Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

30 de jan de 2008

Ruy Muniz, do DEMO, faz escola

Foi preso em Montes Claros, no último dia 22, o estelionatário Reinilson Araújo Lopes, 21 anos, conhecido por Juninho. Ele é considerado pela polícia o maior estelionatário que já atuou na cidade nos últimos tempos. Segundo o delegado Carlos Alexandre Santos, as investigações apontam que desde a adolescência Reinilson já praticava crimes contra o patrimônio. A imprensa local só esqueceu de dizer que Reinilson é sobrinho do engenheiro Setembrino Lopes Filho, que foi comparsa do deputado do DEMO, Ruy Muniz, no roubo do Banco do Brasil. Coincidência ou não, Ruy Muniz também se notabilizou, em sua juventude, pelo apreço ao crime. Ainda hoje, atribui suas ações criminosas à pouca idade na época. Entende que a baixa faixa etária pode justificar atitudes condenáveis, como, por exemplo, a prática de crimes contra o patrimônio. Em recente entrevista à revista Tempo, disse considerar natural que um jovem roube, “desde que esteja preparado para tal”. Assim como Reinílson, recorre à inteligência, que pode ser confundida com esperteza, para se apropriar do alheio.

29 de jan de 2008

Caros Amigos realiza segunda edição de seu Anticurso de Jornalismo

A revista Caros Amigos promove a segunda edição do Anticurso de Jornalismo Caros Amigos nos dias 08 e 09/03 e 15 e 16/03, em São Paulo. Anticurso porque, segundo o secretário de redação da revista, Thiago Domenici, a publicação “tem a fama de ser sempre do contra. Nos consideramos a única revista de esquerda do País”.
O encontro não tem por objetivo ensinar nada, e sim trocar idéias. “É o avesso dos cursos do Estadão, Folha e Abril, que tentam formar um jornalista baseado no que eles acreditam”, explica.
Os inscritos vão discutir a profissão do ponto de vista prático e ideológico, tratar de temas polêmicos como a exigência do diploma, a imparcialidade e a grande imprensa.
Entre os palestrantes estão Milton Severiano, editor-executivo da Caros Amigos, e nomes como José Arbex e Cláudio Tognolli.
Estudantes e jornalistas podem se inscrever pelo email anticurso@carosamigos.com.br ou pelo telefone (11) 3819-0130 e pagam R$ 200.
As aulas, com 16 horas de duração no total, serão realizadas na Escola da Cidade, Rua General Jardim, 65, Metrô República.

Prisidente Lula

*REIVALDO CANELA
Dizem que todos os presidentes da República que antecederam a Lula tiveram a "intenção" de beneficiar o povo paupérrimo - aquele abandonado, que sempre representou a Vergonha da Na¬ção Brasileira... Só que, primeiro, os ilustres presidentes tinham que cuidar de coisas mais importantes: as finanças, entre outras.
E cuidaram, cuidaram e cuidaram, sempre. E o tempo de mandato passando, "não dava tempo" de olharem para nossos miseráveis, párias fabricados pela sociedade injusta. E ficava – sempre ficou - na "intenção", elemento do qual, segundo a sábia máxima popular, "O inferno está cheio".
E Lula, o nordestino sem letras, sem diploma universitário, o trabalhador-tomeiro, começou a aparecer. E seu nome, vindo do nada, da plebe, ganhou consistência no coração do povo; da Nação Brasileira. E eu, simples advogado-caboclo, como outros e outros milhões de iguais, tive mais uma vez esperança, pois, Lula prometeu tirar da lama, do lodo fétido da miséria total, uma gen¬te que nem categoria social jamais teve... Sem Teto? Sem Nada?...
Todos os títulos pejorativos sempre teve ante as classes sociais; e ante os políticos desavergonhados, que prometiam e prometiam, no afã de ganhar votos e vencer eleições, com o apoio daqueles "vermes" que viviam - e sempre viveram - no submundo. E eu acreditei. Eu, também um quase ninguém social. E assim, outros milhares e milhões... E eu, o quase nada, comecei a dizer para mim mesmo e para meus familiares e amigos: Se Lula cumprir sua palavra; se Lula tiver, mesmo, consciência; se Lula elevar à Luz da Dignidade os brasileiros que morrem de fome e de miséria; aque¬les que representam a vergonha do País tão grande e promissor; aqueles a quem o Primeiro Mundo enxerga como o fruto da aber¬ração da política e dos políticos brasileiros; se Lula fizer, se con¬cretizar este ideal humanitário e grandioso, só isto - e isto apenas - fará dele o maior presidente brasileiro de todos os tempos...
E Lula fez; Lula deu auto estima a milhões de irmãos que sem¬pre, sempre, sempre, foram tão somente os votos preciosos para políticos malandros, corruptos, desonestos; e sem palavra, e sem vergonha.
Só isto, este feito glorioso e humano do Presidente Lula, colo¬ca-o eternamente no corarão do brasileiro honesto e consciente. O mais que ele, nosso Lula, tem conseguido fazer, não é nada em relação ao dar dignidade aos irmãos que nem cidadania possuíam. Tal fato, verdadeiro e grandioso feito, ficará marcado, registra¬do, nos anais da nossa Nação. Mais, muito mais, que o controle seguro da inflação; mais que a projeção do nome altaneiro do Brasil junto às grandes potências Orientais e Ocidentais; mais que o crescimento do PIB; mais que a super produção industrial e comercial; mais que a estabilidade económica. Mais, muito mais... E ainda que seus inimigos o ataquem; ainda que os opositores de¬sonestos o agridam; ainda que a oposição honesta e comedida cumpra o seu papel, Lula será, e será para todo o sempre, o maior presidente que o Brasil já teve em todos os tempos. Porque foi único que prometeu e cumpriu tirar da lama, da miséria, onde viveram como se apenas vermes fossem, milhões e milhões de brasileiros.
Por isto, meu bravo Presidente, Presidente de todos os brasi¬leiros, eu o saúdo, o coração palpitando de alegria, desejando-lhe, e aos seus, um 2.008 muito feliz. O senhor merece - a despeito do que possam pensar e dizer seus inimigos gratuitos, os despeitados, aos quais não se negará, jamais, o "Jus esperniandi"...
*REIVALDO CANELA é advogado e escritor

28 de jan de 2008

Candidatos gastarão R$ 1,5 mi em Montes Claros. Analisa o marqueteiro político Paulo Ribeiro

MONTES CLAROS - Há 30 anos trabalhando em campanhas políticas em todos os níveis, o marqueteiro Paulo Ribeiro prevê que uma campanha política «barata» em Montes Claros deverá ficar, neste ano, em torno de R$ 1,5 milhão. Isto porque, com a decisão tomada pelo Tribunal Superior Eleitoral, de proibir comícios, showmícios, distribuição de camisetas e brindes para eleitores, bem como a realização de campanhas publicitárias em outdoors, a mídia veiculada em rádio e televisão terá maior peso para os candidatos como instrumento de divulgação de propostas.
«O custo de televisão é muito alto e isso vai aumentar os gastos dos partidos políticos nas campanhas, sobretudo no segundo turno, quando a propaganda eleitoral dos candidatos a cargos majoritários passa a ser diária», observa Paulo Ribeiro. Ele prevê que as despesas de campanha nas cidades onde houver necessidade de realização de segundo turno - como em Montes Claros - será 60% a mais do valor gasto na primeira fase da disputa. Ele entende que os candidatos novatos «terão que investir muito mais». Em alguns casos os custos poderão chegar a R$ 5 milhões.
Leia AQUI a reportagem completa do jornalista Pedro Ricardo - Da sucursal do Hoje em Dia

A Igreja está equivocada em querer proibir a pílulas do dia seguinte

A Arquidiocese do Recife, anunciou que vai entrar na Justiça para proibir a distribuição de anticoncepcionais de emergência, conhecidos como pílulas do dia seguinte, pela prefeitura da capital pernambucana."A prefeitura está certa e a Igreja está equivocada", afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, em entrevista após o lançamento da campanha de prevenção à Aids, que vai distribuir quase 20 milhões de preservativos durante o carnaval."É uma questão de saúde pública, não uma questão religiosa. Lamentavelmente a Igreja, cada vez mais, se afasta dos jovens com esse tipo de postura", comentou Temporão


27 de jan de 2008

Galo começa com derrota no ano do seu centenário

O centésimo e importante ano atleticano começou de forma ingrata para os alvinegros. O galo estreou com derrota na temporada 2008, ao ser batido pelo Jacaré, por 1 a 0, em Sete Lagoas, na estréia do Campeão Mineiro. Após uma cobrança de falta pela esquerda, Tuta subiu e desviou de cabeça, sem chances para Edson. Democrata-SL 1 a 0 na Arena do Jacaré.
Já a estréia do Cruzeiro não poderia ter sido melhor. Reencontrando a torcida no Mineirão, o time celeste - comandado pela primeira vez pelo técnico Adilson Batista em jogos oficiais - não teve dificuldade para golear o Uberaba por 4 a 0. Wagner balançou as redes duas vezes, ambas no primeiro tempo, enquanto o zagueiro Thiago Heleno fez mais dois gols e fechou o placar na etapa complementar.

26 de jan de 2008

Dê seu prêmio para um blog de esquerda

No site do IG , há vários blogs concorrendo o prêmio Ibest, como vocês já notaram. No entanto, eu, gostaria de pedir a vocês que votem nos blogs de esquerda.Esse texto do meu amigo aqui, resume o meu pedido a vocês...“Quem vê aquela boneca deslumbrada do Reinaldo Azevedo dando xiliques por causa do Ibest, até entende seu medo de perder para o Nassif, a última coisa nesse mundo que ele mais teme. Antes era a reeleição de LULA, que teve de assimilar no decorrer do processo, na campanha de 2005, em que o barco da oposição estava à deriva, e ele via o candidato dos despeitados (viuvas de FHC) indo para as "cucuias"... Agora tá lá, naquela possilga que ele tem na Abril, desdenhando o primeiro lugar (por enquanto) e vendo o Nassif "fungar" no "cangote"!... Quem quiser votar no premio Ibest, é só acessar aqui .
É de suma importância.Lembrando que você pode votar em quantos blogs quiser!Como disse aqui o nosso amigo Mircos... “Creio que isso sirva de exemplo prá todos nós, principalmente prá termos confiança, de que mesmo na Internet, um meio que ainda não atingiu a camada mais pobre da população, a que mais apóia o Lula. Se tivermos união, conseguiremos vencer qualquer desafio”.
Blog da Helena

Delegado da Polícia Federal defende a legalidade das rádios livres e comunitárias

Em entrevista à rádio livre Pega Eu FM, o presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal, Armando Coelho Neto, defende a legalidade das rádios livres e comunitárias; diz que o PT fechou proporcionalmente mais rádios que o governo FHC; critica o projeto da prefeitura de SP de criar rádios comunitárias atreladas ao estado e defende a desobediência civil como forma de luta.
Quase diariamente a Polícia Federal cumpre determinações de fechamento de rádios livres e comunitárias. Embora uma lei de 1998, (a 9.612) regule o funcionamento de tais emissoras, o governo faz uso do Código Brasileiro de Comunicações, de 1962 (lei 4.117) para fechá-las.
Como essas rádios representavam uma forma de resistência contra o regime militar, em 1967 um decreto do governo acrescentou ao Código o artigo 70, determinando a prisão de quem operasse uma emissora de rádio sem autorização oficial. Então, a lei que criminaliza a atividade acaba anulando a de 1998.
Em 2005, 1200 rádios livres e comunitárias foram fechadas só no primeiro semestre, totalizando 2400 no ano todo. Em 2006 foram 800. A vitoriosa rádio Heliópolis, instalada na favela de mesmo nome, foi fechada pelo Ministério das Comunicações no dia 20 de julho de 2006, em meio a protestos, depois de funcionar por 14 anos com audiência de mais de 120 mil pessoas.
Curiosamente, quem aponta o dedo contra tais operações é um delegado de carreira da Polícia Federal, formado em jornalismo e que agora encampa uma idéia no mínimo polêmica: a realização de eleições para o cargo de diretor-geral da PF. Justo ele, que foi o primeiro a liderar uma greve nacional de delegados federais, em dezembro de 2005, quando a classe cruzou os braços por 24 horas pedindo reajuste de salários, melhores condições de trabalho e garantias funcionais, ou seja, que os delegados não pudessem perder seus cargos por qualquer razão – reivindicação inédita na crônica da PF.
Armando Rodrigues Coelho Neto é presidente da Federação Nacional dos Delegados da Polícia Federal e escreveu o livro “Rádio comunitária não é crime”, onde descreve sua luta pela democratização da comunicação: “Com o advento da nova Constituição e da democracia, aumentaram as rádios livres e comunitárias. Passou-se a reprimir as rádios porque eram moleques, padres, pastores, pessoas simples ávidas por um canal. A população precisa de alternativas de comunicação. Se vão usar ou não, é outra história. Eu, na PF, não posso ficar vendo a repressão às ondas eletromagnéticas, que são um bem de todos. É preciso que haja um canal alternativo.”

Leia + AQUI

Leia também AQUI o artigo de Álbano: FECHAR RÁDIOS COMUNITÁRIAS É CRIME
“Piratas são eles que estão atrás do ouro”

Albano Silveira Machado é psicólogo social, jornalista e especialista em Gestão de Políticas Públicas.

Robson Andrade, presidente da Fiemg, frauda licitação


Presidente da Fiemg aumenta dez vezes seu patrimônio com dinheiro público. MPF promete rigor, mas Aneel se cala



A situação das instituições nacionais beira a quebra do regime democrático de direito. Enquanto a grande maioria dos empresários brasileiros enfrenta uma carga mortal de dificuldades e impostos, uma pequena “elite” empresarial é beneficiada com privilégios e, até mesmo, com a quebra e o desrespeito às leis.
Na verdade, esta “elite” apropriou-se do Poder em todos os níveis.
Seja qualquer partido político ou tendência ideológica que esteja no poder, a esta “elite”, subordina-se. De qualquer outro empresário que queira participar de uma licitação para investir seu capital de maneira honesta é exigida uma montanha de certidões e obediência às normas. É o famoso “rigor da lei”.
Até mesmo os Órgãos de Governo, no caso específico a Aneel, tremem de medo ao lidar com estes empresários. Para esta "elite", tudo. Até mesmo a revogação de dispositivos que estes “empresários” tenha descumprido.
Se a lei não permite, muda-se a lei, afirmam abertamente em Brasília.
Leia + no Novo Jornal

Paulo Guedes é o novo vice-presidente do PT de Minas

O deputado estadual Paulo Guedes (PT/MG) foi eleito hoje, 26, vice-presidente do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais.

Paulo Guedes foi vereador do município de Manga, Norte de Minas, por três mandatos, entre os anos de 1987 e 2003, sendo presidente da Câmara em duas oportunidades. Ele é professor, casado, com três filhos, e sua atuação política é mais forte nas cidades de Montalvânia, Miravânia, Juvenília, Itacarambi, São Francisco e Matias Cardoso, além de Manga. Foi presidente da Associação dos Vereadores da Área Mineira da Sudene, trabalhou no Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs). Foi o primeiro vereador eleito pelo PT no Norte do Estado, quando tinha apenas 20 anos de idade. Paulo Guedes nasceu em São João das Missões (MG), em 1º/10/1970. Obteve 46.542 votos.

23 de jan de 2008

João Avelino responde Dário Cotrin

NINGUÉM JOGA PEDRA EM ÁRVORE QUE NÃO DÁ FRUTO
*João Avelino Neto

O bom senso manda não generalizar críticas e mágoas. Ninguém é só. Pessoa ou instituição. Sempre tem uma legião de adeptos ideologicamente irmanados. Essa legião atrai as ofensas públicas que recaem sobre a pessoa ou instituição.
Toco neste assunto, porque me sinto injuriado quando o PT e Lula são achincalhados nas páginas dos jornais.

Veja o que obrou Dário Cotrin: "O presidente Lula continua com o mesmo discurso: o da mentira; o da falsidade e o da arrogância. Fala de uma maneira e se comporta de outra. Sempre foi assim a personalidade dos políticos do PT." (Jornal de Notícias. 13.01.08).

Ora, sou Militante Político de Esquerda desde a adolescência, atuando em nome das Liberdades Democráticas; das Transformações Políticas, Econômicas e Sociais; tudo com o ser humano no centro do cenário das ações materiais e imateriais.

Outros trilharam e percorreram outros caminhos, com pisos calcados pelos pés do reacionarismo e o ideário do preconceito. Nisso, atacam, vilipendiam, injuriam, difamam. Extrapolam linhas éticas e morais. Ultrapassam limites da crítica oposicionista. Tornam-se inimigos, ao invés de adversários.

A cantilena antipetista de Cotrin é semanal no Jornal de Notícias. É uma missão. Faz lembrar velho causídico que xingava o Cel. Georgino em petições que nada tinham a ver com Cachoeirinha. Depois de morto o Coronel, o velho causídico fez "mea culpa". Lembra-me também, o caso do cara que levou um pau de fumo na orelha e ficou sem saber a razão da paulada. Aliás , a minha inesquecível e socialista avó, Dona Auta Leite Brandão, sempre dizia que o jeito mais certo de corrigir um desafeto era a porretada, porque ele jamais vingaria.

A elite reacionária e conservadora se acha numa redoma. Assim, pode jogar farpas a torto e a direito. Vivemos uma democracia que ela não queria e, tudo indica, que não quer.

Vivemos e conquistamos uma nova realidade. O PT chegou ao tôpo e não tem retrocesso. Vamos consolidar o Socialismo Democrático neste Brasil Continental de contrastes e riquezas não vistas em nenhuma outra parte do Universo.

(*) Advogado e Militante Petista

Soebras perde definitivamente o título de filantropia

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) acatou a decisão do Conselho Municipal de Assistência Social de Montes Claros (CMAS), de cancelar definitivamente o registro de entidade assistencial, da Associação Educativa do Brasil (Soebras). Depois que teve seu registro cassado pelo CMAS, em junho do ano passado, a Soebras ajuizou ação com pedido de liminar contra a decisão, negada pelo juiz Richardson Xavier Brant, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Montes Claros.
Brant alegou que a pretensão, caso atendida, seria lesiva aos cofres públicos municipais, que ficariam impedidos de cobrar os tributos devidos. O grupo recorreu ao TJMG, conseguindo reformar a decisão, suspendendo a cassação do registro. Agora, o mesmo TJ julgou o mérito do recurso e confirmou tanto a sentença da 2ª Vara da Fazenda Pública como a decisão do Conselho. Para pedir o cancalamento o Conselho acatou denúncias de fraudes apontadas pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).
Segundo o relatório que orienta a cassação do registro, os auditores da Previdência, que investigaram toda a documentação da Soebras no período de janeiro de 1994 a julho de 2004, denunciaram que a entidade não apresentou comprovação de carência dos alunos tidos como bolsistas da entidade, ou seja, que eles integram o público-alvo da assistência social, o que garantiria sua inclusão como entidade de utilidade pública. Em defesa encaminhada ao CMAS, a Soebras contesta a informação, mas, segundo o relator do processo, conselheiro Eduardo Rodrigues Madureira, não apresentou nenhum elemento que pudesse comprovar a carência.
Para receber recursos das diversas esferas de governo, bem como isenção fiscal para exercer suas atividades, a Soebras deve oferecer, no mínimo, 20% das vagas de suas instituições de ensino gratuitamente a pessoas carentes. “A Soebras enviou apenas relações de alunos supostamente beneficiados com gratuidade nos anos de 2002 e 2003. Tais relações consistem em cópias, grande parte reproduzida com redução, imprimindo quatro páginas originais em única folha, de forma que a letra ficou tão pequena que mesmo para pessoa que enxerga perfeitamente é praticamente impossível ler o que está impresso. Em muitas folhas os nomes dos alunos foram perfurados, ficando impossível ler o início das palavras. Outras estão borradas e ilegíveis ou posicionadas de cabeça para baixo. É uma conduta que representa desdém e insulto ao CMAS, além de impossibilitar qualquer conferência”, lamenta o relator, que completa: “É possível que a Soebras tenha sonegado os questionários socioeconômicos simplesmente porque eles não existem”.
Esse não é o primeiro escândalo envolvendo o deputado. Em 1988, ele foi condenado e preso, ao lado de comparsa, por golpe de U$ 1 milhão no Banco do Brasil, sendo enquadrado, à época, em 6 artigos do Código Penal: falsificação de documento público; uso de documento falso; falsidade ideológica; estelionato; prática de crime continuado e formação de quadrilha.
A perda do registro de entidade filantrópica pode ter conseqüências também para as outras empresas do grupo empresarial do deputado - Faculdades Funorte, Colégio Integral, Colégio Indyu, Colégio Ímpar, Colégio Ruy Lage, Jornal O Norte e Rádio Expressão, todas em Montes Claros; Colégio Ceiva e Colégio Betel, em Januária; Instituto Sejan, em Janaúba; Hospital Hilton Rocha, Faculdades Kennedy e Promove, em Belo Horizonte; e a nova faculdade, em Brasília. Além da perda do registro de filantropia, que deve desfalcar os cofres da Soebras em mais de R$ 6 milhões por ano, só com o INSS, a Soebras também continua sendo fiscalizada pelos consultores da Controladoria Geral da União (CGU).

Federais fecham rádios e prendem gente de bem

Ação da Polícia Federal, em conjunto com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), abalou a comunicação das “pequenas” rádios em Montes Claros, no início da manhã de quarta-feira (23). O corre-corre das viaturas e dos agentes resultou no cumprimento de 32 mandatos simultâneos contra as rádios conhecidas como “comunitárias” e na prisão de pelo menos 20 cidadãos norte-mineiros, que levavam informações diárias à população. De acordo com a informação da resenha, entregue pela própria PF em coletiva, “todas as rádios – fechadas – não possuem ato autorizativo para a exploração”. A nota publica ainda que “por essa razão estão sendo lacradas, além de terem seus transmissores apreendidos”.
Dentre os aspectos que precisam ser levados em consideração, diante de tal ação da PF e da Anatel, está o fato de que várias destas rádios “piratas” já se encontram com os documentos devidamente protocolados no Ministério das Comunicações. E, exatamente por este motivo, aliado à falta de compromisso da pasta federal, provoca por demasia a ansiedade de pessoas que batalham diariamente na busca por melhorias em favor das comunidades, com informações importantes e educativas.
No entanto, nem todas as rádios que estavam irregulares foram fechadas, o que promove uma nova onda de discussões, colocando a Polícia Federal e principalmente a Anatel, em rota de colisão com o principal objetivo de quem obtém a autorização de exercer o direito de ser uma rádio comunitária: o bem estar da população.
“Para o funcionamento do serviço de radiodifusão sonora é necessária a outorga do Poder concedente à entidade ou pessoa interessada”, salienta a nota, que em mais uma ação conjunta em Montes Claros, batizada como “Livre Freqüência”, não busca a fiscalização da potência de transmissores e distância alcançada nos mais de 220 bairros do município. Na verdade, a aplicação da lei, não foi para todos.

22 de jan de 2008

Está apoiado!

Um grupo do MST ocupou a fazenda do traficante colombiano Juan Carlos Abadía, localizada em Guaíba, região metropolitana de Porto Alegre, na manhã desta segunda, 21. Cerca de 300 pessoas estariam no local .

Justiça proibe propaganda eleitoral extemporânea de Ruy Muniz

0 MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, por intermédio dos Promotores de Justiça, Flávio Márcio Lopes Pinheiro, Felipe Gustavo Gonçalves Caíres e Cláudio Maia de Barros, impetrou representação contra o deputado do DEM/MG, Ruy Muniz, para retirar toda a propaganda eleitoral extemporânea, sob pena de desobediência e multa diária.
O juiz eleitoral Dr. Danilo Campos, acatou o pedido do Ministério Público Eleitoral.
Veja AQUI a petição do Ministério Público.

21 de jan de 2008

GLOBAL REGINA CASÉ IMPEDIDA DE GRAVAR EM JAPONVAR

Uma situação inusitada acontecida no Norte de Minas impediu a atriz e apresentadora Regina Casé que comanda aos domingos no programa do Fantástico o quadro “Central da Periferia”, e no canal Futura, “Um Pé de Quê?” – vai ao ar todos os dias –, a gravação de uma matéria no Mercado Central de Montes Claros e no município de Japonvar. Segundo informações colhidas junto à produção do programa da Rede Globo de Televisão, o motivo teria sido o fato “dos personagens a serem entrevistados não estarem disponíveis no final de semana em Japonvar (!?)”. O ‘balde de água’ fria promovido pelo município norte-mineiro que conta atualmente com cerca de 10 mil habitantes, frustrou centenas de pessoas que estiveram no Mercado de Montes Claros para ver, conhecer e conversar com a global. Mas a produção da apresentadora – que sentiu na pele a falta de estrutura do município de Japonvar para viabilizar a visita –, rapidamente obteve o convite para conhecer Alto Belo, distrito de Bocaiúva. A festa promovida ali todos os anos, que reúne milhares de pessoas, já conta com reconhecimento nacional ao valorizar dos costumes regionais do povo norte-mineiro.
A população que vê os municípios da região Norte em horário nobre da Globo apenas quando acontece algum escândalo, mostrou a falta de habilidade de cidades como Japonvar ao perder esta oportunidade de ter reconhecido o real valor do “ouro”, mais conhecido como Pequi, que sustenta inúmeras famílias, levados a pelo menos 100 milhões de pessoas. Erro sem perdão.
Sem falar que Japonvar ganhou a fama de “capital do pequi”, graças a incompetência dos gestores da vizinha cidade de Lontra, onde a abundância do pequi com relação a Japonvar, é indiscutível.

20 de jan de 2008

Mais de um terço dos senadores tem pendências na Justiça


Mais de um terço dos senadores brasileiros tem pendências na Justiça ou em Tribunais de Contas, de acordo com relatório divulgado pela ONG Transparência Brasil na última quinta-feira (17/01).
Dos 81 senadores em exercício, 30 (ou 37%) têm ocorrências desse gênero. O estudo não traz os nomes dos senadores.

Macartismo mineiro - Tem cheiro estranho no ar

Nelson Rodrigues costumava dizer que toda unanimidade é burra. Em Minas Gerais, a unanimidade em torno do governador Aécio Neves vai mais longe. É, além de burra, truculenta, cega e venal. Nenhum outro governador brasileiro ostenta índices tão altos de aprovação e popularidade.
Apontado como um dos favoritos ao Planalto em 2010, Aécio raramente aparece na mídia em situações desconfortáveis ou constrangedoras. Quando isso acontece, como no caso do “Mensalão Tucano”, a imprensa mineira é a última tocar no assunto.

Coco e romance em Ipanema
Em plena tarde de quinta feira, três carros de luxos estacionam em frente a um quiosque de Ipanema, na altura do Jardim de Alah. Os curiosos param para ver a cena. Um casal desce cercado por seguranças e pede água de coco.
No dia seguinte, os jornais cariocas revelam o nome dos pombinhos: Aécio Neves e a miss Natália Guimarães. A nota repercutiu no país inteiro, menos em Minas Gerais. Ocorre que naquele mesmo dia, o governador tinha um importante compromisso – uma solenidade em homenagem a cultura mineira.
Até tu, Carlos Lindemberg Spínola Castro?

Não é de hoje que a imprensa mineira mantém relações promíscuas com o governo estadual. Há quem diga que a tradição nasceu com Assis Chateubriand e seu império, os “Diários Associados”, grupo que ainda hoje é forte no estado – é dono do jornal O Estado de Minas.
Especulações à parte, existe um episódio curioso que passou completamente batido pela grande imprensa nacional, mas que merece ser observado com lupa. No último dia 19 de setembro, a revista IstoÉ publicou uma reportagem explosiva: “Exclusivo: Os documentos do mensalão mineiro”.


Na página 151, entretanto, um nome salta aos olhos: Carlos Lindemberg Spínola Castro. Para quem não sabe, ele era na época e ainda é editor do jornal Hoje em Dia, que pertence à Igreja Universal e é um dos maiores do Estado.
No período investigado, o ano de 1998, quando Azeredo tentou a reeleição, Lindemberg recebeu da SMP&B, portanto da campanha, R$ 130 mil para dar “opiniões políticas”. Em depoimento para PF, ele reconhece que recebeu R$ 50 mil.
Existe algum problema no fato de Lindemberg ser o responsável por um dos principais jornais do estado e receber dinheiro da campanha do governador que tenta a reeleição? A imprensa mineira acha que não.
Tanto é que apenas um site no estado, o “Novo Jornal”, tocou no assunto. Outros jornais e revistas do Brasil chegaram a ensaiar a publicação do caso, mas foram “convencidos” a deixar quieto. Fórum conversou com Lindemberg. É ele quem se defende. “Não existe relação entre uma coisa (ser diretor de um jornal) e outra (prestar serviço como consultor). Sempre prestei consultoria. Não trabalho para nenhum político ou agência, fui pago por uma agência de forma limpa. Tanto é que não há ilicitude em relação a mim”.
Além de dizer que toda unanimidade é burra, Nelson Rodrigues (sempre ele) também disse, certa vez, em sua “Flor de Obsessão”: “o mineiro só é solidário no câncer”. Dessa vez, contudo, parece que ele errou.

Veja esta matéria completa AQUI

19 de jan de 2008

"O erro que eu cometi" - José Roberto Arruda

Um gambá cheira o outro

O encontro entre o governador de Brasília – Distrito Federal –, José Roberto Arruda e o deputado estadual Ruy Muniz (DEMO) revelou pelo menos algo em comum: o sonho de chegar à presidência da república. O caminho, bom, pelo menos Roberto Arruda já desistiu diante do escândalo do crime do painel eletrônico, promovido pelo então político dentro da “séria casa" – ou que deveria ser – o Congresso Nacional que reúne os deputados e senadores eleitos pelo povo. Ele, que “sonhava” ser presidente da república revelou ao jornal CORREIO BRAZILIENSE que “o erro que cometi me impede de sonhar nesse sentido”. Aliás, de erros sérios que atingem diretamente à população, os dois sabem quais são os resultados.
Muniz que adquiriu uma faculdade na capital recebe apoio agora do governador envolvido no escândalo do painel eletrônico para uma provável candidatura dele à prefeitura de Montes Claros.
O vídeo sobre quem é o mais novo colaborador do deputado Ruy pode ser assistido na postagem acima sem quaisquer censura – por ser verdade – ou AQUI.
No material a ser assistido sobre o escândalo, questionamentos são sugeridos, tais como: “Você acha que o nosso voto vale menos do que do resto do Brasil?” ou mesmo “Você acha que seu voto é de segunda categoria?”.
Sobre Ruy Muniz, basta acessar o blog Quem é Ruy?
Fica apenas uma observação para as autoridades competentes: como Ruy Muniz pode sair comprando tudo que acha pela frente, se seu patrimônio declarado no TRE foi pouco mais de R$ 100 mil? Será que ainda é dinheiro do roubo do BB?

17 de jan de 2008

Vazamento é boato, diz Cemig

O assessor de Comunuicação Social da usina Irapé, Victor Correia, enviou nota contestando informações deste blog, em relação ao vazamento da Usina Irapé.
Segundo a nota, a CEMIG desconhece qualquer anormalidade relacionada a usina Irapé.
"... O que podemos lhe afirmar categoricamente é que não há nenhuma anormalidade com a barragem ou qualquer estrutura da usina de Irapé. Pelo contrário, a UHE Irapé vai muito bem obrigado. Na verdade, somente se ressentindo, como todo norte de Minas, das dificuldades com a longa estiagem", esclarece a assessoria de imprensa da Usina Irapé.

15 de jan de 2008

Tem cheiro estranho no ar. Aécio apóia candidatura de Alckmin em São Paulo

A candidatura do ex-governador paulista Geraldo Alckmin à Prefeitura de São Paulo conta com apoio de peso dentro do PSDB: do governador de Minas Gerais, Aécio Neves.
Potencial candidato à Presidência da República - disputando com o governador de São Paulo, José Serra, o direito de representar o PSDB na corrida de 2010 -, Aécio tem repetido que a candidatura de Alckmin seria estratégica para o PSDB.
Na avaliação de Aécio, Alckmin tem de ser o candidato do partido, caso queira disputar a prefeitura paulistana. Aécio deverá manifestar sua opinião em encontro previsto para esta semana. Convocada para discutir a dívida do PSDB, a reunião deverá contar com o presidente do partido, Sérgio Guerra, governadores e o ex-governador Geraldo Alckmin, candidato ao Planalto em 2006.
Na reunião, os tucanos deverão expor suas divergências. Ao defender a candidatura de Alckmin, Aécio contraria a torcida de tucanos por um acordo que assegure o apoio do PSDB à reeleição do prefeito Gilberto Kassab (DEM).
Esse seria o caso de Serra e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Fonte: Mews Bot

Agora é lei. Dia da Consciência Negra é feriado em Montes Claros

Vinte de novembro é o Dia Nacional da Consciência Negra.
Para muitos, 20 de novembro é um dia a mais no calendário.
Para a população afro-descendente brasileira, porém, está carregada de um sentido todo especial. Ela escolheu o dia 20 de novembro como o dia da celebração da consciência negra, pois nesta data ocorreu o martírio de Zumbi dos Palmares, embora a construção da consciência negra deve ser uma árdua e permanente busca das populações afrodescendentes. Em vista disto, é mais um dia de protestos, denúncias, resistências e celebrações das vitórias alcançadas.
Para José Gomes Silva, membro do GRUCON – Grupo de União e Consciência Negra de Montes Claros, o prefeito Athos Avelino marcou ponto com o Movimento Negro organizado de Montes Claros, ao sancionar a lei que institui como feriado Municipal o dia 20 de novembro “Dia da Consciência Negra”, proposta pelo vereador Lipa Xavier (PC do B) e aprovada por unanimidade pelos vereadores de Montes Claros.
"O dia 20 de Novembro não será para descanso, mas sim, espaço de luta contra o racismo, a intolerância e oportunidade de eqüidade", comenta.
Leia abaixo a íntegra da lei sancionada pelo prefeito Athos Avelino

" Município de Montes Claros / Procuradoria Jurídica - Lei nº 3.897, de 27 de dezembro de 2007. Institui como feriado Municipal o dia 20 de novembro “Dia da Consciência Negra”, e da outras providências.
O povo do município de Montes Claros- MG, por seus representantes na Câmara Municipal, aprovou e o prefeito municipal, em seu nome, sanciona a seguinte lei:
Art. 1- Fica instituído o dia 20 de novembro, “Dia da Consciencia Negra”, como feriado Municipal neste Município de Montes Claros –MG.
Art. 2- A prefeitura Municipal de Montes Claros, através da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer, promoverá, na rede Municipal de ensino, atividades referente ao tema, fazendo- as constar da programação oficial anual da Semana da “Consciência Negra”, consoantes o estabelecido pela lei municipal 2.597 de 15 de junho de 1998.
Art. 3- Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições contrárias.
Município de Montes Claros, 27 de Dezembro de 2007.
Athos Avelino Pereira - Prefeito Municipal"

Quanto vale um preso

O governador Aécio Neves vai privatizar a construção e a gestão de cinco penitenciárias, que, juntas, terão a capacidade de abrigar 3.000 detentos. Os administradores serão escolhidos em uma licitação a ser anunciada pelo governador.
Vencerá quem oferecer o menor preço para manter os presos. O teto estipulado é de 70 reais por dia por detento, 20% menos que o gasto atual.

14 de jan de 2008

CANTEIROS MUSICAIS

O projeto “Canteiros Musicais”, da Fundação Raimundo Fagner, beneficia jovens usuários de Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) e telecentros implantados em diversas regiões do Estado de Minas, atende também 200 mil estudantes matriculados em 500 escolas estaduais e municipais de Minas. O Canteiros Musicais utiliza um método de aulas interativas dirigido a crianças e jovens interessados em aprender música. Os professores usam nas salas de aula um software editor de partitura e adaptam um pequeno teclado ao computador. Um instrutor virtual ensina os passos para que o aluno possa tocar uma determinada música.
Foto Oliveira Júnior: A estudante Paula Gusmão cantou com Raimundo Fagner, em Janaúba.


JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – A passagem pelas cidades de Jaíba e Janaúba, no final do ano passado, serviu para o cantor Raimundo Fagner vivenciar o fanatismo dos adeptos das suas canções e também entender as tendências musicais da microrregião da Serra Geral de Minas. Ao ouvir e até fazer dobradinha com artistas das duas cidades, o cantor descobriu a vocação musical dos talentos da região. A MPB (Música Popular Brasileira) e a canção sertaneja foram os estilos escolhidos pelos cantores da região. Fagner ouviu e analisou o cantor janaubense Cícero Billy Alves, que tem estilo regional e aspecto na MPB, principalmente em Raul Seixas e Zé Ramalho.
No lançamento do projeto “Canteiros Musicais” no Norte de Minas, o cantor não só ouviu músicas sertanejas, principalmente a roda de viola, assim como fez um dueto com uma estudante. A canção escolhida por Paula Gabriela Mendes Gusmão para cantar ao lado de Fagner foi “encoste a sua cabecinha no meu ombro e chora”. Eles cantaram essa música em momentos distintos. Na sala do projeto e no palco. Paula Gusmão participa, ao lado do pai Paulo Gusmão, do programa “Roda de Viola”, apresentado nas manhãs de domingo pela rádio Onda Norte FM 103,9 Mhz. O programa é coordenado pela Fundação Roda de Viola, da qual Paulo Gusmão é presidente e que homenageou Fagner com uma viola produzida pelos próprios violeiros que se apresentam no programa.
Fonte: Oliveira Júnior
Ouça AQUI o CD Roda de Viola

No ano do centenário do Galo, pesquisa mostra que a torcida do Cruzeiro é maior, inclusive na capital

Já não é de hoje que se diz que a torcida do Cruzeiro é maior do que a do Atlético em Minas Gerais. Mas uma pesquisa Datafolha mostra que a distância entre o tamanho da parte azul e o tamanho da parte alvinegra é maior do que se podia imaginar. E, ao contrário do que se convencionou falar por aí, em Belo Horizonte, embora a distância diminua, os apaixonados pela Raposa também existem em maior número do que os que se colocam como fanáticos pelo Galo. A confirmação de que sua torcida é menor do que a do rival configura-se como a primeira derrota atleticana no ano em que comemora o seu centenário de fundação, quando o clube acirra sua rivalidade com os cruzeirenses.
Em BH, diferença está na margem de erro
Nem mesmo em relação à capital, onde sua torcida tem forte presença, os atleticanos podem dizer que possuem mais torcedores do que o Cruzeiro. De acordo com o Datafolha, também em Belo Horizonte a Raposa tem mais admiradores. Eles são 38%, enquanto os atleticanos somam 34%. Mas de acordo com o instituto, o resultado configura empate técnico, já que está no limite da margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Como, de acordo o IBGE, a capital possui hoje 2,4 milhões de habitantes, os cruzeirenses seriam cerca de 912 mil e os atleticanos cerca de 816 mil.
Datafolha

13 de jan de 2008

Ele quer voltar para vender o Brasil

O ex-presidente quadrilheiro tucano (O cara é, literalmente, salteador de cofres públicos) Fernando Henrique Cardoso afirmou ao jornal de extrema direita, O Estado de S. Paulo, em entrevista publicada neste domingo, não ter dúvida que o “Presidente Lula voltará a ser candidato em 2014”. Fernando Henrique disse que Lula “é político profissional” e que torce para que o Presidente Lula volte a ser candidato. - Ele dá a entender que vai concorrer com Lula - ....
O ex presidente, escolheu o lugar certo para iniciar sua campanha. O Estadão, assim como o ex presidente, mente, engana, forja notícias, deturpa fatos, mas retirar FHC da catacumba onde se acha é tarefa que nem o Superman consegue. Só se for golpe. Mas...o Estadão sai com edições orgásticas louvando FHC, mas não passa de 600 mil leitores e mesmo assim boa parte crítica , emplaca apenas em São Paulo, onde se localiza o enclave fascista Fiesp/Daslu
No resto da entrevista desanda a falar bobagens para todos os lados como de costume. Imagino que FHC deva acreditar que criatividade é meter a mão oito anos, vender um país com dimensões continentais ao capital internacional, tudo com estilo e regado a caviar iraniano e vinhos e champanhes franceses como aqueles que ele toma.Fernando Henrique, comprou um segundo mandato com dinheiro público e enriqueceu amigos e família no mais corrupto governo da história. Dono de imensa coleção de diplomas, perito na arte de enrolar e falar e meter a mão, por isso mesmo puro despeito (tem a convicção que é Deus), pois na mediocridade que o caracteriza aposta no "quanto pior melhor". E pior, quer voltar com sua cambada. Em um trecho da entrevista o FHC, diz " Seria ótimo, Kassab na prefeitura e se Geraldo (Alckmin) pudesse disputar o governo estadual, o que liberaria o Serra para disputar a presidência" Pois é. Fernando Henrique conta com a mídia para iludir os paulistas e tentar eleger o pastel de vento chamado Geraldo Alckimin . FHC, nada mais é que um zero à esquerda quase que absoluto, não fosse o controle que mantém de boa parte dos deputados e senadores do PSDB e dos DEMônios do Bornhausen. Acalenta o sonho de mergulhar o País numa tal crise que de repente assim como num passe de mágica, os brasileiros se lembrem dele e corram até a porta de sua casa implorando que assuma novamente o governo.
Helena Sthephanowitz

Objetivo de golpe era prejudicar Lula, diz Chávez

O presidente venezuelano Hugo Chávez ontem (12/01) que o frustrado golpe de Estado de 2002 contra seu governo tinha como objetivo impedir a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Se nos batem, batem na Bolívia, batem até no Brasil, apesar do seu tamanho (...). O golpe de Estado contra mim tinha como objetivo afetar a candidatura do Lula, para ativar o efeito dominó contra-revolucionário na América Latina (...) mas não conseguiram", disse.
A declaração foi feita durante o Congresso de fundação do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).
O presidente Hugo Chávez, afirmou também que seu projeto de revolução não pode depender somente de uma pessoa e que sua "carta" para a reeleição já foi perdida.
"Uma revolução não pode depender de um só homem, ou de uma mulher, de uma vanguarda (...) deve pertencer à massa da população", disse Chávez, ao fundar o "partido da revolução".
Chávez pediu que seu partido se afaste do "clientelismo e populismo" e propôs a união dos partidos e movimentos sociais de esquerda do continente para defender-se de uma "agressão imperialista".
Do Brasil, participam do Congresso representantes do PT, PC do B e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).
Fonte:BBCBrasil

Márcio Reinaldo comanda Gangue do Orçamento

Considerados, no passado, um exemplo de virtudes na política nacional, políticos mineiros agora se destacam na corrupção




Embora seja um novo escândalo, membros mais experientes do Congresso Nacional afirmam que o mesmo já era previsto, após o caso dos Anões do Orçamento.
Segundo estes congressistas, nada mudou após as cassações ocorridas na década de 90. “Os procedimentos permaneceram os mesmos”. Concluindo que a única transformação ocorrida foi relativa ao comando da denominada “Gangue”, com sua transferência para o desconhecido deputado mineiro Márcio Reinaldo (PP).
Com a saída dos anões, Márcio Reinaldo, até então “operador” do esquema no Executivo Federal, foi eleito sem qualquer base ou tradição eleitoral. Políticos mineiros afirmam, enfaticamente, que graças a uma montanha de recursos dos “agraciados no orçamento da União”.
As investigações e as provas obtidas sobre a Gangue do Orçamento só foram possíveis através do cruzamento de dados dos escândalos, vampiros e navalha.O deputado federal mineiro Márcio Reinaldo (PP), vinha sendo acusado, há anos, por diversas práticas ilícitas na tramitação do Orçamento da União na Câmara Federal, sem, contudo, qualquer conseqüência.
Subprocuradores federais afirmam que, “finalmente, ele responderá por esta prática, que já vem sendo desenvolvida há mais de uma década como deputado”.
Anteriormente, Márcio Reinaldo executava este “serviço” como membro do Executivo Federal.
Só após a prisão de seu assessor em 2007, pela Polícia Federal do Distrito Federal, na operação Navalha, o foco das investigações se concentrou no deputado mineiro.
As provas contra o parlamentar são pesadas e, segundo membros do Ministério Público Federal, são irrefutáveis. Além da cobrança de um “percentual” das prefeituras, empreiteiras e outros beneficiados pelas emendas apresentadas e aprovadas no orçamento da União, apurou-se que o deputado vendia para alguns de seus colegas a “metodologia adotada”.
Fontes da Procuradoria da República afirmam que só estão esperando o final de janeiro, ocasião prevista para o ministro Joaquim Francisco divulgar o conteúdo da segunda parte do “mensalão mineiro”, para encaminhar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a denúncia contra a Gangue do Orçamento.
Fato novo, apurado nas investigações, que deverá amplificar o escândalo e a conexão da Gangue do Orçamento com diversos governos estaduais.

Veja o direito de reposta no comentário abaixo, da assessoria do deputado Márcio Reinaldo

Mantida multa por falta de registro profissional de jornalista da Rede Minas

A 2ª Turma do TRT-MG negou provimento a recurso de empresa que protestava contra multa aplicada por fiscal do trabalho, em razão da contratação de jornalistas sem o devido registro profissional no órgão competente.
A recorrente alegava que a demora no registro dos jornalistas deveria ser atribuída ao próprio Ministério do Trabalho e Emprego, e que a lei dispensa da apresentação do diploma.
No auto de infração, o fiscal declarou afronta ao art. 4º do Decreto-Lei nº 972/69, já que, apesar de solicitados, não foram apresentados os registros dos profissionais indicados. O desembargador relator, Jorge Berg de Mendonça, concluiu pela regularidade e legalidade do auto de infração, declarando também a competência do fiscal para lavrá-lo. A análise das provas levou à confirmação do trabalho de 07 jornalistas sem registro profissional, o que justifica a multa imposta.
Frisa o relator que o dispositivo legal infringido determina a necessidade de registro prévio no órgão do MTE para o exercício da profissão de jornalista. Dessa forma, a mera solicitação desse registro não satisfaz a exigência legal, até porque, há requisitos a serem preenchidos, com o risco de indeferimento.
Por esses fundamentos, a Turma julgou subsistente o auto de infração e confirmou a multa imposta à empresa transgressora.

Tribunal de Minas condena médico que realizou cirurgia de postectomia no lugar de vasectomia



Calma! Desta vez não foi em Montes Claros, foi em Juiz de Fora


A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou um médico urologista de Juiz de Fora a indenizar um paciente que foi submetido a uma cirurgia de postectomia (fimose) no lugar da vasectomia, acertada previamente. O paciente, um policial militar, era casado e tinha dois filhos. Após o nascimento do segundo, foi informado que a esposa possuía hipertensão arterial, razão pela qual não podia mais engravidar. Como ela não tinha condições de saúde para fazer laqueadura, o marido decidiu se submeter à vasectomia. Ao retornar ao consultório do médico, 12 dias após a cirurgia, o policial militar foi surpreendido com a notícia de que não foi efetuada a vasectomia, e sim uma postectomia. Passados alguns dias, o policial militar dirigiu-se ao hospital onde foi operado, para solicitar cópia da guia de internação em que descrevia a cirurgia a ser feita como vasectomia, mas o pedido foi negado. Diante destes fatos, ele ajuizou ação de indenização, por danos morais, contra o médico, salientando que o erro dele colocou em risco a vida de sua esposa, além de ter sido submetido a uma cirurgia inútil, sem o seu consentimento. O urologista tentou se eximir da acusação de negligência, imperícia e imprudência. Mas, ao analisar os autos, os desembargadores Irmar Ferreira Campos (relator), Luciano Pinto e Eduardo Mariné constataram que houve erro médico e condenaram o especialista a pagar indenização ao paciente no valor de R$ 6 mil, corrigidos monetariamente pela tabela do Tribunal de Justiça, a partir da publicação da sentença, além de juros de mora a partir do trânsito em julgado.

12 de jan de 2008

VAI TER QUE ME PRENDER - Juiz proíbe mídia de citar agressores de prostituta

Três estudantes de classe média (Fernando Mattos Roiz Júnior, 19, Luciano Filgueiras da Silva Monteiro, 21, e um menor) agrediram prostitutas e travestis com um extintor de incêndio roubado na Barra da Tijuca dois meses atrás.
Eles foram presos, e o juiz Almeida Neto condenou os dois universitários (Fernando e Luciano) a prestar oito horas semanais de serviços à companhia de limpeza urbana do Rio por um ano - os dois recolhem lixo e ajudam a limpar pichações em postes e muros.
A ação contra os meios de comunicação foi proposta pelo Ministério Público do Estado a pedido dos advogados dos universitários, Leonardo Siqueira e Bruno de Oliveira. ""Eles já estão cumprindo a pena e estavam sofrendo represálias na rua por causa das cenas exibidas nos jornais", disse Siqueira.
O juiz proibiu os veículos de mencionar os estudantes em reportagens, inclusive via internet. Caso a decisão seja descumprida, o juiz estabelece na sentença multa de R$ 10 mil.Segundo a decisão (tomada em 22 de novembro, mas só informada anteontem), os ""principais veículos de comunicação locais [redes de TV Globo, TVE, Bandeirantes, CNT, Record, Rede TV] e jornais de grande circulação ["O Globo", "Jornal do Brasil", "Extra", "O Dia"]" terão que se abster ""de veicular imagem dos autores do fato".

Entidades repudiam censura a jornais e TVs do Rio

A ANJ (Associação Nacional de Jornais), a Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) e a ABI (Associação Brasileira de Imprensa) protestaram contra a decisão. Segundo a ANJ, o juiz ""praticou censura prévia e afrontou a Constituição": ""Não cabe a ninguém decidir qual informação deve chegar aos cidadãos". A ANJ recomenda que os veículos de comunicação recorram da proibição, para que o Judiciário restabeleça o princípio da liberdade de expressão.
A Abert repudiou a decisão e disse ter ""confiança no Poder Judiciário como guardião dos princípios da liberdade de imprensa". A ABI declarou que a decisão ""ofende à Constituição, ignorando a disposição mencionada, e devolve o país aos tempos do autoritarismo".

COTEMINAS: SINDICATO QUER GARANTIR DIREITOS DOS TRABALHADORES

A Diretria do Sindicato dos Trabalhadores na Fiação e Tecelagem de Montes Claros tem feito todos os esforços para garantir aos cerca de 800 trabalhadores demitidos pela Coteminas todos os seus direitos. Segundo a presidente, Maria Eliana Ferreira dos Santos, a preocupação principal é manter o maior número de empregos, orientar o trabalhadores dos seus direitos e garantir todos aqueles assegurados em lei e outros acordados com a empresa, inclusive com a mediação do Ministério do Trabalho, além de um acompanhamento social e afetivo às famílias atingidas pelo desemprego.
Nas negociações com a empresa a diretoria do Sindicato apresentou as seguintes medidas a serem adotadas: a) garantir o maior número possível de empregos, com remanejamento para outros setores ou unidades; b) iniciar as demissões com trabalhadores que desejam se desligar da empresa, com um PDV – Programa de Demissão Voluntária, ou por aqueles que têm outra fonte de renda; c) assegurar, por um ano, os benefícios sociais aos filhos dos demitidos que estão matriculados nas escolas da Coteminas; d) fornecer vales-refeição por 6 meses a todos os demitidos; e) garantir aos demitidos benefícios adquiridos no PLR – Participação nos Lucros e Resultados; g) dar prioridade de recontratação aos trabalhadores atingidos pela demissão, ou a membros da sua família, na retomada da produção daqui a 6 meses, segundo informações da empresa.
O Secretário da entidade sindical, Renato Sérgio Pereira, acredita que a modernização tecnológica de todas as indústrias tem penalizado os trabalhadores com o corte de vagas. Ele acha um absurdo ser sacrificado apenas o trabalhador. Afirma que o fechamento da Cotenor, do grupo Coteminas, é uma questão de mercado na competição por seus produtos. Outras unidades de produção de qualquer indústria de Montes Claros poderão ser fechadas na modernização de seus equipamentos. Cabe às lideranças fazer intervenção para diminuir os impactos.
EXPERIÊNCIAS
Os Diretores do Sindicato já viveram situações traumáticas de demissões de trabalhadores. Maria Eliana e Renato Sérgio relatam que, recentemente, na modernização da matriz da Coteminas, a empresa tinha a intenção de demitir 400 trabalhadores. A intervenção imediata do Sindicato reduziu este número para cerca de 290 demissões e a garantia do retorno dos dispensados após a normalização da produção. A grande maioria dos demitidos já foi recontratada.
Outra experiência vivida pessoalmente pela presidente Maria Eliana, há alguns anos, foi o caso da Têxtil Paculdino. Ela conta que a empresa quebrou e alegava não ter dinheiro para pagar as indenizações aos 190 trabalhadores demitidos. Uma comissão formada por trabalhadores da Paculdino, diretoria do Sindicato, Justiça do Trabalho e Ministério Público do Trabalho elaborou várias propostas como alternativas ao problema vivido pelos trabalhadores. A proposta de parcelamento em até 5 anos para pagamento dos direitos trabalhistas foi taxativamente rejeitada pelo trabalhadores. Um grupo dos trabalhadores atingidos procurou um empresário do nordeste, que fez a compra do maquinário do setor de fiação da Têxtil Paculdino, e assumiu a dívida com os trabalhadores. A Têxtil Nova Aliança contratou 170 dos trabalhadores dispensados. Maria Eliana relata que a negociação durou cerca de 4 meses, com a Diretoria do Sindicato permanecendo diuturnamente ao lado dos trabalhadores até a certeza da garantia dos seus direitos.
CLIMA DE ANGÚSTIA
Valdeir Ferreira Souto, tesoureiro do Sindicato, que permanece trabalhando no interior da empresa conta que “vivemos momentos de angústia e apreensão, pois estamos ansiosos. A cada instante perguntamos uns aos outros quem será o próximo a ser dispensado”. Ele relata que os trabalhadores já ficam imaginando como poderá sustentar a família nos próximos meses e em qual atividade de trabalho poderá atuar. “Mas, senti também conforto ao ver alguns companheiros sendo remanejados para a unidade Sebratex”, afirma, aliviado.
BUSCA DE APOIOS
A Diretoria do Sindicato vem tendo apoio de vários setores sociais e públicos na luta pela garantia do emprego e dos direitos dos trabalhadores. Várias reuniões já aconteceram com os sindicatos ligados à CUT regional norte, com a direção da Câmara Municipal, com o sub-Delegado do Ministério do Trabalho e com o Prefeito Municipal Athos Avelino. O Prefeito intercedeu junto ao vice-presidente José Alencar, maior acionário do grupo Coteminas, para atender as propostas dos trabalhadores, principalmente evitando demissões ou se comprometendo na recontratação. Após esta reunião, a diretoria do Sindicato solicitou uma Audiência Pública à Assembléia Legislativa para debater a questão.
Apoios de várias entidades de Minas e do Brasil vem chegando como da Federação dos Tecelões de Minas Gerais, da CNTI – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria, de Deputados Estaduais e de lideranças diversas.
AUDIÊNCIA PÚBLICA
A pedido do deputado estadual Paulo Guedes (PT-MG) a Comissão de Trabalho e Renda da Assembléia Legislativa de Minas Gerais realizará Audiência Pública, em Montes Claros, no dia 22 de fevereiro, para debater as questões relacionadas às demissões na Coteminas.
JUNTA GOVERNATIVA
Desde 17 de setembro de 2007, a direção do Sindicato dos Trabalhadores na Fiação e Tecelagem de Montes Claros, que tem cerca de 4 mil trabalhadores em sua base, é composta por uma Junta Governativa, eleita por uma Assembléia Geral e referendada pela Justiça do Trabalho. Ela é composta por três membros com as funções de Presidente, Secretário e Tesoureiro.
A presidência é ocupada por Maria Eliana Ferreira dos Santos, que trabalha há 12 anos na Têxtil Paculdino, na função de operadora de máquina de fiação, sendo associada do Sindicato desde 2001. Participante ativa no trabalho de organização da base, já participou da negociação de diversas Convenções Coletivas na Paculdino, em ações impetradas pelo Sindicato e em centenas de acordos de direitos trabalhistas. Desde 2006, vem atuando como dirigente sindical.
Renato Sérgio Pereira é o secretário da entidade. Trabalha há 17 anos na Santanense como mecânico industrial, sendo associado sindical desde 1995. Tem mais de 10 anos de experiência como dirigente sindical. Participou de diversas negociações coletivas na Coteminas, Têxtil Paculdino e Santanense.
Valdeir Ferreira Souto é o tesoureiro do Sindicato. Trabalha há 29 anos na Coteminas, como operador de máquina de fiação. É associado e dirigente sindical há cerca de 10 anos, mas permanece no trabalho no interior da fábrica.
A Diretoria acredita que, neste momento, os maiores desafios do Sindicato são:
- manter os empregos de todas as indústrias de fiação e tecelagem de Montes Claros;
- orientar os trabalhadores da base para garantia de todos os seus direitos;
- continuar negociando com a Coteminas para minimizar os impactos da decisão de demissão dos trabalhadores, procurando garantir outros direitos além dos já estabelecidos em lei e em acordos coletivos.
- assegurar benefícios adquiridos n o PLR – Participação nos Lucros e Resultados;
- lutar por melhores condições de trabalho e de vida



INCLUSÃO VIA ESTÁGIO - Lei assegura vaga de estágio para portadores de deficiência em MG

Projeto apresentado pelo deputado Paulo Guedes garante 5% das vagas oferecidas por órgãos da administração pública do estado


A partir de agora, estudantes portadores de deficiência têm garantido o direito de fazer estágio em órgãos e entidades das administrações públicas direta e indireta do Estado de Minas Gerais. A nova lei, cujo projeto é de autoria do deputado Paulo Guedes (PT), garante que 5% das vagas oferecidas para estágio sejam destinadas a essas pessoas. A determinação foi publicada no Diário Oficial, na quinta-feira, 11.
Paulo Guedes, que o líder da minoria na Assembléia Legislativa, avalia que é preciso minimizar parte da dívida social com esses jovens que, na sua opinião, sofrem com o preconceito e a discriminação.
“Se para a grande maioria dos trabalhadores o mercado de trabalho e a qualificação de mão-de-obra são um grande problema, para os portadores de deficiência essa situação é muito mais dramática”, justifica o parlamentar. Ele lembra que o projeto é uma parceria com representantes de entidades ligadas à inclusão social de pessoas portadoras de deficiência.
De acordo com a nova lei, caberá à gerência de estágio das secretarias de Estado a definição das atividades compatíveis com cada tipo de deficiência e a inscrição dos candidatos em listagem específica.

Vice assume prefeitura. De Porteirinha

O prefeito Alonso Reis (PT) transmitiu o cargo de prefeito para seu vice, Antônio Carlos Martins, para usufruir três semanas de férias.

11 de jan de 2008

JUSTIÇA DE MOC NÃO DEIXA TRAFICANTE FICAR PRESO

Suspeitos de integrar uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas dos estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Goiás para o Norte de Minas, e que vinha coordenando execuções de jovens envolvidos com o tráfico de drogas na cidade, mais dois presos da operação Bumerangue, deflagrada pela polícia federal em junho do ano passado, estão em liberdade.Os homens apontados como traficantes de alta periculosidade, pela polícia federal, Wilker Cosme Antunes Pereira e Marcelo Eduardo de Oliveira, saíram do presídio de Montes Claros na tarde de quinta-feira, 10, através de habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais.De acordo com o advogado de Wilker e Marcelo, Jackson Ferraz, o HC foi concedido devido ao excesso de prazo do processo, ou seja, os suspeitos não poderiam permanecer na cadeia sem ter sido julgados.- Assim, como a liberdade de Erivelto de Souza Ferreira, em outubro do ano passado, foi concedida por excesso de prazo, Wilker e Marcelo também têm direito de aguardar julgamento em liberdade – afirma Jackson.
MALBORO TAMBÉM PODE GANHAR LIBERDADE
Ainda de acordo com o advogado, as outras pessoas presas em virtude da operação Bumerangue também poderão ganhar liberdade nos próximos dias, inclusive Waldemir Tavares da Silva Filho, 29 anos, o Malboro, preso nesta semana pela polícia militar e que também tinha prisão decretada em virtude da operação Bumerangue.- Já pedimos a extensão do habeas corpus concedido a Wilker e Marcelo para todos os nossos clientes presos em virtude da operação Bumerangue. Aguardaremos, o parecer da justiça para que, nas próximas semanas, os outros presos também recebam o beneficio de responder o processo em liberdade – afirma Jackson.

O mico da febre amarela

Foi encontrado já em estado de decomposição, um dúzia de soim na região do aeroporto de Montes Claros-MG. Os macacos (mico) foram encontrados no ano passado, mas só agora o susto de um surto da febre amarela foi noticiado pela vigilância de saúde: "Mortandade de primatas em Montes Claros".
Leia AQUI a nota técnica de Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Montes Claros.

9 de jan de 2008

IRAPÉ PODE IR ÁGUA ABAIXO?

A menina dos olhos de Aécio Neves na região, a Usina de Irapé, pode se transformar – na verdade – no maior problema do governo de Minas. Informações de cocheira, colhidas ontem à tarde, dão conta que os diretores da hidrelétrica têm feito das mãos os pés para ocultar um vazamento cada vez maior na obra edificada a peso de ouro. O acesso ao local do vazamento tem sido dificultado até mesmo para parte da cúpula da usina. Muita gente grande, grande mesmo, tem dormido menos e colocado às barbas de molho...

Patrus Ananias visita sua terra natal para puxar a orelha do prefeito

O ministro de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o bocaiuvense Patrus Ananias, visita a região norte-mineira, esta semana. Nesta quinta-feira, a partir das 15 horas, será recebido pelo vice-prefeito Sued Botelho, do PT, e por autoridades municipais, estaduais e federais, no aeroporto de Montes Claros, onde concede entrevista coletiva à Imprensa, seguindo depois para o prédio da Prefeitura, na avenida Cula Mangabeira. Às 16 horas, o ministro e comitiva visitam as obras de construção do restaurante popular, nas proximidades do Mercado Municipal Central.
A partir das 17h30, Patrus Ananias conhecerá o trabalho desenvolvido pelos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS - (Casa da Família) dos bairros Santos Reis e Major Prates. Às 19 horas, o ministro terá encontro com o bispo Dom Alberto.

À noite, Patrus Ananias segue para a sua cidade natal, Bocaiúva, onde manterá, na sexta-feira, encontro com lideranças daquele município. O final de semana do ministro será reservado para reencontro com familiares. É a primeira visita oficial que o ministro Patrus faz. Todas as grandes obras de Bocaiúva foram executadas com recursos federais, mas o prefeito Alberto Caldeira, do PMDB, ignora este fato. Patrus, apesar de participar diretamente de todo o progresso de Bocaiúva, é tido para muitos, como um filho ausente e que nada contribui pelo progresso de sua terra natal. Por isso, o ilustre bocaiuvense deverá "puxar a orelha" do prefeito e fazer um relato sobre as principais ações do Governo Federal na região, com possibilidade de anúncio de medidas que poderão contribuir para amenizar o sofrimento dos norte-mineiros, que sofrem com os efeitos da maior seca dos últimos 30 anos.

Imprensa safada - JN foge da palavra BANCOS quando noticia aumento de impostos

Há coincidências que não há como passar desapercebidas.O teor dessa nota a Helena já nos informou em 2006, mas continua atualíssima.
O Jornal Nacional da TV Globo cometeu aquela SAFADEZA de dizer que o "AUMENTO de IMPOSTOS" iria encarecer compras à prestação pelo aumento do IOF, "esquecendo" ARDILOSAMENTE de reduzir o impacto da CPMF nos preços.
A imprensa vive fugindo de dizer que o aumento de impostos é sobre o LUCRO dos BANCOS.Aí vemos uma primeira coincidência: quem patrocina o Jornal Nacional é o UNIBANCO.
Mas as coincidências não param por aí. O Presidente da UNIBANCO Holdings, é Roberto Konder Bornhausen, irmão do ex-presidente do PFL/DEM Jorge Bornhausen e tio de Paulo Bornhausen, líder do DEM na Câmara.
Sabemos que o Paulo Bornhausen foi o braço político da campanha Xô-CPMF e que o DEM atuou como se fossem advogados dos banqueiros ao entrar no STF com ação contra o aumento da Contribuição sobre o LUCRO dos BANCOS.Quem sabe é tudo apenas uma série de coincidências...
Zé Augusto, do blog da Helena Stephanowotz
O ex-presidente da Câmara Severino Cavalcanti (PP-PE) poderá voltar à Casa pela porta da frente em função de uma manobra do colega Fernando Rodovalho (PSC-PE), que pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação do mandato do deputado federal Marcos Antônio (PRB-PE) por infidelidade partidária. Se o Tribunal acatar o pedido, Severino assumirá o mandato por ser o primeiro suplente da coligação que elegeu o parlamentar.

Em 2005, Severino renunciou à presidência da Câmara e ao mandato para escapar de processo de cassação depois da denúncia de que teria cobrado R$ 137,5 mil do empresário Sebastião Buani em troca de manter autorização para explorar um restaurante na Câmara. Com a renúncia, ele preservou os direitos políticos e tentou regressar à Câmara, mas obteve votação pífia.

7 de jan de 2008

Deputado do demo é chamado de porqueira

O Deputado estadual Ruy Muniz do DEMO de Minas Gerais, foi chamado de porqueira durante sessão realizada na Assembléia Legislativa de Minas sobre os acidentes de trabalho nas obras da construção, causados pela ganância dos patrões e que só este ano assassinaram mais de 42 operários. O Deputado do DEMO Ruy Muniz , de Montes Claros, pediu a palavra, e diante das centenas de operários em greve que lotavam as galerias, ironizou a luta dos trabalhadores, disse que o miserável salário de pouco mais de R$ 400 dos serventes é bom, e que os empresários é que estavam certos, que era destes empresários super exploradores dos trabalhadores que o Brasil precisava e que os operários dependiam dos patrões e que eles eram bons porque davam empregos.

Um operário, expressando a indignação de todos, reagiu, afirmando:
PORQUEIRA!!!

Foi o que bastou para que o idiota fascista tentasse dar ordem de prisão para o operário, no que foi contido pelos seus pares, vendo o ridículo e a impossibilidade de se atacar o operário à vista de toda a brava gente da construção civil que nessa hora lotava a Assembléia Legislativa.

Esse deputado, que nunca trabalhou, desonra a própria mãe e o pai que o criou, tentando ser reconhecido como filho legítimo de quem seria seu pai verdadeiro, o político conhecido de Montes Claros Mário Ribeiro, muito mais rico que o pai que o criou e lhe deu o nome. E mais! No final da década de 80, esse deputado ficou preso por mais de 3 anos, por aplicar um grande golpe no Banco do Brasil. E tudo o que ele têm hoje é porque escondeu a maior parte do dinheiro que roubou, transformou em dólar, e depois de uma maxi-desvalorização, ressarciu em cruzeiros o que ele roubou para o banco, e ainda ficou com uma grande fortuna!

O honrado operário falou tudo: Porqueira!!!
Informativo completo AQUI
Fonte: Informativo Oficial do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de BH, Sabará, Lagoa Santa, Ribeirão das Neves, Sete Lagoas, Nova Lima, Rio Acima e Raposos - Tel: (31) 3449.6100 Fax: 3449.6117 - Rua Além Paraíba, 425 Lagoinha - BH - Site www.sticbh.org.br - E-mail: sticbh@sticbh.org.br
Liga Operária

6 de jan de 2008

Obras no Rio São Francisco recomeçam amanhã

As obras do projeto de transposição das águas do Rio São Francisco serão retomadas amanhã (7) após o fim do recesso do 2º Batalhão de Construção e Engenharia do Exército. As informações são do Centro de Comunicação Social da instituição. Desde junho de 2007, os militares estão executando trabalhos de topografia e construção de uma barragem e dois canais de aproximação do rio com as estações de bombeamento, na região de Cabrobó (PE). Em dezembro do ano passado, uma liminar do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1-1) chegou a suspender as obras, até o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir pela continuidade do projeto. No mesmo mês, o Bispo de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappi(a)o, anunciou o fim de uma greve de fome em protesto contra a transposição que durou 26 dias.
Luana Lourenço, Agência Brasil
Matéria Completa, ::Aqui::