Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

30 de jan de 2009

Proacesso distancia Chapada Gaúcha do Norte de Minas

O Governo de Minas está privilegiando a região Noroeste do Estado, em detrimento do Norte de Minas, nos investimentos do Proacesso, programa destinado a assegurar acesso asfáltico a municípios que só possuem estradas de terra.
Ao invés de pavimentar a estrada que liga São Francisco a Chapada Gaúcha (Norte do Estado), cerca de 100 quilômetros, o governo preferiu ligar o município a Arinos (Noroeste), pavimentando 95 entre as duas cidades. Economicamente, o município de Chapada Gaúcha é o que mais cresce em Minas Gerais, sendo o maior produtor de sementes de capim do país.
A cidade tem raízes gaúchas, o que pode ser visto no gosto pelos trajes do sul, pelo churrasco e chimarrão, bem como pela música e dança. Misturado a tudo isso, a tradição norte-mineira catrumana, roceira, de gente pacata e de fala mansa, com influência dos geraizeiros e baianeiros, representados no hábito de pitar o cigarrinho de palha.
O primo pobre convive com a desigualdade de renda, vendo aumentar a cada dia os problemas de insuficiência alimentar, analfabetismo, desemprego e exclusão social.
Leia a matéria completa AQUI

29 de jan de 2009

Lula amplia acesso ao Bolsa Família

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu nessa quarta-feira (28) autorizar que famílias que tenham renda mensal per capita de até R$ 137 recebam os benefícios do Bolsa Família.
Até então, a autorização era apenas para as famílias com renda mensal per capita de R$ 120.
A decisão foi tomada por Lula depois de reunião com o ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social).
A primeira inclusão de beneficiados ocorrerá a partir de maio. Pelos dados do ministério, a medida vai permitir a inclusão de 1,3 milhão de famílias em todo país. A previsão é que para o pagamento dos benefícios sejam gastos R$ 549 milhões neste ano.
Não há ainda cálculos para 2010, segundo os técnicos.
Cada família pode receber até R$ 60 por mês.
De acordo com interlocutores do Palácio do Planalto, a decisão foi tomada a partir de dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e do IPEA (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas).
Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, a renda da família é calculada a partir da soma do dinheiro que todas as pessoas da casa ganham por mês (como salários e aposentadorias). Esse valor deve ser dividido pelo número de pessoas que vivem na casa, obtendo assim a renda per capita da família. Os interessados devem procurar o setor responsável pelo Programa Bolsa Família no município e apresentar documentos pessoais, como título de eleitor ou CPF, para se cadastrar no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal).

28 de jan de 2009

Tadeu propõe dobrar os cargos de confiança na Prefeitura

O projeto de reforma administrativa que o prefeito de Montes Claros, Tadeu Leite (PMDB, PT, DEM, PSDB, PCdoB, PV, PR, PL, PP, PDT, PTB...) encaminhou para o legislativo, ao contrário do que foi propagado (leia AQUI ) aumenta de 468 para mais de 800 cargos, segundo comentário do post abaixo: “sem contar os cargos comissionados (chefes de divisão, seção, etc) da Saúde e Educação e os Secretários (16), Secretários Adjuntos (cada secretaria terá um, dois ou três adjuntos) e cargos de Assessores criados, são 594 cargos de comissão. Fora ainda os Secretários, Adjuntos, Assessores Especiais e Cargos da Saúde e Educação (que são as Secretarias que têm mais cargos na estrutura da Prefeitura). 155 Chefes de Seção; 113 Assessores; 79 Chefes de Divisão; 67 coordenadores; 39 gerentes; 26 Diretores de Execução; 40 encarregados de Serviços e 40 Encarregados de Setor”.
São agora 16 Secretarias, mais a Procuradoria Jurídica, Procuradoria da Fazenda, Assessoria Especial de Gabinete, Assessoria Executiva de Governo, Assessoria Técnico-Legislativa e Controladoria Geral, todos com Status e salários de secretarias. E ainda a Esurb, Prevmoc, Instituto Randal e Transmontes, que o prefeito prometeu extinguir.
Segundo o blog Política de Buteco: "Montes Claros precisa de Política séria e não Populismo. De Programas Sociais e não Assistencialismo. De Saúde e Educação e não de Clientelismo. Montes Claros precisa urgente de novos políticos."

O QUE RESERVA O FUTURO?


Por Geraldo Elísio via Novo Jornal
Em 54 forças reacionárias, antinacionalistas, levaram Getúlio ao suicídio. Ele que voltara ao Poder nos braços do povo, em eleições diretas, mesmo egresso de uma ditadura de 15 anos da qual fora derrubado, sendo substituído pelo marechal Dutra.
Isto adiou em 10 anos o golpe de 64, perpetrado pelas elites dominantes que foram bater às portas dos quartéis e a política de alinhamento automático com os Estados Unidos. Coisas da Guerra Fria.
Em 82, o povo farto de tanta exceção institucional e findo o “milagre brasileiro” com o general Médici dizendo que o Brasil ia muito bem e o povo muito mal, elegeu livremente os primeiros governadores dos estados, pós 64. Em Minas, Tancredo Neves derrotou o atual senador Eliseu Resende e assumiu o Palácio da Liberdade.
A primeira entrevista coletiva de peso do novo governo, depois de Tancredo, foi a do general Golbery do Couto e Silva, dada na Secretaria de Estado da Cultura, organizada pelo ex-embaixador José Aparecido de Oliveira, na época chefiando a Pasta de Cultura.Mas o povo queria os seus direitos por inteiro.
Em 1984 os brasileiros se mobilizaram pelas Diretas-Já, lideradas por Ulisses Guimarães. Porém, a Emenda Dante de Oliveira foi derrotada.
Nos palanques, Tancredo trabalhava a favor das Diretas-Já e, nos bastidores, manobrava para que a eleição fosse indireta, o que interessava a ele e aos militares que temiam retaliações, precisando de um nome confiável. Daí a entrevista de Golbery, o artífice do golpe e também do desmonte do mesmo.
Na Praça Carlos Chagas, em Frente à Assembléia Legislativa de Minas, existe um monumento mandado construir ao tempo em que o deputado Mauri Torres era presidente da ALMG, onde aparece à frente a estátua de Tancredo Neves e, em segundo plano, as estátuas de Ulisses Guimarães e Teotônio Vilela.
Junto à Dr. Tancredo folhas de papel com o dístico “o primeiro compromisso de Minas é com a liberdade”.Para que a história seja correta deveria haver uma inversão: primeiro a estátua de Ulisses Guimarães, o “Senhor Diretas”, vindo a seguir os demais.
A frase junto a Tancredo não foi cunhada ao tempo da campanha das Diretas-Já e sim escrita pelo ghost writer, jornalista Mauro Santayana, no discurso de posse após as eleições de 82.
O ex-conselheiro do Tribunal de Contas, João Bosco Murta Lages, morreu reclamando não ter guardado o original escrito por Santayana.
Além desta frase, Tancredo Neves disse ainda: “A dívida do nosso País não será paga com o sangue dos brasileiros.” A propósito, o neto dele, o governador Aécio Neves, ensaia candidatar-se à Presidência da República.
Ótimo! Há muito Minas deseja ver um de seus filhos no comando do País. Itamar Franco chegou lá pegando carona com Fernando Collor de Melo que acabou sofrendo impeachment.
Mas são preocupantes alguns fatores a envolver a candidatura de Aécio. Primeiro, num momento de rara infelicidade inspirado por Itamar, a mídia publicou uma foto dele, Aécio, e do vice-presidente da República, José Alencar, com as mãos superpostas e a legenda “Minas contra São Paulo”. Se todos somos brasileiros, o gesto ganha ares de pueril.
E São Paulo detém 50% do PIB nacional e tem o maior colégio eleitoral do Brasil. Sem contar a amplitude de seus meios de comunicação e a influência que exerce sobre o Triângulo e o Sul do Estado de Minas Gerais.
Em segundo lugar, a constância com que surgem acusações de censura de imprensa envolvendo o governador Aécio Neves ou a sua irmã, a senhora Andrea Neves.
Verdade ou não isto não é um bom cartão de visitas para quem deseja ser presidente.
Da parte do Novojornal, sentimos isto na pele, mas felizmente a Internet tem características mundiais que fogem a determinados comportamentos e estamos aqui com o nosso número de acesso cada vez maior.
Se é verdade, um governante paga para que se diga bem dele, paga para que dele nada de mal seja dito, e o que é pior, acredita ser real a sua própria imagem produzida a peso de dinheiro, algo está errado.
Em terceiro, e mais preocupante é a possibilidade de adoção em nível nacional do “choque de gestão”, que ninguém sabe ao certo o que é, mas é claro, atende aos objetivos restritivos do Fundo Monetário Internacional – FMI – envolvendo lesões e riscos profundos às aposentadorias, garantias sociais e apontando para desemprego em massa, num instante em que o mundo vive a angústia da crise econômica que tem como epicentro os Estados Unidos da América.
Ao reverberar contra Fernando Henrique Cardoso, ao tempo em que FHC ocupava a Presidência da República, o ex-vice-presidente Aureliano Chaves disse que “nos países de primeiro mundo, a eficiência dos governantes é medida pelo número de empregos que eles criam.
No Brasil, a eficiência de um governante é medida pelo número de desempregos que ele produz.” Nos Estados Unidos, símbolo da esperança, Barack Obama quer criar quatro milhões de novos postos de trabalho. Por isso a esperança.
Quando o doutor Tancredo Neves derrotou Paulo Maluf no Colégio Eleitoral, vivíamos um período de sociedade civil contra o militarismo então reinante.
Hoje a disputa envolve civis contra civis e também aqui a esperança é de empregos e salários melhores que os subsalários existentes.
O assunto serve para ser meditado.
Geraldo Elísio escreve no "Novo Jornal". Prêmio Esso Regional de jornalismo, passado e presente embasam as suas análises.

27 de jan de 2009

Lula é PMDB e Serra é PT

No Senado, Lula é Sarney e Serra é Tião
"A política brasileira é engraçada e engana muita gente. Na disputa pelo comando do Senado são dois os candidatos: José Sarney, do PMDB do Amapá, e Tião Viana, do PT do Acre.
Todos os analistas bem informados sabem que o presidente Lula prefere a vitória de Sarney, embora não revele em público e provavelmente não trabalhe com afinco por ela, para não melindrar os petistas. Por outro lado, o PSDB está fazendo bico, ainda não optou por nenhum dos candidatos, mas um dos principais lideres do partido, o governador José Serra, trabalha para que os tucanos escolham o petista Viana.
Serra detesta Sarney e sabe que ele trabalharia pela aliança de seu partido com o PT em 2010, ao passo que Viana seria mais "neutro" na relação com a oposição, de acordo com a avaliação do governador, que por sinal mantém ótimas relações com o senador acreano.
A "bancada de Serra" no Senado, capitaneada por Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) - nome cotado para vice, caso o PMDB venha a apoiar o PSDB -, está em campanha por Tião Viana.
Já os peemedebistas lulistas, como Renan Calheiros, trabalham forte para eleger Sarney.
O palpite do blog Entrelinhas é que Sarney será o próximo presidente do Senado, mas convém não desprezar a força de Serra, que nos últimos tempos tem se saído muito bem como articulador político, o que não deixa de ser uma grande novidade..."

25 de jan de 2009

Bonde do Aécio – Ele está descontrolado

Como costumava dizer o ex-governador mineiro Magalhães Pinto: “Política é igual nuvem; você olha, está de um jeito, olha de novo já está de um jeito diferente”.
No dia 07/11/2008, conforme o jornal Folha de São Paulo, o presidente do PMDB, Michel Temer (SP), convidou o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), a se filiar ao PMDB para disputar a Presidência em 2010.
Mas Aécio fez pouco caso e disse que seu caminho é tentar a candidatura presidencial pelo PSDB. Agora, questionado sobre a possibilidade de o governador mineiro deixar o ninho tucano, o ex-governador de São Paulo e presidente do PMDB-SP, Orestes Quércia, disse à Agência Estado que não há espaço para Aécio no PMDB.
Além da crença de que não há espaços para Aécio no PMDB, o ex-governador também argumentou: "É inviável ele se arriscar a vir para o PMDB, porque o partido está dividido."
Portanto Aecinho, quieta seu rabo em Minas e cumpre com suas obrigações para não levar uma traulitada antes da hora.

BOA NOITE, CINDERELA!


*Por Geraldo Elísio
“Ao soar as baladas da meia noite, a sua carruagem será transformada em abóbora e os cavalos brancos virarão ratos” – trecho do conto infantil Cinderela. “Boa noite, Cinderela” é também um nome de golpe aplicado com algumas variantes.
1 - Garotas seduzem homens, geralmente mais velhos, atraindo-os para um motel onde lhes aplicam um sonífero qualquer. Quando os incautos se entregam aos braços de Morfeu, são roubados em todos os seus pertences. Ao acordarem, têm até vergonha de se queixarem à polícia.
2 - Homens inescrupulosos convidam garota a ir a um restaurante, a uma boite e, quando a menina se distrai, se bem sucedido o convite, mistura algo à bebida dela que acorda em um motel, geralmente sozinha.
3 - Um governador do PSDB, Aécio Neves, e um prefeito do PT, Fernando Pimentel, se unem para eleger Marcio Lacerda, PSB, prefeito de Belo Horizonte. A militância petista que assistia ao seu partido comandar o poder por 16 anos, aderiu de corpo e alma ao projeto.
Passadas as festas de final de ano, com as demissões feitas pelo novo prefeito, com as demissões anunciadas, com as escolhas dos cargos para os principais postos de comanda da PBH, alguns líderes, seguidos da massa, entendem que foram roubados ou deixaram de ser virgens.
Talvez estejam entendendo agora porque os ministros Luiz Soares Dulci e Patrus Ananias não apoiaram o acordo que distanciou o PT mineiro da capital do Estado.
Luís Dulci tem laços de parentesco com o doutor Milton Campos, uma das antigas raposas mineiras, dono de um patrimônio moral do qual Dulci é herdeiro.
Patrus Ananias, com a sua beatitude, outro portador de virtudes morais das quais Minas anda tão necessitada, talvez por ter nascido em Bocaiúva, terra de outra raposa mineira, José Maria de Alckmin, também não se deixou enganar.
Ele e Luís Dulce bem que advertiram. Porém a afoiteza falou mais alto, beneficiando um grupo restrito que hoje o próprio PT de Belo Horizonte está a denunciar, depois que o cadeado foi quebrado e a porta arrombada.
Entretanto, como em política pode acontecer tudo, inclusive nada, é aguardar para ver.
Até que ocorram novos desdobramentos tem gente se sentindo ludibriada. A vida é assim: um dia é da caça o outro do caçador, como diz o ditado popular.
A leve impressão que paira no ar é que o partido do presidente Lula, em Belo Horizonte, tomou um “boa noite, Cinderela”. P.T. saudações.
Geraldo Elísio escreve no "NovoJornal".

A cabeça de Battisti

Sebastião Nery, Tribuna da Imprensa
O carrão preto, motorista de libré, parava na porta da embaixada do Brasil em Roma, na Piazza Navona, em 90 e 91. Descia um senhor baixo, 80 anos, terno escuro, colete cinza, camisa branca e gravata. Um dos homens mais poderosos da Itália, conde do Papa, banqueiro de Deus, ia buscar-me para almoçar, a mim, pobre marquês, adido cultural.
Íamos aos mais discretos e charmosos restaurantes de Roma, com os melhores vinhos da Itália. Às vezes, o almoço era no palacete dele, na Vila Archimede, no alto do Gianicolo ou, em um domingo de sol, em sua casa na serra, em Grottaferrata, a poucos quilômetros de Roma. Simpático, vivido, o conde Umberto Ortolani era uma figura “ambígua, misteriosa” (como dizia o “La Republica”). Mal falava, só perguntava.
Dele eu sabia que era conde da Santa Sé,“gentiluomo di sua Santitá”, banqueiro do Vaticano, sócio-diretor do jornal “Corriere de la Sera”. Havia conhecido num vernissage no Masp, em São Paulo, em 84, apresentado pelo jornalista e editor José Nêumanne, do “Estado de S. Paulo”.
Negri e Battisti
“A “Operação Mãos Limpas” não teria havido se um punhado de bravos jovens valentes e alucinados, das Brigadas Vermelhas e dos Proletários Armados pelo Comunismo (PAC) não tivesse enfrentado o Estado mafioso.
O governo, desmoralizado, usava a máfia para eliminá-los. Eles reagiam, houve mortos de lado a lado e prisões dos líderes intelectuais, como o filósofo De Negri (asilado na França) e o romancista Cesare Battisti (asilado na França). Estava lá, vi, escrevi, acompanhei tudo.
Foram eles, os jovens rebeldes das décadas de 70 a 80, que começaram a salvar a Itália. Se não se levantassem de armas na mão, a aliança Democracia Cristã, Partido Socialista, Liberais e máfia estaria lá até hoje. Berlusconi é o feto podre que restou, mas logo será expelido.
Salomés
O corrupto Chirac, a pedido de Berlusconi, retirou o asilo político de Battisti, que o Brasil agora lhe deu. Tarso Genro e Lula estão certos. O problema foi, era, continua político. O fascista Berlusconi (primeiro-ministro) é apoiado pelo desfrutável velhinho comunista Giorgio Napolitano (presidente) que se escondeu quando o juiz Falcone (assassinado) e o procurador Pietro (hoje no Parlamento) fizeram a “Operação Mãos Limpas”
Não têm autoridade moral nenhuma. Por que não devolveram Caciolla, o batedor de carteira do Banco Central, quando o Brasil pediu?
As Salomés de lá e de cá querem entregar a cabeça de Battisti à máfia.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Leia também:

23 de jan de 2009

A molecagem do PT de Montes Claros

Os líderes do Partido dos Trabalhadores odeiam quando os críticos apontam o dedo para a ferida que mais dói no “petismo”: o comportamento político menor, pobre, e pautado pelo fisiologismo. Mas não há como fugir disso. O PT de Montes Claros perdeu completamente a vergonha. A gota d’água da descompostura foi a adesão imediata ao governo ficha suja de Tadeu Leite, inclusive ocupando carguinhos aqui, ali e acolá.
Como por exemplo, a manutenção dos cargos na Esurb, Previmoc, Educação etc. Até de Capitão Enéas veio petistas frustrado ocupar carguinho de quarto escalão, mesmo tendo sido diretor do Dnocs e candidato derrotado na antiga Burarama.
A cúpula partidária chegou ao ponto de se dividir em duas linhas: de um lado quer estar no poder para usufruir das benesses do Município, liderado por Alfredo e Marcos Maia. Mas, de outro, promete “independência” para criticar a administração, caso do sindicalista Valmore, que tentou explicar o inexplicável, num artigo publicado no Jornal de Notícias de Montes Claros. Trata-se, no mínimo, de uma molecagem. O PT, na prática, vendeu a alma para segurar o emprego de uma meia dúzia de apaniguados e, com isso, topou andar a reboque de um prefeito populista e demagogo.
É de uma burrice de dar dó. Será que a “inteligência petista” não consegue enxergar que a rejeição do prefeito pega por contágio? Será que o partido não percebeu que, ao aliar-se com Tadeu Leite, Jairo Ataíde, Gil Pereira, Ana Maria, Carlos Pimenta, Ruy Muniz..., estará afundando politicamente?
Que os 22 delegados agüentem as conseqüências.
Que seja iluminado o dia 31 de janeiro, quando a militância petista terá condição de reverter esta triste realidade.

22 de jan de 2009

TRE marca novas eleições em Francisco Sá e Ponto Chique

Os eleitores dos municípios mineiros de Francisco Sá e Ponto Chique, no Norte do Estado, irão novamente às urnas no dia 22 de março de 2009 para escolher os futuros prefeito e vice-prefeito de suas cidades.
A eleição extemporânea nesses municípios foi aprovada ontem quarta-feira, dia 21, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. As eleições para os cargos majoritários ocorridas nessas cidades em 5 de outubro de 2008 foram consideradas nulas.

Poderão votar todos os eleitores inscritos até o dia 2 de março de 2009. Esse será o prazo final de alistamento, para a confecção dos cadernos de votação e para o encerramento dos procedimentos preparatórios das urnas eletrônicas.

Segundo as resoluções, estarão aptos a participar das eleições extemporâneas em Francisco Sá e Ponto Chique todos os partidos constituídos um ano antes do pleito e que permaneçam registrados junto ao Tribunal Superior Eleitoral.
Os candidatos aptos a concorrer ao novo pleito serão aqueles que possuírem domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo mínimo de um ano antes da data marcada para a eleição e que estiver filiado há pelo menos um ano no partido político pelo qual concorre.

As convenções partidárias serão realizadas entre os dias 11 e 17 de fevereiro. O registro das candidaturas será feito até o dia 20 de fevereiro e a propaganda eleitoral, bem como os comícios, terão início a partir de 21 de fevereiro de 2009.

Motivos que ensejaram a anulação das eleições majoritárias de 5 de outubro de 2008 e as novas eleições nos dois municípios:

Francisco Sá (115.ª Zona Eleitoral) - O candidato Antônio Soares Dias - PTB, que teve a maior votação no pleito municipal de 2008, não foi diplomado. Motivo: rejeição de contas públicas, relativas ao exercício de 2001, pela Câmara Municipal.

Ponto Chique (50.ª Zona Eleitoral de Brasília de Minas) – Augusto Gonçalves Ramos Filho, eleito prefeito em 2008, apesar de ter tido seu registro de candidatura deferido pelo juiz da 50.ª Zona Eleitoral, teve sua candidatura indeferida pelo TRE-MG a partir de um recurso interposto sob a alegação de rejeição das contas públicas do candidato relativas a 2001. Augusto Ramos Filho apelou, então, ao Tribunal Superior Eleitoral, através de Recurso Especial, mas o TSE manteve a decisão do TRE-MG e, assim, negando, mais uma vez, sua diplomação.
Fonte:
TRE/MG

Fidel quebra silêncio e elogia Obama

Ex-presidente de Cuba Fidel Castro elogiou a honestidade de Barack Obama, quebrando um silêncio de cinco semanas
Da BBC Brasil
Ao descrever seu encontro com a presidente argentina Cristina Kirchner, na coluna publicada no site Cuba Debate, Fidel comentou que conversou com ela sobre Obama e disse que “não tem, pessoalmente, qualquer dúvida sobre a honestidade com que Obama, o décimo-primeiro presidente desde 1º de janeiro de 1959 (data da Revolução Cubana) expressava suas idéias” no discurso da posse.
Mas ele afirma que “apesar das nobres intenções”, muitas perguntas permanecem sem resposta.
“Por exemplo, me perguntava: como poderia um sistema desperdiçador e consumista por excelência preservar o meio ambiente”, escreve Fidel.
O silêncio de Fidel havia despertado rumores de que a saúde do líder da revolução havia piorado.
Fidel Castro ressaltou ainda a importância histórica para Cuba de que dez presidentes passaram pela Casa Branca nos últimos 50 anos, mas que "apesar do imenso poder deste país (Estados Unidos) nenhum deles conseguiu destruir a Revolução Cubana".
O presidente de Cuba, Raúl Castro, já havia dito que está aberto ao diálogo com Obama.

Chumbo trocado não dói - Temer com medo de traição petista

Favorito na disputa pela presidência da Câmara, o deputado Michel Temer (PMDB-SP), passou a manhã de ontem (quarta-feira -21) trabalhando para evitar que o lançamento da candidatura do senador José Sarney (PMDB-AP) - na disputa pela presidência do Senado - cause baixas na sua base de apoio. Para a líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC), a candidatura do Michel Temer ficou ameaçada com o ingresso de Sarney. E Aldo Rebelo poderá ser o beneficiado com esta traição do PMDB.
Não custa nada lembrar que Severino Cavalcanti virou Presidente da Câmara dos Deputados graças a traição do deputado Virgílio Guimarães que lançou-se de forma individual sua candidatura à presidência da Câmara, quando o candidato do PT era o deputado Luiz Eduardo Greenhalgh. Virgílio Guimarães acabou sendo punido pela direção do PT por este seu ato de rebeldia. Mas não adiantou nada. Ele continua traindo o PT.
Foi o mentor do pimentécio, "acordo" do PT de Pimentel com Aécio para entregar de mão beijada a prefeitura de BH para o governador, além de destruir o partido nos quatro cantos de Minas, principalmente no Norte de Minas. Juntamente com Paulo Guedes.

A pequena Fátima e a inversão do mito bíblico

*Lipa Xavier
Há uma pequena pia de banheiro, daquelas das casas pobres que se conhece pelo Brasil afora. Uma imagem, portanto, comum a nós. Há, ao fundo, uma parede amarelada, com a tinta gasta pelo tempo e uns furos ao longo dela, riscos que o tempo fez. Imagem ainda muito comum a quem convive e conhece a pobreza que grassa por este nosso país.
Uma torneira de metal, daquelas mais simples, encima a pobre pia branca, como a abençoá-la. Não cai água dessa torneira.
Ao lado da pia uma imagem que, de algum modo, nos faria ainda lembrar o Brasil: uma menina mira em desespero uma imagem que não se vê, mas que pode ser suposta. A imagem que a menina mira fica do lado de cá da lente que a fotografou, e por isso não pode ser vista por quem a olha, na foto.
A menina chora com uma dor tão forte que dizer pungente seria pouco. Seus dois olhinhos negros dizem muito mais do que pungência, cheios da água que à torneira falta, porque a cortaram.
Os cabelos, em desgrenho, denunciam um outro aspecto do desespero que à pequena menina assoma. E a boca, neste preciso caso mais fortemente do que os olhos, traduz o misto de dor, desespero e impotência de que se vê vítima naquele momento paralisante, paralisado também ele, o momento, pela câmera que leva ao mundo aquela imagem.
Tudo isso poderia compor a cena de uma casa qualquer em um qualquer lugar do mundo, porque a dor por aí anda sem escolher endereços. Uma coisa, porém, faz da cena acima – em que uma pobre criança denuncia com o rosto desesperado seja a perda dos pais ou o desabamento da sua casa, ou ainda a morte de um outro pequeno irmão – algo mais vivo, concreto e real.
E o que faz daquela cena algo diferente da miséria reinante, das dores já conhecidas de que somos vizinhos, é uma outra foto, que acima dela está: um jovem desesperado, mas com um desespero de adulto, segura sem acreditar o rosto de um homem em sangue, inerte, deitado sobre o asfalto coberto de estilhaços. E ao seu lado corpos, corpos, corpos mortos, perdoem-me a redundância.
A cena que aqui se descreve não é ainda uma imagem da história, mas será.
Ocorreu na Palestina ainda hoje, e nos chega pelos mais rápidos meios de comunicação, que – ainda que parcialmente – nos relatam em grãos e em gotas a tragédia que o estado judeu está a perpetrar na terra que a Bíblia diz que foi aquela em que Jesus andou.
Da torneira que está sobre a pia, ao lado da qual chora a sua dor aquela pequena criança palestina, não cai uma gota d'água sequer, porque cortaram o fornecimento. Mas não puderam cortar a água que os seus olhinhos negros e desesperados são capazes de verter.
Não há água, não há energia. Faltam alimentos de primeira necessidade. Não há remédios para atender aos feridos e doentes. Crianças morrem, idosos também. As ambulâncias não conseguem levar socorro aos que dele mais necessitam, porque o estado sionista não permite.
Nem mesmo os médicos que – em solidariedade humana somente comparável ao socorro vermelho dos tempos do século XX – tentam furar o bloqueio da fronteira para socorrer as vítimas, nem mesmo a eles dá passagem o ódio e o racismo que guia e orienta as ações daquele estado terrorista a que se dá o nome de Israel.
São já nove dias de uma guerra insana, unilateral, de um estado armado pelo que de mais moderno pode haver em técnicas de matar, contra um povo que se amontoa como bichos numa estreita faixa de terra a que se dá o nome de Gaza, e que há dezoito meses é vítima de um bloqueio daquele mesmo estado assassino. Este último, o estado de Israel, é armado pela maior máquina de guerra que a humanidade já viu, e treinado por essa mesma máquina de destruição, o exército dos Estados Unidos da América. Este, a representar o seu governo belicoso e igualmente terrorista, não se cora e nem se envergonha de matar civis inocentes em nome da sua necessidade de domínio.
O povo palestino resiste como pode, inclusive a lançar pequenas bombas – pequenas se comparadas àquelas que o exército de Israel derrama sobre suas casas – e enfrenta, além da morte semeada sem parcimônia pelos judeus, o silêncio cúmplice dos organismos internacionais e dos governos das grandes potências. Do seu lado já são mais de 500 mortos, muitos civis, muitas crianças, sabe-se lá se a própria menina da foto, que com o rosto transtornado nos denuncia o crime de que é vítima o seu povo e lança ao mundo um pedido de socorro. Do outro lado somam cinco os que caíram....
É uma triste inversão do mito bíblico de Davi e Golias, aqui convertido o gigante filisteu num povo acuado, e o pequeno menino que representou outrora o povo hebreu fazendo agora as vezes do agressor covarde e bárbaro.
Mas aquela pequena menina palestina, Fátima será seu nome, não se sentirá sozinha. Com ela está a consciência deste nosso mundo. Com ela estão milhões de homens e mulheres, que se indignam em um santo ódio à carnificina de que são vítimas ela e a sua família, entendida aqui como família todo o povo palestino em particular e o povo árabe em geral. E, em sentido mais geral ainda, a humanidade toda, igualmente ameaçada.
Chore a sua dor, pequena Fátima, chore. Os tempos de dor passarão. E o jovem que na foto acima da sua chora em dor e desespero a morte do homem cujo rosto retém entre as mãos, saberá preparar-te para a resistência.
*Lipa Xavier é sociólogo, bancário e ex-vereador pelo PC do B de Montes Claros

A BARBÁRIE SERVIDA NO CAFÉ DA MANHÃ

*Georgino Neto

"Se todo animal inspira ternura, o que houve, então, com os homens?" Guimarães Rosa
A humanidade chega ao século XXI mostrando que aprendeu muito com o século que a antecedeu. Aprendeu a matar para se impor; aprendeu que a guerra é o instrumento mais eficiente da eliminação do direito à diferença, do direito à liberdade. Celebramos um novo milênio, assistindo, enquanto tomamos café da manhã (ou os que ainda conseguem fazê-lo), à barbárie instituída, à morte banalizada, o discurso opressor prevalente.
Por que não nos indignamos? Esta guerra não nos diz respeito? Está muito distante? Afinal, não pertencemos à mesma espécie, a desastrada espécie humana? Lembro-me de uma citação do Martin Niemoller, que bem ilustra o que desejo expressar: Primeiro, os nazistas vieram buscar os comunistas, mas, como eu não era comunista, eu me calei. Depois, vieram buscar os judeus, mas, como eu não era judeu, eu não protestei. Então, vieram buscar os sindicalistas, mas, como eu não era sindicalista, eu me calei. Então, eles vieram buscar os católicos e, como eu era protestante, eu me calei. Então, quando vieram me buscar... Já não restava ninguém para protestar. O massacre humano promovido pelo Estado de Israel e patrocinado pelo arsenal bélico dos Estados Unidos é algo perturbador. Não podemos nos acomodar diante do que nos mostram os noticiários. O Holocausto promovido por Hitler e sua horda nazista indicou a trilha a ser seguida, ou o caminho que jamais deveremos novamente tomar. E justamente um dos alvos mais perseguidos pelo ideário nazi-fascista é quem estabelece a força bruta e o extermínio em massa como instrumento de diálogo. Os milhões de judeus mortos pagaram com o sangue e a vida pela intolerância de um paranóico manipulador. A intolerância mudou de lado? O desejo de se impor justifica a morte de milhares de palestinos? Causou-me horror a declaração do ex-premier e atual presidente israelita Shimon Peres, ao dizer que "a força e a intensidade do nosso ataque fará com que acabe o apetite palestino de nos atacar". Será que alguém, em sã consciência, pode de fato crer em absurdo argumento? O temido 'ataque palestino', a que se refere Shimon Peres, matou quatorze judeus. Israel eliminou mais de mil palestinos. 1000 X 14. Este é o funesto placar da guerra imposta por Israel. A distância abissal do poder de fogo entre Israel e Palestina constrói um cenário imagético tenebroso. Crianças brutalmente assassinadas; outras, que sobrevivem, apresentam um olhar de perplexidade e temor que corroem a alma de qualquer bicho minimamente sensível. Vamos fechar os nossos olhos para tamanha desconsideração com o povo palestino? Como engolir o pão a cada manhã com tamanha injustiça atravessada na garganta? Sei que cada lado defende uma posição irreconciliável. Mas sinceramente, os meios não justificam os fins. Karl Marx já há tempos nos alertava, ao dizer que "Os homens fazem a sua própria história, mas não o fazem como querem... a tradição de todas as gerações mortas oprime como um pesadelo o cérebro dos vivos". É preciso repensar a rota que a humanidade traçou para si própria. Ainda há tempo de estabelecermos novos princípios, mais justos e mais fraternos. Como nos ensinou Che Guevara, "Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira".
Tomar consciência é o primeiro passo. Não nos indignamos muito por que desconhecemos. Quantos de nós sabemos o que se passa entre Israel e Palestina? Quais os motivos do conflito? Quantos de nós temos idéia dos verdadeiros massacres humanos cotidianamente vividos na África? Quantos dos nossos jovens se preocupam com isto?
A balada na Avenida. Sanitária, regada a uísque com energético, não teria mais muito sentido frente ao sofrimento extremo de boa parte dos nossos irmãos, palestinos, africanos, pobres, negros, mulheres e crianças, de todo o mundo. Irmãos sim. Pois quanto mais ignorarmos a nossa consangüinidade planetária, mais corremos o risco de vermos o nosso quintal transformado em uma Faixa de Gaza. Para mim, no fundo, o que vale mesmo, como regra e dever, são as palavras do poeta Thiago de Mello:

Estatutos do Homem


(Ato Institucional Permanente)
Artigo I Fica decretado que agora vale a verdade.
agora vale a vida, e de mãos dadas, marcharemos todos pela vida verdadeira.
Artigo II Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive as terças-feiras mais cinzentas, têm direito a converter-se em manhãs de domingo.
Artigo III Fica decretado que, a partir deste instante, haverá girassóis em todas as janelas, que os girassóis terão direito a abrir-se dentro da sombra; e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro, abertas para o verde onde cresce a esperança.
Artigo IV Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar do homem. Que o homem confiará no homem como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar, como o ar confia no campo azul do céu. Parágrafo único: O homem, confiará no homem como um menino confia em outro menino.
Artigo V Fica decretado que os homens estão livres do jugo da mentira. Nunca mais será preciso usar a couraça do silêncio nem a armadura de palavras. O homem se sentará à mesa com seu olhar limpo porque a verdade passará a ser servida antes da sobremesa.
Artigo VI Fica estabelecida, durante dez séculos, a prática sonhada pelo profeta Isaías, e o lobo e o cordeiro pastarão juntos e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.
Artigo VII Por decreto irrevogável fica estabelecido o reinado permanente da justiça e da claridade, e a alegria será uma bandeira generosa para sempre desfraldada na alma do povo.
Artigo VIII Fica decretado que a maior dor
sempre foi e será sempre não poder dar-se amor a quem se ama e saber que é a água que dá à planta o milagre da flor.
Artigo IX Fica permitido que o pão de cada dia tenha no homem o sinal de seu suor. Mas que sobretudo tenha sempre o quente sabor da ternura.
Artigo X Fica permitido a qualquer pessoa, a qualquer hora da vida, o uso do traje branco.
Artigo XI Fica decretado, por definição, que o homem é um animal que ama e que por isso é belo, muito mais belo que a estrela da manhã.
Artigo XII Decreta-se que nada será obrigado nem proibido, tudo será permitido, inclusive brincar com os rinocerontes e caminhar pelas tardes com uma imensa begônia na lapela. Parágrafo único: Só uma coisa fica proibida: amar sem amor.
Artigo XIII Fica decretado que o dinheiro não poderá nunca mais comprar o sol das manhãs vindouras. Expulso do grande baú do medo, o dinheiro se transformará em uma espada fraternal para defender o direito de cantar e a festa do dia que chegou.
Artigo Final Fica proibido o uso da palavra liberdade, a qual será suprimida dos dicionários e do pântano enganoso das bocas. A partir deste instante a liberdade será algo vivo e transparente como um fogo ou um rio, e a sua morada será sempre o coração do homem.
Utopia? Pode ser. O que desejo mesmo, de verdade, é apenas tomar o meu café da manhã com a alma em paz.


*Georgino Neto é professor e militante do PC do B

21 de jan de 2009

Lula, o filho do Brasil

Conterrâneos do presidente Lula estão eufóricos com as gravações, em Garanhuns e em Caetés, do filme que vai narrar a trajetória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O longa-metragem dirigido por Fábio Barreto vai mostrar a infância sofrida de Lula no Agreste, a viagem no pau-de-arara para São Paulo e a ascensão ao Palácio do Planalto. O roteiro é baseado no livro “Lula, o filho do Brasil”, de Denise Paraná, cujo título foi escolhido para o filme.
O produtor do longa é Luiz Carlos Barreto, dono da Produções L.C. Barreto Ltda, um renomado cineasta do Rio de Janeiro. Foi dele a idéia de mostrar a história do presidente nordestino nas telas do cinema.
Segundo o produtor executivo do filme, Rômulo Marinho, a estrutura a ser utilizada é muito grande e a equipe que vem a Garanhuns é formada por cerca de 80 pessoas. “A gente tem cenários pra construir, estradas pra filmar e a casa onde nasceu Lula. É uma estrutura bastante grande que está contando com uma mão de obra de Garanhuns, como marceneiros e pintores”.
Os figurantes que estão participando do filme são de Garanhuns. “Já temos uma equipe na terra natal do presidente há quase um mês escolhendo a figuração. Vai ser um trabalho muito bonito que vai começar em Garanhuns, assim como começou a vida dele (Lula)”, completa. As gravações no Agreste já começaram, sobretudo na zona rural de Caetés. “A casa onde ele nasceu, a vila na cidade onde ele pegou o pau de arara e trechos da viagem para São Paulo. Essas são as filmagens básicas na região”, conta Marinho.

20 de jan de 2009

Ex - Pombo Correio assume a Secretaria Municipal de Educação.

*Farley Meira
A ex - vereadora Fátima Pereira Macedo acaba de ser empossada pelo prefeito Luis Tadeu Leite como a nova Secretária Municipal de Educação.
Depois de ter nomeado a atual pró-reitora da Unimontes Marina Queiroz para a pasta da educação em Montes Claros, Tadeu Leite estava encontrando muitas dificuldades de lidar com as vaidades de duas de suas inúmeras promessas políticas, já que ele também havia colocado como secretárias adjuntas a pedagoga Marta Aurora juntamente com a ex - vereadora Fátima Pereira Macedo, sendo que uma iria cuidar das questões administrativas, e a outra da área pedagógica.
Porém o atual prefeito só não contava que Marina poderia se sentir num balaio de gato disputando o poder da educação de Montes Claros, e foi justamente isso que aconteceu, já que ela havia conseguido o seu afastamento da Unimontes para assumir o cargo máximo da educação do município, se sentindo mal por ter dois desafetos ao seu lado ela tomou a decisão de não emprestar seu precioso nome a esta administração.
Com a eminente desistência de Maria Queiroz, Tadeu Leite teve que escolher entre as duas secretárias adjuntas e sem pestanejar ele preferiu prestigiar a ex vereadora Fátima Pereira Macedo que tem em seu currículo duas passagens podres na educação de Montes Claros, já que ela como Superintendente da Educação Estadual em Montes Claros foi demitida por bem do serviço público, já que ela foi pega praticando contratações fantasma em benefício próprio, dentre outras arbitrariedades cometidas na Superintêndencia Estadual de Educação. E outra passagem terrível em sua manchada história na educação de Montes Claros, foi que quando ela exercia o mandato de vereadora onde tinha como principal bandeira a educação em primeiro lugar, e ela mais uma vez foi pega, porém agora pela Polícia Federal na famosa operação "Pombo Correio".
Então foi esta a escolha do atual prefeito de nossa cidade para ajudar na educação de nossas crianças.
*Farley Meira é jornalista
FÁTIMA PEREIRA responde aos seguintes processos:
- Processo Administrativo Disciplinar - Processo n" 9171/200. Fátima Pereira sofreu a punição de DEMISSÃO A BEM DO SERVIÇO PÚBLICO, nos termos do art. 244, VI, por, no exercício da função pública (Delegada Regional de Ensino), ter infringido os artigos 216, incisos V e VI; art. 217, inciso IV; art. 246, incisos I e III; art. 249, inciso III e art. 250, inciso V todos da Lei Estadual n° 869/52 a os artigos 4°, 9°, incisos IV e art. 10, incisos XII e XIII da Lei N° 8429/92.
- Ação Civil Pública por improbidade administrativa, proposta pelo Ministério Público. Processo n° 043303075062-7, que tramitou pela 1a Vara de Fazenda da Comarca de Montes Claros. Fátima Pereira foi condenada a devolver aos cofres públicos o dinheiro desviado, a perda dos direitos políticos e não poderá firmar nenhum contrato com órgãos da administração. Cabe recurso da decisão ao Tribunal de Justiça.
-Ação Penal - Crime contra o Património (estelionato).
Ação proposta pelo Ministério Público. Processo n° 043303099298-9, que tramitou pela 2a Vara Criminal da Comarca de Montes Claros. Fátima Pereira foi condenada a dois anos e nove meses de reclusão e à perda de cargo ou função pública. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça.
- Ação Civil Pública por improbidade administrativa, proposta pelo Ministério Público. Processo n° 043307209655-8, que tramita pela 2a Vara de Fazenda da Comarca de Montes Claros. Essa ação é resultado da chamada "Operação Pombo Correio", realizado pela Polícia Federal. Aguarda julgamento.
-Ação Penal - Crime contra a Fazenda Pública - Proposta pelo Ministério Público.
Processo N° 043306186764-7. Esta ação é resultado da chamada "Operação Pombo Correio", realizada pela Polícia Federal. Aguarda julgamento.

Newton Cardoso está no bico do urubu

O ex-governador de Minas Gerais, Newton Cardoso (PMDB), está de volta ao noticiário da imprensa nacional, só que desta vez envolvido em disputa judicial com sua ex-mulher, a deputada federal Maria Lúcia Cardoso (PMDB), que reivindica do político metade de um patrimônio estimado em cerca de R$ 2,5 bilhões.
O bilionário divórcio entre Newton e a deputada foi estampado em longa reportagem da revista Veja publicada neste último domingo.
A maior parte dos bens do político não estaria declarada. Em 2006, quando se candidatou ao Senado, o peemedebista disse possuir um total de R$ 12,7 milhões.
A informação sobre o patrimônio – nunca declarado por Newton Cardoso –, teria sido repassada por Maria Lúcia em processo de pensão alimentícia que tramita em segredo de Justiça na 3ª Vara de Família de Brasília.
A ação de arrolamento de bens – que visa a enumerar todo o patrimônio de alguém –, teria servido de base para o pedido de pensão alimentícia e cálculo de quanto ela terá direito a receber com o fim do casamento.
À Justiça, Maria Lúcia teria dito que pode provar 70% das informações prestadas. E acusou o marido de se utilizar de dois artifícios para esconder seu enriquecimento: a montagem de holdings empresariais e atribuição às suas subsidiárias dos bens, e a abertura de empresas em paraísos fiscais, onde os nomes dos acionistas são mantidos em sigilo. A deputada federal teria afirmado ainda que testemunhou vários negócios fechados pelo marido.
Ontem (19/01), Newton Cardoso publicou uma nota se defendendo das acusações da revista de suposto enriquecimento ilícito e negando ter conquistado patrimônio bilionário. "Todas as minhas declarações de bens foram devidamente entregues à Receita Federal e de acordo com as legislações fiscal e tributária vigentes no país. Como homem público, a minha vida sempre foi intensamente investigada e jamais fui condenado pela Justiça por desvio de dinheiro público", afirma.
De acordo com a reportagem da Veja, Newton Cardoso teria se enriquecido a partir da eleição para prefeito de Contagem, em 1973. O político rebateu a afirmação, dizendo já ter entrado na política "rico e um empresário bem-sucedido".

19 de jan de 2009

O gato comeu a língua do menino falador

*Lucreciano Rocha
Este título e os demais fragmentos foram tirados do poema O CIRCO DOS HORRORES que eu escrevi num momento de angústia e grande decepção com a política, muito parecido com o que vivi naquela fatídica reunião do PT de Montes Claros que deliberou pela participação no governo Tadeu. Estranharam a minha participação silenciosa, perguntando se o gato havia comido a minha língua e exigindo de mim, uma maior participação no debate, além do voto NÃO declarado em bom. E eu pergunto qual debate?
Recorro a outro trecho do poema para retratar a minha perplexidade naquela torre de babel: O BOBO DA CORTE MARCOU BOBEIRA E A MULHER BARBADA DEIXOU CAIR A MÁSCARA. (Um verdadeiro circo com todo o respeito que a comunidade do circo merece). Por isso preferi o silencio naquele “debate” de cartas marcadas onde a decisão se dava por outras vias.
Riobaldo Taturana, personagem de Guimarães Rosa, quando foi escolhido para comandar o bando, sentiu o peso da responsabilidade, e comentou: “Moço”! Ali eu vi que estava aprendendo a lidar com o brinquedo do mundo. Esse peso faltou aos companheiros petistas que agiram movidos por interesses tão miúdos e a história vai cobrar caro por essa imprudência.
Maquiavel enumera quatro formas para se chegar ao poder: por herança, pelo crime, pelas armas com virtudes alheias e pelas armas com nobreza. O PT, sem vocação para o crime, sem armas e sem direito adquirido por herança, inventou uma nova via: o oportunismo vicioso e irresponsável.
Perdemos a melhor oportunidade de tirar lições da coligação anterior, fazendo avaliação criteriosa capaz de balizar alianças futuras. Ainda não aprendemos a lidar com o brinquedo do mundo, deixando o desejo de poder imediato sobrepor ao nosso projeto. OS POMBOS DO MÁGICO VOARAM E O CUIDADOR DESCUIDADO ESQUECEU DE DAR ÁGUA AOS URSOS .
A reunião de 31 de Janeiro poderá ser de grande valia e até reorientar o partido a retomar seu caminho. Apontando uma saída honrosa para a crise, com uma participação crítica e os interesses partidários acima das ambições pessoais.
Eu acredito que já estamos maduros o suficiente para entender que o poder é passageiro e despensa malabarismos. Estamos agindo como um menino birrento, que após um domingo no parque, volta chorando, só porque o pai não levou à roda gigante pra casa. Meu poema termina de forma melancólica: NÃO HÁ MAIS FILA NEM FILAÇÃO NEM FILARMÕNICA. Mas o glorioso partido dos trabalhadores é maior que o circo e certamente gozará de melhor sorte e eu quero estar contribuindo além de votar.
Se o gato devolver minha língua.
*Filósofo, professor e membro Diretório Municipal do PT de Montes Claros

15 de jan de 2009

Secretário de saúde está por um triz

O ex-reitor da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e atual secretário municipal de saúde de Montes Claros, José Geraldo de Freitas Drumond, deve ser a terceira baixa em menos de dez dias úteis da atual administração. Segundo fontes seguras, ele alegou que não iria jogar fora todo um trabalho prestado com ética à frente da Unimontes, da Epamig e em várias instituições filantrópicas na cidade. Temeria, inclusive, por sua reputação como médico, que poderia ir por água abaixo.
Seria o preço que teria de pagar para atender caprichos eleitoreiros. Prefere abandonar o barco agora, antes que seja tarde.
Enquanto isso, o partido da boquinha está igual urubu na carniça...

REUNIÃO DA SUDENE NA TERRA DE JK

Lula deverá optar pelo Vale do Jequitinhonha
A reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) no ano 2009 deverá ser realizada na cidade mineira de Diamantina, uma vez que as reuniões da Sudene sempre aconteceram no norte do estado de Minas, especialmente em Montes Claros.
Neste ano, além de Diamantina, que faz parte dos 33 municípios do Vale do Jequitinhonha que foram incluídos na área de atuação da Sudene desde junho de 1998, as cidades de Pirapora e Januária também reivindicam sediar a reunião. Alegam que têm estruturas igual ou superior as de Montes Claros.
Lula prefere atender aos pedidos unânimes do Vale do Jequitinhonha, do que enfrentar protestos em Montes Claros.

ATHOS AVELINO NOMEADO PARA O INDI

A bancada do Norte de Minas na Assembléia Legislativa perdeu a indicação do diretor do Instituto de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (Indi), que visa articular em busca de novos investidores para a área mineira da Sudene.
O ex-prefeito Athos Avelino Pereira, do PPS, foi indicado para o cargo, pela vereadora Luzia Ferreira, do PPS, nova presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte. Ele substitui ao empresário Jamil Curi, ex-presidente da Associação Comercial e Industrial de Montes Claros (ACI), que há algum tempo externou a vontade de deixar o posto para dedicar mais tempo à família. Jamil foi nomeado pelo governador Aécio Neves, do PSDB, atendendo indicação da Bancada do Norte de Minas na Assembléia Legislativa.
De acordo com fonte de Belo Horizonte, a nomeação do novo diretor do Indi deve ser publicada nesta quinta-feira no "Minas Gerais", órgão oficial do governo.
Athos Avelino também foi convidado para assumir a secretaria adjunta de Saúde do estado, mas optou pelo Indi.

14 de jan de 2009

Solidariedade Expressa Minas Gerais 2009

Já que o governador parece não andar nada preocupado com as enchentes em Minas, precisamos mostrar que o povo mineiro é solidário.
Os Correios recebe até amanhã (15) donativos para as vítimas das enchentes em Minas
Interessados em colaborar podem procurar agências e unidades operacionais da empresa em todo o Estado
Quem ainda não colaborou com a campanha "Solidariedade Expressa Minas Gerais 2009" pode procurar, até amanhã (15), as agências e unidades operacionais dos Correios no Estado para entregar donativos aos desabrigados e desalojados pelas enchentes em vários municípios mineiros.
As pessoas podem colaborar com doações de alimentos não perecíveis, vestuário, roupas (cama, mesa e banho), calçados, que deverão estar devidamente acondicionados e embalados em volumes com peso máximo de 30 quilos. As encomendas-donativo podem ser entregues nos Correios com postagem gratuita até esta quinta-feira (15), quando termina a campanha. No momento da entrega dos donativos, o doador precisa informar apenas o nome do município para o qual deseja enviar as encomendas. As doações captadas pelos Correios serão direcionadas às prefeituras locais dos municípios atingidos pelas enchentes.
Municípios que sofreram severos prejuízos materiais e mantêm grande número de desabrigados e desalojados, habilitados a receber doações pelos Correios: Antônio Dias, Belo Vale, Betim, Brás Pires, Brumadinho, Carangola, Cataguases, Conceição do Pará, Congonhas, Divinópolis, Dona Euzébia, Ervália, Formiga, Guaraciaba, Guarani, Itapecerica, Jeceaba, Miradouro, Miraí, Muriaé, Patrocínio de Muriaé, Piranga, Ponte Nova, Porto Firme, Raul Soares, Rio Casca, Senador Firmino e Tumiritinga.
Mais informações Assessoria de Comunicação dos Correios em Minas Gerais (31) 3222-8337

Material apreendido de Protógenes revela: Globo participou da Operação Satiagraha

O site Consultor Jurídico informou, na última segunda-feira (12/01), que o delegado Protógenes Queiroz utilizou-se de seus contatos na Rede Globo para filmar o flagrante do encontro de Humberto Braz e Hugo Chicaroni, no restaurante El Tranvia, em São Paulo, 18/06, no qual Braz, ex-diretor da Brasil Telecom, tenta subornar a Polícia Federal para que deixe de investigar o empresário Daniel Dantas.
Segundo o delegado Amaro Ferreira – que comanda a operação –, os mais de 450 áudios em lugares onde Queiroz freqüentava, mostram que Robinson Braios Cerântula e Willian José dos Santos, da equipe da TV Globo, gravaram o momento da tentativa de suborno no restaurante El Tranvia.
Os áudios foram conseguidos com aprovação da Justiça, do juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Federal Criminal de São Paulo, em outubro.
Por conta das informações privilegiadas é que a Globo também, segundo este relatório, conseguiu filmar a prisão – de pijamas – do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta.
A Rede Globo preferiu não comentar o caso. Por diversas vezes, a equipe do Comunique-se tentou falar com o repórter César Tralli, que narrou a operação no restaurante. Sem retorno.
Repórter da Folha teria conseguido informações com AbinA repórter da Folha em Brasília Andréa Micael, segundo o relatório da PF, teria conseguido informações privilegiadas de que a polícia investigava Daniel Dantas e publicado com exclusividade em 26/04/08 com agentes da Abin Luiz Eduardo Melo e Thelio Braun D´Azevedo.
À época, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) foi colocada em prova por ter feito escutas clandestinas para esta investigação de, entre outros, o ministro do Supremo, Gilmar Mendes.
Em férias, a repórter Andréa Micael disse apenas que, nos seus 20 anos de profissão, nunca revelou suas fontes. “Fonte é um negócio sagrado”, afirmou.

12 de jan de 2009

MONTES CLAROS ESTÁ ENTREGUE PARA AS BARATAS

A atual administração do prefeito Tadeu Leite está sendo, antes mesmo de começar, considerada a pior de toda a história política de Montes Claros. A saúde está em estado de calamidade, com todos os postos de saúde sem atendimento, mesmo a administração anterior tendo deixado um estoque suficiente até o mês de junho deste ano. O único lugar do Brasil que as farmácias populares do Governo Federal estão de portas fechadas, por falta de servidores municipais.
A “Transmulta” que o ainda prefeito ficha suja garantiu que iria extingui-la continua multando mais do que antes.
Alguém sabe qual é a empresa que está fazendo o serviço de tapa-buracos na cidade, sem licitação? É a mesma que vendia combustível na administração anterior e deixou de entregar no final do ano passado, criando um caos na cidade para jogar a culpa em Athos Avelino.
Engraçado é que a InterTV, Jornal Estado de Minas, Gazeta, o Norte, Hoje em Dia, Montesclaros.com, Rádio Terra & Cia, até agora não falaram nada. Até o partido da boquinha virou cúmplice. E você, vai ficar calado?

Alto Belo realizou sua 27ª festa de folias de reis

Aconteceu neste último final de semana, a Festança de Alto Belo, que é a maior e mais autêntica festa de folia de Reis do Brasil. A fama da festa é associada principalmente ao músico e compositor Téo Azevedo.
A importância desse artista para a cultura sertaneja do país é enorme. Ele é considerado o músico vivo com o maior número de músicas compostas, em torno de 1500 gravações. Já gravaram as suas obras artistas como Luiz Gonzaga, Sérgio Reis, Zé Ramalho, Tonico e Tinoco, Milionário e José Rico e outros tantos.
Neste ano a atração da festa foi marcada pele seguinte programação:
Sexta feira, 09 de janeiro de 2009
Levantamento do mastro de Santos Reis Festeiro; giranda de fogos de artifício e presépio vivo; Hino Nacional tocado na rabeca por Júnior Botelho dançado por Ana Cláudia Azevedo; apresentação do Terno da Folia de Reis de Alto Belo; encontro de 10 Ternos de Folia do Norte de Minas e Vale Jequitinhonha, além do encontro de solistas de viola caipira: Junior Botelho, Erison Pimenta, João Pedro,Orquestra de Violeiro Luar do Sertão, Sinval de Gameleira, Rodrigo Azevedo, Arnaldo de Freitas (Ligeirinho – SP) e Adão da Viola. O encerramento da noite ficou por conta do forró pé-de-serra para ouvir e dançar com o Trio Pequizeiro e a cantora Valéria Pimenta.
Sábado, 10 de janeiro de 2009
Terno de Pastorinhas Altobelense; grupo de danças Calanguê; corridas de jegue, porco, cachorro, galinha, cavalo de pau, de costas e carrinho de mão; encontro de grupos de danças juninas; terno da Folia de Reis de Alto Belo; atrações variadas: Valdo & Vael, Fernanda Azevedo, Rodrigo Azevedo, Téo Azevedo, Marimbondo Chapéu (rabequeiro), Charles Boa Vista & Carlos Maia, Herberth Lincoln, Wilmar de Oliveira & Jorge Nélson - BH, Rodrigo Mattos & Praiano, Teatro de Mamulengo “Presepada” Chico Simões Brasília/DF, Carlos Gomes & Ivania Catarina, o Couboy Caipira deSão Paulo e o Forró pé-de-serra para ouvir e dançar com Zé Lú & Trio Pequizeiro, com a participação especial de José Fábio.
Domingo, 12 de janeiro de 2009
Terno de Pastorinhas Altobelense e grupo de danças Calanguê; missa campal celebrada pelo Pe. Antônio Brígido, com a participação especial da Igreja Católica de São José de Alto Belo e o Terno da Folia de Reis de Alto Belo; homenagem a Godofredo Guedes – Espetáculo “Ùltimo Choro”Balé de Câmara de Montes Claros; Wilson Dias, teatro de mamulengo “Presepada” Chico Simões; Brasília, Leyde & Laura de SP; Billy Nelson; Além de Afonso Pimenta & Moisés Pimenta, Marcílio Diniz, Cecílio Bocaiuva, Andelson Cardoso, Ariedson & Renan, Irene, Nenen e Toni Agreste, Dino Reis & Adrione.
Durante os três dias de festa houve diversos concursos, com prêmios para o melhor mentiroso, melhor imitador de personagens da região, melhor contador de causos, melhor imitador de Téo Azevedo, a risada mais engraçada, maior roedor de pequi, maior chupador de manga, maior chupador de limão sem fazer careta, mais rápido comedor de farinha sem entalar a garganta, maior roedor de rapadura, melhor prato feito com o pequi e suas variedades, campeonato de jogo de truco, feira de artesanato e comidas e bebidas típicas e mostra de Literatura de Cordel.

A Festa de Alto Belo é realizada sempre no primeiro fim de semana após o Dia de Reis (6 de janeiro), e consegue atrair diversos artistas conhecidos e respeitados no meio da música sertaneja. É a oportunidade de testemunhar uma celebração autêntica, já que ela é organizada por alguém que está diretamente envolvido com a cultura local.

O distrito de Alto Belo fica localizado no município de Bocaiúva, a menos de 50 km de Montes Claros.

11 de jan de 2009

O joio e o trigo

"É mais fácil pagar aluguel a um deputado do que discutir um projeto "

O texto do post abaixo, (PT, o partido da boquinha, aderiu de vez à corrupção) ficou muito generalizado. Por isso, precisamos separar o joio do trigo.
Foi o PT, liderado pela turma do Pimentécio, que entregou de mão beijada o PT de BH para Aécio Neves - destruindo o partido em centenas de cidades mineiras -, que resolveu aderir ao saco de gatos e ratos do governo do PMDB, PTB, DEM, PSDB, PP & Cia.
Com isso, o PT de Montes Claros optou por garantir vagas de empregos, se aliando a partidos burgueses totalmente fisiológicos, desprovidos de qualquer identidade histórica com o PT ou com qualquer outra ideologia.
São partidos que sempre estiveram próximos ao Poder para auferir vantagens, no tradicional balcão de negócios, como o PMDB, PDT e PTB.
Essa turma do PimenTécio, muito voraz no abocanhar de cargos para fortalecer suas panelinhas, liderada pelos parlamentares Virgílio Guimarães, Reginaldo Lopes, Paulo Guedes e Alfredo Ramos, resolveu fazer indicações, ou melhor, "alugar um exército de mercenários", nas palavras de Roberto Jefferson, neste governo perverso e perseguidor, que conhecemos de longa data. Como este blogueiro acredita que não adianta salgar carne podre, continuarei combatendo as injustiças dentro ou fora do PT.

10 de jan de 2009

PT, o partido da boquinha, aderiu de vez à corrupção

O PT de Montes Claros decidiu na manhã deste sábado, 10, fazer parte do mesmo balaio de gatos e ratos do PSDB, DEM, PMDB, PP. PTB... que ganharam ilicitamente a última eleição de Montes Claros, sob a acusação de gastos ilícitos na campanha, denunciado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), através dos promotores Felipe Gustavo Gonçalves Caíres, Flávio Márcio Lopes Pinheiro, Ana Maria Camilo da Hora e Rocha e Paulo Vinícius de Magalhães Cabreira. O prefeito eleito de Montes Claros que afirmou para a Revista Tempo que a justiça de Montes Claros é influenciada pelo churrasco, é um ficha suja. Veja AQUI.

Votaram a favor: 22
Alfredo Ramos, Lêda Clementino, Petronilho Narciso, Raimundão, Fabinho do Rip Rop, Sandra Veloso, Ralime, Valmore, Aroldo Pereira, Barcellhos, Hilário Bispo, Carlos Viana, Sérgio, Judith, Orozimbo, Paulão, Bira, Emerson, Laura, Celecina, Arlúcio e Nivaldo.
Votaram contra: 12
Luís Carlos, Cardeque, Cleber, Ana, Evandro, Donizeth, Jeziel, Flávia, Aldair, Lucrécio, Gislane e Zé Gomes
Abstenção: 1
Edilson Durães

9 de jan de 2009

Corrupção da Cemig

Ação Popular comprova reportagem do Novo Jornal sobre irregularidades praticadas pela Cemig na compra da Light
Após dois anos da publicação de reportagem do
Novo Jornal, relatando as irregularidades praticadas pela Cemig na compra da estatal de energia fluminense Light, o assunto chega finalmente à Justiça mineira.
No intuito de intimidar, os sócios da RME, dentre eles a Cemig e Construtora Andrade Gutierrez, contrataram na cidade do Rio de Janeiro o mais caro escritório de advocacia do País, pertencente a Sérgio Bermudes, para processar o portal jornalístico.
O Novo Jornal arguiu a exceção da verdade e juntou aos autos toda documentação que comprovava as irregularidades apontadas na matéria. Após a apresentação da documentação pelo Novojornal, a ação até então ágil literalmente parou, estando sem movimentação há quase um ano.
Mudando de estratégia, a concessionária passou a distribuir matérias na grande imprensa na tentativa de criar uma versão de legalidade à operação. Porém, esbarrou na veracidade dos fatos, obrigando os grandes veículos a não falar sobre o assunto, principalmente diante do envolvimento da Rede Globo.
Desta forma, o assunto permaneceu adormecido no quarto trimestre de 2007 e por todo ano de 2008.
Ciente das irregularidades denunciadas pelo Novo Jornal, o Ministério Público de Minas abriu um inquérito e o encerrou alegando nada ter encontrado de irregular na operação. Este inquérito foi presidido por um promotor especialista em assuntos da Cemig.
Diante da paralisação do processo no Rio de Janeiro e em vista da falta de apetite do Ministério Público mineiro em investigar, o diretor responsável do Novojornal ajuizou Ação Popular n°. 002408008068-2 na 3ª Fazenda Estadual do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Tendo sido determinada a citação dos denunciados, porém negada em primeira instância o pedido de liminar bloqueando os bens dos denunciados, estando pendente de julgamento o recurso apresentado em 2ª instância.
Leia a matéria completa
AQUI

Minas entregue ao abandono

Tem cheiro estranho no ar. O Tribunal Regional Eleitoral de Minas precisa mostrar que é independente e frear o governador Aécio Cunha nesta sua campanha eleitoral extemporânea, que é uma visível falta de respeito com a população e, principalmente, com a lei eleitoral brasileira.
Neste seu segundo mandato, o governador praticamente não pregou a bunda na sua cadeira no Palácio da Liberdade. Só ficou pra cima e pra baixo fazendo campanha e curtindo a vida.
Agora, ele ainda tem a coragem de declarar que vai começar a viajar pelo país a partir de março.
"Eu tenho convite da maioria dos Estados para discutir, não apenas com o PSDB, mas com entidades da sociedade civil, com associações comerciais, com a federação das indústrias, com sindicatos. Eu pretendo fazer isso a partir do mês de março".
Esta declaração do governador Aécio Cunha é o bastante para uma ação mais enérgica da Justiça Eleitoral, igual ela faz com quem é do campo da esquerda. Como foi o caso do prefeito eleito de Ipatinga, Chico Ferramenta.

8 de jan de 2009

Além de destruir a Palestina, Israel ameaça o governo Obama

“Os que defendem o assassinato em massa praticado pelos israelenses contra os palestinos usam de todos os recursos, mesmo os mais sujos, deprimentes e antidemocráticos.
O presidente da UE (União Européia) já disse sem constrangimento e exibindo um terrorismo sem ética:
“A ação de Israel é puramente DEFENSIVA”.
Quer dizer: massacram os palestinos da Faixa de Gaza, matam mais de 150 pessoas por dia, perderam apenas um homem, e isso é chamado de defensivo.
A chanceler de Israel, desmoralizando as mulheres que estão em alta no mundo: “Não há necessidade de trégua humanitária em Gaza, pelo fato de não haver crise humanitária” . E nem toma remédio para dormir.
O ministro da Defesa de Israel (que por infelicidade se chama Barak) atira certeiro contra a democracia: “Essa guerra é movida por interesses políticos, os dois lados têm eleições quase que imediatamente”.
Esse ministro Barak, que em vez de Defesa deveria se chamar de Ataque, considera que a proximidade de eleição provoca imediatamente uma guerra. Só que não está havendo guerra e sim massacre.
Além do mais, o mundo inteiro realiza eleições e isso não se traduz em guerra perto ou distante.
Os EUA, que protegem Israel, financiam suas loucuras, permitem esses massacres, saíram de uma eleição duríssima.”
Helio Fernandes / Tribuna da Imprensa
Matéria Completa, ::Aqui::

Diga-me com quem tu andas, e te direi quem tu és. E aí PT! Vai encarar?

PT: projeto político ou "partido da boquinha"?

* Álbano Silveira Machado
Desde a sua fundação, há 29 anos, o PT vem participando das mais diversas lutas pela consolidação da democracia, na conquista dos direitos, da cidadania, solidificando o seu projeto político de uma sociedade mais justa e igulaitária. Porém, a partir do momento em que vem participando de governos nas instâncias municipais, estaduais e federal, alguns dos seus militantes têm sido mordidos pela mosca azul do poder e preferido brigar por empregos públicos, com entrada pelas portas dos fundos. Ou seja, querem ser empregados ou nomeados em algum cargo de confiança, como forma de exercício de poder e de ocupação de espaço político. Com isso, vem se afastando das bases políticas, dos movimentos sociais, rasgando o programa partidário e os compromissos assumidos com seus eleitores..
A possível particitação de petistas no governo Tadeu Leite é um desrespeito ao próprio partido, aos seus militantes e simpatizantes. Seria um ato de oportunimso daqueles que não assumiram de coração a campanha eleitoral e a defesa de um governo pelo qual fomos também responsáveis. Nós lutamos e trabalhamos pela construção de um projeto político para a cidade de Montes Claros. Lançamos a semente em um governo de coalização com o prefetio Athos Avelino.
Algumas marcas históricas do PT foram assumidas como políticas públicas como o Orçamento Participativo, OP Criança, transparência, ética e honstidade no trato da coisa pública, participação popular. O PT fez parte desta construção. Disputamos este projeto com nossos adversários. Foi um luta renhida e sofrida. Tanto no acúmulo de forças para a conquista da Prefeitura quanto na gestão e na campanha eleitoral, demos muitos anos de nossas vidas, derramamos nosso suor, mostrando coerência política e compromisso político popular.
Portanto, participar do governo Tadeu Leite significa rasgar toda a história do PT de Montes Claros. Tadeu sempre foi nosso adversário por sua política populista ter pouca diferença do coronelismo local. Na campanha, debochou do OP e do programa Comunidades Educadoras, dizendo ser uma bobagam uma macaquice. Agora, ele se juntou à nata do conseradorismo. O perfil do seu secretariado é de hegemonia empresarial e de políticos tradicionais da direita, adversários ferrenhos do PT e do governo Lula. Juntar-se a este governo é o máximo do oportunismo político. Aí, não teremos moral e nem poderemos ficar indignados quando formos chamados de "partido da boquinha", como afirmou anos atrás o ex-governador Garotinho, do Rio de Janeiro.
* Álbano Silveira Machado é fundador do Partido dos Trabalhadores, desde o Movimento Pró-PT, de 1979, com participação como membro do Diretório Estadual e de Executivas Municipais de Montes Claros, Januária e Berilo. Pariticipou de vários movimentos sociais e da fundação da CUT, MST, CAA, entidades de direitos humanos, culturais e Bacias Hidrográficas.
Foi Diretor de Projetos Intersetoriais no Governo Athos/Sued, no período de 2007/2008