Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

30 de abr de 2008

Em cima da notícia na BLOGOSFERA INDEPENDENTE

Yuri Contini criou um BLOGOSFERA INDEPENDENTE para selecionar os textos dos sites e blogs. Um clipping que mostra o que o Partido da Imprensa Golpista – PIG- esconde. Este blog faz parte da seleção. Vale a pena acessar.
http://blogsindependentes.blogspot.com/

Cruzadinha dos Estudantes

*Lucreciano Rocha

Montes Claros viveu no último dia 24 de abril uma situação pouco usual na cidade. Uma manifestação de estudantes que acabou em confronto, tendo a policia que usar a força para coibir abusos, conforme nota da corporação. Lideres do movimento têm outra versão, acusando a policia de truculência desnecessária. Porém, o que chamou mais atenção foi o grande numero de crianças de 12 e 13 anos no evento. O que, além de proibido por lei é questionável sobre vários pontos de vista. Um estudante de 13 anos garantiu que foi orientado a "partir pra cima". Quem o impeliu para o confronto garantiu que ninguém iria reprimir sua atitude, devido ao seu tamanho e sua idade.
Isso caracteriza uso de crianças como escudo humano. Independentemente do mérito da reivindicação, esse tipo de prática é abominável. A tática traz lembranças medievais de um episódio conhecido como cruzada dos infantes. Devido ao fracasso de cruzadas anteriores, formada por adultos cheios de pecados, acreditou-se que o sucesso viria com uma cruzada infantil, formada por meninas e meninos de 7 a 14 anos. E essa aventura começou com aproximadamente 50 mil, que rumaram para a terra santa com o intuito de libertar Jerusalém e converter os pagãos.
Guardadas as devidas proporções, a manifestação dos estudantes de 24 de abril se orientou no mesmo método: invadir prédio público levando à frente crianças como escudo humano. Ou será que os motoristas dos ônibus e quem os contratou também são menores? Alguns historiadores da cruzada dos infantes de 1212 também tentaram fazer acreditar que o movimento era liderado apenas pelo pastor Nicolau, um alemãozinho de 10 anos, e por um garoto francês de 12 anos, chamado Estevão. Onde estavam os marmanjos? Os educadores de jovens e adolescentes têm encontrado dificuldade de lidar com eles. Vem à tona a questão da noção de limites. Em casa eles enfrentam o pai, na escola agridem o professor. Assim, na manifestação "democrática e ordeira" jogar pedra em policial vira coisa normal.
Contam os historiadores que o fanatismo tomou tamanha dimensão que as crianças partiram felizes e cantando, acreditando conseguir transpor os Alpes, cruzar o mar que se abriria, abrir o santo sepulcro, concluindo assim a sua missão. Na cruzadinha dos estudantes também havia uma música de animação do grupo: O KREU. Ao primeiro sinal de desânimo KREU, KREU, KREU. A cruzada dos infantes da idade media teve um fim trágico. Um grupo de sobreviventes caiu em uma grande armadilha e foram colocados em 7 navios de volta para casa. Porém, dois deles naufragaram e os outros atingiram o Egito e a Tunísia, onde as crianças foram vendidas para a prostituição e para o trabalho escravo.
A cruzadinha dos estudantes de Montes Claros sofreu apenas pequenas queimaduras e escoriações leves, comuns em toda manifestação publica. A analogia é apenas para pontuar a tática utilizada pelos organizadores. Todavia, professores e pais devem ficar atentos. Como se não bastasse o risco das crianças caírem nas mãos de traficantes ou de aliciadores de menores para a prostituição, há ainda o político irresponsável querendo recrutar nossos filhos para servirem a interesses escusos, empunhando bandeiras de causas alheias ao seu conhecimento.

* Professor de Filosofia

Você vai deixar o DEM acabar com o ProUni?

Alguns leitores ainda não sabem. Outros tem dúvidas. E muitos querem saber mais sobre o caso ProUni, DEM e Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino particular.O caso é o seguinte: O DEM (ex-PFL) se juntou a Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino particular, e resolveram bater às portas do Supremo Tribunal Federal, sustentando a inconstitucionalidade dos atos que criaram o ProUni.
Levaram para a Corte a discussão da legalidade de ações afirmativas baseadas em critérios de renda e de raça para o acesso ao ensino superior. Na semana passada, tomaram a primeira pancada, pelo voto do ministro-relator Carlos Ayres Britto.
Em seu voto, Ayres Britto rechaçou um a um os argumentos contra o ProUni. A Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino (Confenem), os Democratas (PFL/DEM) e a Federação Nacional dos Auditores Fiscais da Previdência Social (Fenafisp) alegam que o programa criou uma discriminação entre os cidadãos brasileiros, ofendendo os princípios constitucionais da isonomia e da igualdade.
Britto julgou improcedente o pedido, do DEM, e disse: “a verdadeira igualdade consiste em tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais”, Ayres Britto lembrou que a lei beneficia estudantes com carência patrimonial e de renda, uma faixa da população que tem sido alvo de ciclos repetitivos de desigualdades. “A `desigualação´ em favor dos estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas e os egressos de escolas privadas que hajam sido contemplados com bolsa integral não ofende a Constituição pátria, porquanto se trata de um discrímen que acompanha a toada de compensação de uma anterior e factual inferioridade [patrimonial e de renda]”, concluiu.
O julgamento foi interrompido pelo ministro Joaquim Barbosa, que pediu vista do processo (Leia aqui no STF)
Dito isso, você já sabe que o DEM quer acabar com o ProUni. Simples assim. Então, vamos a parte que interessa a você que tem filhos, parentes, amigos... ou mesmo, que quer dar uma oportunidade para milhões de jovens terem acesso a universidade.
Na próxima semana, o STF vai votar se é improcedente ou não, o pedido, do DEM.
Se for julgado procedente, você já sabe. Nunca mais um pobre vai cursar faculdade.
E é isso, que o DEM e PSDB querem. Para a oposição, povo ignorante é mais fácil de ser manipulado, é mais fácil para a trocar votos com cesta básica, vale transporte, dentadura e outras quinquilharias.
Se você quer que o ProUni e as cotas para estudantes negros continuem ajudando milhões de jovens carentes, escreva e-mails para os ministros do STF que vão julgar o caso, sugerindo decisão favorável ao caso. No email, resuma de forma simples e educada (sem fazer criticas a oposição), como você vê o programa ProUni. Cite casos de jovens, amigos parentes ou seus filhos que tiveram acesso a Universidade através desse programa criado pelo Presidente Lula. Não deixe o ProUni acabar. Os jovens brasileiros agradecem a sua colaboraçãoOs endereços e e-mails dos ministros do STF:
Carlos Ayres BrittoTel: (61) 3217-4311 Fax: (61) 3217-4339 E-mail: gabicarlosbritto@stf.gov.br
GABINETE MINISTRO GILMAR MENDES (Presidente) e-mail: mgilmar@stf.gov.brFax: (61)32174189 GABINETE MINISTRO CELSO DE MELLO e-mail: mcelso@stf.gov.br Fax: (61) 32174099
GABINETE MINISTRO MARCO AURÉLIO e-mail: marcoaurelio@stf.gov.br Fax: (61) 32174309
GABINETE MINISTRO CEZAR PELUSO e-mail: mluciam@stf.gov.br Fax: (61) 32174219
GABINETE MINISTRO CARLOS BRITTO e-mail: gcarlosbritto@stf.gov.br Fax: (61) 32174339
GABINETE MINISTRO JOAQUIM BARBOSA e-mail: gabminjoaquim@stf.gov.br Fax: (61) 32174159 GABINETE MINISTRO EROS GRAU e-mail: gaberosgrau@stf.gov.br Fax: (61) 32174399
GABINETE MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI e-mail: gabinete-lewandowski@stf.gov.br Fax: (61) 32174279
GABINETE MINISTRA CÁRMEN LÚCIA e-mail: anavt@stf.gov.br Fax: 61-32174355 / 32174369
GABINETE MINISTRO MENEZES DIREITO e-mail: alexandrew@stf.gov.br Fax: (61) 32174129
Este blog atendeu o pedido de Helena Sthanowitz, do blog Os Amigos do Presidente Lula

Ronaldo Fenômeno: o Brasil já tem um Maradona para chamar de seu?

As fotos dos, digamos assim, profissionais contratados pelo craque Ronaldo Fenômeno na madrugada de segunda-feira são a maior prova do poder do álcool e/ou das drogas para alterar a percepção das pessoas. Como se sabe, Ronaldo disse que se confundiu a respeito do sexo dos profissionais, mas, a julgar pelas imagens, nem o Mr. Magoo no escuro teria dúvidas sobre o assunto. Falando sério, a verdade é que dá pena ver um ídolo como o Fenômeno se espatifar desta maneira. A melhor hipótese para o jogador, sua versão sobre uma suposta extorsão, já é bem complicada e pressupõe um comportamento no mínimo imprudente de Ronaldo. Na pior hipótese – a ser verdadeiro o relato sobre consumo de cocaína durante o "programa" –, a carreira (sem trocadilho) do pentacampeão está encerrada e o Brasil ganha um Maradona para chamar de seu. Melancólico.

29 de abr de 2008

III FECAN - Festival de cultura e arte negra - De 10 a 18 de Maio em Montes Claros

I Encontro de Negras e Negros do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha
Os Quilombos foram as experiências mais rica de organização dos negros e negras das américas. Nos Quilombos, as terras e o fruto do trabalho eram de todos. O excedente da produção era vendido ou trocado por bens necessários a toda a coletividade.
Por essa razão justifica-se a 3ª edição do fecan fazendo um resgate dos quilombos do Brasil com o lema " O despertar da Consciência" " Do Cafundó ao Palmares".
O FECAN é uma ação organizada do MOVIMENTO SOCIAL NEGRO DO NORTE DE MINAS E VALE DO JEQUINTINHONHA, com o objetivo de construir um projeto politico e cultural para as negras e negros dessa região tão esquecida do estado.
Veja a programação completa do III FECAN AQUI no blog Tambores dos Montes

Inferno astral - Mais uma sentença contra Ruy Muniz

A JUSTIÇA proibiu o Jornal O Norte de veicular, até o dia 05 de julho de 2008, qualquer matéria, reportagem, nota, depoimento, mensagem, anúncio, editorial ou entrevista alusiva aos atributos, qualidades, atividades políticas, planos e idéias do deputado do DEMO- ex-PFL Ruy Muniz, sob pena de imposição de multa, apreensão do material e retirada do ar de página eletrônica em que eventualmente também vier a fazer tais publicações.

Leia a sentença completa AQUI

Vergonha nacional. Cadê os deputados?

Olhando, ninguém diz. Mas 130 deputados federais registraram presença na Câmara ontem, 29 de abril de 2008.
Bateram o ponto e foram cuidar de outros assuntos, porque o plenário ficou vazio. O segundo vice-presidente, Inocêncio Oliveira (PR-PE), que comandava os trabalhos, decidiu cancelar a ordem do dia, por falta de quorum para votações. O projeto mais polêmico da pauta era a medida provisória que aumenta de 9% para 15% a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) paga pelos bancos. O relator da proposta, deputado Odair Cunha (PT-MG), pediu um dia a mais de prazo para apresentar seu parecer

28 de abr de 2008

Pesquisa CNT/Sensus - Povo quer 3º mandato para Lula

A pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje constatou que 50,4% dos entrevistados responderam ser a favor da alteração da Constituição do País para que seja permitido um terceiro mandato para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Por outro lado, 45,4% declararam serem contra a reeleição de Lula e apenas 4,3% não se posicionaram sobre o assunto.
Essa foi a primeira vez que a pesquisa CNT incluiu uma pergunta sobre a possibilidade de alteração da Constituição para permitir que o presidente Lula se candidate pela terceira vez.
A pesquisa entrevistou 2 mil pessoas entre os dias 21 e 25 de abril em cinco regiões do País e 24 Estados. Tecnicamente, o resultado entre a favor e contra representa um empate, segundo o diretor do instituto Sensus, Ricardo Guedes.
Ele ressaltou, no entanto, que é muito expressivo o porcentual de entrevistados que se declararam a favor da reeleição. No caso de um terceiro mandato, Lula ganharia a eleição em uma disputa com o governador do estado de São Paulo, José Serra. Lula teria 51,1% dos votos e Serra, 35,7%.

Leia também:
Avaliacao_do_governo_Lula_tem_o_maior_indice_desde_2003

SIND-UTE informa: 9ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

O SIND UTE está participando da 9ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública de 22 a 29 de abril de 2008 promovida pela CNTE ( Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação); com o tema EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE SE ESCREVE ASSIM (Valorização, Financiamento, Gestão democrática), foram enviadas para as escolas cartillhas para que os trabalhadores criem espaços dentro delas para a discussão deste tema. No dia l4 do março o SindUte aderiu a greve nacional de 24hs com adesão de 90% das escolas de Montes Claros que é uma das estratégias para forçar aprovação do piso nacional salarial, uma vez que o governo Aécio não implantou o piso e alardeia que o fez. Dando continuidade o SindUte estará junto com a CUT nas comemorações do lº de maio em Montes Claros defendendo uma Educaão pública de qualidade Social que terá a seguinte programação; 29/04- Debate na Camara as 19hs (redução jornada de trabalho sem redução de salário) 30/04- ATO PÚBLICO na pça Dr Carlos a partir das l6hs : 0l/04- Panfletagem nos locais de maior aglomeração a partir das 8hs: - Homenagem específicas nos sindicatos. o SIND UTE fará um Sarau a partir das 20hs na sua sede confirmação de presença antecipada. A luta nao para, No dia l2 de maio participaremos do Show -protesto a Abolição promovido pelo grupo capoeirando no centro cultural dia as 20hs .
Dia l4 de maio faremos uma greve de 24hs onde teremos uma grande manifestação em Belo Horizonte denunciando as políticas do Governo Aécio relativo a Educação, desde já convocamos a categoria para participar.

26 de abr de 2008

A mídia mineira insiste na mentira

A Torre de Babel
Inacreditável o que está ocorrendo em Minas Gerais. A opinião pública está sitiada pela verba do Palácio da Liberdade
As redações dos diversos veículos de comunicação de Minas, principalmente os da capital, continuam, independentes da veracidade dos fatos, a veicular os releases oriundos da assessoria de imprensa do governo do Estado.Estrategicamente contratada pelo governo de Minas, a Agência Estado, do jornal Estado de São Paulo, passou a distribuir estes releases para todo o Brasil. Nada de errado em relação à Agência Estado que, legalmente, está vendendo um serviço como qualquer outro. Lamentável é o comportamento da assessoria de imprensa do governo mineiro. Entretanto, quem realmente perde com tudo isto é o próprio governo que se acostumou a acreditar em suas próprias mentiras.
Desta forma, por sua culpa, o governo está permanentemente desinformado. Exemplo disto é a situação que se encontra o governador de Minas em seu próprio partido, o PSDB. Para qualquer mineiro que se informe através dos veículos de comunicação regionais, ele é uma das mais influentes figuras do PSDB. Porém, conforme vinha sendo noticiado pelo Novo Jornal, há mais de um ano o desgaste do governador mineiro em seu partido é enorme, praticamente intransponível. Sua saída é iminente. Isto a imprensa mineira jamais noticiou, assim como a bancada de seu partido na Assembléia Legislativa jamais questionou seu comportamento, pois “ai de quem contestasse”.
(Tem cheiro estranho no ar)
O governo mineiro praticamente transformou-se na cidadela de proteção à ex-participantes do tucanoduto, valerioduto, mensaleiros, lista de Furnas e tantos outros escândalos de corrupção que ocorreram no país nos últimos seis anos.Acreditem mineiros, dois senadores, mais que 70% da bancada mineira na Câmara Federal, igualmente a estadual, 99% do secretariado estadual, a maioria dos dirigentes das estatais mineiras, um ex-ministro, diversos prefeitos e integrantes do Ministério Público Estadual.
Enfim, quase a totalidade do atual “mundo oficial” mineiro responde por crimes que vão de improbidade administrativa à falsificação de documentos públicos. As empresas de propaganda, da construção civil e outras que participaram deste lamaçal de corrupção são comprovadamente mineiras.As “autoridades” saíram de Brasília e de seus Estados, vieram para Minas e aqui são tratados com toda honra e deferência. Além da total impunidade.
Há pouco, uma grande negociata que seria concretizada entre o PT e PSDB foi na última hora abortada pelos históricos do PT. A imprensa mineira nada noticiou. Ao contrário, tem noticiado mentiras, como, segundo a mesma, a inevitável e indissolúvel aliança do PT com PSDB. E continua noticiando, informando até a possibilidade da entrada do PMDB e outros partidos.
Pelo visto, imaginam que o esquema, montado por Francelino Pereira, ainda no período do golpe de 64, para ser indicado governador de Minas, continua funcionando até hoje. Naquele período, o governo se orientava pelos releases dos jornais. Eram militares e não havia liberdade de imprensa. É uma pena que os mineiros estejam sendo mal informados.

PAULO RENATO (PSDB) EX MINISTRO DE EDUCAÇÃO DE FHC, E A FARRA COM O CARTÃO CORPORATIVO

Depois que o governo do PSDB comprou pênis de borracha, agora é a vez de pagar o hotel para namorada
Levantamento feito pelo senador João Pedro (PT-AM), integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões Corporativos, detectou indícios de irregularidades na prestação de contas do ex-ministro da Educação e hoje deputado, Paulo Renato (PSDB-SP), nos anos de 2001 e 2002. Segundo o levantamento, o ex-ministro pagou hospedagem de Carla Grasso em pelo menos duas ocasiões: uma em São Paulo e outra em Minas Gerais. A legislação proíbe o pagamento de hospedagem de terceiros com recursos públicos.
O senador João Pedro detectou ainda que o tucano viajou 37 vezes para o Rio, entre janeiro e dezembro de 2001, com recursos da chamada conta tipo B. Nessas viagens foram gastos do suprimento de fundos cerca de R$ 25 mil apenas com a empresa locadora LCM Transportes. Entre as irregularidades o senador citou ainda a ausência de notas fiscais e a falta de discriminação de mercadorias em notas fiscais. "Se tudo isso não ficar esclarecido, não descarto a possibilidade de convocar o ex-ministro para esclarecer", disse João Pedro. "Esse levantamento é uma resposta para mostrar que o governo do PSDB utilizou principalmente as contas do tipo B, sem nenhum critério e sem observar as regras estabelecidas", acrescentou. Esta é a primeira vez que o governo federal contra-ataca oficialmente o governo passado, exibindo gastos supostamente irregulares de integrantes do governo Fernando Henrique Cardoso.

25 de abr de 2008

As mil e uma mortes de Isabella

Há quase um mês a maioria dos veículos de comunicação do país dissemina uma overdose de cobertura sobre caso Isabella. A crueldade de que foi vítima a criança se tornou um espetáculo transmitido em tempo real. Uma novela policial “ao vivo” com vários capítulos num só dia. O pai e a madrasta são os vilões e protagonistas do seriado. No júri de milhões cujo juiz é a mídia o par já foi condenado. E há um cheiro de ódio por toda parte e uma vontade de linchamento no ar. No ponto de ônibus, na fila do centro de saúde, na escola, no trabalho, nos bares, onde haja mais do que um o assunto vem à baila. Muitos e muitos se tornaram figurantes da novela. Com gosto ou a contragosto uma vez que é impossível fugir ao tema. Uns mais extremados se aglomeram nas cercanias da delegacia ou do prédio onde se refugiaram os vilões para, sem direito a cachê, terem uma “pontinha” no seriado. A fórmula é antiga. A mídia explora desgraças e mazelas em busca de audiência e dinheiro fáceis. Aliena, fatura e afasta a opinião pública das grandes questões. No caso concreto, houve uma corrida ao ouro. O tempo e o espaço destinado ao assunto foram aumentando a audiência, que por sua vez passou a fomentar uma cobertura cada vez maior. O caso Isabella por obra dessa dinâmica passou a ser “uma necessidade” para milhões. Por isso, tantas vezes ela foi atirada pela janela do apartamento. Por isso, tantas vezes a mídia repetiu e repete o crime. Essa exploração via espetáculo midiático do assassinato dessa criança, única e exclusivamente por audiência e pelo dinheiro dela decorrente, expõe, por um outro ângulo, a importância do debate e da luta pela democratização da mídia em nosso país.

24 de abr de 2008

PT veta aliança com PSDB em BH

O secretário-geral do PT, deputado José Eduardo Cardozo (SP), disse nesta quinta-feira (24/4) que o veto à aliança do partido com o PSDB em Belo Horizonte foi definido para preservar o projeto nacional da legenda visando as eleições de 2010.
"Essa eleição em Belo Horizonte tem efeito para a disputa de 2010. Avaliamos que uma coligação formal provocaria uma repercussão, por isso orientamos para não ter a aliança com o PSDB", disse Cardozo.

23 de abr de 2008

'Nardoni e Anna Jatobá tinham o direito de falar'

O repórter Valmir Salaro, da Rede Globo, disse ontem terça-feira (22/04) que a entrevista exibida no último Fantástico, com o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, tinha o objetivo de dar o direito de os acusados apresentarem ao público sua versão do caso.
“Apenas a polícia e o Ministério Público estavam se manifestando. Não podemos repetir uma Escola Base”, afirmou o jornalista. Salaro se refere às acusações inverídicas, embarcadas pela mídia, contra quatro sócios e um casal de pais da Escola de Educação Infantil Base, em 1994, em São Paulo. As afirmações infundadas acabaram com a reputação dos proprietários e ex-funcionários da escola.
O inquérito policial sobre a morte de Isabella Nardoni, em 29/03, não foi concluído. A polícia, contudo, trabalha com a hipótese de envolvimento do casal.
Salaro conseguiu a exclusiva a partir do pai de Alexandre, o advogado Antonio Nardoni, e outros advogados de defesa. Segundo o jornalista, não se fez imposição alguma para que houvesse a entrevista, nem que se deixasse de realizar qualquer pergunta.
O jornalista, no entanto, disse que o objetivo da entrevista não era o de interrogar o casal. “A polícia já o fez”, afirmou. “Não estava em busca do furo, estava em busca da verdade. Da versão do casal", completou Salaro.

Sabatina de Ciro, na Folha - GOLPE CONTRA LULA

"Eu lembro bem quando se instalou, na minha opinião, um golpe contra o Lula, para arrastar o filho dele para uma CPI. Eu tomei a linha de frente. Isso quer dizer o quê? Que eu perdôo o que aconteceu? Absolutamente não perdôo. Mas não era causa para impedir um presidente da República, e, impedindo um presidente com uma origem popular como a do Lula, passar para a sociedade brasileira que havia uma trama de elite para melar o jogo de quem estava fazendo o salário mínimo galopar, de quem estava fazendo o Bolsa Família... Quando foi eleito o Severino [Cavalcanti, ex-presidente da Câmara dos Deputados], aquilo era um passo do golpe, para ele poder receber o pedido de impeachment. O antigolpe que acabou com tudo foi a eleição do Aldo [Rebelo, do PC do B], que acabou com o golpe. Ele foi eleito para derrotar o Lula e começar a instalar o golpe, acabou não recebendo porque aderiu." ... Quer saber mais o que disse Ciro Gomes? Leia aqui

Parte com o capeta. Continua desaparecido o padre balão

O padre Adelir de Carli, que tentou voar suspenso por balões de gás coloridos, continua desaparecido no litoral de Santa Catarina. O religioso sempre foi ligado a esportes radicais, mas, segundo especialistas, não planejou, com cautela, a aventura.
Equipes que estão trabalhando no resgate do padre Adelir de Carli, que caiu no litoral catarinense depois de decolar de Paranaguá impulsionado por balões de festa, encontraram ontem dois aglomerados de balões. O primeiro foi achado na região de Porto Belo, a cerca de 25 quilômetros da costa, e o segundo a cerca de 50 quilômetros da costa de Florianópolis. Ainda não há notícias do padre.
Fiéis fazem vigílias e rezam na paróquia São Cristóvão, onde o padre atua, em Paranaguá. O padre partiu por volta das 13h de domingo, ignorando o mau tempo, com o intuito de bater o recorde mundial de vôo em balões de festa e para dar visibilidade para a causa da Pastoral Rodoviária.

Tem cheiro estranho no ar. FHC descarta Aécio

  1. O ex-presidente Fernando Henrique disse ao governador mineiro Aécio Neves que prefere o governador paulista José Serra na disputa interna do PSDB pela candidatura presidencial de 2010.
  2. As insatisfações com o governador mineiro iniciaram com sua aproximação, há seis anos, de Itamar Franco - opositor ferrenho de FHC.

O governador mineiro praticamente entregou ao grupo de Itamar a Cemig, a Copasa e o BDMG. Segundo críticos da postura do governador de Minas, o chefe do Executivo desenvolve uma estratégia de aliança com opositores do PSDB nacional. Não são poucos os membros do PT que ocupam cargos no governo de Minas Gerais. De acordo com estes opositores, o governador de Minas passou a desenvolver um projeto político pessoal, pouco se importando com questões de ordem partidária. Ainda acusam o governador de comandar sua base no Congresso Nacional apenas na defesa de seus interesses, mesmo quando se tratava de questões maiores e programáticas. Acusam a bancada mineira, ligada ao Palácio da Liberdade, de ser uma “linha auxiliar” do Palácio do Planalto.

22 de abr de 2008

Lugo deve seguir exemplo de Lula, sugere 'Times'

O Paraguai, segundo país pobre da região, não pode repetir o mesmo erro", diz o texto.No editorial, intitulado Poor Paraguay (Pobre Paraguai, em tradução livre), o jornal afirma que apesar de a vitória de Lugo se tratar de "um evento extraordinário, até revolucionário" no contexto histórico do país, o novo presidente deve agir com cautela.
Segundo o diário britânico, com exceção de sua postura sobre o tratado de Itaipu, o discurso de Lugo era "claramente vago" e seus planos de acabar com a corrupção e reduzir a pobreza, difíceis de colocar em prática dadas as condições atuais do Paraguai.
Além disso, o Times afirma que, apesar da derrota nas eleições, o Partido Colorado permanece como uma "máquina política formidável" e tem a maioria no Senado, o que limitaria as opções de governo do presidente eleito.
Por isso, o diário sugere que Lugo "coopere e siga os passos do seu parceiro brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva". Segundo o jornal, apesar de o líder brasileiro já ter afirmado que não irá mudar os termos do Tratado, ele teve "a honestidade de admitir que os termos atuais são duros com o Paraguai e que o Brasil deve aumentar a ajuda que oferece ao vizinho".
De acordo com o Times, um acordo como este pode permitir que Lugo faça alguns progressos sociais e econômicos e ganhe tempo para as reformas que pretende implementar.
"Lula, que provou ser um democrata social astuto e que está modernizando o seu país, seria um excelente exemplo para o novo presidente do Paraguai", diz o texto. "Ele também oferece um contraste entre outros exemplos óbvios de liderança, como Hugo Chávez, na Venezuela".

21 de abr de 2008

Fernando Lugo vence eleições no Paraguai com 40,8% dos votos

Fim de seis décadas de governo direitista

Fernando Lugo foi oficialmente declarado vencedor das eleições paraguaias deste domingo, com 40,8% dos votos, contra 30,8% para a candidata do governo, Blanca Ovelar, informou o Tribunal Eleitoral do país.
O general reformado Lino Oviedo ficou na terceira posição, com 22%, informou o vice-presidente do Tribunal Eleitoral, Juan Manuel Morales, após a apuração de 92% das urnas.
O índice de participação foi de 65% dos quase 2,9 milhões de paraguaios aptos a votar, destacou Morales.
O ex-bispo católico Fernando Lugo, que largou sua vida religiosa para combater a pobreza e a corrupção através da política, acabou com seis décadas de governo do centro-direitista Partido Colorado no Paraguai ao ganhar, neste domingo, eleições presidenciais históricas.
"Os cidadãos humildes e simples são os responsáveis por esta mudança, para que nosso país não seja sempre lembrado por sua corrupção, por sua pobreza, e sim por sua honestidade, por sua eficiência", disse Lugo pouco depois de conhecer os primeiros resultados oficiais.

Divagar com o açodamento, Companheiros!

Temos que recuperar o testamento descumprido do“Modo Petista de Governar”. Só estar num governo, mesmo apadrinhado pelo Lula, se não se tem as prerrogativas de ser governo petista, não cumprimos como partido o nosso destino histórico.

Um horizonte claro, desejável e necessário para o PT de Montes Claros é manter a sua presença na Prefeitura do Município, como governo, nos próximos anos. Governo este, que o Partido, antes tudo unido, e a seis meses da eleição municipal, tem o dever de desenhar, coletivamente e combinadamente, com as suas forças internas e, fraternalmente com os seus aliados, como os movimentos sociais, sindical e popular. E mais os partidos parceiros.
O desenho deste próximo governo, com o PT, deve se inspirar ou partir da necessidade de aprofundar a experiência de três anos e meio na Administração Municipal do PPS, e de outras agremiações. Porém, sem o paradoxo do ônus de ser governo sem ter, na plenitude, as prerrogativas do Governo. Para que então o Partido venha estar na direção das ações de governo, com o imperativo de recuperar a sua identidade, que, alguns de nós, ainda lembramos como o “o Modo Petista de Governar”. E que este “modo” exige do PT ocupar o lugar à esquerda da mesa do Timoneiro da Administração, para conduzir as políticas públicas de caráter republicano, bem como promover mesmo a “Participação Popular”, para que haja efetivo controle social sobre os serviços e sobre a distribuição do dinheiro público.
Hoje, a seis meses da eleição Municipal, a militância petista tem apenas um indicativo de aliança com o PPS. Porque ele é o partido do Prefeito Athos Avelino! E para aprimorar e aprovar ou não a aliança esta militância delegou a 81 delegados fazerem a discussão e deliberarem no fórum apropriado o projeto político do PT para os próximos anos, para que a sua Executiva discuta e negocie com o Prefeito e seu partido,não a manutenção da atual adesão, mas uma aliança com as nossas diferenças e pontos convergentes. Portanto condições.
E deve ser diferente de 2004, ainda que pese o Partido, de fato, ter tido naquele ano a iniciativa de convidar o então Deputado Federal pelo PPS para fazer a aliança, compor a equipe de programa de governo e de campanha, mas no momento de compor o governo, o prefeito convidou as pessoas do Partido, dando um tratamento pessoal ao que deveria ser institucional. A direção levou um chapéu e o testamento petista foi traído com a guinada de coletivo para personalismo. Daí os desdobramentos nestes três anos e meio, que merecem oportunamente ser mencionados, para o PT corrigir, se quiser se redimir das omissões e descompromissos com àqueles que lhe deram vida, razão de ser, sentido e destino histórico. Mas justiça seja feita, há também diversas ações no governo, com e por causa da participação dos petistas,a serem mencionadas, para que com elas o eleitorado possa dar a próxima votação no PT.

Valmore Alves de Souza
Sociólogo e Vice presidente do PT de Montes Claros

20 de abr de 2008

Cruzeiro e Atlético novamente na final do Campeonato Mineiro

O Campeonato Mineiro, mais uma vez, terá uma final entre os rivais Cruzeiro e Atlético. Depois de o Galo despachar o Tupi na semifinal deste sábado com uma vitória, foi a Raposa quem se garantiu neste domingo na decisão, vencendo o Ituiutaba no Mineirão por 3 a 1 graças a uma virada conquistada no segundo tempo.

Direito de pai - Justiça reconhece auxílio-creche para homem

  • O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, decidiu que o Hospital Ana Costa, de Santos (SP), terá que repor 20% do salário de um ex-funcionário a título de auxílio-creche. A norma coletiva assinada entre empregadores e sindicato da categoria não faz qualquer distinção quando ao gênero do funcionário. O acordo diz que o trabalhador, com filho de menos de seis anos, tem direito a adicional de 20% se a empresa não tem creche. Na norma da categoria está escrito: “as empresas que não possuírem creches próprias pagarão aos seus empregados um auxílio-creche equivalente a 20% (vinte por cento) do salário normativo, por mês e por filho, até seis anos de idade”.

MST ocupa fazenda no norte de Minas

Cerca de 200 manifestantes ocupam área de 11,5 mil hectares em Jequitaí.
Um grupo de manifestantes do movimento dos sem-terra ocupou, quinta-feira (17), uma fazenda em Jequitaí, no norte de Minas. Segundo a organização do movimento, cerca de 200 integrantes ocupam a sede da Fazenda Correntes. Eles alegam que a área tem 11,5 mil hectares e é improdutiva. Ainda de acordo com os líderes do grupo, os trabalhadores teriam sido recebidos com tiros pelos funcionários da fazenda, que fugiram em seguida. Um encarregado da fazenda voltou para pegar documentos que foram esquecidos. Os sem-terra fizeram uma barreira, mas permitiram que um policial entrasse para pegar uma carteira e uma caminhonete. Depois de prestar depoimento, um funcionário disse que os manifestantes é que estavam armados. Os trabalhadores exigem a presença de representantes do Incra para negociar a desapropriação da área. A superintendente em exercício do Incra em Minas Gerais, Luci Rodrigues, informou que em 2004, uma vistoria foi feita na Fazenda Correntes e foi constatado que ela não era improdutiva. Ela disse também que nenhuma pauta de reivindicações foi enviada pelos trabalhadores sem-terra que ocupam a área, mas que espera o documento para analisar e discutir com os integrantes do movimento.

19 de abr de 2008

Eletrodoméstico também mata a fome

O título parece sem sentido, mas não é. A nova do Globo é criticar que as famílias que recebem o Bolsa Família possam comprar eletrodomésticos com o dinheiro recebido. Dizem que o programa é para matar a fome, então não pode comprar nada além disso. É muita estupidez. Em pleno século XXI, não é possível que jornalistas não compreendam que alguns eletrodomésticos são fundamentais para a dona-de-casa. A geladeira, por exemplo, permite economia nos custos de alimentação, por razões óbvias. Uma máquina de lavar roupa libera tempo para que a dona-de-casa possa cuidar dos filhos ou fazer algum trabalho para levantar uma renda extra, e assim se alimentar melhor. Enfim, é tão óbvio. Por que o Globo continua com essa cruzada contra os pobres, contra os programas sociais citados como modelo em todo planelta. Outro dia, até a Hillary Clinton citou o Bolsa Família como referência de programa social moderno. O Globo fala que os recursos seriam melhor aplicados em educação. Ora, uma coisa não exclui a outra. O Bolsa Família é um dos programas sociais mais baratos do mundo, quando observamos a sua eficácia. Nem vale mais falar em gastos, visto que a ativação econômica das massas antes excluídas do mercado de consumo tem ajudado a produzir um crescimento vigoroso, o que resulta em mais contribuições, que é o que está acontecendo.
Óleo do Diabo

18 de abr de 2008

Atleticano ex-presidiário é executado ao lado da noiva

A Polícia Civil de Montes Claros já instaurou inquérito para investigar o assassinato do ex-presidiário Patrick Hernandez de Carvalho, 26 (foto). Ele foi executado com 5 tiros de pistola automática por volta das 20 horas de quinta-feira, 17, na rua São José, bairro São Judas Tadeu – próximo ao posto de saúde.
No momento do crime a vítima estava acompanhada de sua noiva. Ela foi ouvida pela polícia, mas não soube descrever nenhuma característica dos atiradores, nem o motivo do crime
Fonte: Blog do Buiu

Escuta indica ligação de juiz e lobista - Abra o olho Alberto, sua vez está chegando



Weliton Militão pediu liberação de dinheiro através de funcionário da CEF; escuta indica envolvimento em fraude do FPM


O Ministério Público Federal entrou, ontem, com denúncia na Justiça contra servidores públicos investigados durante a operação de combate a fraudes com o Fundo de Participação dos Municípios. As denúncias foram entregues à Justiça Federal em Brasília, com os pedidos de afastamento dos servidores envolvidos. São citados seis funcionários públicos, que estão entre as 51 pessoas presas na semana passada, durante operação da Polícia Federal em três estados. Dezesseis prefeitos, advogados e um juiz federal são apontados como responsáveis por desviar cerca de R$ 200 milhões do Fundo de Participação dos Municípios.
Ligações telefônicas foram gravadas com autorização da Justiça durante oito meses. Uma delas mostra o juiz federal Weliton Militão, pedindo a um assessor que providencie a liberação de dinheiro pelo gerente da Caixa Francisco de Fátima Sampaio de Araújo. O homem que controlaria a movimentação bancária de vários envolvidos no esquema.
Militão: “Cê podia fazer um favor pra mim? É dizer ao Francisco da Caixa, que daquele dinheiro de ‘restituição’ que ta aplicado com ele, eu preciso que ele deposite 12 na minha conta. Porque eu troquei o Gol e vou pagar essa quantia, tá? Eu tenho outros assuntos pra tratar com ele também, mas é porque eu já dei o cheque, sabe?” Assessor: “Tá. 12 mil, né?”
Militão: “Tá, 12 mil exatamente.”
Assessor: “Eu vou ligar para ele agora.”
Neste outro trecho, o lobista Paulo Sobrinho de Sá Cruz tenta convencer um prefeito a entrar com uma ação para suspender o acordo que permitia à União reter parte do repasse do FPM para quitar dívidas com a previdência.
Paulo: “Tô aqui com um prefeito agora, acabei de devolver R$ 5 milhões pra ele. Chama Medina, a cidade. O prefeito tá na minha frente aqui, é um médico. Pode olhar no sistema aí, prefeitura municipal de Medina, município de Medina. Saiu ontem às 17h40 da tarde, R$ 5 milhões para ele. E sabe quantos anos tem que ele não paga o (INSS) empresa? Seis anos”.
A investigação mostrou que as prefeituras contratavam serviço de escritórios de advocacia com dispensa de licitação, apesar de terem assessoria das procuradorias municipais. Nos contratos, a comissão sobre os valores liberados seria de 20%, dinheiro que seria dividido, entre prefeitos, advogados e o juiz que concedia as liminares para a liberação de dinheiro.

CRIME HEDIONDO - Cai parecer do PSDB contra quem desvia verbas públicas

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado rejeitou, no último dia 16, parecer do relator Willian Woo (PSDB-SP) pela aprovação do Projeto-de-Lei 1.368/2.007, em que o deputado Humberto Souto (PPS-MG) defende a qualificação de crime hediondo para o desvio de verbas públicas destinadas aos direitos sociais previstos na Constituição Federal. Derrotado o parecer favorável do tucano paulista, a Comissão de Segurança designou novo relator, o deputado Fernando Melo (PT-AC), que deu parecer pela rejeição da matéria, aprovado pela Comissão. O parecer de Willian Woo ficou como voto em separado. O projeto do deputado Humberto Souto endurecendo a lei contra quem desvia verba pública\ ainda tem chances de vingar. A próxima fase, agora, é o julgamento quanto ao mérito, pela Comissão de Justiça da Câmara dos Deputados. O projeto norte-mineiro despertou tema polêmico que estava parado na Câmara dos Deputados. Por isto, foi apensado ao Projeto-de-lei 3.760/2.004, do ex-deputado Wilson Santos (PSDB-MT). Também foi anexado o projeto 5.748/2.005, do mineiro Júlio Delgado (PSB). O deputado paulista Willian Woo havia recomendado a aprovação desses três projetos. Crimes hediondos são inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou anistia. Por eles respondem os mandantes, os executores e os que podendo evitá-los se omitem. Para Humberto Souto, quem rouba verbas públicas da saúde, da educação e dos programas sociais, por exemplo, mata tanto quanto os autores de genocídios.

Assim não vale

CPT acusa Vale de ter comprado ilegalmente lotes em assentamento no Pará

A Comissão Pastoral da Terra acusou quarta terça a Companhia Vale de ter comprado ilegalmente lotes em dois assentamentos para explorar níquel no sul do Pará. Segundo Frei Henry des Rosiers, advogado da comissão, a empresa não teria obtido autorização do Incra.

A pastoral afirmou ainda que a Vale destruiu casas, plantações, estradas e causou danos ao meio ambiente. A Companhia Vale declarou que não comprou áreas de assentamentos e que as pessoas que estavam na terra foram indenizadas.A empresa alega que não houve crimes ambientais porque o empreendimento está em fase de instalação. A Vale também afirmou que pediu a área ao Incra e que recebeu um parecer favorável. Em nota, o Incra afirmou apenas que está apurando as denúncias.

17 de abr de 2008

Resolução aprovada no Encontro Municipal de Tática Eleitoral do Partido dos Trabalhadores de Montes Claros

O Partido dos Trabalhadores de Montes Claros vem lutando para superar os desafios de organização interna – administrativo-financeira e política -, para se fortalecer nos embates políticos e eleitorais no ano de 2008. É imprescindível que apontemos os caminhos a seguir para que nossos militantes, simpatizantes e a população montesclarense possam defender o PT como a melhor alternativa de poder.
A tática eleitoral nas eleições municipais consiste na definição dos movimentos, das ações, das posições, das manobras, da disposição e do posicionamento do partido para atingir seus objetivos estratégicos. Assim, o PT define objetivos estratégicos específicos das eleições municipais e um objetivo estratégico geral.
O objetivo estratégico geral que está implicado nas eleições municipais trata-se de ampliar a sustentação política do governo Lula e do processo de mudanças, agregando e consolidando força política para garantir a governabilidade e a aplicação do programa de mudanças, tendo em vista as conquistas dos trabalhadores e as eleições gerais de 2010.
Nesse aspecto, é importante que seja destacado a forte presença do governo Lula e de representantes do PT nas principais obras e serviços implantados em Montes Claros. Com base nas experiências bem-sucedidas, o partido deve manter uma postura ofensiva e propositiva na campanha, mostrando com exemplos práticos que vem conseguindo êxitos sucessivos na mudança e na melhoria das condições de vida dos montesclarenses.
Além de destacarmos o sucesso do Governo Lula, as campanhas precisarão fazer uma abordagem complexa do eleitorado, com temas diversos. As demandas da população são bem variadas. Montes Claros é uma cidade que tem uma forte representação regional, não só política e econômica, como também social e cultural, considerando a origem da maioria dos seus moradores. Com o aprendizado democrático, o eleitor montesclarense vem apresentando níveis crescentes de exigências aos candidatos para que possa definir seu voto.

16 de abr de 2008

Lista de Furnas: Perícia da Polícia Federal já confirmou que a lista é autêntica.

O deputado estadual Padre João (PT-MG) lembra que, nas eleições de 2002, em que os candidatos eram os tucanos José Serra (para presidente), Geraldo Alckmin (para governador de São Paulo) e Aécio Neves (para governador de Minas Gerais), o esquema se manteve e foi revelado através de uma outra lista, a chamada Lista de Furnas, ''com o caixa dois superando o valor de R$ 25 milhões somente para os cargos majoritários'', diz ele. Esta lista veio à público através do lobista mineiro Nilton Monteiro. Ela é um conjunto de cinco folhas de papel com o logotipo da empresa Furnas Centrais Elétricas e enumera 156 políticos de 12 partidos que teriam recebido dinheiro por meio da estatal de energia. Perícia da Polícia Federal já confirmou que a lista é autêntica. O lobista disse ter recebido a lista do ex-diretor de Furnas, Dimas Fabiano Toledo, cuja assinatura está no papel, com autenticação em cartório 'por semelhança'. Na lista, aparecem os nomes dos tucanos José Serra como beneficiário de R$ 7 milhões, Alckmin de R$ 9,3 milhões e Aécio Neves com R$ 5,5 milhões. Além do atual governador de Minas, pessoas ligadas a ele, como a sua irmã Andréia Neves e o Secretário de Governo também teriam recebido recursos''.
Clique AQUI para ver a lista de Furnas.

Decisão de BH contraria resolução nacional e terá de ser submetida à CEN

A Comissão Executiva Nacional do PT, reuniu ontem terça-feira (15) em Brasília, e aprovou uma série de notas e resoluções sobre os temas da conjuntura política e econômica.
Na principal votação, a CEN avaliou que a decisão do PT de Belo Horizonte (MG) – de coligar-se ao PSDB na disputa municipal – contraria o que foi definido em deliberação do Diretório Nacional e que, portanto, tal aliança deverá ser submetida à aprovação da própria CEN .
Leia AQUI a resolução sobre o Encontro Municipal de Belo Horizonte

15 de abr de 2008

Governo Lula, do PT, tira 7.489 famílias do Norte de Minas da miséria

O Norte de Minas teve redução da quantidade de famílias pobres, conforme Diagnóstico Social Assistencial, realizado pela Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS) e divulgado na última sexta-feira, 11, durante o Seminário “Toda Criança na Família”, realizado em parceria com a Associação dos Magistrados de Minas Gerais, Tribunal de Justiça de Minas Gerais e Universidade Estadual de Montes Claros.
O professor Luiz Lobo, coordenador da pesquisa e chefe do Departamento de Assistência Social da Amams, mostrou que em 2001, a região contava com 137.339 famílias pobres e em 2004, este número reduziu para 129.850, o que representa queda de 7.489 famílias.
Leia +
AQUI

PT e PSDB de mãos dadas

Escrito por Frei Betto
Nunca vi cabeça de bacalhau, mendigo careca, santo de óculos, ex-corrupto, nem filho de prostituta chamado Júnior. Nunca imaginei que, fora dos grotões, onde o compadrio prevalece sobre princípios ideológicos, veria uma aliança entre PT e PSDB. Mas o impossível acontece em Belo Horizonte, com ampla aprovação das bases petistas.

Mudei eu ou mudou o Natal? Sim, sei que Minas, onde nasci, é terra estranha, o inusitado campeia à solta: mula-sem-cabeça, lobisomem, chupa-cabra, discos voadores... Criança, vi na Praça Sete, na capital mineira, uma enorme baleia exposta à visitação pública na carroceria de uma jamanta. A Moby Dicky embalsamada exalava um forte mau cheiro que obrigou as esculturas indígenas do Edifício Acaiaca a tapar o nariz.

O que foi feito da grita do PT belo-horizontino sob oito anos de governo FHC? Em que bases programáticas a aliança se estabeleceu? Quem cedeu a quem? Quem traiu seus princípios políticos e históricos?

Lembro dos anos 50/60, quando o conservador PSD, de JK, fez aliança com o progressista PTB, de Jango. O primeiro neutralizou o segundo. E o sindicalismo, até então combativo, ingressou na era do peleguismo. No cenário internacional, o Partido Trabalhista inglês aceitou aliar-se ao Partido Republicano dos EUA. Nunca mais o inglês foi o mesmo, a ponto de apoiar a invasão do Iraque.

Só uma razão é capaz de explicar essa aproximação de pólos opostos: a lógica do poder pelo poder. Quando um partido decide que sua prioridade é assegurar a seus quadros funções de poder, e não mais representar os anseios dos pobres e promover mudanças num país de estruturas arcaicas como o Brasil, é sinal de que se deixou vencer pelas forças conservadoras. E não me surpreende que nisso conte com amplo apoio das bases, sobretudo quando se observa que a antiga militância, impregnada de utopia, cede lugar a filiados obcecados por cargos públicos.

Tenho visto, em cinco décadas de militância, como a síndrome de Jó ameaça certos políticos de esquerda. Enquanto estão fora do poder e são oposição, nutrem-se de uma coerência capaz de fazer corar são Francisco de Assis. Alçados ao poder, inicia-se o lento processo de metamorfose ambulante: princípios cedem lugar a interesses; companheiros a aliados; lutas por ideais a vitórias eleitorais.

Jó, submetido às mais duras provas, perdeu tudo, exceto a fé, suas convicções. Tais políticos, diante de um fracasso eleitoral ou perda de função pública, esquecem os princípios e valores em que acreditaram, defenderam, discursaram, escreveram e assinaram, para salvar a própria pele. Horroriza-os a perspectiva de voltarem a ser cidadãos comuns, desprovidos de mordomias e olhares bajuladores. Ainda vão à periferia, desde que como autoridades, jamais como militantes.

Talvez eu tenha ficado antigo, dinossáurico, incapaz de entender como um partido que sempre se aliou ao PFL, agora DEM, pode, de repente, sentir-se à vontade de mãos dadas com o PT. Não que tenha preconceito a peessedebistas. Sou amigo de muitos, incluído o governador José Serra. Mas quem viver verá: se o candidato da aliança PT-PSDB for eleito prefeito de Belo Horizonte, o palanque de Minas, nas eleições presidenciais de 2010, vai ser aquela saia-justa.

Minas é uma terra de mistérios: tem ouro preto, dores de indaiá, mar de Espanha, juiz de fora, rio acima e lagoa santa. E fora de Minas tenho visto coisas que já nem me espantam: Sarney e Delfim Netto apóiam Lula; o governo do PT aprova os transgênicos e a transposição do rio São Francisco; o Planalto petista revela gastos da gestão FHC e esconde os seus...

Os tempos e os costumes mudam, já diziam os latinos; as pessoas e os partidos também. Eu é que deveria ficar mudo, já que teimo em acreditar que fora da ética e dos pobres a política não tem salvação. Deve ser culpa de minha dificuldade de entender por que às vésperas de eleições todos debatem nomes de candidatos. E não propostas, programas e prioridades de governo.

Frei Betto é escritor, autor de "A mosca azul – reflexão sobre o poder" (Rocco), entre outros livros.

13 de abr de 2008

Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral lança novo projeto de Iniciativa popular

O Movimento de Combate á Corrupção Eleitoral – MCCE acaba de lançar um novo de projeto de lei de iniciativa popular visando impedir a candidatura de pessoas com antecedentes criminais e candidaturas dos que renunciam ao mandato para escapar de punições legais. O projeto conta com o apoio de 35 entidades que compõem o seu comitê nacional.
Para os organizadores, o objetivo é tornar possível o afastamento de candidaturas de pessoas que estão envolvidas em práticas criminosas, ainda que não haja sentença definitiva. Caso o projeto de Lei seja aprovado, os candidatos que estiverem sendo processados não poderão ser candidatos durante a tramitação do processo e aqueles que tenham renunciado ao mandato para escapar de alguma punição legal também serão impedidos de se candidatar.
"Hoje a lei impede uma pessoa de ser um vigilante caso responda a um processo criminal, mas não impede alguém, na mesma situação, de se tornar detentor de um mandato de vereador, prefeito, deputado, governador senador presidente da república ", explica o juiz Márlon Reis, presidente da Associação Brasileira dos Magistrados e Procuradores Eleitorais (Abramppe), entidade do Comitê Nacional do MCCE. O juiz também se diz preocupado com os que buscam na eleição uma forma de ter foro privilegiado para escapar da punição por possíveis crimes praticados.
No Norte de Minas, o Comitê 9840 de combate à Corrupção Eleitoral e o Centro de Referência, apoio e defesa da Cidadania – Cerradania, juntamente com as pastorais sociais da Igreja Católica farão a articulação com o objetivo de divulgar o projeto e coletar as assinaturas. Para a coordenadora do Comitê 9840, Sônia Gomes, a expectativa é de que Montes Claros saia na frente na coleta das assinaturas. Gomes recorda que em Minas Gerais, Montes Claros foi a cidade que conseguiu coletar o maior número de assinaturas para o projeto também de iniciativa popular que originou a Lei 9840. A coordenadora recorda ainda que "justamente por ter sido de iniciativa popular, a Lei 9840 conseguiu tornar as eleições mais limpas e transparentes, propiciando a cassação do mandato de mais de 600 políticos corruptos".

CONTATO
Sônia Gomes - Comitê 9840 - 3221 2982
André Alves de Souza - CERRADANIA - 3212 6364 - 9102 9387
Antônio Atayde - CERRADANIA - 91025427

12 de abr de 2008

Vejam o clipe da música, "um tapinha não dói" na versão Seu Madruga

Produtora da música "um tapinha não dói" é multada

A Justiça Federal de Porto Alegre condenou a empresa Furação 2000 Produções Artísticas ao pagamento de multa de R$ 500 mil pelo lançamento da música Um Tapinha Não Dói, por entender que a letra banaliza a violência e estimula a sociedade a inferiorizar a mulher. A decisão foi tomada pelo juiz federal substituto Adriano Vitalino dos Santos, da 7ª Vara Federal, e pode ser contestada em instâncias superiores. A ação foi movida há sete anos pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela organização não-governamental (ONG) Themis Assessoria Jurídica e Estudos de Gênero, que alegaram que a letra justifica a violência masculina a partir do comportamento sexual da mulher. Sustentaram ainda que a liberdade de expressão não é direito absoluto e tem limitações reconhecidas pela Constituição em face do princípio da dignidade. O juiz entendeu que houve dano moral difuso à mulher e estabeleceu a multa, que deverá ser revertida ao Fundo Federal de Defesa dos Direitos.
Fonte: Agência Estado

Pasárgada: Justiça liberta prefeitos

Grupo é suspeito de desviar verba. TRF decidiu que corregedor não teria competência para determinar as prisões
O Tribunal Regional Federal (TRF), em Brasília, determinou a soltura de todos os envolvidos na Operação Pasárgada, da Polícia Federal (PF), que prendeu 50 pessoas, incluindo 17 prefeitos de Minas Gerais e da Bahia. O grupo é suspeito de desviar dinheiro do Fundo de Participação dos Municípios. Nessa sexta-feira (11), a corte do tribunal se reuniu e decidiu que o corregedor que determinou a prisão de um juiz federal não teria competência para isso. De acordo com a assessoria de comunicação do TRF, a atuação do corregedor é "meramente administrativa, não alcançando medidas judiciais restritivas de direitos". A determinação foi estendida a todos os detidos.A investigação da PF, iniciada há oito meses, revelou o envolvimento de magistrados, prefeitos, advogados, procuradores municipais, assessores e lobistas. A partir de decisões judiciais, a verba federal era repassada a municípios em débito com o INSS.

11 de abr de 2008

O soberano chega em Montes Claros

A comunidade maçônica montesclarense recebe hoje (11), o Soberano Grande Comendador do Supremo Conselho do Grau 33 do Rito Escocês Antigo e Aceito da Maçonaria para Republica Federativa do Brasil, Luiz Fernando Rodrigues Torres, para uma programação especial em Montes Claros na qual haverá a investidura de 32 maçons ao grau 33, estágio alcançado pelos integrantes depois de longos anos de preparação. Você entendeu alguma coisa? Nem eu... Mas pediram para divulgar, então tá...

Bocaiúva na lista máfia do FPM

A cidade de Bocaiúva, no Norte de Minas, aparece na nova lista das prefeituras mineiras no rombo provocado pelo esquema de desvios de verbas do FPM, juntamente com Matipó, Maravilhas, Monte Sião, Maripá de Minas, Munhoz, Nova Belém, Paraisópolis, Poté, Ribeirão Vermelho, Ribeirão das Neves, Rio Vermelho, Santa Maria do Salto, Tarumirim, Umburatiba, Abre Campo, Águas Vermelhas, Brasópolis, Brumadinho, Chalé, Dona Euzébia, Guaraciaba, Itaipé, Itanhomi, Jacutinga, Jaíba e Jequitinhonha. O advogado Valzemir José Duarte, preso na quarta-feira pela Polícia Federal, durante a Operação Pasárgada, atuou prestando consultoria jurídica, para evitar que as prefeituras tivessem descontados do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) recursos para pagamento de dívidas contraídas com o INSS, conseguindo liminares impedindo o desconto no FPM.
Na última quarta-feira, durante a Operação Pasárgada, foram presos 14 prefeitos de cidades mineiras (Almenara, Cachoeira da Prata, Conselheiro Lafaiete, Divinópolis, Ervália, Itambacuri, Juiz de Fora, Medina, Minas Novas, Rubim, Salto da Divisa, Tapira, Timóteo e Vespasiano) acusados de envolvimento no esquema, além de Weliton Militão, advogados, servidores da Justiça e secretários municipais.
A nova lista de municípios prova que o rombo provocado pelo esquema, que contava com a participação do juiz Weliton Militão, que foi o relator e absolveu o prefeito de Bocaiúva, Alberto Caldeira, no processo eleitoral, pode ser superior aos R$ 200 milhões estimados pela Polícia Federal.
O panfleto acima foi elaborado pela oposição de Bocaiúva, liderada por Betinho Dentista, mas não convenceu o juiz Weliton Militão, que livrou Alberto Caldeira. Só para lembrar, foi este mesmo juiz, aliás, o único que condenou o prefeito de Montes Claros, Athos Avelino.

Juca tigre foragido

O prefeito da cidade Morena, Juca Tigre, encontra-se foragido desde o início da operação Pasárgada. Juca Tigre era protegido do Leitão e do Militão pela sua corrupção, agora ficará protegido no camburão, para alívio da população, que anda ansiosa para vê-lo no cadeião.

10 de abr de 2008

Festival de Cultura e Arte Negra de montes Claros

A 3ª edição do Festival de Cultura e Arte Negra FECAN 2008, já agita a juventude do norte de minas, com uma vasta programação. Além das oficinas, o mais esperado será o desfile de Beleza Negra da Região, as mais belas e os mais belos negros do norte de minas. Segundo Hilário Bispo, coordenador da FECAN.
As inscrições estarão abertas apartir do dia 15 de Abril no DCE da Unimontes, Centro Cultural, SESC Montes Claros, Espaço de Dança Luciano de Jesus e no CAIC Américo Souto na Vila Exposição.
Mais informações pelos telefones: 38 3229 3395/32293456 ou cel 38 84241369/ 99464731/ 91044369.

A mídia e o promotor na tragédia da menina Isabella

Desde o primeiro dia, a cobertura da mídia no caso da menina Isabella tem me incomodado demasiadamente. Principalmente porque as reportagens eram focadas na suposta culpa do pai da menina e de sua atual esposa. Desde o sábado que esse tom da cobertura mudou um pouco. Até porque algumas das “evidências” da culpa do casal estão caindo por terra. E também porque o promotor bocudo, que estava adorando aparecer na imprensa para tratar das “evidências” e sugerir a culpa do casal, decidiu dar uma recuada. Agora ele diz que nunca sugeriu nada. Sugeriu sim e os jornalistas sérios que estão na cobertura têm de dizer isso.A hipótese de o pai da menina e sua esposa serem culpados não pode ser descartada, mas se eles forem inocentes como ficamos? Uma sociedade democrática não pode conviver com espetáculos midiáticos onde tanto setores da polícia, da justiça e da mídia cheguem a esse nível de irresponsabilidade. Mesmo que o casal venha a ser descoberto culpado, a linha amarela já foi ultrapassada há algum tempo.

9 de abr de 2008

Alberto Bejani, prefeito de Juiz de Fora, também foi preso na Operação Pasárgada por desvio de recursos do FPM

A Polícia Federal (PF) prendeu o prefeito da cidade de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, Alberto Bejani ( PTB-MG). As investigações realizadas comprovaram a existência de uma enorme quadrilha, instalada em Minas Gerais, para fraudar a distribuição de cotas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).
Em Minas, além do prefeito de Juiz de Fora, foram presos os prefeitos de Timóteo, Vespasiano, Rubim, Almenara, Medina, Minas Novas, Cachoeira da Prata, Conselheiros Lafaiete e Divinópolis, Ervália e Salto da Divisa.
Neste momento, é grande o número de jornalista em frente da sede da Polícia Federal de Montes Claros, aguardando a chegada dos prefeitos de
Rubim, Almenara, Medina e Minas Novas, do Vale do Jequitinhonha .

Vou-me Embora pra Pasárgada

Manuel Bandeira
Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada
Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconseqüente
Que Joana a Louca de Espanha
Rainha e falsa demente
Vem a ser contraparente
Da nora que nunca tive

E como farei ginástica
Andarei de bicicleta
Montarei em burro brabo
Subirei no pau-de-sebo
Tomarei banhos de mar!
E quando estiver cansado
Deito na beira do rio
Mando chamar a mãe-d'água
Pra me contar as histórias
Que no tempo de eu menino
Rosa vinha me contar
Vou-me embora pra Pasárgada

Em Pasárgada tem tudo
É outra civilização
Tem um processo seguro
De impedir a concepção
Tem telefone automático
Tem alcalóide à vontade
Tem prostitutas bonitas
Para a gente namorar

E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amigo do rei
—Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada.
Texto extraído do livro "Bandeira a Vida Inteira", Editora Alumbramento – Rio de Janeiro, 1986, pág. 90
Manuel Bandeira: sua vida e sua obra estão em "Biografias".

Opreação da Polícia Federal prende juízes e prefeitos em MG, Bahia e DF

A Polícia Federal (PF) que neste governo do presidente Lula, do PT, trabalha, prendeu hoje, 9 , treze prefeitos, um juiz federal, nove advogados, quatro procuradores municipais, quatro funcionários do judiciário, um gerente da Caixa Econômica Federal e um lobista, na Operação Pasárgada. Segundo a assessoria da Polícia Federal, entre os prefeitos detidos, 11 são de municípios de Minas Gerais e dois da Bahia. Cerca de 500 policiais federais participaram da operação que tem o objetivo de pôr fim a um esquema de liberação irregular de verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), cujo prejuízo aos cofres públicos pode ultrapassar R$ 200 milhões. De acordo com a Polícia Federal, foram cumpridos 100 mandados de busca e apreensão e outros 50 mandados de prisão em Minas Gerais, na Bahia e no Distrito Federal. A investigação, iniciada há oito meses, revelou a envolvimento de magistrados, prefeitos, advogados, procuradores municipais, assessores e lobistas. A partir de decisões judiciais, a verba federal era repassada a municípios em débito com o INSS. Segundo a PF, as investigações apontam que os prefeitos contratavam, sem licitação, um escritório de advocacia, que oferecia vantagens a juízes e servidores da Justiça para obter decisões favoráveis e, depois, dividia seus honorários com os prefeitos que o contratava. Os investigados responderão por formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, tráfico de influência, advocacia administrativa, exploração de prestígio, fraude a licitação, quebra de sigilo de dados e lavagem de dinheiro. Penas podem chegar a 20 anos de prisão.
Segundo o jornalista Girleno Alencar, do Jornal Hoje em Dia, nenhum prefeito do Norte de Minas foi preso.

8 de abr de 2008

presente de grego - Aécio manda 99 presos para Montes Claros

A Secretaria de Estado de Defesa Social iniciou, na manhã desta segunda-feira, a transferência de 99 presos da 2ª Delegacia Distrital de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com o jornal Estado de Minas, os detentos são transportados sob forte escolta policial para uma unidade prisional de Montes Claros. A carceragem da 2ª Delegacia Distrital, em Contagem, sofria com a superlotação e era palco constante de motins. Em outubro de 2007, 35 presos já haviam sido transferidos após uma rebelião que destruiu as instalações hidráulicas de uma das celas. A situação precária na delegacia ganhou destaque em novembro de 2005, quando o então juiz titular da Vara de Execuções Criminais de Contagem, Livingsthon José Machado, ordenou a libertação de 36 presos. O juiz alegou superlotação e falta de condições sanitárias para expedir alvarás de soltura para condenados por assalto, homicídio e tráfico de drogas. O juiz foi afastado do cargo.

7 de abr de 2008

FHC não explica compra de pênis de borracha com verbas sigilosas

Embora possa não parecer, estamos solidários com o ex-presidente FHC e inclusive alertamos que isso estava para acontecer.Como o presidente Lula, também achamos baixaria fazer uso político das preferências sexuais alheias. E acreditamos piamente que a ferramenta “foi comprada para uma aula de educação sexual em escola pública”.Mas já que FHC aceitou o jogo da mídia golpista de expor um pouquinho de seus gastos pessoais, para forçar a quebra do sigilo dos gastos de Lula, agora ele tem a obrigação de fornecer o nome da escola, quem encomendou e quem usou o instrumento em questão. Ou deixar que a imaginação popular se encarregue de encontrar as explicações para o episódio

5 de abr de 2008

Vivo compra a Telemig por R$ 1,32 bi

Operadora de telefonia móvel Vivo, proprietária da Portugal Telecom e da espanhola Telefónica, compra a Telemig Celular
Em comunicado enviado ao mercado de capitais no Brasil, a empresa informou que: “Efetuou o pagamento do preço, no valor total de R$ 1,23 bilhões, incluindo-se neste valor o montante de R$ 70,5 milhões relativa à aquisição dos direitos de subscrição de ações a serem emitidos pela Telemig Participações assumindo a partir desta data (3) o controle acionário direto da Telemig Participações". A Telefónica havia anunciado a aquisição em agosto de 2007, simultaneamente à compra de 19,34% de outra operadora, a Tele Norte, à qual desistiu mais tarde, por um total de 465 milhões de euros (R$ 1,25 bilhão na cotação desta sexta-feira). Em fato relevante enviado ao mercado, a Vivo informou a alienação da totalidade das ações ordinárias e preferenciais da Tele Norte adquiridas da Telpart para a Telemar Norte Leste, "pelo mesmo preço e condições previstas no Contrato de Compra e Venda com Telpart". A Vivo fez uma OPA (Oferta Pública de Aquisição) obrigatória sobre as ações que não possui da Telemig e de sua holding a um preço equivalente a 80% do de compra, e outra OPA sobre um terço do capital flutuante da Telemig e de sua holding.

4 de abr de 2008

CGU vê ações de sanguessugas em três municípios fiscalizados

da Folha Online
A CGU (Controladoria-Geral da União) constatou indícios de superfaturamento na compra de ambulâncias em três municípios dos 60 analisados durante a 24ª edição do programa de fiscalização por sorteio.
Segundo a CGU, as prefeituras de Barra do Piraí (RJ), Mirabela (MG) e Ecoporanga (ES) compraram veículos da Planam, empresa suspeita de integrar a suposta máfia das sanguessugas --esquema de pagamento de propina a parlamentares por emendas ao Orçamento para a compra de ambulâncias.
No mês passado, a CGU declarou a Planam inidônea, o que impede a empresa de ser contratada pelo governo e de participar de licitações públicas.
De acordo com a fiscalização da CGU, a Prefeitura de Barra do Piraí comprou da Planam quatro ambulâncias por R$ 57,2 mil cada, valor considerado acima dos preços pesquisados no portal de compras do governo para os respectivos modelos.
Pelo levantamento feito pelos fiscais, ambulâncias com as mesmas características, foram adquiridas pelos ministérios da Educação e da Defesa por preços que variam entre R$ 33 mil e R$ 41 mil. Durante a fiscalização, a Prefeitura de Barra do Piraí não se manifestou sobre o assunto.
Em Ecoporanga, a fiscalização da CGU identificou irregularidades no processo realizado para a compra de uma ambulância. A Planam venceu a licitação, uma vez que foi a única a apresentar proposta.
A Prefeitura de Ecoporanga alegou que os fatos ocorreram na administração anterior, e que, portanto, os atuais gestores não poderiam sofrer nenhuma penalidade.
Em Mirabela, os fiscais constataram indícios de conluio, ausência de pesquisa de preço e superfaturamento na aquisição de uma ambulância. Em dezembro de 2003, foi assinado convênio entre o Ministério da Saúde e a prefeitura para a compra de um unidade móvel. A Planam também venceu a licitação.
A Prefeitura de Mirabela alegou que não houve irregularidade no processo licitatório para a compra da ambulância. Sustenta ter havido impropriedade na expressão "superfaturamento" utilizada pela equipe técnica da CGU durante a fiscalização. Segundo a prefeitura, o relatório deveria registrar que houve "uma diferença de preço".

3 de abr de 2008

AÇÕES CONFIRMAM: MUNIZ JOGA A TOALHA

As últimas atitudes tomadas pelo deputado estadual Ruy Muniz demonstram claramente, que não apenas tenha desistido de ser candidato a prefeito, mas que definitivamente jogou a toalha de sua pré-candidatura. Isso ficou evidente ao declarar a seus correligionários sobre sua desistência em ‘bater’ chapa com o ex-prefeito e suplente de deputado federal Jairo Ataíde, que tem a maioria dos delegados dos DEMOcratas. Prevendo de que este não é o momento de encarar um derrota – principalmente cara a cara com o DEMO –, Ruy Muniz inicia uma série de ações que prevêem o futuro do empresário. Primeiramente, teria liberado os funcionários do O Norte – seu órgão oficial de imprensa –, para deliberarem a opção em apoiar e angariar votos. E o nome de Ruy não estava na lista. Para completar, a decisão não foi a favor do DEMO, fato que resume, uma distinta situação de ‘guerra velada’ entre Ataíde e Muniz. Uma retaliação ao ‘coronel’ do DEMO. Um outro indicativo, de que este é o momento para tomar as atitudes antipopulares uma vez que não será candidato à nada, e que nem emprestará seu nome a santinhos e à rádio-peão, se confirmou quando há alguns dias, Ruy decidiu ampliar a jornada de trabalho de seus professores e reduzir seus salários. O resultado não poderia ser pior: insatisfação geral. Por causa disso, hoje, 22 professores estarão reunidos na casa do deputado, para protestarem contra as injustiças. Ruy Muniz, não resistiu a toda pressão e acabou por jogar a toalha.