou que a oposição, ao recorrer ao Supremo, quer impedir que as maiorias eventuais desvirtuem os princípios constitucionais.
Só para lembrar, Humberto Souto que foi eleito com o apoio do prefeito Athos Avelino (PPS), aliado do presidente Lula, e do presidente do Previmoc e secretário do PT de Montes Claros, Alfredo Ramos, faz oposição ao governo federal e aos trabalhadores, votando inclusive, na emenda 3, que é uma invenção de um grupo de deputados e senadores para favorecer os patrões que não gostam de pagar os direitos dos trabalhadores. Esses deputados enfiaram a emenda no projeto de lei que cria a Super Receita.

Seios musicais !

Seios de silicone podem tocar MP3
Alguns cientistas e futurologistas da BT Laboratories tiveram uma idéia inovadora, chocante e no mínimo ousada.
Decidiram juntar a tecnologia atual com a estética e prevêem que daqui a 15 anos, com a evolução tecnológica, possam existir Implantes de Silicone com MP3 Players.
Isso mesmo que você leu, brevemente as mulheres poderão ter e escutar música dos seus seios.
De acordo com o jornal inglês The Sun, o MP3 Player funcionaria com chips colocados junto ao implante de seios.
Em um dos seios seria propriamente dito o MP3 Player e em outro seria a memória de arquivos musicais.
É esperar para ver e crer.

Finalmente, membro do Judiciário toma iniciativa corajosa demonstrando a manipulação de notícias veiculadas na imprensa

A juíza Ana Paula Vieira de Carvalho, da 6ª Vara Criminal Federal do Rio, afastou o segredo de Justiça do processo de 21 presos na “Operação Furacão”.

Após o desmembramento do caso, separando as pessoas com foro especial, cujo futuro será decidido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), e os outros investigados, o Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro denunciou 24 pessoas no último dia 20. Além dos 21 presos no dia da operação, foram denunciados os três tesoureiros dos contraventores Capitão Guimarães, Anísio e Turcão.
De acordo com informações da Folha Online, a juíza utilizou como argumento para sua decisão "o indubitável e legítimo interesse público na apuração e acompanhamento dos fatos". As partes anteriores, em que constam relatórios das escutas telefônicas, foram mantidas sob sigilo.
O juiz Ernesto Pinto Dória, preso pela PF, diz, em conversas gravadas, que pediu ao empresário João Roberto Marinho, vice-presidente das Organizações Globo, que o Jornal Nacional não noticiasse que o bicheiro Antônio Petrus Kalil, o Turcão, era suspeito de ter contribuído para a compra de dossiê contra tucanos na campanha eleitoral de 2006. Nenhuma das conversas gravadas foi mantida com o empresário.A Central Globo de Comunicação disse que "não é a primeira vez nem será a última que alguém se vangloria falsamente de ter influência sobre o noticiário da TV Globo". Em comunicado, afirmou: "Além desse pedido nunca ter existido, basta examinar nossa cobertura para comprovar que isso não procede. O Jornal Nacional não só citou o Turcão como deu o furo no dia 18 de outubro passado".
A Rede Globo informou que Dória trabalhou na assessoria do jornalista Roberto Marinho (1904-2003), que presidia as Organizações Globo. Em seu currículo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Campinas, Dória fez constar a informação de que trabalhou como assessor especial de Marinho de 1975 a 1985.

25 de abr de 2007

Notícia jurídica - Pau no Nome

Tribunal de Justiça de Brasilia - Isso é um texto jurídico verdadeiro, no mínimo, CURIOSO. - "Pau No Nome"

Tribunal de Justiça (Brasília) recebeu o seguinte requerimento: Eu, Maria José Pau, gostaria de saber da possibilidade de se abolir o sobrenome Pau de meu nome, já que a presença do Pau tem me deixado embaraçada em várias situações. Desde já, antecipo agradecimentos e peço deferimento. Maria José Pau. Em resposta, o Tribunal lhe enviou a seguinte mensagem padrão:
Cara Senhora Pau, sobre sua solitação de remoção do Pau, gostaríamos de lhe dizer que a nova legislação permite a restirada do seu Pau, mas o processo é complicado. Se o Pau tiver sido adquirido após o casamento, a retirada é mais fácil, pois, afinal de contas, ninguém é obrigado a usar o Pau do marido se não quiser. Se o Pau for de seu pai, se torna mais difícil, pois o Pau a que nos referimos é de família, e vem sendo usado por várias gerações. Se a senhora tiver irmãos ou irmãs, a retirada do Pau a tornaria diferente do resto da família. Cortar o Pau de seu pai, pode ser algo que vá chateá-lo. Outro problema, porém, está no fato de seu nome conter apenas nomes próprios e poderá ficar esquisito caso não haja nada para colocar no lugar do Pau. Isso sem falar que, caso tenha sido adquirido com o casamento, as demais pessoas estranharão muito ao saber que a senhora não possui mais o Pau de seu marido. Um opção viável, seria a troca da rdem dos nomes. Se a senhora colocar o Pau atrás da Maria e na frente de José, o Pau pode ser escondido, porque a senhora poderia assina o seu nome como Maria P. José. Nossa opinião é a de que esse preconceito contra este nome já acabou há muito tempo e que, já que a senhora usou o Pau do seu marido por tanto tempo, não custa nada usá-lo um pouco mais. Eu mesmo possuo Pinto, sempre o usei, e muito poucas vezes o Pinto me causou embaraços.

Atenciosamente,
Geraldo Pinto Soares. Desembargador Tribunal de Justiça - Brasília/DF

É, um problema muito grande. Ou pequeno, dependendo da pessoa.

Regis, pode continuar secando, porque Romário promete marcar o gol mil na Libertadores

Depois de ter seu nome especulado pela imprensa mexicana, parece que o atacante brasileiro Romário vai mesmo defender o Necaxa. Pelo menos é o que garante o presidente do clube do México.
Em visita a Federação Mexicana de Futebol, Javier Pérez Teuffer confirmou que as negociações com o jogador estão avançadas.

24 de abr de 2007

É DUREZA !!

Li no meu blog (ao lado, no Último Segundo), que o PT quer comprar a OI. Quando cliquei no título, a matéria não tinha nada haver com o Partido dos Trabalhadores. Falava sobre a Portugal Telecom. Segundo o jornal espanhol El Confidencial, citando fontes próximas da Telefónica, disse que a Portugal Telecom, (PT) ao sair da joint venture que controla a Vivo, deve investir nas operações de telefonia celular da Oi, que conta com 28 milhões de clientes, entre os quais 14,5 milhões de telefonia fixa e 12,6 milhões de celular. A Oi seria a operadora brasileira "que faz mais sentido para a Portugal Telecom".
Leia AQUI
Êh thai... fui gozar de Hélio Machado, que disse que Hélio Costa tinha caído, quando Franklin Martins assumiu a secretaria de comunicação, confundindo Carolina de Sá Leitão, com caçarolinha de assar leitão, acabei dançando sem música.
Apesar de que não é nenhuma novidade, Hélio Machado trocar alhos por bugalhos, escrever abobrinha e plantar notícias.
Falando nisso. Leia também:

PT manda PSDB fazer oposição e sair de cima do muro

PT critica PSDB em documento que sugere aos governadores que façam oposição. Em Minas, os dois estão juntos desde a campanha, quando Pimentel, Alonso Reis, Zé Prates, Padre João... e vários outros prefeitos mineiros, traíram o PT e Nilmário Miranda.
Em um texto com dureza incomum em relação ao governo, o PT condenou a aproximação com o PSDB e pediu "firme oposição" aos governadores tucanos José Serra (SP), Aécio Neves (MG) e Yeda Crusius (RS). Os dois primeiros são pré-candidatos à Presidência em 2010 e vêm buscando uma convivência pacífica com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva."Tanto o PSDB quanto o PFL/DEM, embora muitas vezes com táticas diferentes, visam acumular forças para as eleições de 2008 e 2010. Inclusive por isto, o PT deve ter uma postura muito firme frente aos governadores de oposição, em particular os do PSDB", informa o documento aprovado pelo diretório nacional no último sábado (21).
Divulgado ontem (23), o texto diz que "o PT realiza uma firme oposição aos governadores conservadores e neoliberais, a começar pelos de Minas, Rio Grande do Sul e São Paulo".
Em Minas, porém, os petistas mantêm relações amistosas com Aécio, começando pelo prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel e todos os prefeitos "petistas" do Norte de Minas, mas lamentavelmente, só o prefeito de Salinas, Zé Prates, foi expulso.

TSE julga compra de dossiê por petistas



Tribunal deve julgar nesta terça-feira ação que investiga responsabilidade de petistas na compra de dossiê contra tucano

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve julgar hoje (24), em sessão plenária, às 19 horas, a representação que investiga a compra de dossiê contra políticos tucanos nas eleições de 2006. Na ação, a coligação Por um Brasil Decente, que apoiou o candidato derrotado à Presidência da República Geraldo Alckmin (PSDB), alegou que o dinheiro encontrado com o empresário Valdebran Padilha e o advogado Gedimar Passos, US$ 248,8 mil e R$ 1,168 milhão, seriam usados para adquirir o dossiê com o objetivo de prejudicar o tucano na disputa presidencial. Para os tucanos, o presidente Lula teria cometido abuso de poder durante o episódio.
O dossiê continha denúncias de que o atual governador de São Paulo, José Serra (PSDB), estava envolvido no esquema quando era ministro da Saúde do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Além de Lula, estão entre os réus da representação dos tucanos o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini, e o ex-assessor da Presidência da República Freud Godoy.

23 de abr de 2007

MST realiza ocupações em todo o Brasil e relembra Massacre de Eldorado dos Carajás

Foto Ana Nascimento/ABr
Crianças do MST cantam a Internacional durante comemoração dos 20 anos do MST em Itapeva-SP.
Para relembrar os onze anos do massacre de Eldorado dos Carajás (PA), onde dezenove trabalhadores rurais, ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), foram assassinados pela polícia do estado, o MST realizou no ultimo dia dezessete, uma série de mobilizações em vários estados do Brasil. As ações também foram realizadas para pressionar o governo a acelerar o processo de reforma agrária, por meio de marchas e atos públicos.

RAINHA ANASTÁCIA QUER CACETETE

MENSTRUAGEM Nº 2
Tendo em vista a necessidade da permanência dos cacetetes em atividade, durante meu período, fica proibido qualquer procedimento que os suprima.
A Rainha Anastácia no uso de sua confusão descrédita;
Art 1º - Na Província D`Minguas a partir deste descrédito, nenhum membro da força pública poderá andar com seu cacetete escondido.
Art 2º - As promoções serão concedidas de acordo com o tamanho de cada cacetete.
Art 3º - Todas as decisões relativas à promoção por tamanho de cacetete estarão sujeitas à fiscalização pessoal da Rainha Anastácia.
Art 4º - Para graduação fica instituído os seguintes padrões de cacetete:
Pequeno
Médio
Grande
Art 5º - Qualquer indigestão em contrário fica refogada.Este descrédito entrará com vigor após publicação no jornal EM outra data
NB: Que absurdo é boicote querer fazer greve de cacetete logo no meu período.

Dependência química impede Aécio de governar

Isso a mídia manipulada e blindada não fala

Minas Gerais está em pé de guerra com as polícias civil e militar rebeladas. Já houve até passeata das forças policiais. O Palácio da Liberdade chegou a ficar isolado. Um forte esquema amordaça a imprensa mineira. O www.novojornal.com.br ousa dizer a verdade e escreve: o que estão fazendo com o governador é desumano, não existe condição de saúde para Aécio governar. São os grupos palacianos que dividem as benesses do poder que estão tomando todas as decisões. É necessário que se afaste a hipocrisia e se reconheça publicamente a enfermidade do governador, submetendo-o a um tratamento. “A dependência química é uma doença que tem tratamento e cura”.
DEPENDÊNCIA QUÍMICA? Essa o Brasil precisa saber. Já não bastou o Collor?

22 de abr de 2007

“Governo de MG desrespeita policiais”

Policiais afirmam que reajuste salarial autorizado pelo governo foi “um tapa na cara dos profissionais de segurança”
O Gabinete Integrado das Entidades de Classe das Forças de Segurança de Minas Gerais (Giforseg/MG) realizou manifestação nesta quinta-feira em frente à Assembléia Legislativa de Minas Gerais, para protestar contra o reajuste salarial que o governo concedeu aos servidores da segurança pública do Estado (Policiais Civis, Policiais Militares, Bombeiros e agentes penitenciários).
Os policiais mineiros terão reajuste salarial de 33,1% em três parcelas cumulativas, de 10% cada, a serem pagas nos meses de setembro de 2007, 2008 e 2009.Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindipol/MG), Antônio Marcos Pereira, o reajuste representou “um tapa na cara dos profissionais de segurança”.
“Nós não vamos aceitar isso, pois trata-se de um desrespeito com a categoria policial. A revolta é geral em todo o Estado. Vamos promover uma assembléia gigante para determinar os próximos passos a serem dados pelo nosso movimento”, afirmou.
O vice-presidente do Sindipol, Denílson Martins, também fez duras críticas ao reajuste salarial autorizado pelo governo. “O nosso governador demonstra ser irresponsável e uma pessoa que tem um baixo nível de maturidade. Ao deixar de cumprir um acordo com os policiais mineiros e enviar mensagem à Assembléia Legislativa pedindo autorização para se ausentar do país durante 15 dias, o governador age igual menino pequeno quando faz alguma coisa errada: sai correndo”, declarou Denilson. O líder sindical disse que a viagem do governador “é para correr dos problemas”.
“Num momento delicado como este, Aécio inventa esta viagem aos EUA. O governador está é correndo do “pau”. Ele tem que ter dignidade de ficar aqui e desfazer a coisa errada que fez”, protestou.
Denílson lembrou que Aécio prometeu à categoria que se fosse reeleito iria colocar os salários das Polícias Civil e Militar entre os maiores do país. “Ninguém é obrigado a prometer. Mas a partir do momento que um homem honesto e sério promete alguma coisa, ele tem que cumprir. A atitude de Aécio para com os policiais mostra a sua verdadeira personalidade e caráter. Definitivamente, não é um homem correto”, afirmou.
O vice-presidente do Sindipol disse que o salário dos policiais mineiros está entre os quatro mais baixos do país. “E ainda vem o governador autorizar este reajuste indecente. O governo Aécio não é um governo que honra a palavra”, frisou.Denílson informou que o Giforseg está agendando uma série de manifestações em todo o Estado. “Avisamos à sociedade. A greve da categoria é iminente. A Polícia vai parar porque o governador do Estado não tem responsabilidade com o servidor público nem com a segurança dos cidadãos”, protestou, acrescentando que “Minas é o Estado da Federação onde mais se maltrata o servidor público”.
O líder sindical disse que os caixões que foram colocados em frente à Assembléia Legislativa representam a omissão do governo mineiro. “O povo de Minas merece um governo corajoso, sério. Minas não merece este governo covarde. Nós não vamos dar trégua para o governador Aécio, que mente e descumpre acordo celebrado com pais de famílias honrados e trabalhadores, que saem de casa todos os dias para dar segurança para o cidadão, e que muitas vezes nem sabem se retornarão para casa”, declarou.
Denílson afirmou que durante o governo Aécio 140 policiais já foram mortos.
Fonte: AQUI

Piadinha de hoje

Um homem andando pela rua encontrou uma lâmpada, esfregou e saiu um gênio.
O gênio disse ao homem que ele teria direito a 3 pedidos, mas com uma condição: para cada pedido que ele fizesse ele daria o dobro para a sogra dele.
Então o homem pensou e pediu:
- Quero muito dinheiro.
O gênio lhe deu muito dinheiro e o dobro para a sogra.
- Depois, pediu uma mansão.
O gênio lhe deu uma mansão e duas para a sogra
- Então, no último pedido ele pensou... pensou e pediu:
Eu desejo 1/2 INFARTO.
O gênio realizou seu desejo: deu-lhe 1/2 infarto e um inteiro a sogra.

Em cima da notícia

- BEBERICANA – Interessante uma loja bebidas, presente e artesanatos em geral montada no Mercado Municipal de Montes Claros. Segundo seu proprietário, Carlos Enrique Quintino Morais, a Bebericana surgiu da necessidade de oferecer ao turista e à população montesclarense mais uma opção de compras. Lá você encontra: Cachaças de Salinas e região, licores, pimentas, jogos em pedra sabão, panelas de pedra, artesanatos, móveis rústicos, kits especiais de bebidas e bebidas com rótulos personalizados.
Telefone (38) 3222 2322 – E-mail: bebericana@hotmail.com.
A Bebericana entrega em todo o Brasil.
- PT - Cresce os rumores de uma candidatura própria do Partido dos Trabalhadores em Montes Claros. A alegação é que o tempo precioso de TV faz a diferença. E uma chapa de puro sangue pode devolver ao partido suas duas cadeiras que ele tinha no legislativo, na legislatura passada, ou até mesmo amplia-las. Hoje, o PT não tem nenhum representante na Câmara, apenas ajudou eleger Lipa Xavier e Cori Ribeiro, na coligação PT, PC do B e PPS).
- PESAR – Morreu dias atrás, como um indigente excluído da sociedade, Tim Maia, o Tim do Norte. Um dos melhores músicos da cidade. Tocava vários instrumentos, mas seu xodó era uma bateria. Tocava nestes barzinhos afora, na companhia de vários artistas, dentre ele, Jorge Santos. Tim morreu em sua humilde residência, sentado em sua poltrona, como se estivesse atendendo a algum tipo de chamado (provavelmente de sua mãe), conforme Gilson Nunes, num belíssimo artigo no jornal O Norte. Leia AQUI

A maioria de seus amigos só ficaram sabendo de sua morte, através deste artigo.
- PC do B - O Partido Comunista do Brasil rompeu com a administração Athos/Sued . O vereador Lipa Xavier afirmou que o rompimento com a administração municipal foi caso pensado, de modo racional e amadurecido. Ele disse que a administração mudou a rota traçada ao assumir o poder, e o partido achou por bem manter-se firme às raízes, que são vinculadas ao interesses populares. Também afirmou que trabalhar para a reeleição e que o partido está sendo reestruturado, analisando novas e antigas filiações através de recadastramento. Lipa crê no bom combate e que não deveria se submeter a interesses do poder.
- CARGOS – Todos os filiados do PC do B entregaram seus cargos no governo. Ou melhor, quase. Caio, que brigava sempre para o partido tomar uma decisão, preferiu continuar no governo depois que o partido decidiu sair fora. Ele desfiliou do PC do B e continua na administração.
- Florzinhas da corrupção - Concordo "ipis-literes" com Eduardo Guimarães. Ah, esses gatunos de grande porte... Como são caras-de-pau, meu Deus... E não é que o tal do "ministro" do Superior Tribunal de Justiça, flagrado com as mãos na massa, teve um chilique... Gozados, esses gatunões: é só serem pegos que ficam doentes na hora. O Lalau (Nicolau dos Santos Neto) ficou doente. O Maluf ficou doente. Todos eles ficam. Esses corruptos são frágeis como florzinhas, gente! Como é que cabe tanta corrupção e sem-vergonhice em coisinhas tão frágeis, não?
- VIAGEM - Estranho esta licença do governador Aécio Neves. Se realmente ele vai para os Estados Unidos negociar com os bancos, para trazer recursos para Minas Gerais, porque esta licença, já que a viagem não é particular?
- DOM - Meu amigo quase padre Beto Crispim, direto de BH, discorda da opinião deste blogueiro, no "Em cima da Notícia" da semana passada, sobre o "novo" Dom de Montes Claros. Segundo Beto, ele é um Bispo dinâmico e que preza o diálogo. Além de ser um homem de discurso e práticas progressistas. Qualidades que o anterior de Montes Claros nunca teve, muito pelo contrário.
- BURRICE - Não tem jeito. A deputada Ana Maria continua dando bicuda toda vez que abre a boca. Falou tantas asneiras na audiência pública, que a Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizou na última quinta-feira, na Câmara municipal de Montes Claros, onde debateu os atrasos na execução do Programa Luz para Todos, que acabou levando uma sonora vaia. Ou melhor, várias vaias. Era só abrir a boca que recebia apupos. Saiu tonta...

20 de abr de 2007

Tem cheiro estranho no ar

Diante do inevitável movimento grevista das polícias, governador encaminha mensagem pedindo para ausentar-se do país por 15 dias. Porém, cresce rumores sobre seu estado de saúde.
Jornalista Paulo Braga - Montes Claros - www.montesclaros.com

Circulam pela periferia de Montes Claros rumores de que traficantes teriam encomendado a criminosos paulistas a matança de 50 viciados e "aviões" inadimplentes, por ordem de tempo e valores em atraso. A matança teria um cronograma, para possibilitar arrependimentos. Ou seja, quem paga sai da lista suja. Verdade ou boato, o certo é que quase todos os dias acontecem assassinatos ou tentativas de, contra gente que tem prontuário por envolvimento com drogas em Montes Claros. E se já ouvi dizer, creio que policiais também sabem dessas "notícias". A eles a responsabilidade da investigação. Ainda que só "gente suja" integre a tal lista dos 50, a violência e suas balas perdidas assustam a toda a população de Montes Claros, assim como o tráfico alimenta também os assaltos, furtos e outros crimes. Já o vigésimo quarto homicídio do ano em Montes Claros, segundo o JORNAL DE NOTÍCIAS, foi praticado por um lavrtador de 65 anos de idade, a golpe de canivete, contra um de dois homens bem mais jovens e fortes que o assaltavam. Conforme o jornal, o ladrão sobrevivente confessou o roubo, mas, ainda assim, o velho trabalhador rural acabou autuado em flagrante e preso. Se a notícia não está errada ou incompleta, alguém na Ordem dos Advogados do Brasil poderia fazer o favor de providenciar a soltura do velho trabalhador, que agiu em legítima defesa da própria vida?
pauloabraga@hotmail.com

Afastado primeiro prefeito do Brasil envolvido com a Máfia dos Sanguessugas

Jornalista Fábio Oliva - Januária/MG
Menos de uma semana depois da passagem da Caravana Todos Contra a Corrupção pelo município, João Ferreira Lima (PSDB), de Januária, no Norte de Minas, tornou-se hoje o primeiro prefeito do Brasil afastado do cargo por envolvimento com a Máfia dos Sanguessugas, que ficou conhecida por desviar recursos públicos através de um esquema de venda superfaturada de ambulâncias e pagamento de propina a prefeitos e deputados. Segundo o Ministério Público Januária, Lima teria recebido R$ 14 mil de propina. Os recursos teriam sido depositados na conta corrente bancária do procurador jurídico de Januária, advogado Roberto Lima Neves. Os membros da comissão de licitação também teriam dividido propina no valor de R$ 6 mil, depositados na conta do presidente da comissão, José Wellington Gonçalves Dias.
A ação civil pública manejada pelo MP tem 12 réus. Além do prefeito e do procurador jurídico, também estão sendo processados os ex-prefeitos Josefino Lopes Viana e Valdir Pimenta Ramos, os membros da comissão de licitação José Wellington Gonçalves Dias, Nair Guedes Carvalho e Dilma Glória Ferreira Ramos; mais Luiz Antônio Trevisan Vedoin, Darci José Vedoin, Ronildo Pereira de Medeiros e as empresas Planam Comércio e Representações Ltda e Frontal Indústria e Comércio de Móveis Hospitalares Ltda.
Além de afastar o prefeito do cargo, o juiz Geraldo Andersen de Quadros Fernandes, da 2ª Vara Cível da Comarca de Januária, também determinou a quebra dos sigilos bancários e fiscal dos envolvidos e colocou seus bens em indisponibilidade. O MP também pediu a condenação dos acusados no pagamento de R$ 400 mil a título de dano moral difuso em favor do Município de Januária, e a devolução de R$ 318,3 mil gastos com as licitações. Da decisão cabe recurso para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, mas o MP acredita que o TJMG manterá a decisão de primeira instância, em face da quantidade e da robustez das provas existentes nos autos.

Um país mais transparente

Escrito por Eduardo Guimarães
Em 1998, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disputou a própria sucessão graças à emenda constitucional que conseguiu aprovar no Congresso às custas de uma escandalosa compra de votos. Não houve CPI nem qualquer investigação, apesar das gravações de parlamentares do PFL confessando que foram pagos pelo então ministro das Comunicações, Sergio Motta, para votarem a favor da emenda constitucional que favorecia as pretensões continuistas de FHC.
Em 1999, depois de passar a campanha eleitoral de 1998 dizendo que se Lula ganhasse a eleição presidencial daquele ano desvalorizaria o real frente ao dólar, FHC foi quem desvalorizou a moeda, o que constituiu um dos maiores estelionatos eleitorais da história deste país, sem contar que banqueiros amigos da equipe econômica fernandina encheram as burras de dinheiro comprando dólar barato às vésperas da maxidesvalorização. Só Francisco Lopes, então presidente do Banco Central, foi investigado. E depois ficou tudo por aquilo mesmo.
Durante a octaetéride tucana, o Brasil vendeu mais de 100 bilhões de dólares de patrimônio público. FHC dizia que com os recursos das privatizações faria grandes investimentos em Saúde, Educação etc. Os 100 bilhões de dólares desapareceram. Nada foi investido no que havia sido prometido. A Vale do Rio Doce, por exemplo, então uma das empresas mais rentáveis do mundo, foi vendida por cerca de um ano de seu faturamento. O sistema Telebrás, então avaliado em 100 bilhões de dólares, foi vendido por 20 bilhões. Nada de CPI, nada de indiciamentos, nada de nada.
Foi com satisfação, portanto, que acabo de ver na internet que o ex-presidente do PT e atual deputado federal pelo PT de São Paulo, José Genoino, e mais dez pessoas envolvidas no escândalo do mensalão viraram réus em inquérito no STF. Hoje, na era Lula, o Brasil é um país mais transparente. O presidente da República e seu partido, diferentemente de FHC e de seus PSDB e PFL, não obstruíram a Justiça.
Cada vez mais me dou conta da boa escolha eleitoral que o Brasil fez em 2002 e no ano passado, no que tange a Presidência da República. O combate à corrupção nunca foi tão intenso. A mídia, diferentemente do que fazia no tempo de FHC, pressiona o poder Executivo federal e impõe um acompanhamento estrito do poder central. Mesmo com toda distorção dos fatos, com todas as acusações injustas que ela faz a Lula e ao seu partido, ainda prefiro assim do que a forma como ela atuava no tempo de FHC, quando acobertava as falcatruas dele, do PSDB, do PFL.
Fonte: http://edu.guim.blog.uol.com.br/ / http://desabafopais.blogspot.com/

WAN-DICK: UMA LIÇÃO DE HOMEM PUBLICO

*Roberto Ribeiro de Andrade
Dia 6 de Abril último, Wan-Dyck completou 90 anos. Mais da metade deles vividos em Bocaiúva. Prefeito por 14 anos, ele construiu quase todos os prédios públicos da cidade, principais avenidas, quase todo o calcamento, a Lagoa Sanitária, captação da água do Rio da Onça, e fomentou na cidade o melhor ambiente de toda sua historia. Sem perseguição política, sem o ranço e sem mediocridades. A historia sempre se lembrará dele, como o melhor prefeito de todos os tempos da Terra do Senhor do Bom-Fim.

De onde veio a finesse dos Dumont
Uma interrogação é comum em todo bocaiuvense - De onde vêm esses nomes diferenciados e a finura dos Dumont, nascidos no isolamento do sertão mineiro?
Como informa a família, o avô paterno de Wan-Dyck, Francisco Alves Dumont, viera da França, com três irmãos, para o Arraial do Tijuco (Diamantina). Eram comerciantes de pedras preciosas. Seguiu para Jequitaí onde o diamante era abundante. Em Jequitaí nasceu o seu pai, Francisco de Moura Dumont, que se casou com Carlota Gomes da Fonseca. Mais tarde, seu pai sobe rio acima, até Conceição de Barreiros, (hoje Francisco Dumont) acompanhando as novas lavras. Ali se estabeleceu. Num velho sobrado, que existe no centro de Francisco Dumont, nasceram Wan-Dyck e seus irmãos.
Dona Carlota, sua mãe era uma pessoa de fino trato. Estudou na Escola Normal de Montes Claros. Viagem penosa no lombo de um cavalo era o único meio de se chegar à escola. Uma das poucas professoras formadas de toda região.
Seu pai era autodidata. Sócrates comenta: - “Meu pai contava sempre, que ele teve um mês de escola com uma pessoa chamada Cláudio. Muito boa, mas bebia bastante. Ele desenvolveu seu conhecimento com livros. Deixou uma biblioteca moderna que não vê hoje. Ele tinha estudo antecipado ao conhecimento da época. À medida que nasciam os filhos ia ele dando nome, de conformidade com os heróis encontrados na literatura”.
- “Síria foi escolha de minha mãe, devido a um romance que lera”, interfere Wan-Dyck. “Eles vieram por antecipação dos tempos modernos” – completa Sócrates.

Herança de empreendedores
O avô materno chamava-se Daniel Gomes da Fonseca, um visionário que construiu em Jequitaí uma fábrica de tecidos e outra de lapidação de diamante. Seu tio, Daniel Farmacêutico, foi uma figura lendária devido à sua habilidade política e eficiência no diagnostico e tratamento das doenças. Atendia à população em todas as necessidades, inclusive cirurgias. Daniel era um faz tudo. Político habilidoso liderou a cidade por muito tempo.
Quando entrei só tinha uma
O JORNAL DE BOLSO entrevistou Wan-Dyck, com a assessoria eficiente de sua esposa Celeste, e contribuição de seu irmão Sócrates. A certa altura o entrevistado registra. “Quando entrei para a prefeitura, em, só tinha uma escola (grupo) na cidade, a Coronel Fulgêncio (hoje E.E. Genesco Augusto Caldeira). Deixei seis”.
Na sua administração, o prefeito Wan-Dyck construiu as escolas: E.E. Gastão Valle, E.E. Antônico Soares, E.E.Odilon Loures, E.E.Gilberto Caldeira Brant, E.E.Américo Caldeira Brant, E.E. João Ozório de Queiroz (Terra Branca) e concluiu a EE. Zinha Meira, que estava parada.
Como prefeito, foi o que mais trouxe melhorias para a cidade. Construiu o Fórum, a Cadeia, a Rodoviária, o prédio da Receita Federal, a Praça José Maria Alkmim, as avenidas Presidente Dutra (Herbert de Souza) e Francisco Dumont; a Lagoa Sanitária, parte do esgoto, quase todo calcamento que existe e a Ponte do Macaúbas.
‘ - “Sua maior obra foi à captação da água do Rio da Onça. 40 quilômetros na pedra” acrescenta Celeste, sua esposa.
Wan-Dyck promoveu o melhoramento das relações entre as pessoas da cidade. “Eu pagava os empregados da Prefeitura na fabrica de “ broquetes”, fala.
A relação direta do prefeitos com os funcionários e com a população foi um mudança simples que solucionou questões complexas.

Perdeu eleição por descuido.
Wan-Dyck foi eleito vereador em 1953. Em 1958 foi derrotado nas urnas por Geraldo Cadeira Valle: 32 votos. “Porque não foi buscar os votos de Covancas”, alerta Celeste. Lugarejo próximo de Francisco Dumont, com a totalidade de votos para ele, e que mudaria o resultado da eleição.
Sem qualquer constrangimento da sua parte, e surpresa por parte da situação, Wan-Dyck foi à casa de seu adversário, parabenizando pela vitória.
Esse comportamento diferenciado se repetiria pela sua afora.
Essa inovação de comportamento tem o maior significado, considerando-se que Geraldo Caldeira Valle foi quem mandou quebrar as urnas vindas de Terra Branca, para seu partido conseguir a vitória sobre Flaminio Freire, do mesmo grupo político de Wan-Dyck, em eleição no final da década de 1940.
Certa vez Wan-Dyck, devido a essa sua maneira gentil e respeito à palavra empenhada, provocou a derrota de seu irmão Cícero, candidato a deputado estadual. Sem mágoa ele conta: “Sofri um acidente perto de Brasília de Minas e fui muito bem atendido pelo prefeito daquela cidade. Ele me levou para casa dele. Foi muito atencioso comigo. Quando ele foi candidato pediu o meu voto. Disse a ele que meu voto eu o daria e votei nele”.
Cícero perdeu a eleição por 1 voto.

O fomentador de bem estar
Mesmo se Wan-Dyck não tivesse feito todas as obras, beneficiando Bocaiúva e seu povo, seu nome estaria gravado na historia da cidade, como o político que mais contribuiu com o bem estar do povo de Bocaiúva.
Muitos não sabem, ou se esqueceram das obras que ele fez, mas ninguém se esquece da qualidade de vida que favoreceu, durante os 14 de seu governo.
Sem dúvida alguma, de 1961 a 1975 Bocaiúva viveu o período mais feliz de sua história

*Jornalista e Psicólogo

Para năo esquecer!

Hoje faz exatos dez anos que o índio Pataxó Galdino Jesus dos Santos foi morto, queimado por jovens filhos de papai de Brasília, numa parada de ônibus.
Só para refrescar a memória, um dos pontos do desfecho do caso foi a decisăo da juíza do Tribunal do Júri de Brasília, Sandra de Santis Mello, que desclassificou o crime de homicídio doloso (intenção de matar) para lesăo corporal seguida de morte.
Na lista dos acusados - que passaram pelo local do crime, foram a um posto de combustível e depois voltaram para jogar gasolina e atear fogo no índio -, estão filhos de grã-finos e de um desembargador.
Os caras mataram Galdino quando este estava, na madrugada do dia 19 para 20 de abril, na parada de ônibus esperando transporte para deixar a cidade, depois de ter participado de manifestaçőes do Dia do Indio na capital federal.
Leia AQUI o artigo de Frei Beto: Brasil: Índio Galdino, dez anos depois

Tasso surpreende e encontra Lula

O encontro de ontem entre Tasso e Lula dividiu a oposiçăo. O DEM năo gostou nada do presidente nacional do maior aliado ter se encontrado com o maior adversário. Curioso, pois năo faz muito tempo que era ACM quem estava com Lula. Tasso deixou o encontro afirmando que Lula mostrou-se aberto ao diálogo. O tucano também descartou fazer oposiçăo sectária. O senador disse ainda que Lula fez elogios ao antecessor, Fernando Henrique Cardoso, e destacou seu bom diálogo com os governadores tucanos Aécio Neves (MG) e José Serra (SP). Tudo muito amistoso, mas acordo sobre a CPMF - no qual os tucanos estavam de olho, nada. Lula pediu apoio para prorrogar o imposto, mas se negou a dividi-lo com os estados.

Negras e Negros do Brasil – Rumo a Construção de um Projeto Político

Hoje (20/04), às 19 horas, no CREA MG (Av. Álvares Cabral, XXX, Bairro Gutierrez), em Belo Horizonte, será oficialmente lançado o Congresso Brasileiro de Negras e Negros do Brasil – Rumo a Construção de um Projeto Político para o Brasil. O evento reunirá mais 350 delegados eleitos em suas bases nos mais diversos Estados do País, além de convidados e autoridades, que durante os dias 21 e 22, debaterão os mais diversos temas políticos, sociais e econômicos. O congresso acontecerá nas dependências do SESC Venda Nova, à Rua Maria Borboleta s/nº, Bairro Venda Nova e promete incluir o país num grande debate político propositivo. O Congresso será itinerante e será encerrado no mês de Abril de 2008, sendo que até lá várias outras atividades nacionais acontecerão no mais diversos estados brasileiros, buscando assim contemplar toda diversidade e pluralidade racial existente em nosso país.
Segundo o representante do Grupo de Consciência Negra - GRUCON/Montes Claros -, Hilário Bispo (foto), hoje, às 15:30 horas, haverá um grande ato público na Praça 7, em BH, em defesa a liberdade religiosa e contra toda e qualquer forma de intolerância religiosa.

19 de abr de 2007

Alfabeto passará a ter 26 letras

Está para entrar em vigor a unificação da Língua Portuguesa que prevê, entre outras coisas, um alfabeto de 26 letras.
"A frequência com que eles leem no voo é heroica!". Ao que tudo indica, a frase inicial desse texto possui pelo menos quatro erros de ortografia. Mas até o final do ano, quando deve entrar em vigor o "Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa", ela estará corretíssima. Os países-irmãos Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste terão, enfim, uma única forma de escrever. As mudanças só vão acontecer porque três dos oito membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) ratificaram as regras gramaticais do documento proposto em 1990. Brasil e Cabo Verde já haviam assinado o acordo e esperavam a terceira adesão, que veio no final do ano passado, em novembro, por São Tomé e Príncipe.Tão logo as regras sejam incorporadas ao idioma, inicia-se o período de transição no qual ministérios da educação, associações e academias de letras, editores e produtores de materiais didáticos recebam as novas regras ortográficas e possam, gradativamente, reimprimir livros, dicionários, etc. O português é a terceira língua ocidental mais falada, após o inglês e o espanhol. A ocorrência de ter duas ortografias atrapalha a divulgação do idioma e a sua prática em eventos internacionais. Sua unificação, no entanto, facilitará a definição de critérios para exames e certificados para estrangeiros. Com as modificações propostas no acordo, calcula-se que 1,6% do vocabulário de Portugal seja modificado. No Brasil, a mudança será bem menor: 0,45% das palavras terão a escrita alterada. Mas apesar das mudanças ortográficas, serão conservadas as pronúncias típicas de cada país.
O que muda
As novas normas ortográficas farão com que os portugueses, por exemplo, deixem de escrever "húmido" para escrever "úmido". Também desaparecem da língua escrita, em Portugal, o "c" e o "p" nas palavras onde ele não é pronunciado, como nas palavras "acção", "acto", "adopção", "baptismo", "óptimo" e "Egipto". Mas também os brasileiros terão que se acostumar com algumas mudanças que, a priori, parecem estranhas. As paroxítonas terminadas em "o" duplo, por exemplo, não terão mais acento circunflexo. Ao invés de "abençôo", "enjôo" ou "vôo", os brasileiro terão que escrever "abençoo", "enjoo" e "voo". Também não se usará mais o acento circunflexo nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos "crer", "dar", "ler", "ver" e seus decorrentes, ficando correta a grafia "creem", "deem", "leem" e "veem". O trema desaparece completamente. Estará correto escrever "linguiça", "sequência", "frequência" e "quinquênio" ao invés de lingüiça, seqüência, freqüência e qüinqüênio.
O alfabeto deixa de ter 23 letras para ter 26, com a incorporação do "k", do "w" e do "y" e o acento deixará de ser usado para diferenciar "pára" (verbo) de "para" (preposição). Outras duas mudanças: criação de alguns casos de dupla grafia para fazer diferenciação, como o uso do acento agudo na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito dos verbos da primeira conjugação, tais como "louvámos" em oposição a "louvamos" e "amámos" em oposição a "amamos", além da eliminação do acento agudo nos ditongos abertos "ei" e "oi" de palavras paroxítonas, como "assembléia", "idéia", "heróica" e "jibóia".