Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

4 de jun de 2008

Barack Obama declara vitória democrata

Senador disse ser o candidato democrata à Presidência dos EUA, durante pronunciamento na cidade de Saint Paul
BBC Brasil
Obama se declarou o candidato democrata Da BBC Brasil "Hoje à noite, nós marcamos o fim de uma viagem histórica com o começo de outra. Uma jornada que trará um novo e melhor dia para a América. Hoje à noite, eu posso estar aqui perante vocês e dizer que serei o indicado democrata à Presidência dos Estados Unidos", afirmou Obama. O discurso, realizado na cidade que sediará a convenção do Partido Republicano deste ano, em setembro, foi feito pouco após o fechamento das urnas nos dois últimos Estados americanos que promoveram prévias eleitorais, Dakota do Sul e Montana. Pouco antes, projeções indicaram que o senador havia faturado o total de 2.118 delegados necessários para obter a indicação de seu partido.
Elogios a Hillary
O senador fez vários elogios à sua rival, a senadora Hillary Clinton, que discursara pouco antes, em Nova York. "A senadora Hillary Clinton fez história nesta campanha não apenas porque é uma mulher que fez o que nenhuma outra mulher fez antes, mas porque ela é uma líder que inspira milhões de americanos com sua força, coragem e compromisso com as causas que nos trouxeram aqui hoje à noite."
Obama fez menção a uma das principais plataformas de Hillary em sua campanha: "Vocês podem ficar seguros que quando finalmente vencermos a batalha por seguro de saúde universal, ela será central para esta vitória". "Nosso partido e nosso país são melhores graças a ela. E eu sou um melhor candidato por ter tido a honra de competir com Hillary Rodham Clinton", acrescentou. Pouco antes de Obama pisar no palco, Hillary discursou em Nova York, onde disse que não iria tomar decisões a respeito de seu futuro político, por enquanto, mas que irá consultar lideranças partidárias democratas para saber que rumo tomar. Críticas a McCainEm contraste com as palavras carinhosas que destinou a Hillary, Obama direcionou duras críticas àquele que deverá ser seu concorrente na eleição de novembro, o senador republicano John McCain. Também nesta terça, mais cedo, McCain não poupou comentários negativos a Obama no pronunciamento que realizou em Nova Orleans e fez menções ao discurso do rival, centrado no conceito de mudança. De acordo com o republicano, "não importa quem vencer nesta eleição, a direção deste país irá mudar dramaticamente. Mas a escolha é entre a mudança correta e a mudança errada, entre ir para a frente e andar para trás". Obama afirmou que no passado McCain seguiu uma linha independente da do Partido Republicano, mas que esta não foi a marca de sua campanha presidencial. O senador acrescentou que "existem muitas palavras para descrever a tentativa de John McCain de vender as políticas de George Bush abraçadas por ele como sendo bipartidárias e novas. Mas mudança não é uma dessas palavras".

Nenhum comentário: