Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

28 de fev de 2009

Entidades sociais repudiam declaração de Gilmar Mendes

O Fórum Nacional pela Reforma Agrária e Justiça no Campo(FRNA) e a Confederação Nacional de Bispos do Brasil(CNBB) manifestaram publicamente repúdio às declarações do presidente do Supremo Tribunal Federal(STF), ministro Gilmar Mendes, dos presidentes do Senado e da Câmara de Deputados, senador José Sarney(PSDB-AP) e o deputado Michel Temer(PSDB-SP), referentes ao conflito de terras ocorrido durante o Carnaval em Pernambuco e São Paulo.
Os parlamentares criticaram as ocupações realizadas pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra(MST) no Pontal do Paranapanema, São Paulo, em duas fazendas - Consulta e Jabuticaba - em São Joaquim do Monte, Pernambuco. Na ocupação pernambucana, o conflito resultou na morte de quatro pistoleiros que faziam a segurança das fazendas. De acordo com nota do MST, as mortes ocorridas em Pernambuco foram resultado de uma “ação em legítima defesa, a que os trabalhadores tiveram de recorrer para evitar mais um massacre”. O movimento relata que pistoleiros e milícias armadas rondavam os dois acampamentos desde o sábado(21). Eles entraram no local e agrediram um trabalhador.
O tumulto começou quando um dos segurança sacou uma arma. O MST ressalta a importância das ocupações como “ferramentas na luta pela terra”, e “repudia a violência como solução para os conflitos no campo”. Gilmar Mendes, em declaração à imprensa na última quarta-feira(25), classificou como “ilegais” as ocupações realizadas pelo MST e condenou o financiamento público à entidades que promovem tais ações. Michel Temer e José Sarney apoiaram o presidente do STF. “A lei é muito clara.
Não pode haver dinheiro público para subsidiar tais movimentos, que agem contra o Estado de direito. Dinheiro público para subsidiar ilicitude é ilicitude”, afirmou Sarney. Para o FNRA, as declarações dos parlamentares são “carregadas de preconceito e rancor de classe” contra os movimentos sociais e sindicais do campo, e ressalta que a luta pela terra no Brasil, através da atuação dos movimentos sociais, é inspirada na garantia dos direitos humanos. “Lastimamos que o Presidente do STF, que é o guardião da Constituição Federal, não tenha incorporado à história de luta das classes populares nacionais”, diz a nota do FNRA.
O porta-voz da CNBB, padre Nelito Dornelas, criticou a parcialidade contida nas reações públicas contra o MST e afirmou que a entidade espera que o caso seja apurado rapidamente e que os culpados sejam punidos. “A igreja fica indignada com essa parcialidade. Por que a Justiça é tão ágil para se posicionar contra os movimentos sociais, mas não para julgar os latifundiários? Somos radicalmente contra a morte, mas essa parcialidade nos entristece”, disse o padre Dornelas em entrevista ao Jornal do Brasil.
Diante das declarações de Gilmar Mendes, Michel Temer e José Sarney, os movimentos sociais, integrantes do FNRA, defendem que a luta pela reforma agrária não vai recuar e afirmam “se sentem desafiadas e estimuladas a renovar suas alianças e dar continuidade à luta histórica em nome dos companheiros e companheiras que tombaram nesta caminhada”.

27 de fev de 2009

Frigorífico Independência de Janaúba a caminho do abate

O Frigorífico Independência, em Janaúba, soltou todo o gado na capoeira e não fez nenhum abate nesta quinta-feira (27).
Os trabalhadores estão apreensivos, já que os rumores dão conta de que o destino do Independência será o mesmo do Frigonorte e Frigodias, que fecharam definitivamente suas portas, contrariando a mensagem abaixo retirada do site do Independência.
"Um certo empresário costumava dizer que o seu capital saía todos os dias pela porta, às seis horas da tarde, para retornar no dia seguinte, pela manhã. Ele queria dizer que o que havia de mais importante na sua empresa era o capital humano. O Independência pensa da mesma forma, tudo o que construímos foi feito por e para as pessoas. Valorizamos em primeiro lugar a vida, é neste valor que baseamos todas as nossas decisões. É ela que nos impulsiona a trabalhar cada vez mais em prol de qualidade. Afinal, é pela qualidade de nossos produtos que podemos oferecer uma vida melhor e mais saudável a todos que nos cercam. Esta maneira de pensar e agir sempre nos deu muita satisfação e trouxe também o reconhecimento do mercado. A imagem atual do Independência é para nós motivo de orgulho, pois ela foi construída com a atuação de uma equipe competente, experiente e que trabalha em total sinergia. O trabalho vale a pena".

Jairo Ataide no centro do banco dos réus, ao lado de Paulo Maluf

A revista Isto É que em 2007 mostrou políticos de Montes Claros envolvidos no escândalo do mensalão dos tucanos, dentre eles, o deputado estadual Gil Pereira, do PP, esposo da vice do "diverticuloso" que recebeu R$ 70 mil reais; Arlen Santiago, do PTB, através de seu assessor, Fernando Macedo, que recebeu R$ 50 mil reais; Jairo Ataíde, do DEM, ex - PFL, através da esposa, deputada Ana Maria, PSDB, que recebeu R$ 50 mil reais; Sued Botelho, ex-vice-prefeito de Montes Claros, do PT, que recebeu R$ 5 mil reais e todos os vereadores da legislatura passada que receberam R$ 28 mil reais, já que a matéria não cita quais os edis (leia AQUI), volta a destacar Montes Claros na rota da corrupção.
Desta vez, o envolvido é novamente o deputado do DEM, Jairo Ataíde.
Segundo a matéria, o destino do mandato do "ficha-suja" ex-prefeito de Montes Claros está nas mãos dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) juntamente com 44 dos 594 parlamentares do Congresso Nacional.
Levantamento realizado no STF pela reportagem de ISTOÉ revela que pesam contra eles crimes variados como sequestros, homicídios, formação de quadrilha e, lógico, corrupção. Para quem acredita que "todo político é ladrão", pode parecer pouco que 7,5% dos integrantes do Congresso estejam a ponto de perder o mandato. Mas eles não respondem por meras suspeitas, acusações de adversários políticos ou investigações preliminares - atendem ao último estágio da Justiça.
Os 45 parlamentares estão juridicamente no banco dos réus porque a Procuradoria-Geral da República encontrou, nos diversos casos que analisou, elementos suficientes para acusá-los. E um ministro da suprema corte do Brasil entendeu que nos processos havia um número necessário de provas para que eles sejam finalmente julgados. Isso significa que, a partir de agora, estes sete senadores e 38 deputados, dentre eles, Jairo Ataíde, têm duas opções.
Na melhor das hipóteses, eles poderão ser inocentados pelos votos dos 11 ministros - e foi exatamente isso que aconteceu na tarde da quarta-feira 18 com o deputado Sérgio Moraes do PTB do Rio Grande do Sul. Moraes respondia por crime de responsabilidade em três processos. Quando foi prefeito de Caxias do Sul, ele proibiu os guardas de trânsito de multar os carros da prefeitura. Logo ele, que preside a Comissão de Ética da Câmara.

Na pior das hipóteses, eles serão condenados e assim, com base no que determina a Constituição, perderão imediatamente seus mandatos.

25 de fev de 2009

O Povo Brasileiro perdeu para o tambor

À frente em praticamente todos os quesitos, somando 399 pontos, a Acadêmicos do Salgueiro foi escolhida nesta quarta-feira de cinzas a campeã do carnaval 2009 do grupo especial de escolas de samba do Rio de Janeiro.
A disputa foi acirrada com a Beija-Flor e a Vila Isabel, mas o resultado acabou confirmando a aclamação do público durante o desfile.
A agremiação da Tijuca fez um desfile impecável, com fantasias luxuosas e um samba-enredo - sobre o tambor - que empolgou o público. Foi cantado pelas arquibancadas e pelos integrantes.
Mangueira
Com o enredo "A Mangueira traz os Brasis do Brasil mostrando a formação do povo brasileiro", inspirado na obra "O Povo Brasileiro" do antropólogo montes-clarense Darcy Ribeiro, a Mangueira ficou em 6º lugar.
Darcy Ribeiro
Darcy Ribeiro, etnólogo, antropólogo, professor, educador, ensaísta e romancista, nasceu em Montes Claros (MG).
Diplomou-se em Ciências Sociais pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1946), com especialização em Antropologia. Etnólogo do Serviço de Proteção aos Índios, dedicou os primeiros anos de vida profissional (1947-56) ao estudo dos índios do Mato Grosso, Amazonas, Brasil Central, Paraná e Santa Catarina.
Nesse período fundou o Museu do Índio, que dirigiu até 1947, e criou o Parque Indígena do Xingu. Escreveu uma vasta obra etnográfica e de defesa da causa indígena. Elaborou para a UNESCO um estudo do impacto da civilização sobre os grupos indígenas brasileiros no século XX e colaborou com a Organização Internacional do Trabalho na preparação de um manual sobre os povos aborígenes de todo o mundo.
Organizou e dirigiu o primeiro curso de pós-graduação em Antropologia, tendo sido professor de Etnologia da Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil (1955-56).
Diretor de Estudos Sociais do Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais do MEC (1957-61); presidente da Associação Brasileira de Antropologia. Participou com Anísio Teixeira, da defesa da escola pública; criou a Universidade de Brasília, de que foi o primeiro reitor; foi ministro da Educação do Governo Jânio Quadros (1961) e chefe da Casa Civil do Governo João Goulart, tendo sido um dos líderes das reformas estruturais. Com o golpe militar de 64, teve os direitos políticos cassados e foi exilado.
Leia +
AQUI

Beneficiário do Bolsa Família vai ter curso profissionalizante

Nas próximas semanas, Lucimara Regina Soares, 21, vai começar um curso de auxiliar de escritório gratuito que pode lhe garantir seu primeiro emprego com carteira assinada.
A qualificação faz parte do Plano Setorial de Qualificação e Inserção Profissional (Planseq Bolsa Família), desenvolvido pela primeira vez este ano pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em parceria com entidades da construção civil e escolas técnicas.
O público-alvo são beneficiários do Bolsa Família em 20 regiões metropolitanas.
Na Grande Belo Horizonte, a formação ficará a cargo do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).
A meta é capacitar 200 mil pessoas em todo o país até o fim do ano em diversas funções na construção civil, desde cargos administrativos até operadores de máquinas.
Pelo menos 45% das pessoas devem sair do curso com emprego garantido.
Em Minas Gerais são 6.271 vagas. Cerca de um terço delas já foram preenchidas. Lucimara Soares foi uma das primeiras a fazer a inscrição.
"É a minha chance de finalmente conseguir um emprego", acredita.
Ela recebe Bolsa Família e faz "bicos" como babá e faxineira, que lhe rendem no máximo R$ 150 por mês. "Nunca trabalhei fichada porque nunca fiz nenhum curso", acredita. Para o gerente do Senai da Construção Paulo de Tarso, em Belo Horizonte, Nelson Boechat, o Planseq Bolsa Família é uma opção para quem tem pouca qualificação deixar de ser dependente do benefício oficial. "É a oportunidade de virar cidadão por meio da inserção no mercado de trabalho", diz.
Os beneficiários do Bolsa Família receberão carta do MTE com informações sobre o Planseq e podem fazer a inscrição nos postos do Serviço Nacional do Emprego (Sine).
Em Minas Gerais serão formadas 314 turmas com 20 alunos cada, e as aulas serão em 14 unidades do Senai na região metropolitana de Belo Horizonte.
O horário das aulas será definido de acordo com a preferência dos inscritos.
Os cursos são gratuitos e a pessoa recebe vale-transporte e lanche.
Por dois anos o Bolsa Família será mantido, independente de a pessoa conseguir ou não uma vaga no mercado de trabalho.
Fonte PIG: O Tempo

24 de fev de 2009

Tem cheiro estranho no ar. Aécio chuta Pimentel

Fernando Pimentel em vez de fazer seu sucessor na prefeitura de Belo Horizonte, preferiu aliar-se ao adversário e apoiar o candidato do governador tucano Aécio Neves.
Ele contava com o apoio de Aécio, em reciprocidade, para candidatar-se a governador em 2010.
Passou a eleição, e mal Aécio ocupou os espaços conquistados na prefeitura de BH, já coloca na rua a candidatura tucana de seu vice Antonio Anastasia para sua sucessão ao governo de Minas em 2010.
O vice tem adotado uma agenda cada vez mais política, representando o governador em viagens ao interior, onde anuncia e inaugura obras e estabelece articulações com políticos locais.
No estilo político tipicamente mineiro, quando perguntam sobre candidatura, responde "Não vou dizer nem que sim, nem que não, porque é uma hipótese futura.
"Segundo o presidente do PSDB mineiro, Paulo Abi-Ackel, "Apesar de técnico, ele tem demonstrado carisma político".
O presidente estadual do PT mineiro, deputado Reginaldo Lopes, já dá como certa a candidatura tucana: "O nome deles é o Anastasia".
Fonte PIG: Estadão
(Se for castigo quero que aumente para ele e para toda turma da boquinha)

Como pedir uma pizza em 2015

-Telefonista: Pizza Hot, boa noite!
-Cliente: Boa noite! Quero encomendar pizzas....
-Telefonista: Pode me dar o seu NIDN?
-Cliente: Sim, o meu número de identificação nacional é 6102-1993-8456-54632107.
-Telefonista: Obrigada, Sr. Lacerda. Seu endereço é Avenida Paes de Barros, 1988 ap. 52 B, e o número de seu telefone é 5494-2366, certo? O telefone do seu escritório da Lincoln Seguros é o 5745-2302 e o seu celular é 9266-2566.
-Cliente: Como você conseguiu essas informações todas?
-Telefonista: Nós estamos ligados em rede ao Grande Sistema Central.
-Cliente: Ah, sim, é verdade! Eu queria encomendar duas pizzas, uma de quatro queijos e outra de calabresa..
-Telefonista: Talvez não seja uma boa idéia...
-Cliente: O quê?
-Telefonista: Consta na sua ficha médica que o Senhor sofre de hipertensão e tem a taxa de colesterol muito alta. Além disso, o seu seguro de vida proíbe categoricamente escolhas perigosas para a sua saúde.
-Cliente: É você tem razão! O que você sugere?
-Telefonista: Por que o Senhor não experimenta a nossa pizza Superlight, com tofu e rabanetes? O Senhor vai adorar!
-Cliente: Como é que você sabe que vou adorar?
-Telefonista: O Senhor consultou o site 'Recettes Gourmandes au Soja' da Biblioteca Municipal, dia 15 de janeiro, às 4h27minh, onde permaneceu conectado à rede durante 39 minutos. Daí a minha sugestão...
-Cliente: OK está bem! Mande-me duas pizzas tamanho família!
-Telefonista: É a escolha certa para o Senhor, sua esposa e seus 4 filhos, pode ter certeza.
-Cliente: Quanto é?
-Telefonista: São R$ 49,99.
-Cliente: Você quer o número do meu cartão de crédito?
-Telefonista: Lamento, mas o Senhor vai ter que pagar em dinheiro. O limite do seucartão de crédito já foi ultrapassado.
-Cliente: Tudo bem, eu posso ir ao Multibanco sacar dinheiro antes que chegue a pizza.
-Telefonista: Duvido que consiga! O Senhor está com o saldo negativono banco.
-Cliente: Meta-se com a sua vida! Mande-me as pizzas que eu arranjo o dinheiro. Quando é que entregam?
-Telefonista: Estamos um pouco atrasados, serão entregues em 45 minutos. Se o Senhor estiver com muita pressa pode vir buscá-las, se bem que transportar duas pizzas na moto não é aconselhável, além de ser perigoso...
-Cliente: Mas que história é essa, como é que você sabe que eu vou de moto?
-Telefonista: Peço desculpas, mas reparei aqui que o Sr. não pagou as últimas prestaçõesdo carro e ele foi penhorado. Mas a sua moto está paga, e então pensei que fosse utilizá-la.
-Cliente: @#%/§@&?#>§/%#!!!!!!!!!!!!!
-Telefonista: Gostaria de pedir ao Senhor para não me insultar... Não se esqueça de que o Senhor já foi condenado em julho de 2006 por desacato em público a um Agente Regional.
-Cliente: (Silêncio)
-Telefonista: Mais alguma coisa?
-Cliente: Não, é só isso... Não, espere... Não se esqueça dos 2 litros de Coca-Cola que constam na promoção.
-Telefonista: Senhor, o regulamento da nossa promoção, conforme citado no artigo 3095423/12, nos proíbe de vender bebidas com açúcar a pessoas diabéticas.....
-Cliente: Aaaaaaaahhhhhhhh!!!!!!!!!!! Vou me atirar pela janela!!!!!
-Telefonista: E machucar o joelho? Aqui diz que o senhor mora num apartamento térreo!
(Luiz Fernando Veríssimo)

Mocidade Alegre vence Carnaval de São Paulo

Homenagear a cidade de São Paulo teve como prêmio conquistar o Carnaval da cidade.
Com esse tema, a Mocidade Alegre sagrou-se campeã da folia paulistana, nesta terça-feira.
O enredo "Cheio de amor pela 'Terra da Garoa': cantar e celebrar a cidade de
São Paulo.
O tema deste ano, 'Bem-vindo a São Paulo, sabe por quê? Porque São Paulo é tudo de bom!', destacou a cidade por suas principais qualidades, como gastronomia, vida cultural e terra das oportunidades.
O curioso é que dos seis títulos conquistados pela Mocidade Alegre no Grupo Especial, quatro homenagearam a cidade de São Paulo.
A Vai-Vai foi a vice-campeã. As escolas que caem para o Grupo de Acesso do Carnaval de São Paulo são a tradicional Nenê de Vila Matilde e a Unidos do Peruche.
Confira a classificação final, em pontos:
1º Mocidade Alegre - 359,25
2º Vai-Vai - 358,75
3º Rosas de Ouro - 358,25
4º Gaviões da Fiel - 358
5º Império de Casa Verde - 356,50
6º X-9 Paulistana - 355,50
7º Acadêmicos do Tucuruvi - 354,75
8º Unidos de Vila Maria - 354,50
9º Pérola Negra - 353,25
10º Mancha Verde - 353,25
11º Tom Maior - 349
12º Leandro de Itaquera - 345
13º Nenê de Vila Matilde - 342
14º Unidos do Peruche - 339

Festival Viola dos Gerais

Paula Gabriela - do grupo Roda de Viola, cantando com Fágner (Arquivo LungaThunga)
A Inter-TV e a Fundação Cultural Roda de Viola de Janaúba, realizarão, Festival Inter-regional da Música de Raiz. Datas e critérios para as eliminatórias ainda não foram definidos, mas o festival irá acontecer, sem dúvida.
Os recursos já começaram a chegar, esta semana pelo menos 50% do fundo que permitirá a realização do festival foi disponibilizado pelo Governo de Minas por meio do Fundo Estadual de Cultura.
A princípio as eliminatórias acontecerão em Montes Claros, Teófilo Otoni, Salinas, Janaúba, Januária, Curvelo, Unaí e Almenara, a final em Montes Claros.
O projeto que viabilizou os recursos prevê apresentações de artistas profissionais em algumas eliminatórias e também prevê na final, premiação aproximada de R$ 30 mil.
De acordo com Paulo Gusmão, presidente da Fundação Roda de Viola. “O festival será de grande incentivo à música de raiz nessas regiões, “é uma oportunidade para o artista ser visto e fazer carreira”, define ele.
Fonte: Armênio - Jornal Gorutuba

22 de fev de 2009

Chora Rede Globo. STJ tranca ação penal contra casal da Igreja Renascer

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) trancou uma ação penal por sonegação fiscal contra Estevam Hernandes e Sônia Hernandes - fundadores da Igreja Renascer em Cristo.
O processo tramitava na 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo.
Por unanimidade, os ministros da Quinta Turma do STJ acataram ontem recurso apresentado pela defesa do casal para trancar o processo criminal até que seja concluída a discussão do caso na esfera administrativa.
Segundo denúncia do Ministério Público Federal, entre abril e junho de 2000, o casal, proprietário da empresa Publicações Gamaliel, suprimiu tributos - IRPF (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) - que deveriam ter sido recolhidos aos cofres públicos, mediante fraude à fiscalização tributária.
O advogado Luiz Flávio Borges D"Urso, que defende o casal, explicou que o processo teve origem a partir de um auto de infração, que pode ser revogado. "A nossa tese é que enquanto não esgotar definitivamente a discussão na esfera administrativa não pode entrar com processo criminal. Tem que primeiro terminar a esfera administrativa para, se for o caso, julgar se houve crime", afirmou D"Urso.
O advogado recorreu ao STJ porque a primeira instância da Justiça Federal e o TRF-3 (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região negaram os recursos apresentados para o trancamento da ação.
A Justiça de São Paulo também suspendeu uma outra ação criminal por suposta sonegação fiscal praticada pelo casal Hernandes na empresa Gamaliel. Porém, nesta ação, o casal responde por sonegação de tributos estaduais, como o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).
O processo tramitava na 30ª Vara Criminal de São Paulo e foi suspenso porque o casal firmou um acordo com a Secretaria Estadual da Fazenda.
Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, o processo ficará suspenso até que o acordo seja cumprido. Isso significa que se os Hernandes não cumprirem o acordo, o processo será retomado. Na época em que o acordo foi firmado, a secretaria não divulgou detalhes sobre a dívida e o acordo firmado com o casal, pois informações de contribuintes são protegidas por sigilo fiscal.

Montes Claros virou um câncer e está morrendo aos poucos

As “diverticulidades” que a cidade enfrenta pelos seus filhos ingratos vêm criando feridas difíceis de serem curadas. Feridas criadas desde a época de Toninho Rabelo, por alguém que veio do oco do pau - como costuma dizer suas viúvas que continuam escondidas atrás de artigos, mural, sites e colunas sociais.
Para remediar o câncer criado na nossa Montes Claros foi preciso a interferência de dois conceituados médicos.

O primeiro foi Dr. Mário Ribeiro, que teve de fazer vários curativos causados pelas pedras que seu antecessor jogou na cidade. Pedras aos montes, de sua própria pedreira, com ajuda de sua corja.
O segundo foi o Dr. Athos Avelino, que foi obrigado a fazer diversas intervenções cirúrgicas em várias partes da cidade, criadas também pelo seu antecessor.

Agora, os antecessores de Dr. Mário e de Dr. Athos resolveram unir para matar de vez a nossa cidade, tirando todos os curativos e quebrando todos os pontos das cirurgias, deixando as feridas expostas e cheias de moscas, baratas, ratos, lixo, dengue, nepotismo, corrupção, conchavos, inveja, perseguição, terror e mentiras...
Mesmo sendo uma cidade forte, ela não agüenta tanta maldade desta dupla de colecionadores de inimigos e seus métodos autoritários. Mas infelizmente, a justiça continua lerda e a polícia inerte, principalmente a federal. Talvez com medo de acertar uma tijolada na cabeça do sogro que virou leão de guarda do gabinete diverticuloso.

20 de fev de 2009

Morre Sérgio Naya, sócio do prefeito Dr. Diverticulite

O ex-deputado Sérgio Naya, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira em um quarto do hotel Jardim Atlântico, em Ilhéus, na Bahia, onde pretendia passar o feriado de carnaval.
Segundo o médico chamado para o atendimento, a provável causa da morte do sócio do prefeito CESU foi um enfarte.
Naya era proprietário da Sersan, empresa responsável pela construção do edifício Palace II, no Rio, que desabou em 1998 e provocou as mortes de oito pessoas e deixou 120 famílias desabrigadas.

19 de fev de 2009

DIREITO DE RESPOSTA

A DROGARIA MINAS BRASIL, em reposta à matéria exibida neste blog, nos dias 04 a 18 de fevereiro de 2009, esclarece que o Sr. Ivan Guedes, dono da rede de farmácias Minas Brasil, há mais de 50 anos atua no mercado e nunca esteve envolvido em compra de cargas roubadas, bem como jamais esteve preso. Assim sendo, informamos que a ação criminal para apuração de eventual envolvimento no crime de receptação de cargas, foi julgada improcedente, sendo que o réu daquela ação não se tratou da pessoa do Sr. Ivan Guedes, mas sim um de seus filhos, também sócio das farmácias Minas Brasil, absolvido em todas as instâncias. No que se refere ao segundo infortúnio sofrido pela Farmácia de Manipulação Minas Brasil, tem-se que o presente caso trata-se de uma fiscalização rotineira e não há de se falar em envolvimento desta empresa com a prisão de um vendedor virtual de medicamentos ilegais no país. Primeiro incumbe salientar que não restou apurada pela ANVISA a venda de medicamentos ilegais pela Farmácia de Manipulação Minas Brasil, mas sim a existência de um estoque de remédios produzidos dentro das normas legais, mas que pelo fato de se tratar de uma farmácia de manipulação não poderiam estar estocados, fato que, diga-se de passagem é comum nas farmácias de manipulação. Em segundo lugar, não existe nenhuma investigação a cerca do envolvimento da Farmácia de Manipulação Minas Brasil com o suposto esquema de falsificação de receitas para vendas de medicamentos ilegais, não passando tal alegação de mera especulação no sentido de prejudicar a maior rede de farmácias do Norte de Minas. Salientamos ainda que o ato de interdição da farmácia de manipulação está sendo discutido judicialmente em face de ilegalidade da conduta, uma vez que nada restou apurado com relação ao suposto envolvimento com esquema de receitas falsificadas. Dessa forma, o grupo Minas Brasil esclarece e informa que em breve retomará suas atividades de manipulação de remédios.



Drogaria Minas Brasil

18 de fev de 2009

Radiografia da Educação Mineira

Este é o nome da revista que o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) lançada na última sexta-feira 13.
Trata-se da primeira de uma série de atividades que vão marcar as comemorações dos 30 anos de luta do Sindicato em 2009.
Representantes da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT), dos movimentos social e sindical, da categoria e alunos estiveram presentes à solenidade de lançamento, que aconteceu no Sindicato dos Jornalistas, à Av. Álvares Cabral, 400, centro da capital mineira.
Produzida pelo Sindicato em edição especial, a publicação é assinada pela jornalista Daniela Arbex, que percorreu três regiões do Estado de Minas Gerais e a capital mineira, visitando escolas públicas estaduais para colher depoimentos que subsidiaram a redação da ‘Radiografia da Educação Mineira’.
A reportagem comprova o que o Sind-UTE/MG há muito denuncia no Estado: um completo descaso do governo de Minas para com a educação. Na oportunidade, a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Inez Camargos destacou a importância de relatar o cotidiano das escolas da forma como os trabalhadores vivem diariamente nas escolas de Minas Gerais. “A violência e a falta de condição de trabalho ficam mascaradas por um projeto do governo estadual que privilegia algumas escolas, e apenas os bons exemplos aparecem nos meios de comunicação”, afirmou.
De acordo com a direção do Sind-UTE/MG, a idéia é fazer este debate com a sociedade, alunos, pais e educadores para, conjuntamente, discutir e garantir melhores condições para todas as escolas do estado. Assim, a direção acredita que irá avançar nas conquistas, pois só através da luta entende que se implanta, de fato, uma educação pública de qualidade social – direito este de todos os cidadãos.

16 de fev de 2009

FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO

A Câmara Municipal de Montes Claros, que já é considerada a pior da história, resolveu fazer valer seu título.
Os vereadores Alfredo Ramos, Edwan do DETRAN, Pastor Elair e Ildeu Maia, acompanhados pelo presidente da casa, Athos Mameluque, foram para a capital mineira com o intuito de "legalizar" a Guarda Mirim, que foi proibida pelo Ministério Público do Trabalho de utilizar ilegalmente crianças e adolescentes no mercado de trabalho, principalmente com jornada excessiva e submetidos a atividades perigosas, noturnas e insalubres.
Em 2003, o Ministério Público do Trabalho propôs à Guarda Mirim a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta, pelo qual a instituição deveria cumprir normas sobre o que podia ou não fazer, determinações indispensáveis para sua adequação à Lei da Aprendizagem.
Entre as obrigações assumidas estão as de oferecer jornada de seis horas, que conjugue atividades profissionais e educativas, teóricas e práticas; garantir aos adolescentes o desempenho de tarefas com complexidade progressiva, que representem um contínuo aprendizado e não submetê-los a atividades perigosas, noturnas e insalubres.
Entretanto, nada disso foi cumprido. Porém, a imprensa de Montes Claros criou um alvoroço sobre o assunto, criticando o MPT e defendendo a Guarda Mirim.
Todo mundo, de uma hora para outra, começou a tratar o Ministério Público do Trabalho como monstro.
Até audiência pública para "resolver o problema" aconteceu na cidade. Agora, como se não bastasse, os vereadores, num total desrespeito ao dinheiro público, foram farrear em Belo Horizonte, com a desculpa de ajudar a Guarda Mirim, que só não está funcionando por culpa dela própria.
Coincidentemente, o procurador do Trabalho, Geraldo Emediato, foi entrevistado hoje, na Rede Minas, afirmando que foi ele quem acionou a Guarda Mirim para fazer as adequações.
E viva o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Privatização a vista - Governador fecha agência regional do IPSEMG em Janaúba

Com o intuito de privatizar a Previdência dos servidores públicos estaduais de Minas, transferindo o plano de saúde do Ipseng para uma empresa estrangeira, o governador Aécio Neves começa a colocar seu plano em ação, fechando várias agências do Ipsemg no estado. Em Janaúba a agência regional do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais foi desativada. Desde quinta-feira, dia 12, a unidade foi lacrada e com isso o funcionário público estadual da microrregião da Serra Geral de Minas que necessitar do serviço do Ipsemg terá que deslocar até à cidade de Montes Claros.
Na agência de Janaúba os funcionários se limitam a dizer que a decisão foi da diretoria do instituto e quaisquer esclarecimentos devem ser obtidos na central do Ipsemg, em Montes Claros.
O Ipsemg também fechou a agência regional de São Francisco, mas mantém as unidades regionais de Brasília de Minas, Januária, Pirapora, Salinas e Bocaiúva.
Com participação de Oliveira Júnior

O PT de Minas está manchado

Sem as presenças dos Ministros Patrus Ananias (Desenvolvimento Social e Combate à Fome) e Luis Dulci (Secretaria Geral da Presidência da República) que Pimentel insinuou fazer parte do "setorzinho xiita" do PT mineiro além, claro, da estrela maior, a Ministra Dilma Roussef, o que prometia ser um grande evento para a pacificação do partido em Minas Gerais, passou muito longe disto.
O evento coordenado pelo presidente do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais, Reginaldo Lopes (foto), foi devastador graças ao "efeito Pimentel".
Compareceram apenas 129 “companheiros”, entre Prefeitos, Vices e Vereadores, conforme noticiou a Agência Estado.
Comparando estes mesmos números com o total de prefeituras petistas (110) e de vereadores (659) em Minas Gerais, o comparecimento no evento não atingiu sequer 15% deste universo, um verdadeiro fiasco. Restou mesmo no evento a presença de Pimentel e de sua claque, estrelas petistas cujo brilho anda meio que apagado.
Leia mais no combativo blog Língua de Trapo

15 de fev de 2009

Terminou o fuso horário de verão

Terminou à meia-noite de ontem (14/02/2009) o horário de verão, que segundo o Ministério de Minas e Energia, possibilitou economia de R$ 4 bilhões.
Em vigor desde 19 de outubro do ano passado, o horário de verão terminou à meia-noite de ontem, quando os relógios foram atrasados uma hora.
A medida vigorou nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.
Segundo o Ministério de Minas e Energia, a adoção do horário de verão possibilitou a redução de 4% na demanda por energia no horário de maior consumo - chamado horário de "pico", que em geral ocorre entre 18h e 21h.
Essa redução significa que as usinas deixaram de gerar cerca de 2.000 MW (megawatts) - ou 65% da demanda do Rio de Janeiro ou 85% da demanda de Curitiba. No anúncio do resultado, o ministro Edison Lobão (Minas e Energia), disse que, se o país quisesse construir uma usina hidrelétrica para suprir esses 2.000 MW economizados, seria necessário R$ 4 bilhões.
O horário de verão não é adotado nas regiões Norte e Nordeste devido à proximidade com a linha do Equador - quanto mais próxima a região, menor é a variação do período de luminosidade dos dias ao longo do ano.

13 de fev de 2009

O pimentécio Juvenil Alves, aliado de Virgílio, Paulo Guedes & Cia é cassado por unanimidade

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassaram o mandato do deputado federal Juvenil Alves Ferreira Filho (PRTB-MG), acusado de caixa 2 e uso irregular de verbas na campanha das eleições de 2006. Em dezembro de 2007, o TRE de Minas reprovou as contas de Juvenil e, em abril do ano passado, cassou o diploma do deputado, eleito pelo PT com 110.651 votos - o mais votado em Minas - em 2006. Juvenil recorreu.
Em maio, o relator do caso, ministro Joaquim Barbosa, concedeu liminar e o Ministério Público Eleitoral foi chamado a opinar sobre a ação. Juvenil Alves teve suas contas de campanha rejeitadas pelo tribunal mineiro. A Corte Eleitoral de Minas entendeu que, no processo, foi mostrada a disparidade entre os valores de campanha declarados à Justiça Eleitoral e os efetivados, ou seja, a existência de caixa 2, tornando o pleito eleitoral desequilibrado.
Nessa quinta-feira (12), o ministro Joaquim Barbosa, relator do recurso, afirmou que ficou provada a violação da lei que trata dos gastos e arrecadação de recursos para a campanha eleitoral. A decisão será efetivada logo após a publicação da decisão no Diário de Justiça.
Corrupção
O deputado já havia sido preso pela Polícia Federal (PF), na Operação Castelhana, em novembro de 2006, investigado em operação conjunta do Ministério Público Federal, Polícia Federal e Receita Federal. Ele é apontado pelo Ministério Público Federal como mentor e chefe de uma complexa organização criminosa internacional denominada de "blindagem patrimonial". O esquema criminoso, desmontado pela operação Castelhana da PF em novembro de 2006, pode ter gerado aos cofres da Receita Federal um prejuízo de R$ 1 bilhão.

Tadeu Leite é um caloteiro. Mentiras e incoerências de um governo ruim de véspera

Não há, em absoluto, nenhuma justificativa para o calote que o prefeito Luiz Tadeu Leite está dando em centenas de servidores que prestaram serviço a Montes Claros e a seu povo, que hoje ele representa.
Não há razão de ordem legal nem financeira para que ele não pague a folha de dezembro e as rescisões contratuais de quem trabalhou.
Dentro das recomendações técnicas e jurídicas, a administração anterior empenhou os pagamentos para o mês de janeiro, como é praxe, procedimento adotado pela grande maioria dos municípios brasileiros. Aliás, em consonância com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Em dezembro, justificadamente, não havia como bancar duas folhas salariais – a de novembro e a do mês vigente, além das rescisões do pessoal que ocupava cargos de confiança.
É bom esclarecer que a folha de um mês é sempre paga no mês seguinte, no quinto dia útil, como sempre foi feito na gestão passada. Portanto, o pagamento de dezembro deveria ser feito em janeiro, independentemente de quem estaria sentado na cadeira de prefeito.
A alegação de falta de dinheiro é mentirosa. Havia cobertura financeira, como houve em todos os meses dos últimos 4 anos, inclusivenos meses de janeiro. Tanto que o atual prefeito pagou a folha parcialmente, contemplando apenas os funcionários efetivos. Agora, Tadeu alega que está sofrendo seqüestros nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Outra justificativa vazia. Seu antecessor, Athos Avelino, assumiu em 2005 tendo que conviver com a marcação cerrada da Justiça, que reteve inúmeros recursos do município para pagar precatórios de responsabilidade justamente do senhor Luiz Tadeu Leite, quando este foi prefeito anteriormente.
No entanto, Athos pagou, integralmente, a folha e as rescisões deixadas pelo ex-prefeito Jairo Ataíde. Incluindo, claro, os secretários. E fez mais: pagou, também, férias vencidas e não gozadas, que não tinham sido incluídas nas rescisões, mas que são um direito de quem trabalhou. Desconsiderados esses motivos o que sobra? O velho modo de fazer política de Tadeu, baseado nas modalidades perseguição e revanchismo.
A cada dia que passa ele inventa uma nova mentira para fugir do seu dever. Ao não cumprir condignamente a função que ocupa pretende atingir seu antecessor, mas prejudica centenas de pessoas e seus familiares. Mandar quem prestou serviço ao Município procurar o ex-prefeito para receber o que lhe é de direito é mais uma molecagem de Tadeu Leite. Uma falta de respeito sem precedentes.
Quem não lembra?
Para enganar o eleitor incauto, um dos motes da campanha de Tadeu dizia: "Tadeu mudou. Pode confiar". Passado o pleito, ele continua o mesmo. Ou melhor: conseguiu mudar para pior.

Aécio manda Pimentel calar a boca

Os tempos de harmonia entre o governador Aécio Neves (PSDB) e o ex-prefeito Fernando Pimentel (PT) terminaram. Ontem, Aécio classificou como “infelizes” recentes declarações de Pimentel à revista “Veja”. O ex-prefeito declarou que dificilmente haverá espaço no PSDB para Aécio ser candidato à sucessão do presidente Lula (PT), em 2010. Aécio disputa espaço com o governador tucano de São Paulo, José Serra. “(Pimentel) Fez uma análise, talvez infeliz por desconhecer a realidade interna do PSDB. Mas de forma alguma, eu vou dar uma dimensão maior que isso deva ter.
Eu desejo apenas que ele (Pimentel) conheça melhor a realidade do seu próprio partido do que conhece a do PSDB para que possa ter sucesso na sua caminhada”, alfinetou.
Na defesa de Aécio, o ministro das Comunicações, Hélio Costa avaliou como equivocada a declaração do ex-prefeito de Belo Horizonte de que o governador dificilmente conseguirá espaço em sua própria legenda para viabilizar sua candidatura à Presidência da República em 2010.
Para Costa, Aécio tem grandes chances de articular seu espaço caso se efetive a realização de prévia no PSDB. “Eu discordo do ex-prefeito. Acho que o governador Aécio ainda não tem nada definido e pode sim vir a ser candidato à Presidência da República. Ele tem competência política para derrotar o esquema paulista do PSDB e seria um excelente candidato. Eu acho que ele ainda é um fortíssimo candidato. Se o governador Aécio Neves disputar uma prévia, tem grandes chances.
Esse é o problema dos paulistas, que temem a prévia”.O governador garantiu que as prévias no partido serão aprovadas. Segundo Aécio, o que resta agora é apenas a formatação do modelo para ser apresentado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
“O partido não está discutindo se aprova ou não as prévias. As prévias já foram aprovadas pelo PSDB. Agora, o que temos de fazer é regulamentá-las. Definir exatamente como elas ocorrerão, até porque, definidas pelo partido, a proposta precisa ser encaminhada à Justiça”.

Neto da ditadura assume corregedoria

O deputadozinho Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), que teve 70% de sua campanha à Prefeitura de Salvador, neste ano, bancada de forma oculta, segundo a Folha de S. Paulo de hoje, foi indicado para ser o novo corregedor da Câmara dos dePUTAdos.
Relembrando os fatos
ACM Neto faz parte da velha política baiana, puxando os velhos vícios do seu seu avô que dava tapa na mesa para ser recebido por presidentes e foi chamado de 'leão do Nordeste'. Mas caiu do cavalo na era Lula, que mandou um recado curto e grosso na eleição do governo da Bahia: "para mim, ele é um hamster, que faz muita bravata. Só que não tenho medo de cara feia e, para falar comigo, ele tem que virar civilizado, como era o seu filho [Luís Eduardo Magalhães, morto em abril de 98]", disse Lula.
Sem citar em nenhum momento o nome de ACM, o presidente também criticou outro integrante da família do senador, o deputado federal Antonio Carlos Magalhães Neto, depois que ele deu um chilique e prometeu dar uma surra em Lula. "Aqui tem um deputadozinho, um baixinho, que gosta de tirar proveito de obras federais(...)."

Athos toma posse no Indi

Missão do novo diretor será investir em áreas prioritárias no Norte de Minas
O vice-governador Antônio Antastasia dará posse ao ex-prefeito de Montes Claros, Athos Avelino, na Diretoria de Administração, Controle e Finanças do Instituto de Desenvolvimento Integrado do Estado de Minas Gerais (Indi), na próxima terça-feira, 17, em solenidade também presidida pelo novo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sérgio Barroso, e pelo presidente do Indi, Eduardo Leri.
A posse está marcada para às 9 horas, em Belo Horizonte, no Auditório Guimarães Rosa do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG), localizado na rua da Bahia.
O Indi tem 41 anos de fundação e foi criado para fomentar o crescimento uniforme do Estado. O órgão está consolidado dentro do sistema operacional de desenvolvimento de Minas Gerais.
O Instituto realiza um trabalho de captação de investimentos no setor privado. A escolha de Athos Avelino foi uma decisão pessoal do governador Aécio Neves, com quem o ex-prefeito manteve parceria de resultados durante sua gestão à frente da Prefeitura de Montes Claros.
Tanto o governador quanto o secretário Sérgio Barroso, que tomou posse ontem (quinta, 12), querem que Athos foque as ações numa política de desenvolvimento específico para a região Norte de Minas. Essa orientação ficou explícita em encontro realizado nesta sexta-feira, 13, entre Athos e Barroso. Uma das atribuições do novo diretor será buscar investimentos para financiar projetos na região.
Outra razão para a escolha de Athos Avelino refere-se ao perfil de realizador demonstrado pelo ex-prefeito quando administrou o município, cuja gestão foi focada na responsabilidade com os recursos públicos e na elaboração de projetos na área de infra-estrutura.
O trato com as finanças públicas, principal referência na gestão do Governo de Minas, e a vocação para o trabalho em parceria com o setor privado também foram fatores considerados na escolha de Athos Avelino.

10 de fev de 2009

Arruda deu para trás

Depois de ser "nomeado" pelo pelo vice-governador de Minas, Antônio Augusto Junho Anastasia para presidir novamente a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), conforme postagem neste blog, o prefeito de Patis, do Norte de Minas Gerais, Valmir Morais, foi aclamado ontem pelos prefeitos depois que o prefeito de Januária, Maurílio Arruda desistiu de sua candidatura por determinação do palácio da "liberdade".
Arruda tentou desbancar a força do palácio mas foi desbancado pelo seus colegas e deu para trás, desistindo de confrontar o governador Aécio Neves.

9 de fev de 2009

Diverticulite é sinônimo de maldade e perseguição

A diverticulose se desenvolve em áreas de fraqueza da parede do intestino grosso (cólon), tipicamente na parte chamada de cólon sigmóide (no lado esquerdo do abdome). Resultado da pressão anormal no cólon, bolsas pequenas, semelhantes a balões, chamadas divertículos, podem herniar (sair para a parte mais externa da parede) pelas áreas mais fracas. A maioria das pessoas não tem nenhum sintoma, mas se um divertículo sangra ou é infectado, serão necessários cuidados médicos hospitalares. A cirurgia pode ser recomendada em circunstâncias específicas. Segundo especialistas no assunto, a Diverticulite está ligada diretamente a úlcera péptica, que surge de uma gastrite e conseqüentemente de um mau humor exagerado. De uma pessoa rabugenta que vive perseguindo as pessoas.
O assunto pode parecer simples até mesmo cômico, porém o mau humor excessivo não pode ser visto como um traço de personalidade e sim uma doença. A Distimia é uma forma crônica de depressão, com sintomas mais leves. Enquanto a pessoa com depressão grave fica paralisada, principalmente aquelas que vieram do oco do pau e acha de pode pisar em todo mundo.
Tratamento
O único tratamento para a diverticulose moderada é aumentar as fibras na dieta. A fibra não irá curar a diverticulose existente, mas pode impedir que outros divertículos venham a se formar.
Para a diverticulite, serão prescritos antibióticos, e o médico pode recomendar uma dieta líquida e repouso na cama para ajudar o intestino (cólon) a se recuperar.
Uma crise aguda com dor forte ou infecção pode requerer uma internação hospitalar de forma que os antibióticos possam ser dados pela veia.
Mas o risco de morrer é grande.

Câmara aprova reforma Frankestein em Montes Claros

O mostrengo chamado de reforma administrativa, aprovada pela pior Câmara de Montes Claros, foi apelidada de reforma Frankestein.
O trem da alegria teve o apoio até do vereador "Ademar Bicalho letrado", como foi apelidado por um militante petista dias desses, referindo ao vereador que também é conhecido por Nerso da Capetinga.
Retaliação
Após a aprovação do monstrengo jurídico, o ainda prefeito começou mostrar suas garras.
Todos os 17 nomes encaminhados por “Ademarzinho” foram vetados pela secretária “titular adjunta” da secretaria municipal de educação, Fátima Pereira, deixando a turma da boquinha indignada.
Mas a retaliação não parou por aí.
A turma de Jairo também vem comendo o pão que o diabo amassou.
As indicações na prefeitura só concretizam se estiver a autorização do grupo do DEM/PSDB que votaram contra Jairo Ataíde, liderado por Ucho Ribeiro e Pancho Silveira.
A única excessão foi a do ex-chefe do Previmoc na época de Jairo, que foi jogado para um cantinho na Esurb.

7 de fev de 2009

Patrus fortalecido na Assembléia Legislativa de Minas

A indicação do deputado estadual Padre João para liderar a bancada do PT na Assembléia Legislativa de Minas Gerais, foi uma derrota para Aécio Neves e para seus aliados Fernando Pimentel, Virgílio Guimarães, Reginaldo Lopes, Paulo Guedes, dentre outros, fortalecendo a candidatura do ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Patrus Ananias, ao governo de Minas. Além de líder da bancada do PT, Padre João foi indicado para compor a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária como membro efetivo. Uma das mais importantes comissões da Casa, já que trata do orçamento, tributos e fiscalização dos gastos do governo.
O deputado petista ressaltou que pretende pautar sua atuação no sentido de garantir a unidade da bancada, atuando ainda como oposição ao governo mineiro, fortalecendo a candidatura do ministro Patrus Ananias. Um recado direto aos deputados peteessedebistas (mistura de PT com PSDB), principalmente ao líder da minoria, deputado Paulo Guedes.
“É grande o desafio, pois temos que garantir e preservar a unidade da bancada. Como o mandato pertence ao partido, a deliberação do Terceiro Congresso do PT é de ser oposição ao governo Aécio. Sendo assim, é o nosso dever fazê-la com responsabilidade e construir com o partido um novo projeto para Minas a partir de 2010: um governo popular e democrático”, destacou Padre João.

6 de fev de 2009

Tadeu implanta trem da alegria na prefeitura de Montes Claros

O prefeito de Montes Claros, ao contrário do que vem propagando nos seus órgãos de imprensa, transformou a prefeitura num verdadeiro trem da alegria.
Foi aprovada ontem pela Câmara de vereadores a reforma administrativa na prefeitura, aumentando de 38 para 158 os cargos de assessores especiais do prefeito, para abrigar seus comparsas, onerando em mais de R$ 3 milhões a folha de pagamento da Prefeitura.
Foi criada inconstitucionalmente uma tal Defensoria Pública, para abrigar outros “aliados” além de mais 594 cargos de confiança, fora os cargos de confiança na Saúde e na Educação.
São cerca de 900 no total. Além de ter mantido a Transmontes, contratando inclusive dezenas de agentes para “meter os cotofos” nos motoristas.
Já o passe estudantil aprovado pela Câmara, o hospital da mulher e a extinção da Transmontes são assuntos proibidos na cidade.
Sem falar na empresa contratada a preço de ouro e sem licitação para tapar os buracos na cidade, mesmo mantendo os serviços da Esurb.
Tem água neste LEITE e o Ministério Público precisa ficar de olho, já que a atual Câmara é a pior da história de Montes Claros.

5 de fev de 2009

SEXTA-FEIRA 13 - Educação de Minas entregue para as baratas

O Sind-UTE de Minas lançará sexta-feira, 13, revista mostrando a realidade do ensino em Minas, em contraponto à propaganda mentirosa do governo Aécio Neves, cujo slogan de uma de suas peças publicitárias é “Caminhando para frente sem deixar ninguém para trás”. A realidade é bem diferente. Segundo o diretor do Sind-UTE/Regional Norte, José Gomes Filho, a entidade contratou uma equipe de jornalistas para retratar a verdadeira realidade das escolas no Estado de Minas, e o resultado será mostrado na publicação, a ser lançada sexta-feira, 13, mostrando fotos de escolas com portas quebradas, computadores empilhados e sem uso, aulas de educação física nas ruas ou em sala de aula, por falta de espaço apropriado, e até escola funcionando dentro de um paiol. “A realidade é escabrosa e vamos desmascarar essa propaganda mentirosa do governador Aécio Neves”, disse.
A Educação em Minas Gerais está um verdadeiro paradoxo.
Por um lado o governo traz à sociedade um discurso de boa qualidade no ensino mineiro exigindo dos profissionais da Educação desempenho e eficiência.
Por outro, desestimula os mesmos com normas que vão contra o interesse dos educadores, por estarem repletas de incoerências.
Este paradoxo é facilmente percebido nas eleições que se realizarão para o cargo de diretores este ano. Conversando com diretores atuais vemos que a política adotada é um verdadeiro desastre, desestimulante e ainda completamente incoerente. Alguns pontos:
Primeiramente, o tempo de serviço do professor para aposentadoria é de 25 anos.
No entanto, caso ocupe um cargo de diretor esse tempo sobe para 30 anos.
Evidentemente, para alguém que começou a lecionar com uma idade mais avançada o interessante é não almejar o cargo de diretor.
Segundo, todo diretor em exercício tanto é avaliado como administrador financeiro da escola como tem a responsabilidade de avaliá-la como um todo, inclusive o desempenho dos professores. Todo ano é dada pelo Estado uma nota de desempenho. Esse diretor, no entanto, para concorrer novamente ao cargo tem que passar por uma prova escrita, onde todos concorrem na mesma condição de igualdade.
Isso é, mesmo que tenha uma avaliação com nota 10 em todo seu mandato, caso não passe na prova escrita é automaticamente eliminado.
Fica, então, uma pergunta: de que adianta ser um excelente diretor se numa simples avaliação escrita todo seu desempenho não lhe é creditado como vantagem alguma?.
Terceiro, caso não haja candidatos concorrentes, isto é, havendo apenas um candidato postulante ao cargo, esse é eleito pelo colegiado, que é composto por 5 conselheiros, incluindo o diretor que no colegiado exerce o cargo de presidente.
Enfim, o próprio interessado no cargo vota, podendo facilmente reeleger, caso seja ele concorrente único manipulando os conselheiros. Ou ainda, caso ele use de má fé, pode induzir os conselheiros a não aceitar o candidato postulante, para posteriormente continuar no cargo a pedido do próprio colegiado, junto à Secretaria da Educação, ainda que não tenha passado no concurso preliminar.
Quarto, o diretor atual, após deixar o cargo, assume suas funções anteriores sem nenhuma gratificação salarial pelos anos prestados numa função de alta relevância e de grande responsabilidade. Em suma, ele volta a receber o salário de professor e, assim, todo seu trabalho passa a não ser reconhecido pelo Estado.
O que está acontecendo é que, infelizmente, muitos bons e capacitados profissionais da Educação não querem concorrer ao cargo de diretor, por não ver beneficio algum.
Pelo contrario, só terá muita responsabilidade, cobranças e total indiferença do poder público.
Tudo em troca de um salário que pode parecer vantajoso, mas que se torna irrisório em relação à responsabilidade do cargo.
Com participação de Ataíde Lemos

4 de fev de 2009

Sob suspeita

Depois de ser preso pela Polícia Federal, acusado de comprar carga roubada de medicamentos, o empresário Ivan Guedes, dono da Drogaria Minas Brasil, protagoniza agora outra enroscada.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fechou ontem (terça-feira, 3) sua farmácia de manipulação.
Participaram da operação fiscais da Agência e das vigilâncias sanitárias Estadual e Municipal, com auxílio da Polícia Federal.
No local, os agentes encontraram 1 tonelada de produtos ilegais.
Segundo a Anvisa, a farmácia produzia em série produtos sem registro, como medicamentos, cosméticos e suplementos alimentares.
A ação foi desencadeada após a prisão, em Goiânia (GO), de um dos maiores vendedores virtuais de medicamentos ilegais do País.
A investigação apontou que, por meio de um esquema ilegal de receitas falsificadas, a farmácia manipularia os produtos e os enviaria para serem revendidos pela internet em Goiás.
O secretário municipal de Saúde de Montes Claros, José Geraldo de Freitas Drumond, foi tirar o dele e o do prefeito fora e pegou mal. Disse que a vigilância local não sabia de nada. Ou é incompetente, ou é cega ou então quer ficar de bem com os proprietários da maior farmácia do interior nortemineiro.
Leia a matéria completa AQUI
Informações: Ascom/Assessoria de Imprensa da Anvisa

MÃE DINÁ - Sindicalista faz exercício de futurologia para agradar os patrões

O presidente do Sindicato dos Comerciários de Montes Claros, Osanan Gonçalves Santos, prevê um aumento de demissões a partir da segunda quinzena deste mês, em virtude do impacto que o aumento do salário mínimo terá nas contas das empresas e por causa da crise econômica internacional deflagrada em meados de agosto.
Depois desse discurso patronal, o sindicato convoca a categoria para uma assembléia geral no próximo dia 18, para elaborar a pauta de reivindicações e também iniciar a campanha salarial da classe.
A análise do sindicalista fica prejudicada se for levada em consideração uma situação que tradicionalmente ocorre nos últimos meses do ano, para atender a demanda por contratações no comércio, as chamadas ocupações temporárias.
Passado o período de boom nas vendas, por causa do período natalino, é natural que a maior parte do contingente de pessoas absorvidas pelo mercado seja dispensada, ocasionando o inevitável aumento nas demissões no início do ano.
O fenômeno ocorre todos os anos, não tendo relação com a crise mundial que se instalou e está sendo disseminada pela mídia golpista.

Por imposição Valmir Morais comandará novamente a AMAMS

O prefeito de Patis, do Norte de Minas Gerais, Valmir Morais, foi “nomeado” pelo vice-governador de Minas, Antônio Augusto Junho Anastasia para presidir novamente a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), obrigando Marco Antônio Andrade, prefeito de Ubaí, Maurílio Arruda, prefeito de Januária e Fábio Madeiras, prefeito de São João da Ponte, a retirarem suas candidaturas.
Esse “acordo” surpreendeu todo o mundo político do Norte de Minas, principalmente os deputados da tal “bancada do norte”, que entraram em desespero quando souberam do resultado.
Se sentiram apunhalados pelas costas.
A chapa formada pelo palácio ficou da seguinte forma: Presidente - Valmir Morais; vice-presidente - Marcos Antônio; 2º vice-presidente - Reinaldo Teixeira; e tesoureiro - Maurílio Arruda.
A novidade é que as decisões serão tomadas pela diretoria e não mais pelo presidente. Os cheques também serão assinados pelo tesoureiro e não mais pelo diretor-executivo.
A surpresa não parou por aí. O maior articulador da chapa foi o prefeito de Salinas, Zé Prates, que não é filiado à Amams.

3 de fev de 2009

Em plena "crise", avaliação do governo Lula dispara e atinge recorde

A pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta terça-feira (3) mostra que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva atingiu uma nova aprovação recorde da população.
Segundo o levantamento, 84% aprovam o desempenho pessoal do presidente.
É a melhor avaliação já atingida por um ocupante da presidência desde o início da pesquisa, em 2001.
Na última pesquisa, em dezembro passado, a avaliação pessoal de Lula era de 80,3%.
Quando Lula assumiu o governo, em janeiro de 2003, sua aprovação pessoal era de 83,6%.
Ou seja, o presidente tem mais apoio agora do que quando assumiu o comando do país.

2 de fev de 2009

Câncer de estômago

O câncer de estômago, também conhecido como câncer gástrico, é um câncer que começa em qualquer parte do estômago.
O estômago é apenas um de muitos órgãos localizados no abdômen, uma área do corpo entre a pélvis e o tórax.
O fígado, pâncreas e a vesícula biliar e o cólon estão entre outros órgãos achados no abdômen.
É importante diferenciar esses órgãos porque cânceres e outras doenças que correm neles têm diferentes sintomas e são tratadas diferentemente.
Mais de 50 mil pessoas foram diagnosticadas com câncer de estômago em 2008, e 25.500 pessoas irão morrer disso. Em 2009.

PMDB fez barba e bigode

Graças ao acordo em 2007 entre PMDB e PT, para eleger Arlindo Chinaglia, o deputado Michel Temer é o novo presidente da Câmara dos Deputados.
Pelo acordo, caberia agora ao PMDB indicar o candidato para o cargo.
O PT cumpriu com a palavra.
Já no Senado, a vitória de Sarney pode abalar a tal "base aliada" do governo.
O gagá senador não honrou o fio de cabelo do seu bigode e rompeu o mesmo acordo entre o PT e o PMDB.
Com isso, o presidente Lula - que vem dando generosos espaços para o PMDB, poderá ficar em situação constrangedora. Principalmente com os senadores petistas.

Juiz do Rio diz em sentença que mulheres do Big Brother são gostosas

Um juiz do Rio de Janeiro aproveitou a sentença em que determinou o pagamento de indenização de R$ 6.000 por defeito em um aparelho de televisão para dar sua opinião sobre as participantes do Big Brother Brasil.
Segundo o juiz Claudio Ferreira Rodrigues, da Vara Cível de Campos dos Goytacazes, as mulheres que estão no programa são “gostosas”.
“Na vida moderna, não há como negar que um aparelho televisor, presente na quase totalidade dos lares, é considerado bem essencial. Sem ele, como o autor poderia assistir às gostosas do Big Brother?”, diz o magistrado na decisão.
Ainda sobrou espaço para fazer um humorístico comentário sobre futebol.
Como o autor da ação, o juiz também torce para o Flamengo e aproveitou para fazer chacota com o Fluminense e o Vasco, rebaixado no ano passado para a série B do Campeonato Brasileiro.
“Se o autor fosse torcedor do Fluminense ou do Vasco, não haveria a necessidade de haver televisor, já que para sofrer não se precisa de televisão”, brincou o juiz.
Leia a sentença completa AQUI

1 de fev de 2009

Novo salário mínimo entra em vigor hoje

A partir deste domingo (1º de fevereiro de 2009), o salário mínimo nacional passa de R$ 415 para R$ 465, um aumento real de 6,39%.
Segundo o governo, o reajuste vai beneficiar 42,1 milhões de trabalhadores e injetar cerca de R$ 21 bilhões na economia brasileira.
As contas da Previdência Social deverão sofrer um impacto negativo de R$ 7,9 bilhões. Para o Ministério da Previdência Social, as despesas terão uma elevação de R$ 8,7 bilhões por conta dos R$ 50 a mais nos benefícios.
Mas, em direção contrária, a arrecadação previdenciária também deve ter aumento: R$ 856 milhões no ano.
Atualmente, um total de 13,9 milhões de aposentados e pensionistas recebe um salário mínimo de benefício. Existem ainda outros 3,3 milhões de beneficiados nos programas assistenciais (LOAS, aposentadoria rural).
Em abril de 2003, primeiro ano do governo Lula, o salário mínimo passou de R$ 200 para R$ 240. Em maio de 2004, subiu para R$ 260 e, em maio de 2005, para R$ 300. Em abril de 2006, o novo valor nominal foi de R$ 350.
No mesmo mês do ano seguinte, o mínimo passou para R$ 380 e, em 2008, para os atuais R$ 415. Em seis anos, a evolução foi de cerca de 72%.