Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

30 de jun de 2008

Inaugurada a sede própria do Ministério Público em Montes Claros

A sede própria do Ministério Público de Minas Gerais, em Montes Claros, foi inaugurada na noite da última sexta-feira, 27 de junho, durante cerimônia que reuniu cerca de 200 convidados, entre procuradores e promotores de Justiça, servidores do MP, juízes de Direito, autoridades do município e jornalistas.
A solenidade de inauguração contou com a presença do procurador-geral, Jarbas Soares Júnior; do prefeito de Montes Claros, Athos Avelino Pereira; do deputado estadual Luiz Tadeu Leite; do Ouvidor do MP Mauro Flávio Ferreira Brandão; subcorregedor-geral do MP Antônio José Leal, dentre outras autoridades.
O edifício de cinco andares, que vai abrigar todas as Promotorias de Justiça da cidade, foi construído na Avenida Cula Mangabeira, 345, Bairro Vila Guilhermina, em terreno contíguo ao fórum local, havendo ligação entre os dois prédios. A construção da sede própria, em terreno doado pelo Município, foi realizada em duas fases. Em abril de 2007, foi concluída a Promotoria Regional de Infância e da Juventude, que ocupa o primeiro pavimento do prédio. Nessa etapa inicial, foram utilizados recursos derivados de convênio firmado com o governo federal e do Ministério Público. Na seqüência, iniciou-se a construção de mais quatro pavimentos, com recursos próprios da Instituição. Com uma área construída de 2.400 metros quadrados, o prédio atende às regras de acessibilidade. Conta com um auditório com capacidade para 50 pessoas, 25 gabinetes, secretarias, salas de reuniões e de audiências, dentre outras instalações.

Mensalão tucano

O chamado mensalão mineiro, em que o senador tucano Eduardo Azeredo é acusado de ter recebido dinheiro do empresário Marcos Valério para custear sua campanha eleitoral em 1998 e do PSDB de Minas, segundo o relator, ministro Joaquim Barbosa, o plenário da Corte decidirá no início de 2009 se transforma o inquérito em processo. Se isso acontecer, Azeredo e outros 14 denunciados pelo Ministério Público passarão a ser réus.A denúncia sobre as investigações do mensalão em Minas Gerais foi apresentada pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, em novembro de 2007. Antes de levar o caso ao exame de seus dez colegas em plenário, Barbosa terá que elaborar um voto, opinando se a investigação deve seguir adiante ou ser arquivada por falta de provas. O ministro afirmou que, para redigir seu voto, precisará se afastar em breve do processo principal do mensalão.O processo estava sendo conduzido pela Justiça Federal em Belo Horizonte. Quando o Supremo transformou a investigação principal sobre o tema em ação penal, em agosto de 2007, Antonio Fernando entregou à Corte novas provas contra os mesmos réus. Esses documentos foram todos reunidos em um inquérito, que tramita junto com a ação principal.

26 de jun de 2008

TEMPO NAS BANCAS

Problemas ambientais ou ausência de habilidade e comprometimento político. Qual das duas situações poderiam justiçar a paralisação de aproximadamente R$ 750 milhões em investimentos no Norte de Minas. O assunto foi abordado na revista TEMPO que está nas bancas. Além disso, a edição trás uma entrevista com o prefeito Athos Avelino, que após seqüência de candidatos se manifesta sobre várias questões inerentes a política e o município de Montes Claros.
E todo o cuidado será pouco para candidatos que queiram tentar driblar a lei. Pelo é o que afirma a equipe do Comitê 9.840, que recebe as denuncias de abusos cometidos por políticos durante a realização do pleito. Destaque também para o centenário do artista plástico e músico Godofredo Guedes. O inverno aquece o comércio e já movimenta lojas que incrementam suas vitrines. A botas de couro estão em alta.
TEMPO compromisso com o jornalismo sério e investigativo, a serviço da população norte-mineira.

PF poderá prender mais 30 prefeitos

Justiça determina que inquérito corra em segredo de Justiça, mas PF aguarda autorização para prender mais 30 prefeitos
A Justiça determinou que o inquérito da Operação João-de-barro, que apura desvios de recursos da União para municípios, corra em segredo de Justiça. O indício de envolvimento de pelo menos dois deputados federais, dezenas de prefeitos e quatro funcionários da União foi um dos motivos do sigilo.
A Polícia Federal ainda aguarda a autorização para efetuar a prisão temporária de pelo menos 30 prefeitos.
Com a análise dos documentos apreendidos, que começou a ser feita ainda no domingo, os investigadores esperam chegar a nome de outros envolvidos, o que pode gerar uma nova ação da PF.
Além de empresários e lobistas, a PF prendeu vários servidores públicos de Minas e dois assessores do Ministério das Cidades, um da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) e da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).
Um relatório da PF mostrou que todos estavam envolvidos no esquema, no qual os deputados João Magalhães (PMDB-MG) e Ademir Camilo (PTB-MG) são suspeitos de intermediar a liberação de recursos para os municípios. Os dois tiveram seus gabinetes vasculhados pelos agentes federais na última sexta-feira(20).

25 de jun de 2008

Centenário do Nascimento de João Guimarães Rosa recebe homenagem dos Correios


Lançamento de selo comemorativo acontece nesta sexta-feira (27) em Cordisburgo, cidade natal do escritor


Para comemorar os 100 anos do nascimento do escritor mineiro João Guimarães Rosa, os Correios lançam selo nesta sexta-feira (27) em Cordisburgo, região central de Minas Gerais. O lançamento, que acontece às 17 horas no Museu Casa Guimarães Rosa - Avenida Padre João, 744, Centro - contará com as presenças das filhas do escritor, Vilma e Agnes Guimarães Rosa.
O evento integra a programação em homenagem ao escritor, que começa às 9 horas com uma missa no Santuário do Sagrado Coração de Jesus, terminando às 21h30 com show de João Araújo (Viola Urbana), em frente ao Museu Casa Guimarães Rosa.
Com tiragem superior a 1 milhão de unidades, os selos estarão disponíveis nas agências dos Correios de todo o País ao preço de R$ 0,60 cada, valor referente à postagem da carta simples, o que facilita o acesso da maioria da sociedade.
Veja AQUI a programação completa
Fonte: Ascom/MG-Correios

24 de jun de 2008

Lula desabafa contra uso político de ação da PF

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que nenhum ministro ou jornalista pode afirmar que a Operação João-de-Barro da Polícia Federal descobriu desvios de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "Ninguém ainda pode dizer, nem a Casa Civil, nem a Caixa Econômica, nem o ministro da Cidade e nem o jornalista, qual obra está sendo investigada, pois o processo corre em segredo de justiça", reclamou em solenidade no Palácio do Planalto "Entretanto, a loucura que muitas vezes está impregnada na cabeça dos julgadores parte de forma muito agressiva, para fazer primeiro a acusação, e qual é o culpado? O PAC."
Na última sexta-feira, a assessoria do ministro da Justiça, Tarso Genro divulgou nota convocando a imprensa para uma "abordagem política" da operação. "A Polícia Federal investiga o desvio de recursos da construção de casas populares do Programa de Aceleração do Crescimento em alguns estados", destacava o comunicado da entrevista coletiva de Genro.Assessores do Planalto avaliaram que o discurso de hoje do presidente tinha alvo certo. Lula não teria gostado do estardalhaço feito pela Polícia Federal, comandada por Tarso, na semana passada para divulgar a Operação João-de-Barro, em que a marca "PAC" estava nos discursos. Genro trava nos bastidores do PT e do governo trava uma disputa por espaço com a ministra da Casa Civil, segundo auxiliares do presidente. Em tom forte, Lula reclamou que querem desqualificar o PAC com as denúncias sobre desvio de recursos. O presidente ressaltou que, se for comprovado o desvio de dinheiro, o responsável deve ser punido na forma da lei. "Eu deparei com manchetes assustadoras - ''Obras do PAC têm corrupção'' - e quando a gente vai pescar o tamanho do surubim, percebe que ali não tem nada mais que um mandi-chorão", afirmou.
No discurso durante solenidade de assinatura de obras do PAC, o presidente ressaltou que dos 119 municípios investigados, em apenas oito tinham obras com recursos já liberados do programa. Pelas contas de Lula, o dinheiro passível de desvio é de R$ 15 milhões, o que representa 1% dos recursos repassados. Ele fez questão de destacar que o trabalho da Polícia Federal, da Controladoria-Geral da União e do Tribunal de Contas da União revelou casos de desvio desde 1998. "O PAC é de 2007", disse.Lula disse que os prefeitos que estão sendo investigados não podem ser condenados antes da conclusão do inquérito. "A mim me magoa ver que nomes de pessoas aparecem em manchetes de jornal. E depois ninguém telefona para pedir desculpas pelas barbaridades e erros", afirmou. Para o presidente, se ficar provada a culpa, o responsável pelo desvio de dinheiro deve ser enquadrado na lei. "A esse, a lei, a justiça e, se necessário, a cadeia."
Antes de o presidente falar, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, em discurso, disse que o governo liberou R$ 1,8 bilhão para obras do PAC em 37 dos municípios que foram alvo da operação João-de-barro. Ela ressaltou que em apenas oito as obras já receberam recursos, num total de R$ 15,5 milhões.
"Entramos no chamado regime de cruzeiro. As obras do PAC saem dos projetos e começam a virar realidade em velocidade de cruzeiro", disse.

Morre em São Paulo a ex-primeira dama Ruth Cardoso

Morreu na noite de hoje a ex-primeira-dama Ruth Cardoso, segundo informou o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE). A causa da morte ainda não foi divulgada. Mulher do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ela havia sido internada no último fim de semana no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, mas recebeu alta no dia seguinte após ter sido submetida a um cateterismo.
Ruth Cardoso já teve problemas cardíacos antes e estava internada para realização de vários exames, a pedido de seu cardiologista. A assessoria da ex-primeira-dama chegou a informar que os resultados do cateterismo mostraram que não haveria necessidade de uma intervenção cirúrgica. Por causa da internação de Ruth, FHC não compareceu no domingo à Convenção Municipal do PSDB em que o partido definiu apoio à candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin a prefeito da capital paulista, contra a adesão ao prefeito Gilberto Kassab (DEM), candidato à reeleição.

22 de jun de 2008

Esse é o MEU médico...! Conselhos realmente Maravilhosos!

Com certeza a agenda dele deve estar lotada até 2010!
Dr. Paulo Ubirtan, de Porto Alegre, RS, em entrevista a uma TV local, foi questionado sobre vários conselhos que sempre nos são dados...
Pergunta: Exercícios cardiovasculares prolongam a vida, é verdade?
Resposta: O seu coração foi feito para bater por uma quantidade de vezes e só... não desperdice essas batidas em exercícios. Tudo gasta-se eventualmente. Acelerar seu coração não vai fazer você viver mais: isso é como dizer que você pode prolongar a vida do seu carro dirigindo mais depressa. Quer viver mais? Tire uma soneca !!!
P: Devo cortar a carne vermelha e comer mais frutas e vegetais?
R: Você precisa entender a logística da eficiência... . O que a vaca come? Feno e milho. O que é isso? Vegetal. Então um bife nada mais é do que um mecanismo eficiente de colocar vegetais no seu sistema. Precisa de grãos? Coma frango.
P: Devo reduzir o consumo de álcool?
R: De jeito nenhum. Vinho é feito de fruta. Brandy é um vinho destilado, o que significa que, eles tiram a água da fruta de modo que você tire maior proveito dela. Cerveja também é feita de grãos. Pode entornar!
P: Quais são as vantagens de um programa regular de exercícios?
R: Minha filosofia é: Se não tem dor...tá bom!
P: Frituras são prejudiciais?
R: VOCÊ NÃO ESTÁ ME ESCUTANDO!!! ... Hoje em dia a comida é frita em óleo vegetal. Na verdade ficam impregnadas de óleo vegetal. Como pode mais vegetal ser prejudicial para você?
P: Flexões ajudam a reduzir a gordura?
R: Absolutamente não! Exercitar um músculo faz apenas com que ele aumente de tamanho.
P: Chocolate faz mal?
R: Tá maluco? !!!! Cacau!!!! Outro vegetal!! É uma comida boa pra se ficar feliz !!!
E lembre-se: A vida não deve ser uma viagem para o túmulo, com a intenção de chegar lá são e salvo, com um corpo atraente e bem preservado. Melhor enfiar o pé na jaca - Cerveja em uma mão - tira gosto na outra!
P S.: SE CAMINHAR FOSSE SAUDÁVEL O CARTEIRO SERIA IMORTAL...!

Chora oposição. Depois que implantou o Fome Zero, Lula atendeu o pedido dos Titãs. “A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte"

O verso da música dos Titãs “a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte” ecoa como um grito de desabafo para as classes C e D. Brigadas pelo aumento do emprego e da renda e do fácil acesso ao crédito nos últimos anos, elas puderam ter acesso a itens de conforto, tecnologia e inserção social nunca antes vislumbrados, como carro, computador, internet, celular e TV por assinatura, de acordo com os recentes número divulgados pelo IBGE. Isso deixa a oposição do Demo cada dia mais nervosa.

21 de jun de 2008

Aécio Neves foi "homenageado" no mineirão e a imprensa mineira calou novamente

A semana inteira foi uma bajulação da imprensa mineira com o governador, para abafar o eco da torcida que homenageou Dunga no Mineirão. E de tabela Aécio.
Globo Espote, da Globo, Minas Esportes, da Band, Alterosa Esportes, da Alterosa, além de toda a imprensa escrita ninguém tocou no assunto. Pelo contrário...
A torcida foi implacável com Dunga. "Adeus, Dungaaa! Adeus, Dungaaa!", gritava a torcida nos últimos minutos do jogo.
Mas não foi apenas o técnico da seleção brasileira que ouviu palavras gentis vindas da arquibancadas.
O anfitrião, o governador de Minas, Aécio Neves, ouviu um coro empolgado: Maradona, vá se fudê, o Aécio cheira mais do que você".
Aécio, estava acompanhado de Letícia Weber, 29, namorada do governador. Eles estão juntos "desde janeiro", responde ela aos jornalistas. Como ele a cortejou? "Ele é dire...tíssimo!", revela a modelo.
Nas cadeiras, bem confortável, saboreando churrasquinho de gato no palito, água e refrigerante, estavam o ex-presidente e ministro do STF, Marco Aurélio Mello; o vice-presidente da República, José Alencar e Pelé.
Fonte: Helena

20 de jun de 2008

NOTA DE ESCLARECIMENTO - PREFEITURA DE MONTES CLAROS - MG

A Prefeitura de Montes Claros vem a público esclarecer ação da Policia Federal em suas instalações, na manhã desta sexta-feira (20), cumprindo mandado expedido pelo Supremo Tribunal Federal. A Operação ocorre simultaneamente em todo o Brasil, em centenas de municípios, com vistas a análise de documentos para subsidiar investigação do Ministério Público Federal. Em todos esses municípios estão sendo analisados processos de licitação referentes a convênios celebrados com a União, dentre eles, os que têm como objeto obras e serviços de engenharia do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Sobre a ação, o prefeito Athos Avelino, que despachou normalmente em seu gabinete, tem a destacar:
1º ) Não há nada a esconder na Prefeitura de Montes Claros, principalmente em relação à aplicação dos recursos públicos, onde os processos se dão de forma absolutamente transparente.
2º) Todos os arquivos e documentos estão à inteira disposição para verificação e foi determinado aos nossos técnicos colaboração irrestrita com as incursões e informações necessárias para auxiliar na investigação.
3º) No caso particular de Montes Claros, os recursos provenientes do PAC ainda não tiveram seus gastos iniciados, aguardando finalização dos processos de licitação.
4º) Finalmente, o prefeito Athos Avelino entende ainda que todas as ações que visem fiscalizar a aplicação de recursos públicos são bem-vindas e devem ser incentivadas por todos os gestores.
Montes Claros, 20 de junho de 2008.

Operação João de Barro

A Polícia Federal realiza nesta sexta-feira uma grande operação em Minas Gerais e outros sete estados para combater fraudes em concessões de verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os agentes cumprem 38 mandados de prisão e 231 mandados de busca e apreensão. Segundo os levantamentos, os projetos envolvidos no esquema já receberam R$ 700 milhões em verbas públicas, mas também são investigados outros contratos que somam R$ 2 bilhões. A operação ocorre simultaneamente em Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Goiás, Tocantins e no Distrito Federal. Uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) realizada em 29 municípios do leste de Minas revelou indícios de fraude na execução de obras. Os policiais buscam documentos que ajudem a comprovar o desvio de dinheiro público na utilização de verbas federais para compra de material de construção. As fraudes estão ligadas, principalmente, à construção de casas populares e estações de tratamento de esgoto em vários municípios. O desfalque atingia as chamadas Transferências Voluntárias, recursos financeiros repassados pela União aos estados, Distrito Federal e municípios em decorrência de convênios ou empréstimos cedidos pela Caixa Econômica Federal e BNDES. Com menos dinheiro para a execução, as obras não apresentaram o padrão de qualidade e quantidade previsto no projeto original, como emprego de material de qualidade inferior, extensão da obra entregue menor que a estabelecida no projeto ou não realização da obra. Os agentes fazem buscas em Belo Horizonte e outras importantes cidades mineiras: Contagem, Ribeirão das Neves, Vespasiano, Itabira , Sabará, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Montes Claros, Governador Valadares, Juiz de Fora, Divinópolis, Teófilo Otoni, Varginha, Oliveira e Formiga. A polícia ainda não divulgou detalhes da operação, mas há suspeita do envolvimento de políticos e funcionários públicos no esquema de fraudes.
UAI

18 de jun de 2008

Minas entregue à própria sorte!

Diante da dificuldade em administrar a briga entre o grupo de sua irmã com seu cunhado, governador entrega-se às drogas

Tudo tem um limite. Em Minas Gerais este limite já passou. Ou as forças que pretendem ver este Estado forte e capaz de se desenvolver de maneira honesta e duradoura reagem ou a criminalidade, seja ela através da corrupção política, do super faturamento de obras ou até mesmo do tráfico de drogas, liberado abertamente nas altas rodas por orientação direta do Palácio da Liberdade, tomarão conta.
Não estamos convocando as forças dos Poderes oficiais: Executivo, Legislativo e Judiciário. Estes, pouco ligam para os desmandos, igualmente, o que querem é levar vantagem.
Chegamos ao ponto do governador Aécio Cunha, ao se deslocar em aeronave do governo mineiro, levar consigo doses de diversos narcóticos para atenderem às suas necessidades. Isto tem sido de maneira omissa presenciado por autoridades civis e militares que o acompanham, que caso não permitam, o governador entra em crise de abstinência.
Não é possível permitir que um doente que vive o dia inteiro drogado continue a governar Minas. E não é só ele. O flagelo das drogas atinge administradores próximos ao governador. Corre-se o risco de em um dos “encontros” que ocorrem no Palácio das Mangabeiras terminar em tragédia.
Não foram poucas as vezes que o governador mineiro foi encaminhado para o Hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, devido a overdoses.
Há poucas semanas no Ceará, o governador junto com um “esquadrão de motos”, se envolveu em um grave acidente. Depois que as motos foram apreendidas e vistoriadas verificou-se que todos estavam drogados e que a quantidade de droga encontrada nas motos era absurda.
A tudo isto o primeiro escalão do governo de Minas e a família do governador assistem calados, como se sua vida pouco importasse. Como se o importante fosse a manutenção dos privilégios e “esquemas” montados para desvio do dinheiro público.

Sem Educação Minas não Tem Saída

foto: XU MEDEIROS
O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação - SindUte-, fez hoje uma paralização contra as políticas educacionais do governo Aécio Neves. O funcionalismo público estadual cobra do governo que o valor do teto que hoje é de R$ 850,00 seja transformado em piso. – Um professor do ensino superior recebe um piso de R$ 500,49 por uma jornada de 24 horas semanais.
Vergonha
Um funcionário de escola com jornada de 30 horas semanais tem um piso de apenas R$ 330, 75, o que considerado como uma vergonha nacional, pois é preciso que a valorização da educação deveria ser prioridade do governo.
Em Minas foi implantado o ensino a partir os 06 anos de idade nas escolas, entretanto não preparou os profissionais por meio de cursos de capacitação e o resultado foi que o Estado ficou em 3° lugar no Índice Nacional de Desenvolvimento da Educação Pública, o que para ele é extremamente negativo.
Leia +
AQUI no O Norte

17 de jun de 2008

Eleições: saiba como será a divisão do tempo na TV.

As eleições municipais para a escolha de prefeitos e vereadores marcadas para 5 de outubro prevê uma série de etapas a serem cumpridas pelos Partidos. O início da propaganda eleitoral foi agendado para 6 de julho. Este ano, existem novidades na divisão do tempo na propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que, no primeiro turno, começará no dia 19 de agosto e irá até 2 de outubro. As regras que disciplinam a propaganda eleitoral gratuita constam da Resolução 22.718/08 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Uma das novidades trazidas pela Lei 11.300/06 (mini-reforma eleitoral) é a divisão de dois terços do tempo da propaganda, de acordo com o número de deputados federais eleitos em 2006. Até o último pleito, a divisão levava em conta a representação de cada partido na Câmara dos Deputados quando do início da legislatura em curso, considerando o número de deputados que tomaram posse naquela data.
Segundo a Resolução 22.718/08, serão veiculados dois blocos diários de 30 minutos no rádio e na televisão. Um terço deste tempo, dez minutos, será dividido de forma igualitária entre todos os candidatos (ou coligações). Os outros dois terços, que totalizam 20 minutos, serão divididos conforme a quantidade de deputados federais eleitos em 2006. Se houver coligação, somam-se os deputados eleitos de cada partido que a compõe.
Assim, ainda não há como calcular o tempo que cada coligação terá em Montes Claros, por exemplo. Isso só é possível após o registro oficial das candidaturas. O único cálculo possível para saber o peso de cada partido é levar em conta a representatividade de cada legenda na Câmara dos Deputados. Este número vale para os 20 minutos do tempo previsto e é o mínimo de direito a cada partido. O cálculo pode variar conforme o número de siglas que irão participar do pleito.
Partido – Número de deputados na Câmara – tempo de rádio e TV em Montes Claros
PMDB – 89 – 3'45''
PT – 83 – 3'22''
PSDB – 66 – 2'56''
DEM – 65 – 2'52''
PP – 41 – 1'59''
PSB – 27 – 1'04''
PR – 25 – 0'97''
PDT – 24 – 0'93''
PTB – 23 – 0'89''
PPS – 22 – 0'85''
PC do B – 13 – 0'50''
PV – 13 – 0'50''
PSC – 9 – 0'34''
PMN – 3 – 0'11''
PTC – 3 – 0'11''
PSOL – 3 – 0'11''
PHS – 2 – 0'07''
PT do B – 1 – 0'3''
PRB – 1 – 0'3''

16 de jun de 2008

Depois de liberar candidatos com a "ficha suja", TSE promete divulgar nomes

"Eleição é uma espécie de concurso público. Os candidatos são os políticos e os examinadores deste concurso são os eleitores. Eles que darão a nota de aprovação e reprovação dos candidatos", disse o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, nesta segunda-feira (16) depois que foi pressionado pela CNBB, e mais 36 organizações que integram o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), para impedir a candidatura de políticos com ficha suja.
Na semana passada, o TSE liberou a candidatura de políticos com ficha suja.

Greve de 24 horas dos prefessores da rede estadual de Minas

O sindUte fará mais uma greve de 24 horas dia l7 de Junho com a finalidade de denunciar a política educacional do governo Aécio que investe mais em publicidade e não prioriza a educação. "Queremos chamar atenção da sociedade mineira que nem tudo que se vê na Televisaõ se vê na Educação. O piso salarial de um professor é de apenas R$ 500,49, e não de R$ 850,00, como é propagado, e ainda, tem que conviver com insegurança, violência e salas superlotadas". Denunciou o coordenador Geral da Subsede do SindUte de Montes Claros, José Gomes Filho.

Atrás das grades o prefeito do PTB renuncia ao cargo

O prefeito de Juiz de Fora (PTB), Carlos Alberto Bejani, preso na quinta-feira (12) pela Polícia Federal na Operação "De volta para Pasárgada”, renunciou ao cargo nesta segunda-feira (16).
Foi a segunda vez que a PF prendeu Bejani. Em abril, ele foi preso na Operação Pasárgada, que investigava um esquema de liberação irregular de verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Na ocasião, foi encontrado R$ 1,12 milhão na casa dele, além de uma arma e munição. Ele acabou autuado em flagrante por porte ilegal de armas e ficou 14 dias preso. Não custa nada lembrar que Alberto Bejani é do PTB, partido de Roberto Jefferson & Cia. Talvez seja por isso que o PIG esquece de informar seu partido. Se fosse do PT...

Começa hoje o movimento para barrar candidatos com processos em andamento

Uma mobilização popular para impedir que políticos condenados ou que renunciaram aos mandatos para fugir da cassação possam se candidatar tem dia e hora para começar: segunda-feira, às 14h30, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), que reúne 36 instituições, entregou ao presidente do TSE, ministro Carlos Ayres Britto, um novo projeto de lei de iniciativa popular que sugere alterações na lei de inelegibilidades – Lei complementar 64/90.
Para que o texto vá ao Congresso, a Constituição Federal pede que sejam recolhidas as assinaturas de 1% dos eleitores brasileiros – ou seja, serão necessárias pelo menos 1,7 milhão. O MCCE fez o mesmo para aprovar a Lei 9.840/99, que tornou crime a prática da compra de votos.
O projeto propõe que os que foram condenados em primeira ou única instância ou que tiverem contra si denúncias recebidas por órgão judicial colegiado não tenham a sua candidatura aprovada pelo TSE, de acordo com o padre Geraldo Martins, assessor da CNBB. A entidade integra o MCCE e espera conseguir as 1,7 milhão de assinaturas até julho deste ano.
“O que se quer com esse projeto é fazer crescer nas pessoas a consciência de cidadania e convocar o eleitor para sua responsabilidade no processo de purificação de todo o processo eleitoral, fazendo com que os partidos se preocupem, cada vez mais, em apresentar à sociedade candidatos idôneos e de reputação ilibada, a fim de que possam pleitar esses cargos."
O secretário-geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, o secretário-executivo da Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), Carlos Moura, e o representante do Conselho Federal da OAB, Amauri Serralvo, farão parte da comissão que vai entregar o texto do projeto de lei, segunda-feira, ao presidente do TSE.
Uma decisão do TSE, no último dia 10, vai exatamente contra o que propõe o projeto. Por meio dela, o tribunal definiu que apenas os candidatos com processo transitado em julgado - ou seja, sentença definitiva - serão impedidos de concorrer às eleições.

Para assinar o abaixo-assinado que muda o texto da lei, basta entrar no site do MCCE e preencher o formulário. Nele, constam espaço para a pessoa colocar nome, endereço, número do título de eleitor e assinatura ou impressão digital. Qualquer eleitor pode assinar e recolher assinaturas de outros eleitores e o formulário pode ser acessado clicando aqui.

Veja como o PIG - Partido da Imprensa Golpista - utiliza a Vírgula de fórmula tendenciosa

CAMPANHA DOS 100 ANOS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE IMPRENSA (ABI)

VÍRGULA

A vírgula pode ser uma pausa... ou não.

Não, espere.

Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.

23,4.

2,34.

Pode ser autoritária.

Aceito, obrigado.

Aceito obrigado.

Pode criar heróis.

Isso só, ele resolve.

Isso só ele resolve.

E vilões.

Esse, juiz, é corrupto.

Esse juiz é corrupto.

Ela pode ser a solução.

Vamos perder, nada foi resolvido.

Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.

Não queremos saber.

Não, queremos saber.

Uma vírgula muda tudo.

ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

13 de jun de 2008

Bomba para Aécio - Minas tirou nota zero no Ideb

Nenhum dos 853 municípios mineiros conseguiu erradicar o fantasma do analfabetismo. Só a capital BH tem 74 mil jovens e adultos analfabetos
A pesquisa foi feita com base no último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e destaca o trabalho feito por secretarias municipais e estaduais do Rio Grande do Sul, com 40 prefeituras premiadas, Santa Catarina (16), Paraná (3), São Paulo (3) e Rio de Janeiro (2). O presidente Lula entrega em Brasília, um selo a estas cidades que dão o exemplo, com taxas iguais ou inferiores a 4% de analfabetos entre o total de jovens e adultos – pessoas com 15 anos ou mais.
A educação básica pública brasileira superou em 2007 as metas de qualidade determinadas pelo governo federal para 2009. É o que revelam os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado hoje pelo Ministério da Educação (MEC).
Segundo dados aos quais o Estado teve acesso, a nova média brasileira de 1ª a 4ª série é 4,2. O Ideb vai de 0 a 10. No ano passado foram divulgados os índices com relação às avaliações de 2005 e a média era de 3,8 (crescimento de 10,5%). No entanto, a meta que tinha sido traçada para que o País alcançasse em 2007 era de 3,9. Chegou, inclusive, ao objetivo para 2009, que era 4,2.Segundo informações do MEC, o Nordeste foi a região que mais contribuiu para o aumento da nota do País. As médias dos nordestinos superaram as metas de 2007 e de 2009.
Minas Gerais foi o único Estado que não atingiu a meta. E a propaganda enganosa continua no ar: Minas caminha para frente.
Cara de pau – O secretário-adjunto de Estado de Educação, João Silocre, se diz surpreso com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e pediu ao Ministério da Educação (MEC) acesso aos dados que formaram o resultado do IDEB.
Pelos números divulgados hoje, Minas foi o único Estado que não atingiu a meta de 2007 entre 1ª e 4ª série. "Esse resultado é surpreendente para nós mesmos", afirmou

TRE-MG: A lei eleitoral é para todos? Vox Populi, sabidamente alinhado e patrocinado pelo Palácio da Liberdade, simula pesquisa de caráter eleitoral

A mentira
“Estudo do Instituto Vox Populi mostra que 76% dos belo-horizontinos são favoráveis ao entendimento político e administrativo existente entre governador e prefeito da capital.”
“Apesar das dificuldades entre PSDB e PT nas instâncias partidárias para viabilizar uma candidatura única à Prefeitura de Belo Horizonte, a população da capital mostra que, em sua maioria, aprova a parceria entre o governador Aécio Neves e o prefeito Fernando Pimentel nas administrações estadual e municipal. É o que indica pesquisa realizada pelo Vox Populi realizada em junho, segundo a qual 76% dos belo- horizontinos são favoráveis ao entendimento político e administrativo entre os dois gestores. Na avaliação do sociólogo Marcos Coimbra, diretor do Instituto Vox Populi, o resultado faz com que um candidato apoiado por Aécio e Pimentel comece a disputa com vantagem sobre os demais.”
A Verdade
Segundo a mesma reportagem: “Foi perguntado aos 1.050 entrevistados nas nove regionais de Belo Horizonte, entre os dias 7 e 9 de junho, se eles aprovam o modo como Aécio e Pimentel se relacionam.”
Observem que em momento algum foi perguntado a respeito de aliança política, e sim do “relacionamento entre os dois”.
Prossegue a matéria publicada no jornal Estado de Minas:
"Apenas 14% dos ouvidos responderam que não. A margem de erro da pesquisa é de 3%.
O Vox Populi também mostrou que a cidade aprova as atuais administrações federal, estadual e municipal. O maior índice favorável foi obtido pelo governo Aécio Neves, aprovado por 86% da população. O governo federal é considerado ótimo por 22% dos entrevistados e bom por 37%, totalizando uma avaliação positiva de 59%. A administração municipal também tem avaliação favorável, e a maioria dos entrevistados quer a continuidade das políticas adotadas. Conforme tabela do Vox Populi, a gestão de Pimentel é considerada ótima por 22% e boa por 51%. A continuidade de todas as políticas adotadas pelo prefeito eleito é uma necessidade para 35% dos ouvidos. Outros 42% querem continuidade com algumas mudanças. Para o diretor do Vox Populi, Marcos Coimbra, a capital mineira vive uma situação especial diante do quadro brasileiro por estar satisfeita com as três instâncias de governo. “Está bem nítido que a população está satisfeita e a principal razão é que a cidade tem um sentimento de que os três governos se entendem”, afirmou.
A aprovação da parceria de Aécio e Pimentel e de ambas as administrações indicam, para o sociólogo, que o pré-candidato apoiado por ambos, o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Márcio Lacerda (PSB), terá uma margem de vantagem na disputa. “Essa aprovação quer dizer que a população espera que o prefeito eleito seja capaz, pelo menos nos próximos dois anos (até quando dura o mandato de Aécio), de manter esse mesmo tipo de parceria.
A aprovação dos dois governos significa que o candidato apoiado por Aécio e Pimentel, se essa tese de entendimento prevalecer, sai com uma boa largada na disputa em função disso.”
A caracterização da matéria como eleitoral e partidária é notada principalmente com a colocação das logomarcas dos dois partidos PT e PSDB.Em momento algum da pesquisa, as siglas partidárias foram mencionadas para os entrevistados.
Tudo não passou de uma grande fraude.
Segundo juristas especializados no direito eleitoral, o procedimento do Instituto Vox Populi e do jornal Estado de Minas constitui crime eleitoral.
Com a palavra, a comissão de fiscalização da propaganda eleitoral do TRE/MG, que acaba de multar donos de blogs que anunciavam sua candidatura.

Ana Paula Padrão filma documentário que enfoca a retomada do plantio de algodão em Catuti.

A jornalista Ana Paula Padrão esteve pessoalmente dirigindo sua equipe por dois dias na cidade de Catuti e zona rural documentando o resultado do plantio e colheita do algodão transgênico na agricultura familiar.
Brasiliense, formada pela Universidade de Brasília, trabalhou na Rede Globo e foi correspondente internacional em Londres e Nova York, ficando à frente de coberturas especiais sobre a Guerra do Kosovo, o fim do regime Talibã no Afeganistão, o acidente nuclear no Japão, entre outros acontecimentos de grande repercussão mundial. Em 2000, voltou ao Brasil e assumiu o cargo de editora-chefe e apresentadora do Jornal da Globo, onde permaneceu até maio de 2005, quando assinou contrato com o SBT para assumir o comando de um novo telejornal na emissora. Em 2006, "SBT Brasil", ancorado por Ana Paula Padrão, foi o vencedor na categoria "melhor telejornal brasileiro em 2006.
Ana Paula Padrão, eleita a mais influente na categoria jornalismo, através de votação feita pelo site da revista Fobes, comandou o "SBT Brasil" até o final de 2006, quando deixou a bancada para assumir os preparativos do "SBT Realidade" e agora tem sua própria produtora, e no comando de sua empresa foi contratada pela Monsanto do Brasil para documentar o plantio de algodão transgênico para apresentação internacional do modelo norte mineiro da transgênia na agricultura familiar. Na oportunidade, a gente simples de Catuti pode comprovar que a imagem de ¨durona¨que deixa transparecer durante a apresentação dos telejornais não se comprova na realidade. A jornalista brincou com os entrevistados e fez fãs por onde passou.
Detalhista, a diretora gravou diversas horas de fitas para seu documentário, procurando em cada popular uma personalidade a ser mostrada. Gente simples de Catuti que descobre a retomada do algodão com novas tecnologias e motiva empresa internacional a mostrar essa experiência fora do país e para isso contrata equipe de renome.

Esclarecimento do PT de Montes Claros

A Comissão Executiva do Partido dos Trabalhadores de Montes Claros faz saber, à título de esclarecimento, que seu Presidente Zé Helber deu publicidade as deliberações desta Comissão, tendo sido elas veiculadas pela imprensa do dia 11/06/08. Manifestou-se no estrito papel de representante do interesse maior do conjunto do partido, seguindo as diretrizes de suas instâncias municipal, estadual e Nacional. E fará, com a autoridade que tem, quando necessário, principalmente neste momento, tendo em vista as eleições municipais, mas sempre considerando: a) suas atribuições partidárias ( a ele delegadas pela militância que o elegeu em dois turnos na eleição para a presidência. Eleição esta referendada pela maioria ( 6x2) das executivas estadual e nacional, e ainda reconhecida pela Justiça Comum acionada por mandado de Segurança da chapa concorrente); b) o respeito ao indicativo de sua militância, em Encontro Municipal, que subordinou refazer a aliança com o PPS para a reeleição do Prefeito Athos Avelino somente sob determinadas condições; c) a posição junto à Executiva e ao Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) dos nossos pré-candidatos à Câmara de Vereadores, prejudicados pela distribuição desigual de apoios, para a campanha; d) a deliberação da nossa Comissão Executiva, em reunião do dia 10/06/08, de solicitar do Prefeito Athos Avelino, em tempo hábil, antes da Convenção do Partido, a formalização da garantia daquelas condições definidas democraticamente. E propostas pelo conjunto do partido, para que possamos fazer um governo democrático-popular em Montes Claros em sintonia com o Governo Lula, para continuar melhorando as condições de vida dos mais pobres; e e) as resoluções das executivas nacional e estadual que vetam alianças com partidos fora da base do governo Federal nas capitais e cidades com mais de 200 mil eleitores, salvo se for conveniente ao partido, como é o caso de Montes Claros, desde que o Prefeito Athos satisfaça as condições propostas.
Montes Claros, 12 de junho de 2008
Assinam pela Executiva Municipal :
José Helber Sarmento – Presidente do PT
Raimundo da Silva – Secretário de Formação Política
Valmore A. de Souza – Vice Presidente

12 de jun de 2008

Antônio Rodrigues, da cachaça Seleta e Boazinha, no Jô Soares

Se alguém estiver passando por Salinas, no norte de Minas Gerais, e cruzar com um senhor com uma grande barba grisalha, chapéu, um ramo de arruda atrás da orelha esquerda, montado em uma mula marrom em pleno centro da cidade, não assuste. É Antônio Rodrigues, produtor de três das mais prestigiadas marcas de cachaça da região: Seleta, Boazinha e Saliboa. Nos últimos anos, essa área se tornou uma espécie de centro nacional da cachaça de personalidade, que difere das outras pelo aroma e sabor exclusivos.
Assista AQUI

PPS de Montes Claros votou contra o governo Lula

Com 259 votos, dois a mais do que o mínimo necessário, a Câmara Federal aprovou a CSS (Contribuição Social para a Saúde). Agora o tributo segue para o Senado.
O deputado Federal montes-clarense Humberto Souto, do PPS/MG - que o PT ajudou elegê-lo, votou contra o governo Lula. Além de Humberto Souto, Alexandre Silveira e Geraldo Thadeu, também seguiram a orientação de Roberto Freire.
Veja AQUI quem votou contra e a favor.

11 de jun de 2008

Fim do mistério: Marcão será o comandante do DNOCS em Minas

Será publicado amanhã, quarta-feira, 11, no Diário Oficial da União, a nomeação do empreiteiro Marco Antônio Graça Câmara, o Marcão, braço direito de Jamil Habid Curi, da Pavisan, como o diretor do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca – DNOCS -, em Minas Gerais, em substituição ao petista César Emílio, que irá disputar a prefeitura de Capitão Enéas. A indicação foi dos deputados Virgílio Guimarães (federal) e Paulo Guedes (estadual), do PT de Minas. A posse de Marcão será na próxima segunda-feira (16), na Câmara Municipal de Montes Claros, ou na sede do DNOCS.

PPS deve achar sua CORRUPÇÃO um coisa decente

Só isso explica as inserções do partido na TV com o slogan "um partido decente".
É muita propaganda enganosa, justamente no momento que um dos maiores bastiões "morais" do partido, Cezar Busatto (ex-chefe da Casa Civil de Yeda Crusius) é exonerado por envolvimento em excesso de CORRUPÇÃO.

Outro falso bastião "moral" do partido é o Deputado Raul Jungman.


Este foi denunciado pelo Ministério Público Federal, por atos de Corrupção no ministério de FHC. Desviou R$ 33 milhões da reforma agrária para pagar empresas de publicidade de Roberto Medina (irmão de Rubem Medina, dos DEMos/PFL), e da RNN, empresa da esposa do Jornalista Ricardo Noblat. (leia mais aqui, aqui e aqui).
Jungman também foi flagrado na CPI da tapioca fazendo mal uso do dinheiro público. Entre outras coisas, encontraram gastos com massagista, bebidas alcólicas, duplicidade de hospedagem (duas diárias em hotéis diferentes no mesmo dia e na mesma cidade), gastos com alimentação em Brasília como se fossem despesas de viagem.
E Roberto Freire, que pediu o impeachment do Presidente Lula? Seu PPS não vai expulsar Cezar Busatto? Não vai pedir o impeachment de Yeda Crusius?
Zé Augusto

10 de jun de 2008

O inédito silêncio de Roberto Freire

Também retirado da transcrição de fita veiculada pelo Zero Hora, de Porto Alegre, transcrevo mais um trecho da fita que o vice-governador Paulo Feijó (DEM) gravou de sua conversa com o então chefe da Casa Civil gaúcha, César Busatto (PPS). Eles falam sobre a falta de maioria do governo tucano na Assembléia Legislativa e como o problema é contornado. Mais um trecho que a imprensa passa ao largo, omite por ser conveniente à trinca PSDB-DEM-PPS.
"(...)
Feijó: Sim, não tem base partidária na Assembléia.
Busatto: É. Acaba tendo que fazer concessões importantes. Os partidos aliados são os grandes partidos do Estado.
Feijó: E eu não tenho dúvida disso.
Busatto: Tu pegas tanto o Banrisul quanto o Detran, são alguns...
Feijó: Claro, são os dois maiores. Fora o PT.
Busatto: Tu concorda que (inaudível) o PMDB e o PP.
Feijó: Claro.
Busatto: Então, entre nós, podemos deixar isso claro. Eu não tenho dúvida de que o Detran é uma grande fonte de financiamento.
Feijó: Do PP?
Busatto: Não é verdade? E o Banrisul, com certeza, né, nesses quatro anos." (...)
Vejam o PPS também está no centro da questão, participa do governo gaúcho. Até aí, nada demais, estranho é o silêncio de seu presidente nacional, o ex-deputado Roberto Freire, sempre tão prolixo!

Montes Claros é eleita a cidade mais dinâmica de Minas Gerais

São Paulo - O prefeito de Montes Claros, Athos Avelino, recebeu ontem, 9, em São Paulo, o prêmio de cidade mais dinâmica do estado, concedido pelo jornal Gazeta Mercantil.
O levantamento foi feito pela consultoria Florenzano Marketing com exclusividade para o veículo, que publicou os resultados no Atlas do Mercado Brasileiro 2008.
Avelino recebeu o troféu de Nelson Rocco, editor de finanças da Gazeta Mercantil.
“Esse prêmio é um reconhecimento por todo o trabalho desenvolvido na região. Não posso deixar de compartilhar a honra com os parceiros da administração pública e da iniciativa privada,” afirmou Athos Avelino.
Os índices de potencial de consumo levantados pela Florenzano Marketing mostram a participação de cada estado – e principais municípios – no consumo do país. Foram avaliados os investimentos públicos e privados, além de indicadores de consumo de 46 produtos e serviços.
Veja as 27 cidades premiadas, uma em cada estado da Federação.
A pesquisa envolveu 5.561 municípios e apontou que Montes Claros tem a melhor performance em Minas.

Padres fora da eleição

A Regional leste II (Minas e Espírito Santo) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) proíbiu os padres de disputarem as eleições deste ano. Em documento, a CNBB Leste II adverte que quem desobedecer deverá deixar o ofício eclesiástico durante a campanha eleitoral e o exercício de eventual mandato, podendo até ser suspenso do uso de ordem.
Leia AQUI a íntegra da carta dos bispos da Regional leste.

9 de jun de 2008

O PPS, partido que faz oposição ao governo Lula, reproduziu a seguinte matéria da Folha: Lula privilegiou prefeituras aliadas no repasse de recursos

O ex-partidão, hoje PPS, reproduziu matéria da Folha de São Paulo, afirmando que o governo Lula privilegiou prefeituras administradas por partidos aliados, especialmente as do PT, ao distribuir recursos para a realização de obras e investimentos nas principais cidades do país. Segundo a Folha, dos 30 municípios que mais receberam dinheiro federal, 28 são da base, sendo 13 do PT. O portal do PPS só esqueceu de informar que a cidade "oposicionista" mais bem colocada no ranking é Montes Claros, governada pelo PPS, que aparece na 19ª posição.

VAQUEJADA E CRUELDADE COM DINHEIRO PÚBLICO

A InterTV, emissora afiliada da Globo no Norte de Minas cismou em “apoiar” vaquejadas em todas cidadezinhas, transformando numa atividade comercial altamente rentável, paga com os minguados recursos públicos municipais, e utilizando a prática cruel de maltratar animais, como se isso fosse uma mera diversão. Pode até ser que uma meia dúzia de gatos pingados se divirta com esse tipo de covardia. Os vaqueiros ficam lado a lado de um único boi, quase impedido de correr na pista de areia. O animal é puxado pelo rabo com tanta violência, que às vezes o membro é quebrado ou esfolado pelas mãos dos peões. Os "cowboys", por sua vez, não correm algum risco, a não ser o de não ganhar troféus ou grana pela covardia cometida. Após o massacre de bois, vêm os famigerados forrós de calcinha preta, vermelha e até mesmo sem calcinha, com suas músicas de baixíssimo nível, melódico, de letras de duplo sentido, pornográficas e insinuação ao sexo irresponsável. O ambiente também propicia o consumo de drogas, a bebedeira e, conseqüentemente, a prática da violência. Não há como negar a existência da promiscuidade nesse tipo de evento. O Ministério Público precisa ficar de olho e impedir os abusos dos gestores municipais, gastando verbas públicas com esta atividade. É preciso ficar de olho, ainda, na esperteza de alguns promoteres, que às custas do dinheiro público, iludem a população e arrebentam com animais de forma assustadora e inconseqüente. É preciso, também, que a sociedade protetora dos animais se pronuncie, antes que selvageria deste tipo se alastre a outras espécies de animais.É, sem dúvida, desperdício de dinheiro público e uma verdadeira covardia de homens tendo animais irracionais como vítimas. Um absurdo

COMO A MÍDIA DE MINAS GERAIS ESCONDEU CRÍTICAS A AÉCIO NEVES PUBLICADAS NO LE MONDE

Tem cheiro estranho no ar
por Vilmar Berna, do Portal do Meio Ambiente
“Jornalismo é publicar o que alguém não quer que seja publicado; todo o resto é publicidade.” – George Orwell
Colegas, todos sabemos que um novo modelo de desenvolvimento e de consumo, mais sustentável e responsável e também mais justo depende fundamentalmente da sociedade saber escolher melhor seus governantes e adotar novos hábitos de consumo. Entretanto, só é possível escolher melhor se a população tiver acesso às informações democráticas e adequadas sobre o comportamento e a gestão dos seus governantes e sobre o real impacto dos produtos que consome.
Se a sociedade só tem acesso às informações positivas sobre seus governantes, e se as informações negativas lhe são negadas, então não pode ser responsabilizada pelas más escolhas que faz ao manter no poder governantes que não deveriam ter sido sequer eleitos.
Quando governantes compram a mídia para que só divulgue o que for positivo e oculte o que for negativo, quando as empresas sonegam informações sobre os reais impactos e sobre as externalidades do que produzem, fazem com que a sociedade prossiga escolhendo eleger os mesmos donos do poder e perseguindo um modelo de produção e consumo que acha o único bom e verdadeiro capaz de gerar progresso e atender às necessidades de todos.
Todos sabem das relações ocultas entre o poder e a imprensa ( sempre com as raras exceções, para não sermos injustos ), entretanto, também sabemos que é muito difícil comprovar essas relações e mais difícil ainda é conseguir dar divulgação adequada sobre os reais impactos do atual modelo de produção e consumo, numa mídia dependente do poder econômico dos governantes e das empresas para continuar existindo.
O impacto dessas relações ocultas na vida dos profissionais é sufocante, pois sem saber exatamente que tipo de conluio os donos do veículos, seus patrões, estabeleceram com os donos do poder e com os patrocinadores, colocam o emprego em risco todas as vezes em que ousam mostrar o lado negativo de algum poderoso.
Existe algo de muito podre em nossa imprensa eufemisticamente chamada de livre e, pior, parece que ninguém está dando muita bola para isso, no estilo de ‘me engana que eu gosto’.
Cito dois exemplos que evidenciam essas relações ocultas. O primeiro é o episódio mostrado pela imprensa estrangeira
no vídeo envolvendo o potencial futuro presidente da República Aécio Neves, a TV Globo e os jornais de Minas Gerais.
O segundo exemplo é revelado pela pesquisa do EPCOM (Instituto de Estudos e Pesquisas em Comunicação) que ao cruzar os dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) com a lista de prefeitos, governadores, deputados e senadores de todo o país comprovou que os políticos de direita são os "donos da mídia" nacional.
No total, 271 políticos são sócios, proprietários ou diretores de emissoras de rádio e TV. Este número, porém, corresponde apenas aos políticos que possuem vínculo direto e oficial com os meios de comunicação – não estão contabilizadas as relações informais e indiretas (por meio de parentes e laranjas), que caracterizam boa parte das ligações entre os políticos e os meios de comunicação do país.
Vilmar Sidnei Demamam Berna é escritor e jornalista

8 de jun de 2008

Campeão moral do carnaval de rua de Montes Claros pede demissão da Agrucar

Nivaldo Cardoso, o popular Nivaldo Feijão, representante do bloco “Feijão Maravilha”, campeão moral do carnaval de rua de Montes Claros, pediu demissão da Associação dos Grupos Carnavalescos de Montes Claros (Agrucar), por não comungar com a desonestidade e as injustiças que aconteceram , através dos jurados da Agrucar, que não corresponderam com a opinião do povo e prejudicaram o resultado do carnaval.
Para ele, o campeão SACI usou prática mesquinha para abocanhar o primeiro lugar, inclusive usou a banda “MC Saci” ao invés da tradicional bateria, com a anuência da associação.
Foi um fato lamentável na volta do carnaval de rua em Montes Claros, que não acontecia desde 1988.

7 de jun de 2008

Quer saber os partidos campeões de punição por compra de voto ou corrupção?

O Democratas lidera a lista de políticos cassados por compra de votos e corrupção no Brasil entre 2000 e 2006, seguido de perto pelo PMDB e pelo PSDB.
Essa é o resultado divulgado pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, entre 2000 e 2006. Neste período foram apurados 623 políticos em 339 processos.
O Democratas é o campeão dos políticos cassados por compra de votos ou corrupção, com 69 casos. No total, foram cassados quatro governadores e vice-governadores, seis senadores e suplentes, oito deputados federais, 13 estaduais e 58 vereadores.
Os governadores cassados foram Cassio Cunha Lima, da Paraíba e Flamarion Portela, de Roraima.
Segundo o Movimento de Combate a Corrupção, o caso mais bizarro foi registrado em Campos Borges, no Rio Grande do Sul, onde o prefeito e o vice, que eram do PP, pagavam R$ 50,00 a cada pessoa pelo voto, mas só dava metade da cédula. A outra metade só se ganhasse a eleição.
Os resultados de cassação são dados abaixo (dados do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral), pela quantidade.
Convenhamos, não dá para fazer um critério qualitativo nestes casos.
1) Democratas - 69 cassados
2) PMDB - 66
3) PSDB - 58
4) PP - 32
5) PTB - 24
6) PDT - 23
7) PR - 17
8 ) PPS - 14
9) PT - 10
10) PSB - 7
Outros - 17

Latifundiário expulsa famílias de acampamento em MG

O MST de Minas Gerais denuncia que um latifundiário, junto com dois jagunços fortemente armados, fizeram um despejo violento de 49 famílias acampadas na Fazenda Andaraí, no município de Nova Porteirinha, no Norte de Minas. Uma mulher e seu filho de quatro meses foram feitos reféns pelos jagunços.
As famílias ocupavam o latifúndio de 1700 hectares desde o ano passado, e tramita na Justiça o processo de desapropriação. O acampamento tem o nome de Dom Mauro, bispo defensor da causa dos sem-terra, que morreu em 2006.
No dia 03 de junho, terça-feira, foi decretada reintegração de posse, dando o prazo para saída das famílias até às 17h do dia seguinte. No entanto, duas horas depois da saída do oficial de justiça, o filho do proprietário, de uma tradicional família de latifundiários da região, chegou no acampamento, junto com dois jagunços armados, ameaçando e assustando as famílias sem-terra. “A polícia da cidade foi chamada na hora do ocorrido, mas a PM disse para nosso povo que não ia ao local, pois a cidade precisava mais deles”, denuncia Edvaldo Soares dos Santos, da direção estadual do MST.
O MST e a Comissão Pastoral da Terra denunciaram o despejo ilegal e violento aos órgãos públicos. Uma audiência foi marcada para o dia 26 de junho, em Montes Claros, para discutir a questão das milícias na região. Desde o ano passado, esse foi o quarto despejo violento realizado contra famílias sem-terra no Norte de Minas.
Fonte: MST

6 de jun de 2008

Candidato do PSDB em Bocaiúva, terra do ministro Patrus, continua inelegível

O ex-Prefeito Ricardo Veloso, do PSDB, está tentando na justiça uma liminar para poder concorrer ao cargo novamente nas próximas eleições.
Ele teve suas contas reprovadas pela Câmara Municipal de Bocaiúva em setembro de 2003 e ficará inelegível até o final deste ano.
Para tentar reverter o quadro desfavorável, interpôs uma ação ordinária na justiça em Bocaiúva, onde pede uma tutela antecipada para que a decisão da camâra se torne sem efeito. Entretanto, a liminar foi negada.
Para variar, Ricardo Veloso não está dizendo toda a verdade para o PT de Bocaiúva. E ainda tem gente lá dentro que acredita nele! Ou será que sabe, mas não quer falar, talvez para garantir algum empreguinho?! Mas a pergunta que não quer calar: Será que Veloso conseguirá sair candidato? Se depender do ministro Patrus Ananias, a resposta é não.

A descarada política da Globo com suas novelas

Editorial Vermelho
O Brasil assistiu, dia 31, ao último capítulo da novela ''Duas Caras''. Se houve novidade na trama, assinada por Aguinaldo Silva, ela ficou por conta do abuso nas referências a personalidades e fatos da vida política nacional, e pela ridicularização dos movimentos sociais, misturando realidade e ficção com clara intenção de construir um discurso ideológico conservador.
Essa politização explícita já estava presente desde os primeiros capítulos, quando o autor declarou que o personagem Ferraço (Dalton Vigh), o vilão da trama, foi inspirado na vida do ex-ministro José Dirceu. A referência provocou uma carta indignada da ex-esposa de Dirceu, Clara Becker, acusando o novelista de fazer uma comparação caluniosa para alimentar divergências políticas. Chegou também ao cúmulo de atacar os concorrentes da TV Record colocando, na trama, um grupo de evangélicos que, raivosos, atacou uma mulher grávida acusando-a de promíscua.
Além do embate com os evangélicos, colocou em cena, de forma desfavorável e mistificadora, ''fatos do cotidiano'', como as CPIs, tapiocas, dossiês, cartões corporativos, política de cotas, racismo, educação privada x ensino público, protagonismo político da elite, entre outros temas colhidos pelo autor no noticiário da imprensa conservadora, da qual a novela é uma espécie de outra face da moeda, como ferramenta para formar opinião - no caso, opinião conservadora, alienada.
Ao abusar da politização, a novela global rompeu a barreira delicada que separa o aceitável do inaceitável no uso da concessão pública dos meios de comunicação. Não se discute o direito da emissora retratar assuntos políticos e polêmicas nacionais em seus programas, mas sim se é ético e justo usar um programa de tamanha audiência para atacar adversários políticos e construir discursos favoráveis ou contrários a propostas e idéias em disputa na sociedade.
As regras do jogo democrático pressupõem condições equilibradas para a luta de idéias. Os meios de comunicação sempre foram apontados com um fator de desequilíbrio nesta disputa pois, concentrados na mão de grandes empresários, costumam jogar no campo da direita. Para controlar a manipulação, há uma série de regras para regular o conteúdo das emissoras, especialmente em período eleitoral. Mas elas estão concentradas basicamente no conteúdo jornalístico. Quando a manipulação salta da pauta jornalística para o roteiro da novela (que é uma obra de 'ficção''), o desequilíbrio piora pois a propaganda política disfarçada feita através dela é menos suscetível a processos legais.
Assim, protegida pelo chamado “manto sagrado da liberdade de expressão artística”, as novelas da Globo são um verdadeiro paralelo desregulado ao jornalismo televisivo da emissora para construir discursos favoráveis ao pensamento único neoliberal. E contrários às idéias avançadas historicamente defendidas pela esquerda, como a política de cotas, a liberalização do aborto, a descriminalização da droga, a proibição da pena de morte, a valorização dos movimentos sociais (claramente atacados e ridicularizados pela novela global), a defesa dos direitos humanos etc.

MP acusa 16 profissionais da área de saúde por falsidade ideológica

Sete médicos ganhavam em duplicidade fraudando o registro de ponto das equipes do PSF
Dezesseis profissionais da área de saúde de Januária, cidade do Norte de Minas Gerais, com 64.983 hab e 163 KM de distancia de Montes Claros, estão respondendo a uma ação criminal por falsidade ideológica.
Eles são acusados de participar de um esquema que causou grandes prejuízos tanto ao atendimento à população quanto aos cofres públicos. O expediente permitiu que durante vários meses sete médicos recebessem pagamento em duplicidade.
Segundo o Ministério Público, os médicos recebiam para trabalhar oito horas por dia para as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF). Mas após assinar o ponto e atender alguns pacientes, abandonavam seus locais de trabalho. Para aumentar seus ganhos, os médicos davam
plantão no único hospital da cidade, no mesmo horário em que deveriam estar atendendo pelo PSF, enriquecendo-se ilicitamente. Tudo aconteceu com autorização de ex-dirigentes do sistema de saúde do município e conivência de enfermeiras encarregadas de fiscalizar o horário de trabalho dos médicos nas equipes do PSF.
O esquema descoberto pelo Ministério Público reforça as denúncias feitas ao órgão, dando conta da existência na área de saúde em Januária do que a população se acostumou a chamar de “máfia de branco”. Ela seria integrada por um grupo de médicos que se alterna em postos-chaves e há anos domina e manipula o sistema em benefício próprio. Todas as irregularidades ocorreram sob as vistas da Gerência Regional de Saúde (GRS), inoperante e omisso órgão da Secretaria de Estado da Saúde no município.
Os sete médicos acusados de receber recursos públicos - inclusive federais - em duplicidade são: Anderson Agostinho Malheiro, Luciano Veloso Tófolo, Leandra Oliveira Teixeira, Marta Ferreira, Dulce Leila Abreu dos Santos, Rodrigo Ferret Jans Alves e Marice Guterrez Roso. Segundo
os promotores Hugo Barros de Moura Lima e Felipe Gomes Araújo, eles recebiam por plantões dados no único hospital do município, no mesmo horário em que deveriam estar trabalhando para as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF).
O esquema funcionou entre julho de 2006 a abril de 2007, possibilitando que os médicos recebessem em duplicidade.
Para que o esquema funcionasse, os médicos contaram com o auxílio do ex-secretário municipal de Saúde, médico José Veloso Souto Júnior; da sua esposa e ex-diretora administrativa
do hospital, enfermeira Rayone Moreira Costa; do ex-diretor clínico, médico Ildeu Caldeira Brant; e do excoordenador municipal do Programa de Saúde da Família, Júlio Lima. Durante os quase dez meses de vigência do esquema, a Gerência Regional de Saúde (GRS) de Januária
não tomou qualquer providência.
Todos os envolvidos foram denunciados por falsidade ideológica. A pena é de reclusão de 1 a 3 anos, e multa, podendo ser acrescida de um sexto pelo fato de terem cometido o crime no exercício de função pública.

O caos do sistema gera situações esdrúxulas, como a do pedreiro VicenteRodrigues de Souza. Idoso e com uma hérnia prestesa estourar, ele precisa fazer cirurgia urgente. Há dois anos, contabilizando mais de 40 idas e vindas, à Secretaria Municipal de Saúde de Januária, ainda não conseguiu recursos para fazer o tratamento fora do domicílio. A cirurgia não pode ser feita em Januária, porque o bloco cirúrgico do HMJ está interditado há vários anos. O pedreiro recorreu à Justiça. Há meses aguarda por uma decisão quanto ao pedido de liminar feito no sentido de obrigar a Prefeitura a lhe prover o tratamento.
Fonte: Folha do Norte de Januária - Fotos: Fábio Oliva

5 de jun de 2008

Neste 5 de junho, dia do Meio Ambiente, barragem do Berizal recebe licença prévia

O secretário-adjunto de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Shelley Carneiro de Souza, concedeu Licença Prévia para o açude público do município de Berizal, no Norte do Estado de Minas, para o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS) construir a barragem.
O DNOCS deverá cumprir as condicionantes estabelecidas, entre elas, a apresentação do plano de recuperação de áreas que serão atingidas pelo empreendimento e de reassentamento das famílias que terão de ser deslocadas. As intervenções no local, no entanto, só poderão ser retomadas após a obtenção da Licença de Instalação, etapa seguinte do licenciamento ambiental.

4 de jun de 2008

Montes Claros é o município mais dinâmico de Minas

No próximo dia 09 de junho de 2008, às 20h, no Restaurante Leopolldo Plaza - Faria Lima, em São Paulo-SP. o Prefeito de Montes Claros, Athos Avelino vai receber o prêmio do Jornal Gazeta Mercantil, porque a cidade obteve a melhor performance entre os municípios de Minas Gerais que foram analisados pelo Atlas do Mercado Brasileiro 2008, publicação elaborada pela Gazeta Mercantil desde 1998. A revista apresenta o mais completo levantamento sobre o potencial de consumo nos 300 maiores municípios do país com informações detalhadas em 46 categorias de produtos e serviços.
O Atlas do Mercado Brasileiro 2008 mostra também o perfil socioeconômico de todos os estados nacionais em mapas enriquecidos com dados sobre infra-estrutura, educação, saúde e comércio exterior, entre outros.

CELSO LEAL – CELSÃO

João Avelino Neto

Partiu no mês de Maio. Mês de Maria. Nada mais significativo e emblemático. A religião Católica era o seu credo espiritual. Foi professor da matéria na Escola Normal em tempos idos.
Andou. Viveu. Proclamou.
O teatro: uma arte e a paixão. Criou, dirigiu e ensinou. Zambi, Zumbi. Vida e Morte Severina. Retratos da terra, do homem, do pobre e da opressão. Mas sete palmos de terra é o que se leva do latifúndio, sem discriminação social e política.
Lembro-me que em 1982, no renascer da liberdade e da democracia, Celsão pensou-se ser candidato a vereador. Fez filiação. Sua ficha, todavia, desapareceu ou foi engavetada. Reagiu. Protestou. Nada alterou, entretanto, como sempre acontece nas artimanhas dos caciques políticos.
Presente e participante, a sua voz soava e ecoava nas salas, salões e nos bares. Clamava por um grande espaço cultural e artístico, onde se pontificasse um teatro de dimensão condizente com o povo e a produção artística da cidade. Espaço de convergência entre os povos periféricos e do meio da nossa urbe. Tinha até um local que apontava como ideal para se erigir este complexo das artes e da cultura popular. A área do terreno da antiga algodoeira de Capitão Enéas, localizada na confluência das avenidas Dep. Esteves Rodrigues e Cula Mangabeira com a Rua Raio Cristoff. Persiste o sonho de Celsão e o espaço, exigindo que seja acalentado, não obstante o Projeto do Banco do Nordeste do Centro Cultural Nordestino, no galpão da antiga Central do Brasil, onde está prevista a edificação de um teatro.
Viver, apesar dos perigos, é fazer o que se gosta, sem medo de ser feliz e dos hipócritas, não importando a quantidade de dias ou de anos. Celsão viveu a vida na mais expressiva forma de viver. Pobreza! Este eco continua soando em todos os lugares e bares da vida.
* João Avelino Neto é advogado

Barack Obama declara vitória democrata

Senador disse ser o candidato democrata à Presidência dos EUA, durante pronunciamento na cidade de Saint Paul
BBC Brasil
Obama se declarou o candidato democrata Da BBC Brasil "Hoje à noite, nós marcamos o fim de uma viagem histórica com o começo de outra. Uma jornada que trará um novo e melhor dia para a América. Hoje à noite, eu posso estar aqui perante vocês e dizer que serei o indicado democrata à Presidência dos Estados Unidos", afirmou Obama. O discurso, realizado na cidade que sediará a convenção do Partido Republicano deste ano, em setembro, foi feito pouco após o fechamento das urnas nos dois últimos Estados americanos que promoveram prévias eleitorais, Dakota do Sul e Montana. Pouco antes, projeções indicaram que o senador havia faturado o total de 2.118 delegados necessários para obter a indicação de seu partido.
Elogios a Hillary
O senador fez vários elogios à sua rival, a senadora Hillary Clinton, que discursara pouco antes, em Nova York. "A senadora Hillary Clinton fez história nesta campanha não apenas porque é uma mulher que fez o que nenhuma outra mulher fez antes, mas porque ela é uma líder que inspira milhões de americanos com sua força, coragem e compromisso com as causas que nos trouxeram aqui hoje à noite."
Obama fez menção a uma das principais plataformas de Hillary em sua campanha: "Vocês podem ficar seguros que quando finalmente vencermos a batalha por seguro de saúde universal, ela será central para esta vitória". "Nosso partido e nosso país são melhores graças a ela. E eu sou um melhor candidato por ter tido a honra de competir com Hillary Rodham Clinton", acrescentou. Pouco antes de Obama pisar no palco, Hillary discursou em Nova York, onde disse que não iria tomar decisões a respeito de seu futuro político, por enquanto, mas que irá consultar lideranças partidárias democratas para saber que rumo tomar. Críticas a McCainEm contraste com as palavras carinhosas que destinou a Hillary, Obama direcionou duras críticas àquele que deverá ser seu concorrente na eleição de novembro, o senador republicano John McCain. Também nesta terça, mais cedo, McCain não poupou comentários negativos a Obama no pronunciamento que realizou em Nova Orleans e fez menções ao discurso do rival, centrado no conceito de mudança. De acordo com o republicano, "não importa quem vencer nesta eleição, a direção deste país irá mudar dramaticamente. Mas a escolha é entre a mudança correta e a mudança errada, entre ir para a frente e andar para trás". Obama afirmou que no passado McCain seguiu uma linha independente da do Partido Republicano, mas que esta não foi a marca de sua campanha presidencial. O senador acrescentou que "existem muitas palavras para descrever a tentativa de John McCain de vender as políticas de George Bush abraçadas por ele como sendo bipartidárias e novas. Mas mudança não é uma dessas palavras".