Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

3 de abr de 2008

Mais um prefeito do PSDB é cassado por corrupção

A Câmara Municipal de Januária cassou hoje, 03/04, o mandato do prefeito afastado João Ferreira Lima (PSDB), que já passou pela cadeira de prefeito de Januária em cinco ocasiões. Ele foi afastado do cargo há quase um ano, em 20 de abril de 2007, por decisão do juiz Geraldo Andersen de Quadros Fernandes, da 2ª Vara da Comarca de Januária. João Ferreira foi o primeiro prefeito do Brasil a ser afastado em processo que apura o envolvimento de políticos com a máfia das sanguessugas. O processo de cassação de João Lima tem nove volumes. Entre as acusações que pesam sobre ele, está de faltar com o dever de prestar contas à Câmara Municipal. Para que haja a cassação, são necessários os votos favoráveis de sete vereadores. Enquanto permaneceu apenas afastado, João Lima continuou recebendo mensalmente subsidio de cerca de R$ 10 mil. Com a cassação, João Lima perde o direito ao pagamento do subsídio. O mesmo valor é foi pago ao então prefeito substituto Sílvio Aguiar (PMDB), que agora assume a condição de titular. Aguiar também está sendo investigado pela Câmara Municipal e pode também enfrentar processo de impeachment por desvios de recursos da área da Saúde para uma suposta amante.
Leia + AQUI

Nenhum comentário: