Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

31 de out de 2008

PCdoB foi "expulso" da Prefeitura de BH e o PT está com os dias contados

Comunistas perdem os 14 cargos comissionados que tinham no Executivo municipal da capital, depois de 20 anos no poder
O presidente municipal do PCdoB, Zito Vieira, informou que a sigla comunista perdeu os 14 cargos que tinha na Prefeitura de Belo Horizonte, por conta do apoio da candidata derrotada do partido, Jô Moraes, a Leonardo Quintão (PMDB) no segundo turno.Zito disse que o PCdoB está na administração municipal há 20 anos e, mesmo quando não apontou o candidato vencedor, não perdeu os cargos.
“O prefeito Fernando Pimentel (PT) pediu os “carguinhos”. Foram 14 em um universo de três mil”, afirmou. Zito salientou que esperava lealdade da atual administração já que “os comunistas ajudaram Pimentel”.
A deputada federal Jô Moraes disse que respeita a decisão e se sentia satisfeita, pois os servidores foram demitidos “não por falta de capacidade e, sim, por questões políticas”.
PT prejudicado
Avaliação de aliados do prefeito eleito Marcio Lacerda (PSB) que participam das negociações para preenchimentos dos cargos é de que o PT será o principal prejudicado na formação do novo governo municipal. Detentor de 90% dos cerca de 883 cargos comissionados distribuídos entre secretarias, fundações, autarquias e regionais do município, o partido inevitavelmente terá de ceder espaço para acomodação dos outros 13 partidos que apoiaram a eleição de Lacerda: 11 da coligação formal (PSB, PTB, PP, PR, PV, PMN, PSC, PSL, PTN, PTC e PRP) e dois que participaram da campanha na informalidade (PPS e PSDB).
Apesar de ter contado com a participação de partidos como PTB e PCdoB ao longo das últimas administrações, o PT se consolidou em praticamente todos os setores estratégicos da prefeitura, como as secretarias de Políticas Urbanas, Saúde, Planejamento, Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e Fundação Zoobotânica.
Segundo assessores do prefeito eleito, parte de todos os cargos da prefeitura tende a ser preenchida por vereadores aliados que não conseguiram a reeleição e por candidatos a vagas na Câmara Municipal que não obtiveram votos suficientes para chegar ao Legislativo da capital.

30 de out de 2008

Jadeu Leite esqueceu de descer do palanque

O prefeito ficha suja eleito de Montes Claros, Tadeu Leite, precisa desarmar os palanques, porque a eleição já acabou.
É preciso pensar como resolver as promessas de campanha, ao invés de continuar com sua antiga política rasteira, demagógica e criando rádio-peão em todos os cantos da cidade.

O esfacelamento continua: Aécio defende prévias no PSDB para 2010

"O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, reafirmou ontem que não pretende deixar o PSDB para viabilizar uma eventual candidatura à Presidência da República em 2010. Questionado se o PMDB seria uma segunda opção, Aécio disse que a possibilidade não está no seu "horizonte", mas observou que acredita ter a missão de ser o interlocutor junto à legenda para a construção de uma aliança mais ampla em torno de um presidenciável tucano. Cotado como possível candidato à Presidência, junto com o governador de São Paulo, José Serra, Aécio mais uma vez defendeu a realização de prévias no PSDB para a escolha do presidenciável caso não haja consenso em torno de um nome. E cobrou que o instrumento de consulta seja regulamentado pela direção nacional do PSDB, para que esteja "à disposição" do partido.
"Isso não deve ser visto com temor por quem quer que seja. A prévia é um instrumento de mobilização das bases do partido. E, obviamente, é um dos instrumentos que facilitam a decisão partidária. Mas, ressalvo, as prévias só podem existir se houver disputa", ressaltou.”
Tribuna da Imprensa
Matéria Completa, ::Aqui::
Enviada por: Nogueira Jr

29 de out de 2008

PT de verdade lança PATRUS governador de Minas

O movimento «Coerência Petista» lançou o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, ao Governo do Estado, em 2010, em aliança com o PMDB, PCdoB e PRB. Mas antes de entrar na discussão de nomes, o movimento lançado ontem na Assembléia Legislativa de Minas Gerais quer promover uma reflexão interna que resgate os princípios do PT e que leve à construção de projeto para o futuro. O objetivo é fazer um alerta para evitar que aconteça em Minas o que ocorreu em Belo Horizonte. «Não vamos permitir que se faça no Estado o que foi feito no município a partir da aliança com PSDB, PPS e DEM. O PT desapareceu do processo», afirmou ontem o petista Rogério Correia, delegado do Ministério do Desenvolvimento Agrário em Minas. A mobilização, também encabeçada pelo vice-presidente do PT, deputado estadual Padre João, pela vereadora Neila Batista, o pelo prefeito de Coronel Fabriciano, Chico Simões, e o ambientalista Renê Vilela, que trabalha no Ministério do Meio Ambiente, entre outros, não dependeria dos movimentos de Patrus neste sentido. Mas será direcionado a um diálogo amplo dentro do PT, que possa tentar curar as feridas abertas no processo eleitoral e recoloque o partido nos trilhos. «O ponto de encontro das diversas tendências aqui representadas é a coerência e o resgate de um partido democrático, que as decisões sejam tomadas com a participação popular dos filiados, o que não aconteceu», afirmou Padre João. Chico Simões disse que o movimento não tem o intuito de separar ninguém, mas de fazer uma reflexão. «Esta aliança do PT com o PSDB não cabe no entendimento dos eleitores. Se forem somados os votos que o Leonardo (Quintão, do PMDB) teve, mais os brancos, nulos e abstenções chegam a quase 57% do total. Belo Horizonte não aprovou isso. O eleitor mostrou que o PT é diferente do PSDB», completou Chico Simões. Hoje, segundo ele, não há um órgão de imprensa do país que fale em vitória do PT, mas do governador Aécio Neves (PSDB). «Onde é que o Marcio Lacerda (prefeito eleito de Belo Horizonte) foi comemorar sua vitória? No Palácio das Mangabeiras, residência oficial de Aécio», observou.
Ele considera que este movimento serve, inclusive, para que o prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, reflita sobre o que fez. «Não existe idéia preconcebida. Não é pra chegar com fórmula pronta, mas permitir uma reflexão sobre este equívoco. O Pimentel virou coadjuvante de quinta categoria».

28 de out de 2008

Agora, governo se dedica à reforma política

“Encerradas as eleições municipais, o governo vai agora se empenhar para viabilizar a reforma política já na sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As articulações estão sendo coordenadas pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, que colocou na internet (www.mj.gov.br), para consulta pública, cinco anteprojetos de lei e uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que virariam do avesso o atual sistema político.
O governo quer financiamento público exclusivo para as campanhas eleitorais, lista partidária, fidelidade, inelebilidade para candidatos com ficha suja condenados em segunda instância, mudanças nas regras de coligação e cláusula de barreira que avalie o desempenho dos partidos.
Prorrogada até 15 de novembro, a campanha da consulta pública aberta pelo Ministério da Justiça já contou com sugestões de cerca de 100 entidades da sociedade civil – entre elas a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – propondo alternativas aos projetos do governo, mas todas favoráveis à reforma política.”
Vasconcelo Quadros, JB Online
Matéria Completa, ::Aqui::

Pena de morte para os corruptos!

O ex-diretor do Banco da China Liu Jinbao foi executado em praça pública por corrupção, ele foi condenado pelo Tribunal Popular Municipal de Changchun na China em agosto de 2005.
O ex-presidente do escritório em Hong Kong do Banco da China era uma das quatro personalidades principais das entidades estatais do país, foi condenado à pena de morte e executado por corrupção, e seus bens foram confiscados pelo Estado que ainda cobrará de sua família o serviço do carrasco.
''O caso é um exemplo da eficiência da supervisão sobre os altos executivos das instituições financeiras'', disse Wang Zhaowen, porta-voz do Banco da China.
Liu foi acusado de desviar US$ 1,75 milhão (1,44 milhão de euros) e receber subornos no valor de US$ 172 mil (140.000 euros)."
Se compararmos com o que foi roubado dos cofres públicos de Montes Claros, através de ex-prefeitos "nas licitações", "no Cesu", "no Mocão"... esta bagatela vira uma merreca.
Mas se essa coisa virar moda por aqui, vai faltar PAREDÓN!
Na CHINA eles são condenados à morte, no Japão se suicidam, aqui no Norte de Minas eles viram heróis com a vista grossa das autoridades, proibindo inclusive, assinaturas contra os fichas sujas, e com a anuência dos cidadãos mais incautos.
É coisa de "cultura do rouba mais faz", que algum antropólogo ou sociólogo explique!

Dos 30 prefeitos eleitos no 2º turno, 22 são alvo de ação na Justiça, dentre eles, Luiz Tadeu Leite.

A maioria dos prefeitos eleitos no último domingo (26) terá de conciliar as atribuições inerentes ao novo mandato com a resolução de processos na Justiça. Dos 30 que venceram o segundo turno, 22 têm pendências judiciais nos tribunais estaduais, na Justiça Federal ou no Supremo Tribunal Federal (STF). São oito prefeitos de capital e outros 14 de cidades médias. Isso equivale a 73,3% dos prefeitos de municípios com mais de 200 mil eleitores cuja eleição foi decidida nesse fim de semana.
Ao todo, eles respondem a 115 ações. Entre elas, há pelo menos 20 processos de execução fiscal, ou seja, de cobrança de dívidas, e outros seis por improbidade administrativa. Também foram identificadas ações indenizatórias, de falso testemunho e crimes de responsabilidade, contra o meio ambiente e eleitoral. O prefeito eleito de Montes Claros, Luiz Tadeu, têm 11 processos.

Os dados fazem parte de cruzamento de informações entre o resultado das urnas e levantamentos feitos na reta final das eleições pelo Congresso em Foco nas páginas dos tribunais na internet.

O juiz Paulo Henrique Machado, secretário-geral da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), avalia que o eleitor deveria ter um “extremo cuidado” nos casos em que um candidato responde a processo por improbidade administrativa. “A Justiça não recebe uma ação dessa natureza sem o mínimo de evidências”, explica. Já nos casos de processo por execução fiscal, Machado destaca que é preciso avaliar caso a caso, uma vez que a natureza dessas ações é “muito variada”. O magistrado, que coordenou a campanha “Eleições Limpas – Pelo Voto Livre e Consciente”, explica que a intenção da AMB ao divulgar listas com políticos que respondem a processos na Justiça foi “facilitar o direito à informação do eleitor”. “Respeitamos o eleitor que, mesmo sabendo que o candidato responde a processo, votou nele. Mas lamentamos aquele que votou sem saber”, afirma

(veja a lista de políticos processados divulgada pela AMB).

Fonte: Congresso em Foco

27 de out de 2008

60% perderam eleição. 40% elegem Tadeu Leite

Dos aproximadamente 226 mil eleitores de Montes Claros, 95 mil, cerca de 40% do eleitorado, escolheram Luís Tadeu Leite para governar a cidade pelos próximos 4 anos. Os outros, 130 mil, em números redondos, perderam o pleito, escolhendo entre Athos Avelino, 86 mil, e o restante, quase 40 mil, preferiram a omissão, deixando para o acaso.
O grande vencedor, além do candidato eleito, é o Instituto Aprove, genuinamente montes-clarense, o único a acertar as previsões, contrariando totalmente os grandes institutos brasileiros, o Ibope e o Vox Populi. Por esses institutos, a diferença pró-Tadeu ficaria entre 25 a 30 mil votos, mas ficou apenas em torno de 8 mil votos, uma diferença mínima, assim como aquela entre os candidatos, cerca de 5% dos votos.
Os números dos dois candidatos foram praticamente divididos em quase todas as urnas da cidade, com um ou outro obtendo vantagens em uma ou outra seção, ficando o desequilíbrio em favor de Luis Tadeu em parte da Zona Rural.
Embora tenha perdido o pleito, também Athos Avelino saiu vencedor. Primeiro por administrar a cidade por 4 anos e, depois de vários anos, pela primeira vez sem transformar-se em manchetes por irregularidades. Ao contrário, nestes quase 4 anos a cidade destacou-se pelos vários prêmios que ganhou, inclusive internacionalmente, pela excelência na administração em vários setores, sobretudo sociais. Athos também demonstrou força eleitoral, de vez que, praticamente sozinho enfrentou, durante todo o pleito, cinco grupos que se uniram em torno do adversário de Athos, Tadeu Leite.
Leia a matéria completa AQUI

26 de out de 2008

Oposição fortalecida: Assembleia de Minas recebe três bons reforços


Com as vitórias de Roberto Carvalho (vice-prefeito eleito de Belo Horizonte), Públio Chaves (prefeito eleito de Ituiutaba) e Tadeu Leite (prefeito eleito de Montes Claros), três petistas reassumem suas cadeiras na Assembleia Legislativa de Minas: Maria Tereza Lara, Carlos Gomes e Adelmo Leão.

Ficha suja é eleito prefeito de Montes Claros

O prefeito eleito de Montes Claros foi o ex-prefeito Tadeu Leite. Ficha suja, ele foi beneficiado com a "justiça" de Montes Claros, que proibiu os religiosos colherem assinaturas nas seções eleitorais de apoio ao projeto de lei que veta condenados.
A Igreja Católica intensificou a campanha de coleta de assinaturas em favor de um projeto de lei que busca vetar em candidatos condenados em primeira instância em ações criminais ou de improbidade administrativa, caso do Sr. Luiz Tadeu Leite. Porém, a justiça acatou ação impetrada pelo prefeito eleito ficha suja Tadeu Leite, contra a Igreja Católica na campanha de conscientização dos eleitores.

25 de out de 2008

São Paulo não é lixeira

A Bahia, após décadas sendo espoliada, devastada, corrompida, pelo PFL/DEM de ACM, deu o seu grito de independência. Elegeu em 2006 Jaques Wagner, do PT, para governador, e agora em 2008 se livrou do ACMinho do DEM.O Rio, após anos de desgoverno de César Maia do PFL/DEM, hoje considerado o pior prefeito do Rio, se livrou desse mal. Em Porto Alegre, RS, o candidato do PFL/DEM, Onix Lorenzoni, obteve 5% dos votos.Assim foi em todo Brasil: onde o DEM/PFL era governo, o povo sabiamente os baniu nas urnas. O PFL/DEM é, segundo o TSE, o partido mais corrupto do Brasil, o partido que tem o maior número de prefeitos e deputados cassados, por corrupção e até por crimes de assassinatos.
Quem não se lembra do Hildebrando “Motosserra” Pascoal, e do deputado Natalino Guimarães, do DEM, preso recentemente no Rio, chefe que milícia acusado de vários crimes, inclusive assassinatos? Sampa resolveu ser a lixeira do Brasil. Pelas pesquisas eleitorais, deve eleger o Kassab – do Pitta, do Maluf – prefeito de SP.
No primeiro turno da eleição, ao se livrar de Maluf e de vários candidatos a vereador indecentes, como o tal marido da Ana Maria Brega, Marcelo Frisoni, e do Serginho Malandro, sampa deu a impressão que amadurecera politicamente. Mas agora, no 2º turno, uma parte dos eleitores de demonstra que não se importa com a cidade, não se importa em que ela seja má administrada, que ela seja roubada.
Uma parte do povo de sampa não se importa em ser roubado, em ter péssimos serviços públicos, em ter no comando da prefeitura pessoas que nas urnas não teriam meia dúzia de votos, como Quércia, Pitta, e toda corja que os acompanha há décadas.
Kassab vai colocar na administração de SP o que há de pior na política brasileira. Gentinha com mentalidade tacanha, reacionária, corrupta, truculenta, sem nenhum compromisso com o desenvolvimento da cidade, do país, sem compromisso com a população.
O risco de sampa vir a ter César Maia ou Bornhausen ocupando cargos no governo é imenso, essa gentinha foi afastada nas urnas, mas pelas mãos de Kassab vai voltar, e com um sede imensa de poder.
Não transformem a cidade mais rica do país em lixeira do Brasil.
Jussara Seixas

SERRA E KASSAB, A MÁFIA PAULISTA


Quem não vai gostar deste vídeo são os almofadinhas do "CANSEI" e os neuróticos jornalistas da Folha de São Paulo, Estadão, Veja, Rede Globo, SBT, Rede Record, RedeTV, Correio Brasiliense, O Globo, Jornal do Brasil, O Dia, O Tempo, Estado de Minas, Gazeta...
Leia mais AQUI, no blog do Daniel.

Athos engoliu Tadeu

O candidato Athos Avelino se saiu muito bem no debate realizado pela InterTV. Foi superior ao seu oponente. Até mais dinâmico ele conseguiu ser. Diferentemente do que aconteceu na TV Geraes, onde Tadeu levou uma pequena vantagem, e apontei isso neste blog, desta vez o Athos corrigiu os erros. Ganhou com folga. No confronto Tadeu transmitiu desconforto porque não conhece mais Montes Claros, porque mora em BH. Chegou ao ponto de dizer que ficou rico e que tem muito imóveis, apesar de ficar lambendo feridas nas favelas, em época de eleições.
Athos mostrou firmeza, seriedade, franqueza e tranqüilidade. Athos apresentou bem as realizações da administração e suas propostas para um novo governo, para Montes Claros avançar mais. Falou direto ao coração do cidadão.
Athos mostrou porque quer dar continuidade a grandes obras e serviços de interesse direto da população, como asfaltar todas as ruas de Montes Claros, dobrar o número de equipes do PSF, aumentar o Bolsa Família para 40 mil famílias, implantar o Passe Estudantil, aumentar para 4 mil as vagas de pré-vestibular, terminar 5 avenidas sanitárias e construir mais duas, construir 3 mil casas populares e manter baixo o preço da passagem. Tadeu Leite estava nervoso e agressivo. Mostrou desconhecer o que está sendo feito na cidade, depois de morar 12 anos em BH. Tentou fazer cobranças de Athos de obras e serviços que estão sendo feitos, mas ele não conhece.
Tadeu não soube explicar sobre o prejuízo causado ao povo de Montes Claros durante seus 10 anos de governo. Deixou muitas dívidas, obras mal-feitas e é acusado pela Justiça de desvio de milhões da Prefeitura.
Athos mostrou que governou bem e vai governar melhor ainda.
Ficou clara a diferença de Athos em relação a Tadeu: confiança x insegurança; esperança x medo; honestidade x corrupção; licitação pública x indicação de empresas amigas; participação popular x autoritarismo; avanço x atraso. Ficou parecendo que ele tomou foi uma cachaça ao nvés de lexotan.
Leia mais AQUI no blog A PROVÍNCIA

24 de out de 2008

Não tem jeito

Athos é mesmo o melhor prefeito pra Montes Claros. Até Tadeu confirma isso..
Clique AQUI e assista o depoimento Tadeu no YouTube, elogiando Athos.

PASTOR APARECE NA TV E É IDENTIFICADO POR PARENTES DE VÍTIMAS DE PEDOFILIA

"Diga-me com quem andas, olhe-se no espelho e verás quem tu és…"
Parentes de vítimas do pastor José Edson Alves Froes, que responde por crimes de pedofilia, o reconheceram durante aparição no programa eleitoral do TRE. Foi o bastante para que procurassem a imprensa para pedir agilidade no julgamento do pastor, que teria molestado cinco crianças, conforme atesta site do TJMG – Tribunal de Justiça de Minas Gerais.O fato aconteceu na zona rural de Montes Claros, na Fazenda São João, região de Me Livre, conforme o inquérito nº 0433.082.56129-4, que tem origem na 1ª Vara criminal. As crianças A.BT.B., 08 anos; J.C.S.O., 10; M.E.M.S., 08; R.J.S.O., 08; e J.R.A.O. confirmaram que o homem iniciava a sedução pegando em partes intimas de seus corpos, durante o transporte até a escola.
O suspeito não foi localizado para falar sobre o assunto.
Segundo relato dos pais das crianças, o crime começou quando o suspeito ganhou uma licitação de transporte escolar. De acordo com Rosa Oliveira, o homem levava os menores da fazenda até o município para as aulas. Ela afirma que nesse percurso ele abusava das crianças. O fato foi descoberto quando os menores começaram a reclamar com os pais.
- Minha filha contou que no percurso até a escola o motorista falava sobre sexo e pegava neles. Ela me disse que o motorista passava a mão nas coxas e nos seios dela e das colegas, dizendo sempre que elas eram lindas. Conversei com a professora que confirmou que o motorista pergunta sempre por minha filha. Fiquei muito assustada e juntamente com meu marido decidimos mudar definitivamente para Montes Claros – afirma.
A criança, segundo a sua mãe, teme, agora, ir à escola, e já não dormia mais sozinha por medo.- Ela tinha medo de ir para escola e durante a noite não dormia sozinha. Tive que mudar de cidade. O homem usava um rádio modelo PM3 para atrair as crianças e dizia que elas ouviriam música. Como as famílias são simples, isso realmente chamava a atenção delas – afirma.
PROCESSO
O caso foi denunciado por vários pais que ouviram dos filhos a mesma notícia. A decisão de abrir inquérito policial foi de Jovino Barbosa Neto, pai de uma menina de 8 anos, também vítima do pedófilo. Em seguida, outros pais perderam o medo e também fizeram mesma denúncia. Maria Aparecida Teixeira, Alfeu Gonçalves de Oliveira, Valnice Celestino da Silva Gomes afirmam que seus filhos também foram vítimas.
O caso está sendo analisado e chegou ao conhecimento da justiça em 30 de setembro desse ano, mas o ministério público ainda não denunciou o suspeito. As famílias de todas as vítimas querem justiça e aguardam a decisão do juiz, que não se pronunciou sobre o caso.
Fonte: A Província

INGRATIDÃO? QUE FARSA!

Desde 1976, foi criado um grupo de esquerda (aproximadamente 45 pessoas), líderes do MDB, de igrejas, de sindicatos, profissionais liberais, estudantes, empresários e outras lideranças. Este Grupo pensava em mudar os rumos da política em Montes Claros.
Foi inciado um trabalho em espiral: de fora (periferia) para dentro (centro). Conscientizavam os cidadãos para a aplicação da verba do programa “Cidade Porte-Médio” (Toninho Rebello).
Buscou um líder vindo do povo, para assumir o posto de candidato a Prefeito. Os membros grupo foram chamados de birutas, loucos, meninos irresponsáveis. O trabalho do Grupo culminou com o grande comício da Catedral e a eleição de Tadeu para a Prefeitura.
No início ele seguiu os anseios e propostas do Grupo e do PMDB. Aos poucos, foi alijando os que o contrariavam em suas idéias: os primeiros foram os filhos do grande estadista Mário Ribeiro, depois os vermelhos, os barbudinhos e outros. As mulheres, coitadas! Só tínham vez, se bajulássem o candidato e família.
Nos anos 90, ele colocou pessoas sem caráter (filiando-os ao PMDB), para tornar a vida de alguns, dentro do partido, insuportável. Em 1998, trinta dos antigos companheiros saíram do partido, pois não tinham mais nenhum espaço.
Restavam uns oito do Grupo original em 2000. O candidato trouxe de Belo Horizonte, um tal de Agenor com seu grupo, que sentou o pé no computador do partido onde funcionários do PMDB organizavam as fichas para a convenção. Ainda recebíam telefonemas com ameaças no telefone do próprio diretório.
Todos eram impedidos de almejar alguma candidatura sem o sim do Rei.
Atualmente, do Grupo idealista e companheiro de 1982, quantos restam no PMDB?
GRATIDÃO SE CHAMA ATHOS 23.

23 de out de 2008

Juracy compra eleição em Porteirinha/MG


Dono de um patrimônio estimado em cerca de R$ 100 milhões, um empresário do Norte de Minas mostrou que o cargo de prefeito pode ser adquirido da mesma forma que se compra mercadoria em loja. Dono de uma extensa ficha de crimes contra o patrimônio público, o milionário Juracy Freire Martins comprou a eleição em Porteirinha, município de 37 mil habitantes e 29 mil eleitores. Embora tenha estimado gastos de apenas R$ 250 mil em sua campanha, de acordo com informações fornecidas à Justiça Eleitoral, assessores do empresário afirmam ele investiu cerca de R$ 5 milhões para vencer a eleição. Apenas na quinta-feira que antecedeu ao pleito, Juracy teria sacado numa agencia bancária local R$ 2,3 milhões em notas de R$ 50 e de R$ 100, vangloria-se um de seus correligionários.

Proprietário de várias fazendas, 13,7 mil bois, vários imóveis, máquinas e veículos, conforme declaração de bens fornecida à Justiça Eleitoral, o empresário fez de seu poderio econômico sua principal arma de campanha. Duas cerâmicas de Porteirinha trabalharam a todo vapor para dar conta de produzir milhares de tijolos doados a eleitores carentes das zonas urbanas e rural pelo candidato e por vereadores de sua coligação. A lista de materiais de construção doados aos eleitores em troca do voto ainda incluiu sacos de cimento, telhas, blocos, canos e caixas d’água. Mas a ilícita generosidade de Juracy com os eleitores de Porteirinha não parou ai. Um supermercado e algumas mercearias da cidade foram autorizados a entregar feiras completas a eleitores que portassem um cupom emitido por alguns assessores do candidato e vereadores de sua coligação.

Filmagens em poder da Justiça Eleitoral mostram eleitores falando sem inibição sobre os benefícios recebidos em troca de votos. Alguns eleitores chegaram a ser presos em flagrante pela Polícia Militar dias antes da eleição, no momento em que um caminhão de Juracy fazia a entrega de materiais de construção. Há pelo menos cinco ações de investigação judicial eleitoral em andamento contra Juracy, além de diversos boletins de ocorrência. Juracy foi eleito com 9.836 votos (44,8% dos votos válidos). Em segundo lugar ficou o atual prefeito, Alonso Reis (PT), com 7.799 votos (35,5%), em terceiro Preto Aguiar, com 4.196 (19,11%) e em último o Professor Halley, com 126 (0,57%). “A compra de votos correu solta, na vista da Justiça Eleitoral e do Ministério Público. Isso tirou a lisura do processo eleitoral em Porteirinha”, diz o prefeito, que tem esperança de continuar no cargo, caso Juracy seja punido por captação irregular de sufrágio e utilização indevida de suas emissoras de rádio em benefício de sua candidatura.

O Ministério Público eleitoral, através do promotor Ali Mahmoud Fayez Ayoub, propôs ação criminal contra Juracy Freire Martins, que teve um caminhão flagrado entregando materiais de construção a eleitores. O processo corre em segredo de Justiça. A primeira audiência foi ontem, e o empresário recusou a proposta de pagamento de uma multa como transação penal.
Fonte: Fábio Oliva - (38) 9195-7005
mailto:fhcoliva@terra.com.br

Igreja Católica de Montes Claros reafirma apoio ao candidato Athos

A Igreja Católica de Montes Claros reafirmou seu apoio ao candidato Dr. Athos Avelino.
Isto foi necessário visto que o candidato Tadeu Leite fez uso indevido do apoio anterior da Igreja, expresso em comunicado público, ao próprio candidato do PPS.
Clique na imagem para ampliar

Pesquisa do governo do estado mostra Athos na frente

(foto: ARQUIVO XU MEDEIROS)
O prefeito Athos Avelino, afirmou ter recebido informação de que pesquisa realizada a pedido do governo do estado apresenta resultado compatível com o da pesquisa do instituto Aprove: empate técnico entre ele e o também candidato a prefeito no segundo turno, Tadeu Leite. O prefeito que busca a reeleição não apresentou números, alegando que a pesquisa oficial só será divulgada nas próximas horas, mas pediu o esforço de todos os presentes para que o ajudem a assegurar a vitória:
- Vai ser uma disputa muito apertada e, para isso, preciso do apoio de todos vocês, formadores de opinião.
Athos diz precisar de mais um de cada voto dos 58 mil que eleobteve no primeiro turno
Na pesquisa do Aprove, Athos figura com 50,9% da intenção de votos contra 49,1% de Tadeu, se as eleições para o segundo turno fossem realizadas hoje.
Nas suas contas, o resultado do primeiro turno apresentou os seguintes números absolutos: de 225 mil eleitores aptos foram apurados cerca de 180 mil votos. Tadeu teve 83 mil; Athos, 58 mil; Ruy, 35 mil; Tiago Nascimento - Psol, 4 mil.
- Isto significa que 97 mil eleitores não votaram em Tadeu, acabando com o seu sonho de vencer no primeiro turno. Cabe a nós, agora, irmos atrás não só desses votos, como dos 45 mil que deixaram de votar ou que votaram em branco e anularam seu voto. E esta conta fica mais fácil ainda com a soma dos votos obtidos por Ruy Muniz e por Tiago, que estão do nosso lado no segundo turno.
9 MIL EMPREGOS
Athos discorreu ainda sobre sua administração, apresentando outros números: até setembro deste ano foram abertas 8.258 vagas de emprego, contra 6 mil de dois mandatos do ex-prefeito Jairo Ataíde. Como até dezembro o número de novos empregos em Moc deverá atingir 9 mil, ele diz que seu mandato abriu o triplo de vagas em relação a cada um dos mandatos de Jairo. E lembra que o último ano da segunda administração de Tadeu apresentou número negativo de 52 empregos.
E mais: a cidade carecia de 150 quilômetros de asfalto quando Athos assumiu. Vencidos todos os percalços da administração, saneadas as dívidas e azeitada a máquina, foram asfaltados 60 quilômetros:
- Temos condições, num segundo mandato, de asfaltar os 90 quilômetros que faltam, não deixando uma só rua sem pavimentação asfáltica em Montes Claros.
Athos se diz cada vez mais confiante na vitória no segundo turno.
Fonte: O Norte

22 de out de 2008

Perguntar não ofende:

Saraiva é Kassab? Tem filhos?

O Conselho de Leigos da Arquidiocese de Montes Claros pede que todos ajudem a divulgar mais uma mentira de Tadeu.

CONSELHO ARQUIDIOCESANO DE LEIGOS ARQUIDIOCESE DE MONTES CLAROS


NOTA DE ESCLARECIMENTO


O Conselho Arquidiocesano de Leigos é um organismo que busca integrar os leigos e leigas dos movimentos, das pastorais, daqueles que vivem sua vida comunitária numa paróquia ou comunidade, e dos que vivem sua fé cristã inseridos nas atividades da sociedade.
Nos últimos dias o Conselho Arquidiocesano de Leigos dentro das suas atribuições de despertar a consciência política escreveu uma carta recomendando para Prefeito, o cristão ATHOS, sendo a melhor opção para continuar os trabalhos de administrador esta cidade, por ser um candidato comprometido com a causa do reino.
Um outro documento está circulando na cidade veiculando apoio a outro candidato em nome dos leigos da Arquidiocese. Viemos esclarecer que essa é mais uma mentira, mais um ato de corrupção! Essas informações, diferentes das contidas no documento do Conselho de Leigos, caracterizam-se como inverdade, oportunismo e desrespeito ao organismo, que, oficialmente representa os Leigos da Igreja Católica.
Dessa forma, reafirmamos o nosso compromisso com o desenvolvimento da cidade, com a inversão de prioridades, com a transparência no uso dos recursos públicos, com a participação popular e contra a corrupção!
Por isso, recomendamos para prefeito, ATHOS 23! Para Montes Claros avançar mais...

Montes Claros, 21 de outubro de 2008
Sônia Gomes de oliveira

21 de out de 2008

TADEU QUER AUMENTAR PASSAGEM PARA R$ 2,00

As empresas Alprino e Transmoc querem aumentar as tarifas para R$ 2,00 ou mais. O prefeito Athos resiste. Não quer sacrificar as famílias mais pobres. Se o aumento acontecer, as empresas vão lucrar quase R$ 1 milhão por mês e R$ 10 milhões em um ano. Os passageiros de transportes coletivos não suportam mais despesas.
A Alprino e a Transmoc não se conformam em ter desembolsado R$12 milhões na licitação para asfaltar ruas e avenidas. Querem tirar o desconto nas costas do povo trabalhador. Sempre fizeram acordos por baixo do pano para não haver licitação, pagando propina para políticos corruptos.
Tadeu Leite sempre agradou os donos das empresas de transportes coletivos urbanos. Quando era prefeito, em julho de1994, no começo do Plano Real, aumentou o preço das tarifas em 37,5%, quando este aumento era proibido por lei. Em vez de marcar a passagem em R$ 0,16, aumentou para R$ 0,22.
As empresas de transportes coletivos sabem que negociar com Tadeu será diferente. Será uma ação entre amigos. Ele já promete acabar com a Transmontes para não haver fiscalização.

Colaboração: Álbano Machado

20 de out de 2008

O PT E A CIDADE: AVANÇO OU RETROCESSO?

*João Avelino Neto
O PT fez uma aliança com Athos em 2004 para implantar em Montes Claros um Governo democrático e popular em contraponto com os governos populistas e neoelitistas conservadores que administraram a cidade por mais de uma década. A coligação, verdadeiramente de esquerda, juntando-se o PPS - PT - PSB - PC do B, saiu-se vitoriosa, com o apoio do PDT e do PTB no segundo turno.
Naquela época, como agora, o adversário foi Luiz Tadeu Leite, que, em 2002, perdeu a sua primeira eleição, quando não se reelegeu para Deputado Estadual. Veio a segunda derrota, desta feita para Prefeito, fato que, para muitos, era o seu fim de carreira. Mas, eis que surge uma malfadada coligação majoritária e proporcional entre o PT e o PMDB, na eleição de 2006, e Tadeu é eleito com pouco mais de 40 mil votos, graças ao PT que amargou a perda de cinco cadeiras na Assembléia Legislativa, enquanto que ele , o embromador, não moveu uma palha em busca da reeleição de Lula em Montes Claros, já que no Norte de Minas ele não tem voto e tampouco liderança. Todavia, este comportamento personalístico, no agir só para si, se revelou em 1976, na campanha Municipal, quando candidatou-se à Vereador e o MDB lançou três candidatos a prefeito (Dr. Aroldo, Pedro Narciso e José da Conceição) em um dos santos arroubos de Genival, com um só vice, Nozito, mas nem assim, com tantos candidatos, o nosso personagem se dignou a pedir votos para Prefeito.
Voltando ao marco inicial, ou seja, a espetacular vitória de 2004, o desenrolar de uma administração popular plena tem muitos entraves pela frente, diante das práticas seculares do clientelismo. Entretanto, as linhas gerais dos instrumentos estratégicos foram lançadas, como é o caso do Orçamento Participativo, que não deve restringir somente aos recursos do Município, mas também sobre aqueles que provêm do Estad o e da União, mormente no que tange à Educação, à Saúde e à Assistência e Desenvolvimento Social.
Concluindo, o Governo Athos/Sued cometeu alguns pecados veniais, passíveis de simples penitência para a sua remissão, ao passo que o seu oponente cometeu pecados capitais, que não se apagam nunca na imagem ética do cidadão, por mais que ele invoque o nome de Deus e peça perdão a quem espezinhou. É como proclama a sabedoria popular: "pau que nasce torto, morre torto". Assim, por mais que eu tente, não dá para acreditar nele, mesmo depois que Eduardo Lima o vestiu de anjo, tentando tirá-lo do "pau oco".
*João Avelino Neto - Advogado

“- O CANDIDATO DO PMDB É DESONESTO E MENTIROSO!”

Ao ser proibido de usar as imagens do Presidente Lula no seu programa eleitoral, o Candidato do PMDB à Prefeitura de Montes Claros, que havia se apropriado da cópia destas imagens de forma indébita, disse no debate da InterTV que, ao contrário do seu adversário Athos Avelino, não precisa da “muleta”do Lula.
O Brasil com o Lula e Montes Claros com o Athos vivem o melhor momento, com o importante avanço dos programas sociais, dentre muitos o Bolsa Família, em que milhares de famílias pobres são promovidas à cidadania, quebrando o círculo perverso da pobreza.
Daí o candidato do PMDB nunca ter trabalhado para a eleição do Lula. O avanço da cidadania com o Lula e o Athos o impede de continuar incentivando o favelamento com a velha política do tapinha nas costas. O impede de continuar mentindo ao povo, lá de Belo Horizonte, de onde por telefone verborrage pela sua emissora de rádio programa diário de controle da mente e dos olhos de pessoas humildes em Montes Claros, para matar prefeitos como Mário Ribeiro e a Sra. Jaci, Toninho Rebelo, e nestes três anos o Athos Avelino e a Dra Vera. (E por que ele saltou Jairo, seu arquiinimigo?!).
Pobres inocentes pensando que o eterno candidato está próximo! Há 12 anos nem seus filhos estudam aqui, para conviver com os filhos dos pobres, nem sua esposa trabalha para esses, até para restituir em serviços os estudos que fez na UNIMONTES, paga por nós, e tomando a vaga de alguém. Ele e sua família só conhecem os problemas da cidade pelos olhos de seus informantes. É o (171) desonesto e impostor por natureza e profissão.
Athos Avelino, nosso candidato à reeleição, diferente do outro, precisa e tem a confiança do Lula e de todo o PT, mais os movimentos sociais, popular e sindical, para continuar a grande inclusão social que vem fazendo como Prefeito de Montes Claros.
(OS: Espero que o Athos Inaugure o Teatro de Montes Claros, para todo o povo ludibriado assistir a maior peça pregada nele por esse grande ator, cujo sonho é ser homem público.)

19 de out de 2008

Athos detona Tadeu no debate da Geraes

Novamente o prefeito Athos Avelino, candidato a reeleição em Montes Claros, saiu vitorioso no debate realizado pela TV Geraes. Enquanto Athos apresentou propostas, Tadeu ficou preocupado apenas em atacá-lo. Quando confrontado com fatos de conhecimento de todos, tergiversou, enrolou, enfim, mentiu e muito, como é de seu estilo e personalidade. Não deixou de observar, e por várias vezes, que Athos fora seu vice-prefeito... Sim, isso é verdade, mas no seu segundo mandato... No primeiro, de seis anos, o vice foi o Dr. Mário Ribeiro, graças ao qual as áreas de saúde e educação avançaram bastante, de vez que essas atribuições a ele foram delegadas pelo então prefeito Tadeu. Portanto, os desmandos de Tadeu, tais como a permissão para o favelamento da cidade e as famosas desapropriações sem o devido pagamento aos proprietários dos terrenos é de sua inteira responsabilidade. Assim sempre agiram os chamados líderes populistas, usando e abusando da credibilidade do povo, mormentemente das classes menos favorecidas e necessitadas, para as quais qualquer aceno de boa vontade de candidatos a governantes soa como verdadeira salvação, o resgate de que necessitam para continuarem sobrevivendo.

18 de out de 2008

Toda arrogância será castigada

"Nossa cultura ocidental se caracteriza por excessiva arrogância, exacerbada pela tecnociência com a qual domina o mundo. Em tudo mostra-se excessiva: na exploração ilimitada da natureza, na imposição de suas crenças políticas e religiosas e quando acha oportuno, na guerra levada a todos os quadrantes. Esta cultura padece do “complexo-Deus” pois pretende tudo saber e tudo poder". (Leonardo Boff)
O candidato Tadeu Leite além de ser o sinônimo da mentira, é também da arrogância. Ele joga a pedra, esconde a mão e põe a culpa nos outros. Aparece na TV com uma cara lambida, mas por trás continua sendo o Tadeu mafioso de sempre. Usa seus asseclas para disseminar o medo por toda a parte. Fala para seus alienados eleitores que a eleição ainda não terminou, mas já comemora como prefeito eleito, nos quatros cantos da cidade. Segundo o Jornal Hoje em Dia, Tadeu já montou o seu secretariado e a maioria responde por corrupção, dentre eles, os corruptos vereadores de Montes Caros que foram presos pela Polícia Federal, na operação "pombo-correio".
Quando Prefeito, Tadeu Leite usava o dinheiro da Prefeitura para pagar funcionários fantasmas, que na verdade prestavam serviços em seu jornal e em sua rádio, sem jamais pisarem na Prefeitura, salvo no dia de pagamento.
FICHA SUJA - Tadeu, em resumo, é um "Ficha Suja" e é um dos destaques da relação dos maus administradores divulgada pela AMB – Associação dos Magistrados do Brasil – e que reúne todos os juízes de nosso País.
Só para lembrar, todos os vereadores presos na operação "pombo-correio": AURINDO RIBEIRO, DR. ROSEMBERG, FÁTIMA PEREIRA, ATHOS MAMELUQUE, JÚNIOR DE SAMAMBAIA, LIPA XAVIER, MARCOS NEM e RAIMUNDO DO INSS, apoiam Tadeu, porque um gambá cheira o outro.
O vereador ILDEU MAIA escapou da prisão mas não escapou do processo do Ministério Público.
Leia + AQUI

17 de out de 2008

Athos recebe apoio de Thiago Nascimento e do PSOL/PSTU

Thiago Nascimento (foto) e Cibele Madureira, que disputaram a eleição majoritária em Montes Claros pelo PSOL/PSTU, no primeiro turno, declararam na tarde desta sexta-feira, 17, apoio a Athos Avelino no segundo turno das eleições para prefeito.
Candidatos a vereadores dos dois partidos também manifestaram apoio a Athos. "Decidimos pelo apoio a Athos devido às ações patrocinadas por ele em favor da juventude", justificou Thiago.
" Sou jovem. Tenho 23 anos e o futuro da nação é a juventude. O único candidato que representa de fato a juventude em Montes Claros é Athos Avelino, e é por isso que hipotecamos apoio a sua reeleição.
Foi Athos quem criou a Coordenadoria da Juventude, a Casa da Juventude, O Projuventude e o Passe Estudantil, entre outras ações que pesaram na nossa decisão. Enquanto que o outro candidato representa o atraso, o clientelismo, o retrocesso, o tapinha nas costas. Este tipo de política já acabou", comentou.
Thiago disse que o projeto de Athos Avelino é muito parecido com o seu. "O plano de governo de Athos é avançado e parecido com o nosso, faltando apenas algumas incorporações, que Athos se compromissou a fazer", lembrou.
No primeiro turno o voto é idealista, mas no segundo o voto tem queser para o melhor. E o melhor é Athos, que pratica uma política de comunidade e não uma política pessoal, como o outro candidato, que é demagogo", disparou.
Thiago disse, ainda, que sua participação e a de seus companheiros na campanha de Athos não é por cargos, apesar do seu partido ter quadros importantes na cidade. "Não temos também pretensão de apoiar alguém hoje, pensando em candidaturas amanhã, como muitos partidos fisiologistas fazem", concluiu
Sua candidata a vice, Cibele Madureira, se referiu ao fato docandidato do PMDB ter ido embora de Montes Claros. "Quem ama MontesClaros cuida. Não larga sua cidade como fez o outro candidato. Sou servidora municipal e já passei por 3 administrações e posso testemunhar que nunca o servidor teve livre arbítrio para optar sem perseguição, como está sendo agora, na gestão Athos Avelino. E é porisso que vamos votar em Athos, para não voltar o tempo da perseguiçãoe do abandono", enfatizou.
Mentira - Os membros do PSTU fizeram questão de desmentir as declarações de Danilo D`ávila, segundo as quais o partido iriaexpulsá-los. "Esse candidato de apenas 28 votos fica criando factóides para desarticular o grupo. Não existe o tal Comitê de Etica, do qual ele se intitula presidente. A verdade é que ele quer continuar sendo odono do partido na cidade e não admite nossa liderança", desabafouThiago.

Prédio fantasma e sumiço de dinheiro público são os carimbos do ficha suja

O que o candidato ficha suja a Prefeito em Montes Claros, do PMDB, tenta esconder, o povo já sabe e pode ser comprovado no processo que tramita no Tribunal de Justiça de Minas Gerais sob o número 1.0433.01.038756-4/0001. Esse processo levou a Justiça a bloquear os bens de Luís Tadeu Leite, para garantir o pagamento dos milhões de reais em prejuízos que causou aos cofres públicos entre 1993 e 1998.
Trata-se de ação movida pelo Governo do Estado de Minas Gerais, decorrente do sumiço do dinheiro destinado à construção do CESU - Centro de Estudos Supletivos - e que nunca foi erguido enquanto o dinheiro desapareceu, prejudicando milhares de pessoas, principalmente as mais carentes de Montes Claros.
O terreno onde deveria existir uma escola para servir a população de Montes Claros, ao lado do Fórum, é utilizado como estacionamento. A obra nunca apareceu e o dinheiro para a sua construção desapareceu.
Na sentença em que determina o bloqueio dos bens de Luís Tadeu Leite, o Relator, Desembarcador Duarte de Paula, destaca que a decisão ocorre ação "maculada de ilicitude civil penal, tributária ou administrativa"; "lesão ao patrimônio público", enquanto o seu autor, Luís Tadeu Leite, fazia crescer seu patrimônio pessoal, "resultante do enriquecimento ilícito.".
Em resumo, a Justiça compreende que enquanto foi prefeito, Tadeu ficou mais rico e desviou o dinheiro que era para servir ao povo. Em outras palavras, responde por improbidade administrativa. I
mprobidade é o mesmo que desonestidade, mau caráter, falta de pudor, contrário à moral e aos bons costumes. Desonestidade.
FICHA SUJA - Tadeu, em resumo, é um "Ficha Suja" e é um dos destaques da relação dos maus administradores divulgada pela AMB – Associação dos Magistrados do Brasil – e que reúne todos os juízes de nosso País.

FICHAS-SUJAS - Três ex-prefeitos que formam o "Panelão"de Tadeu somam 265 processos na Justiça

O "Panelão" formado contra o prefeito Athos Avelino, liderado pelo ex-prefeito Tadeu, possui currículo digno de inveja a qualquer mafioso. Somados, os três ex-prefeitos que integram os "fichas-sujas" ao lado do candidato do PMDB reúnem, nada mais, nada menos, que 265 processos na Justiça. A começar pelo cabeça, Luiz Tadeu Leite, com 57 processos.
O ex-prefeito Jairo Ataíde possui 63 processos, enquanto o ex-prefeito de Porteirinha, Wílson José da Cunha, campeoníssimo, possui 59 processos na Comarca de Porteirinha, e outros 96 na Comarca de Montes Claros, totalizando 155 processos. Os dados podem ser checados no site:
Se passarem a mão na Prefeitura de Montes Claros, os seus (deles) problemas se acabam. Pense, bem... analise a ficha de cada um abaixo:
TADEU LEITE:
Total de Pessoa(s) com o nome pesquisado: 1
Total de Processo(s) com o nome pesquisado: 57
Veja
AQUI
JAIRO ATAÍDE :
Total de Pessoa(s) com o nome pesquisado: 1
Total de Processo(s) com o nome pesquisado: 63
Veja
AQUI
WILSON CUNHA:
Total de Pessoa(s) com o nome pesquisado: 1 Total de Processo(s) com o nome pesquisado: 63
COMARCA DE PORTEIRINHAWILSON JOSÉ DA CUNHA Número: 167
Sexo: Masculino Tipo: Natural Quantidade de Processos: 59
Veja AQUI
Total de Pessoa(s) com o nome pesquisado: 2 Total de Processo(s) com o nome pesquisado: 96
COMARCA DE MONTES CLAROS
WILSON JOSÉ DA CUNHA:
Número: 8031
Sexo: Masculino Tipo: Natural Quantidade de Processos: 95
Veja AQUI

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros pede aos cristãos para votar em candidato com ficha limpa

Deixar-se influenciar

Dom José Alberto Moura, CSS


Os próprios opositores de Jesus reconheceram. 'Mestre, sabemos que és verdadeiro... Não te deixas influenciar pela opinião dos outros, pois não julgas um homem pelas aparências' (Mt 22, 16). Buscar a verdade exige de nós saber avaliar o ser e a conduta das pessoas pela sua caminhada com o bem praticado. Palavras podem não revelar tudo. O próprio Jesus admoesta que se conhece a árvore pelos frutos.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem norteado a população sobre a política para uma participação popular democrática, em que se escolhem pessoas para servirem a sociedade com valores éticos e de promoção da justiça social. Isto vale não só para as eleições deste ano. Lembram os bispos a necessidade dos eleitos realizarem o bom serviço, construindo um mandato participativo e que resolva as necessidades do povo, respeitando os valores da vida, do meio ambiente e da dignidade da pessoa humana, com postura e grandeza de caráter.

'Urge criar, no âmbito municipal, estruturas que consolidem uma autêntica convivência humana... No município, a política pode atender às necessidades concretas da população: saúde, educação, segurança, transporte, moradia, saneamento básico e outras' - CNBB. O texto dos líderes da Igreja lembra a necessidade de superação da cultura da corrupção, que 'perpassa as malhas da nossa história política. A corrupção pessoal e estrutural convive com o atual sistema político brasileiro e vem associada à estrutura econômica que acentua e legitima as desigualdades' - CNBB. Por isso, nas eleições, devemos exercer pedagogicamente nosso espírito de discernimento para analisarmos se colaboramos com a melhor escolha possível de quem possa ter atribuições morais e propostas que mais venham estar de acordo com o serviço ético e promotor do bem comum. A nova lei contra a corrupção eleitoral, com a participação do Movimento Contra a Corrupção Eleitoral (MCCE), composta por quase 40 entidades - CNBB, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e outras -, pretendida para melhorar a já em vigor, Lei 9.840, acrescentará mais rigor no encaminhamento da boa política. Por isso, estamos promovendo, com essas entidades, a coleta de assinaturas para melhorarmos ainda mais o pleito eleitoral para o futuro, impedindo a candidatura de condenados em primeira instância por crimes graves e de quem renuncia o mandato para não ser cassado. Não há maior valor agregado às eleições do que sermos pessoas conscientes do voto cidadão, para contribuirmos com a boa política. Base para tanto é darmos o voto responsável para quem sabemos ser quem tem melhores condições de desenvolver um projeto de real serviço à sociedade, não nos deixando levar por interesses que contrariem nossa colaboração com o benefício da população. Abster-se, anular o voto ou votar em branco não contribuem positivamente com a eleição. Por outro lado, súplicas devemos fazer a Deus para que todos dêem o seu voto correto e em base ao conhecimento da verdade dos candidatos, onde há o segundo turno. Seja eleito quem vai melhor servir bem o povo, com ética, dinamismo e respeito aos anseios e às necessidades da sociedade.

Nossa fé em Deus nos ajuda a colaborar com a promoção da vida, da família, da educação, da saúde, da segurança e do meio ambiente. Damos a César o que é de César, mas por causa do Criador (conferir em Mt 22, 21), que nos indica a missão de fazer da terra um convívio realmente humano, justo e fraterno.

Dom José Alberto Moura, 64 anos, da Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo (CSS), é Arcebispo Metropolitano de Montes Claros (Norte de Minas Gerais), Coordenador Nacional da Pastoral da Saúde, Presidente da Comissão Episcopal Pastoral (CEP) para o Diálogo Ecumênico e Interreligioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e primeiro Vice-Presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic). Dom Alberto escreve artigo semanal para ser publicado nas edições de domingo do Jornal de Notícias, periódico montes-clarense. Dom José Alberto também costuma escrever dois artigos para o jornal 'Clarão do Norte', informativo mensal da Arquidiocese de Montes Claros. Neste mês, no dia 23, Dom José Alberto completa 65 anos de vida.
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de Montes Claros (MG)
pascac@arquimoc.org.br
Faça igual o bispo. Neste segundo turno, vote no candidato ficha limpa Athos Avelino, e diga não ao candidato ficha suja Tedeu Leite, de acordo com a Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) AQUI.

Conselho de Leigos da Igreja Católica apóia Athos

Montes Claros, outubro de 2008.

"Resta plantar um novo Brasil possível, que tenha a cara de sua gente. Vamos, nestas eleições, sufragar candidatos competentes e dispostos a perseguir este desafio."
(Plínio de Arruda Sampaio)
Prezadas (os) irmãs (os),
O segundo turno das eleições municipais que se aproximam, é de grande importância para o nosso povo, marcado por tantas formas de sofrimento, muitas vezes pelo medo de serem perseguidos, por exercerem o direito e a liberdade de votar e em tantos momentos usados e manipulados pelas falsas promessas de alguns políticos e candidatos.
Todo cristão é chamado a assumir este momento eleitoral com seriedade, ajudando os (as) irmãos (ãs) e as comunidades a um sério discernimento sobre a escolha do candidato. É hora de se questionar profundamente sobre o sentido do seu voto. O que está efetivamente em jogo nestas eleições? Será uma simples troca de nomes? Ou a construção de um projeto político que vise o bem comum?
A Igreja em sua missão evangelizadora não pode omitir-se a respeito dos problemas sócio-políticos do país, na medida em que esses problemas sempre apresentam uma relevante dimensão ética. (Doc. CNBB nº 20 – Reflexão sobre a Conjuntura Política).
Portanto, o que está em jogo é a necessidade de um novo projeto para a cidade de Montes Claros, capaz de garantir melhor qualidade de vida ao nosso povo.
Esse imenso desafio passa pelo seu voto. Ele é o ponto de partida para a construção da cidade que sonhamos. Por isso na hora da escolha do candidato faça um ato de fé: uma Montes Claros que avança, é possível!
Nós, do Conselho Arquidiocesano de Leigos, temos acompanhado os trabalhos na cidade através dos conselhos populares e recomendamos para prefeito de Montes Claros o companheiro ATHOS. Ele é o candidato que melhor representa a nossa cidade. Sua trajetória de leigo comprometido com a causa do Reino, o credencia a ocupar novamente o cargo de prefeito.
ATHOS, na sua gestão, quebrou paradigmas, construiu coletivamente, inverteu prioridades. Priorizou ações de interesses do conjunto da população!
Por isto, no dia 26 de Outubro, vamos nos unir numa grande corrente de justiça e solidariedade para que a eleição seja limpa, sem corrupção, porque o voto não tem preço, tem conseqüências!
VOTE: ATHOS 23
Conselho de Leigos – Arquidiocese de Montes Claros

16 de out de 2008

Montes Claros ganha destaque em levantamento da FGV

Levantamento da Fundação Getúlio Vargas, publicado em edição da revista Você S.A., no ano passado, coloca Montes Claros como uma das 100 melhores cidades do país. Montes Claros ficou na 79° colocação entre os municípios com melhor projeção em crescimento, desenvolvimento econômico e qualidade de vida para os próximos 10 anos. Foram avaliados cinco mil municípios brasileiros, em todas as regiões do país.
A ascensão econômica e social da cidade está ligada aos investimentos em infra-estrutura, aos incentivos fiscais e à cessão de terrenos para atrair empreendimentos industriais, o que tem feito com que, no governo do prefeito Athos Avelino, a cidade deixe para trás a pecha de “cemitério das indústrias”, alusiva ao seu Distrito Industrial, para se transformar num lugar atrativo para os empresários.
Entre as empresas que se instalaram ou estão em fase de implantação em Montes Claros podem ser citadas a Novo Nordisk, que inaugurou sua segunda fábrica e já anunciou a terceira unidade na cidade; a Hipolabor, um dos maiores laboratórios de medicamentos genéricos do país; a Clairmont, indústria óptica cujo projeto de expansão já transformou em realidade uma fábrica de óculos injetados e pretende edificar nova fábrica em terreno doado pela Prefeitura; e mais uma loja do Bretas. Além disso, está prestes a ser inaugurada a Usina de Biodiesel, fruto de parceria da Prefeitura com a Petrobras e que vai gerar 17 mil empregos em toda a região, a partir da produção de 57 milhões de litros de biodiesel/ano. Prefeitura investe e apóia as ações locais, justamente por entender que a geração de emprego e renda também propicia o desenvolvimento local. Por isso, diretamente nos bairros, o prefeito Athos Avelino implantou feiras livres em quatro regiões: Maracanã, Santos Reis, Delfino e Renascença e ampliou a feira livre que já existia no bairro Major Prates.

15 de out de 2008

Revista Veja cita Tadeu Leite ficha suja

Revista Veja - Dos 127 candidatos que faziam parte da lista de políticos ficha-suja divulgada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), 13 passaram ao 2o turno e 34 se elegeram já no último domingo. Juntos, esses 47 candidatos representam 26,77% da lista da instituição. (...)
A AMB levantou os candidatos a prefeito com ficha manchada nas 163 cidades do país com mais de 100 mil eleitores. A maioria responde a processos por improbidade administrativa e irregularidades na prestação de contas públicas, mas há ações de homicídio culposo e doloso.
Entre os candidatos de ficha suja já eleitos estão Íris Rezende (PMDB), de Goiânia e Iradilson de Souza Sampaio (PSB), de Boa Vista.
A lista completa dos candidatos com ficha suja está no site da AMB: AQUI

Candidatos a prefeito que estão na "lista suja" da AMB:
Capitais:
São Paulo: Gilberto Kassab (DEM) - 2º turno Marta Suplicy (PT) - 2º turno. Goiânia: Íris Rezende Machado (PMDB) - eleito. Belém: Duciomar Costa (PTB) - indefinido. Boa Vista: Iradilson de Souza Sampaio (PSB) - eleito. Florianópolis: Dario Berger (PMDB) - 2º turno.
Outras cidades:
São Bernardo (SP): Orlando Morando (PSDB) - 2º turno. Barueri (SP): Rubens Furlan (PMDB) - eleito. Ferraz de Vasconcelos (SP): Jorge Abissamra (PSB) - eleito. Jundiaí (SP): Miguel Haddad (PSDB) - eleito. Limeira (SP): Silvio Félix da Silva (PDT) - eleito. Marília (SP): Mário Bulgareli (PDT) - eleito. Mauá (SP): Oswaldo Dias (PT) - 2º turno. Sumaré (SP): José Antônio Bacchim (PT) - eleito. Suzano (SP): Marcelo de Souza Cândido (PT) - eleito. Taboão da Serra (SP): Evilásio Cavalcante de Farias (PSDB) - eleito. Taubaté (SP): Roberto Peixoto (PMDB) - indefinido. Aparecida de Goiânia (GO): Maguito Vilela (PMDB) - eleito. Contagem (MG): Ademir Lucas Gomes (PSDB) - 2º turno. Montes Claros (MG): Luiz Tadeu Leite (PMDB) - 2º turno. Ribeirão das Neves (MG): Walace Ventura Andrade (PSB) - eleito. Uberaba (MG): Anderson Adauto Pereira (PMDB) - eleito. Várzea Grande (MT): Murilo Domingos (PR) - eleito. Ananindeua (PA): Helder Zahluth Barbalho (PMDB) - indefinido. Campina Grande (PB): Rômulo Gouveia (PSDB) - 2º turno. Camaragibe (PE): João Ribeiro Lemos (PC do B) - indefinido. Paulista (PE): Yves Ribeiro (PSB) - eleito. Londrina (PR): Antonio Belinati (PP) - 2º turno. Barra Mansa (RJ): Zé Renato (PMDB) - eleito. Belford Roxo (RJ): Alcides Rolim (PT) - eleito. Campos (RJ): Rosinha Matheus (PMDB) - eleita. Macaé: Riverton Mussi Ramos (PMDB) - eleito. Magé (RJ): Núbia Cozzolino (PMDB) - eleita. Mesquita (RJ): Artur Messias da Silveira (PT) - eleito. Niterói (RJ): Jorge Roberto Silveira (PDT) - eleito. São Leopoldo (RS): Ary José Vanazzi (PT) - eleito. Chapecó (SC): João Rodrigues (DEM) - eleito. Joinville (SC): Darci de Matos (DEM) - 2º turno. São José (SC): Djalma Vando Berger (PSB) - eleito.

14 de out de 2008

Tedeu disse que não precisa de "muleta" de Lula

Depois que seu programa eleitoral foi proibido de aparecer imagens do presidente Lula, o candidato do PMDB à Prefeitura de Montes Claros, Tadeu Leide, disse no último debate da InterTV, afiliada da Rede Globo em Montes Claros, ao contrário de seu adversário Athos Avelino, que não precisa de "muleta" do Lula.
O vice-prefeito Sued Botelho, PT, disse que Montes Claros e o Brasil vive um momento importante com os avanços dos programas socias do governo Lula, caso do Bolsa Família, presente em 11,1 milhões de lares pobres, quebrando o círculo da pobreza e promovendo a inclusão social. "Ignorar a importancia do governo Lula é torcer contra a cidadania, para continuar incentivando o favelamento, com a velha política do tapinha nas costas", comentou.

Efeito Pimentécio - Quintão ultrapassa Lacerda e põe frente de 30 pontos

O candidato à Prefeitura de Belo Horizonte Leonardo Quintão estaria eleito se a eleição fosse hoje, segundo o Instituto DataTempo/CP2.
Considerando apenas os votos válidos (excluindo brancos, nulos e indecisos), Quintão teria 64,89% das intenções de voto e Lacerda contaria com 35,11%, o que significa uma diferença de 29,78 pontos percentuais.
Na totalidade das intenções de voto, Quintão obteve 54,34%, enquanto seu concorrente laranja de Aécio e Pimentel, Marcio Lacerda, conseguiu 29,40% da preferência do eleitorado - são 24,94 pontos percentuais de diferença. Estão indecisos 8,68% dos entrevistados. Pretendem votar nulo 3,60% e não querem votar em ninguém 2,98%. Com a chapa completa, Quintão e Eros Biondini alcançaram 52,98% e Lacerda e Roberto Carvalho obtiveram 29,78%. Estão indecisos outros 8,56%.
A situação de Quintão também é favorável ao analisar a possibilidade de voto. Dos entrevistados, 52,36% afirmaram que a possibilidade de votar no peemedebista é grande, 10,92% responderam que é média e outros 6,20% que é pequena.

Nota de pesar pelo falecimento de Vinícius Silva Pereira

Foi com muito pesar e tristeza, que Montes Claros recebeu a noticia do falecimento do jovem acadêmico de engenharia, Vinícius Silva Pereira, de 24 anos.
Ele morreu na madrugada do último domingo (12), vítima da explosão de uma caminhonete Ford Ranger, entre Montes Claros e Bocaiúva, juntamente com Cléber de Oliveira Floranir e Gerson Antônio Neto.
Aos seus pais, Carlos Alberto Alves Pereira ( Carlão) e Helena Pereira e suas irmãs Michelle e Joicy, fica as condolências deste blogueiro, neste momento de dor e sofrimento.

13 de out de 2008

Ex-rival de tucanos vai apoiar Alckmin - Matéria publicada no Jornal Estado de Minas no dia 07-10-2006

O ex-prefeito de Montes Claros e deputado estadual eleito Luiz Tadeu Leite (PMDB) sempre foi adversário dos tucanos na cidade. Na sua campanha para Assembléia, não divulgou quem apoiaria para presidente.
Mandato conquistado, ele surpreendeu ao anunciar que, no segundo turno, deverá apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin para presidente da República. A justificativa é a disputa travada com o atual prefeito de Montes Claros, Athos Avelino (PPS), que desde o primeiro turno, declarou apoio à reeleição do presidente Lula. Tadeu e Athos eram antigos correligionários, mas romperam em 2004, quando concorreram à prefeitura de Montes Claros, com o segundo levando a melhor.
E S TA D O D E M I N A S ● S Á B A D O , 7 D E O U T U B R O D E 2 0 0 6

Pesquisa: Folha esconde enorme vantagem

Tem cheiro estranho no ar. Até mesmo o jornal "Folha de São Paulo" não resiste ao Palácio da Liberdade e deixa de publicar pesquisa eleitoral de BH
Depois de três eleições municipais seguidas, patrocinando e publicando simultaneamente pesquisas eleitorais do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, pela primeira vez o jornal Folha de São Paulo deixa de publicar a pesquisa realizada na capital mineira. Procurado pelo Novojornal, o instituto de pesquisa Datafolha confirmou ter feito a pesquisa, alegando que o registro no TRE-MG e a divulgação ou não da mesma é decidida por quem encomendou a pesquisa, no caso, a Folha de São Paulo.
Na redação da Folha, a indignação com o fato é grande e deve ser trazida a público através de nota assinada por diversos jornalistas que não concordam com a submissão do jornal à vontade do Palácio da Liberdade. Diversos jornalistas das redações de São Paulo e Brasília entraram em contato com o Novojornal, denunciando o fato.
Novojornal não publica a pesquisa porque estamos em um período eleitoral e a divulgação da mesma, não registrada no TRE, constitui crime eleitoral.
Esta matéria tem apenas o objetivo jornalístico de trazer a público o inconformismo dos funcionários da Folha de São Paulo.

Corno do PP rejeitado na urna

Em Natal (RN), Paulo Renato da Silva, o Cornelson, do Partido Progressista de Natal (RN), não conseguiu êxito nestas eleições. Tentando pela segunda vez uma cadeira na Câmara de Vereadores, amargou um 224º lugar, com apenas 115 votos.

Durante a campanha as agendas semanais chamaram atenção. Entre alguns compromissos estavam: 8h - café da manhã com a Associação dos Cornos do Sétimo Dia; 9h - visita a um empresário abandonado pela mulher; 10h30 - debate no CCC, Comitê das Chifreiras Comunistas; 14h - carreata "Arrasta Corno" pelo Plano Palumbo.Com o lema "mais vale um par de chifres na testa do que um jovem perder a cabeça nas drogas". Ele sabia que a campanha eleitoral seria difícil, porém imaginava que "de chifre em chifre eu chegava lá", disse.

Para Cornelson faltou apoio do partido e um entendimento da população sobre sua alcunha. "Esse apelido foi uma forma de marketing. Simbolizava o trabalhador operário sendo traído pelos políticos. Por isso o capacete com chifres. Não tive retorno do meu partido, nem da comunidade".

Silva não pretende desistir da política, garantiu que seguirá concorrendo, mas com outro apelido. "Cornelson nunca mais. Não deu certo".

Fonte: Juliana Weis

MONTALVÂNIA RECEBE 43ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COPAM NORTE

O Sistema Estadual de Meio Ambiente (Sisema) realiza na próxima terça-feira (14/10), no Auditório Juarez Espínola Guedes no município de Montalvânia, às 13h30, a 43ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam Norte de Minas).

Na abertura da reunião, a Prefeitura Municipal de Montalvânia fará uma apresentação institucional e o Núcleo Operacional de Florestas do Instituto Estadual de Florestas (IEF) em Pirapora apresentará uma palestra sobre Declaração de Colheita e Comercialização (DCC).

Na reunião, aberta ao público, serão julgados processos de licenciamento ambiental referentes a empreendimentos de atividades de produção de carvão vegetal, silvicultura, bovinocultura de corte, cafeicultura, extração de argila, entre outros.

43ª Reunião Ordinária do Copam - Norte de Minas
Data: Terça-feira (14/10).
Local: Auditório Juarez Espíndola Guedes
Av. Santos Dumont, s/n, Monte Lopino – Bairro São José - Montalvânia/MG.
Horário: 13h30

ASCOM - ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO PREFEITURA DE MONTALVÂNIA
(38) 3614-1537 Ramal - 26

KASSAB, O PIOR

CONHEÇA A VIDA POLÍTICA DE GILBERTO KASSAB, O QUE A MÍDIA GOLPISTA ESCONDE DE VOCÊ - Assista o vídeo AQUI
http://desabafopais.blogspot.com/

12 de out de 2008

2º turno das eleições

José de Arimatéia dos Santos (*)

Havia falado, em artigo anterior às eleições de 1º turno, que a eleição em Montes Claros sinalizava uma polarização, com o seguinte quadro: de um lado, um político profissional, demagogo, populista, que busca o jugo da população com um discurso fácil, sedutor, acenado para mil maravilhas e pela manipulação das necessidades de seu povo. De outro, um servidor da população de Montes Claros, que tem dado provas de seu desprendimento e de seu zelo pelos seus conterrâneos e município, prometendo e demonstrando honestidade, participação, transparência, buscando a confiança de seu povo, para continuar a realizar obras e resgatar a liberdade deste povo, livre do jugo da demagogia.

Não conheço pessoalmente os dois candidatos, mas pude observar no debate da Inter TV e também, a partir de informações que tive acesso, as seguintes características: o candidato Luis Tadeu Leite demonstra desconhecer aspectos relevantes da cidade de Montes Claros, tais como funcionamento da Saúde Pública, novos empreendimentos que a cidade recebeu etc., e esta questão deve estar relacionada com o tempo que ele reside em belo Horizonte, capital do Estado – há mais de 12 anos – sem um contato constante e sistemático com a cidade e seu crescimento urbano, social e econômico.

Foi flagrante, no debate, a superioridade do candidato Athos Avelino, que demonstra conhecer a cidade, em vários aspectos, com dados e números que se mostraram confiáveis e indicam uma personalidade que trabalha no concreto, no real, com consciência da cidade, seus problemas, seus desafios e suas oportunidades.

Quero refletir com vocês qual o perfil do Prefeito que a cidade de Montes Claros demanda nesta etapa de sua história. A cidade cresce e ocupa um lugar importante no cenário de Minas Gerais e do Brasil. Montes Claros é uma das 100maiores cidades do Brasil, em termos de população, economia, perspectiva de crescimento e é pólo de uma região de menor dinamismo econômico, nos Gerais das Minas.

A cidade conquistou isto, como trabalho e esforço de todos, e, em sua história mais recente, nos últimos 5 anos, cresceu sobremaneira no tocante à PIB, consumo de 46 gêneros de produtos e serviços - de alimentação a aluguel, a veículos, a celulares, licenciamento de veículos, investimentos sociais em habitação, saúde, educação, ciência, tecnologia e geração de empregos.

O que Montes Claros demanda, em minha opinião, é um gestor público focado em metas, em resultados, com uma equipe afinada, com técnicos competentes, que consiga responder aos anseios de sua população e que faça política ouvindo e compartilhando com todos os segmentos classes sociais, os destinos da cidade. Vejo menos, hoje, a necessidade de um Gestor Público político por profissão, demagogo, que muito provavelmente, de vê priorizar a "politicagem" e os interesses classistas e fisiologistas acima dos interesses maiores da população, mesmo que os motes de sua campanha indiquem uma direção diferente.

Os resultados do 1º turno indicaram 46% dos votos válidos para o candidato deputado e 32% para o candidato prefeito atual. Este resultado indica que o candidato prefeito deve, sim, com certeza, fazer mudanças em sua equipe no 2º mandato e fazer ajustes de estruturas e diretrizes de atuação de seu governo, mesmo que se saiba que a eleição no 2º turno tem uma nova confirmação e rearranjo de forças. Esse resultado significa que se deve abandonar um modelo que demonstrou trazer bons resultados e voltar a um modelo "pobre" em resultados? Este resultado indica também que todos devem refletir bem a Montes Claros que queremos para nós mesmos e nossos filhos.

Como disse Martim Luther King, "o que me preocupa não é o clamor dos maus, é o silêncio dos bons".

Cuidado para o "barulho" não nos torne surdos e mudos. O momento de reflexão e de ação, rápida e efetiva, em prol de nós mesmos e da cidade que escolhemos par viver e ser felizes. Veja a consistência e coerência dos planos de governo dos candidatos, sua história de realizações, a qualidade de suas obras e a qualidade de suas personalidades, de suas aptidões, de seus valores.

(*) Sociólogo, especialista em Políticas Públicas pela UFMG

10 de out de 2008

Tadeu Leite foi incompetente e omisso quando era secretário de Justiça

No dia 16 de novembro de 1999, os moradores da cidade de Sete Lagoas, situada a menos de 70 km de Belo Horizonte, foram despertados com a notícia de mais uma rebelião no Centro de Integração do Adolescente Monsenhor Messias, instituição criada no início da década de 70, para atender adolescentes que cumprem pena de detenção.
O então secretário de Estado da Justiça e de Direitos Humanos de Minas Gerais, deputado Luiz Tadeu Leite (PMDB) havia sido advertido, com pelo menos uma semana de antecedência.
Como não fez nada para evitá-la, a rebelião acabou de forma trágica, com um adolescente morto e quatro feridos. E a repercussão foi imediata.
Na noite do dia seguinte, o governador Itamar Franco exonerou Luiz Tadeu Leite e fez várias mudanças, a partir daquele episódio.
Enquanto isso, a sociedade se articulava, protestando contra o deputado Tadeu Leite e contra o crescimento da violência no Estado e a incapacidade do Estado de agir com eficácia para reverter essa tendência, mesmo dentro dos órgãos que estão sob sua responsabilidade.
É importante lembrar que a questão da segurança pública é uma função constitucional do estado.
Quando Tadeu Leite representava o estado, poderia ter criado políticas públicas para resolver o problema, mas foi incompetente e omisso.
Agora como candidato a prefeito ele promete atacar a questão, quando se sabe que o município não tem competência para tal. Só para lembrar, o recrudescimento da violência em Montes Claros é consequência da falta de políticas sociais, cuja responsabilidade em boa parte, é do próprio Tadeu, que em suas duas gestões estimulou um êxodo descontrolado de pessoas para a área urbana, distribuindo terreno sem nenhuma estrutura, contribuindo para o favelamento em Montes Claros.