Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

23 de jan de 2009

A molecagem do PT de Montes Claros

Os líderes do Partido dos Trabalhadores odeiam quando os críticos apontam o dedo para a ferida que mais dói no “petismo”: o comportamento político menor, pobre, e pautado pelo fisiologismo. Mas não há como fugir disso. O PT de Montes Claros perdeu completamente a vergonha. A gota d’água da descompostura foi a adesão imediata ao governo ficha suja de Tadeu Leite, inclusive ocupando carguinhos aqui, ali e acolá.
Como por exemplo, a manutenção dos cargos na Esurb, Previmoc, Educação etc. Até de Capitão Enéas veio petistas frustrado ocupar carguinho de quarto escalão, mesmo tendo sido diretor do Dnocs e candidato derrotado na antiga Burarama.
A cúpula partidária chegou ao ponto de se dividir em duas linhas: de um lado quer estar no poder para usufruir das benesses do Município, liderado por Alfredo e Marcos Maia. Mas, de outro, promete “independência” para criticar a administração, caso do sindicalista Valmore, que tentou explicar o inexplicável, num artigo publicado no Jornal de Notícias de Montes Claros. Trata-se, no mínimo, de uma molecagem. O PT, na prática, vendeu a alma para segurar o emprego de uma meia dúzia de apaniguados e, com isso, topou andar a reboque de um prefeito populista e demagogo.
É de uma burrice de dar dó. Será que a “inteligência petista” não consegue enxergar que a rejeição do prefeito pega por contágio? Será que o partido não percebeu que, ao aliar-se com Tadeu Leite, Jairo Ataíde, Gil Pereira, Ana Maria, Carlos Pimenta, Ruy Muniz..., estará afundando politicamente?
Que os 22 delegados agüentem as conseqüências.
Que seja iluminado o dia 31 de janeiro, quando a militância petista terá condição de reverter esta triste realidade.

5 comentários:

Anônimo disse...

vixiii o pt falhou com vc

Anônimo disse...

qual era o partido sério, honesto, justo??????

Quem foi q depois da eleição exaltou q o pt nunca iria unir com rateu leite????

toma tolão

Anônimo disse...

Seu tolo... Vc acredita nisso? Está a serviço de quem agora?

Anônimo disse...

Eu te acho um sujeito engraçado. Se acha inteligente, munido da "inteligência petista" porque rejeita coligações com outros políticos. Já percebeu que isso é política? Acontecem essas coligações o tempo todo, em qualquer nível. Não adianta bater o pé e fazer cara feia, se dança conforme a música. Deve até observar que o seu presidente tem um excelente relacionamento com o governador tucano e nada de mais há nisso.

Anônimo disse...

E paises civilizados e democráticos, um governante nunca tenta ter unanimidade política, visto que uma minoria de oposição é fundamental. Em Moc o Tadeuzinho Malvadeza, comprou o PT, como se fosse uma garota de programa para uma noitada!
Espero que os vereadores: Dr. Silveira, Claudim da Prefeitura e João de Deus exerça a fiscalização da Prefeitura por serem de partidos derrotados na últimas eleições. Deixem rolar os 100 dias da atual administração para iniciarem a importante funçao de ser oposição!