Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

9 de jan de 2008

Patrus Ananias visita sua terra natal para puxar a orelha do prefeito

O ministro de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o bocaiuvense Patrus Ananias, visita a região norte-mineira, esta semana. Nesta quinta-feira, a partir das 15 horas, será recebido pelo vice-prefeito Sued Botelho, do PT, e por autoridades municipais, estaduais e federais, no aeroporto de Montes Claros, onde concede entrevista coletiva à Imprensa, seguindo depois para o prédio da Prefeitura, na avenida Cula Mangabeira. Às 16 horas, o ministro e comitiva visitam as obras de construção do restaurante popular, nas proximidades do Mercado Municipal Central.
A partir das 17h30, Patrus Ananias conhecerá o trabalho desenvolvido pelos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS - (Casa da Família) dos bairros Santos Reis e Major Prates. Às 19 horas, o ministro terá encontro com o bispo Dom Alberto.

À noite, Patrus Ananias segue para a sua cidade natal, Bocaiúva, onde manterá, na sexta-feira, encontro com lideranças daquele município. O final de semana do ministro será reservado para reencontro com familiares. É a primeira visita oficial que o ministro Patrus faz. Todas as grandes obras de Bocaiúva foram executadas com recursos federais, mas o prefeito Alberto Caldeira, do PMDB, ignora este fato. Patrus, apesar de participar diretamente de todo o progresso de Bocaiúva, é tido para muitos, como um filho ausente e que nada contribui pelo progresso de sua terra natal. Por isso, o ilustre bocaiuvense deverá "puxar a orelha" do prefeito e fazer um relato sobre as principais ações do Governo Federal na região, com possibilidade de anúncio de medidas que poderão contribuir para amenizar o sofrimento dos norte-mineiros, que sofrem com os efeitos da maior seca dos últimos 30 anos.

Nenhum comentário: