Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

13 de out de 2010

Blog com novo endereço!


Com novo Layout a partir de hoje (13/10/2010) o blog Em cima da notícia toma status de site, e pode ser acessado pelo endereço: www.emcimadanoticia.com 

José Alencar anuncia novo lema de Dilma para convencer eleitores de Minas

Depois que o vice-presidente da República e coordenador em Minas Gerais da campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT), José Alencar (PRB) criou o lema da campanha de Dilma no estado: “Dilma é Minas na Presidência”, dizendo que, “quando Minas chega à Presidência da República, quem ganha é o Brasil”. A candidata nasceu em Belo Horizonte. O vice-presidente emendou e afirmou ter sido “um mineiro que industrializou São Paulo, e que construiu Brasília, valorizando o desenvolvimento no Centro-Oeste”, referindo-se a Juscelino Kubitschek. Alencar se despediu dizendo que até no hospital faz campanha e que Dilma vai ganhar a disputa contra José Serra (PSDB). Agora ele apareceu no programa eleitoral para manifestar apoio a Dilma, que segundo ele dará continuidade ao atual governo.


11 de out de 2010

Desculpem amigos, vou votar no SERRA.


* Escrito por Marco Paulo Valeriano de Brito, publicado na Coluna do Luís Nassif

Cansei de ir ao supermercado e encontrá-lo cheio. O alimento está barato demais. O salário dos pobres aumentou, e qualquer um agora se mete a comprar, carne, queijo, presunto, hambúrguer e iogurte.
Cansei dos bares e restaurantes lotados nos fins de semana. Se sobra algum, a gentalha toda vai para a noite. Cansei dessa demagogia.
Cansei de ir a Shopping e ver a pobreza comprando e desfilando com seus celulares.
O governo reduziu os impostos para os computadores. A Internet virou coisa de qualquer um. Pode? Até o filho da manicure, pedreiro, catador de papel agora navega…
Cansei dos estacionamentos sem vaga. Com essa coisa de juro a juro baixo, todo mundo tem carro, até a minha empregada. ” É uma vergonha! “, como dizia o Boris Casoy. Com o Serra, os congestionamentos vão acabar, porque, como em S.Paulo, vai instalar postos de pedágio nas estradas brasileiras a cada 35 km e cobrar caro.
Cansei da moda banalizada. Agora, qualquer um pode botar uma confecção. Tem até crédito oferecido pelo governo. O que era exclusivo da Oscar Freire, agora, se vende até no camelô da 25 de Março e no Braz.

Vergonha, vergonha, vergonha…

Cansei de ir a banco e ver aquela fila de idosos no Caixa Preferencial, todos trabalhando de office-boys.
Cansei dessa coisa de biodiesel, de agricultura familiar. O caseiro do meu sítio agora virou “empreendedor” no Nordeste. Pode? Cansei dessa coisa assistencialista de Bolsa Família. Esse dinheiro poderia ser utilizado para abater a dívida dos empresários de comunicação (Globo,SBT,Band, RedeTV, CNT, Folha SP, Estadão, etc.). A coitada da “Veja” passando dificuldade e esse governo alimentando gabiru em Pernambuco. É o fim do mundo.
Cansei dessa história de PROUNI, que botou esses tipinhos, sem berço, na universidade. Até índio, agora, vira médico e advogado. É um desrespeito… Meus filhos, que foram bem criados, precisam conviver e competir com essa raça.
Cansei dessa história de Luz para Todos. Os capiaus, agora, vão assistir TV até tarde. E, lógico, vão acordar ao meio-dia. Quem vai cuidar da lavoura do Brasil? Diga aí, seu Lula…
Cansei dessa história de facilitar a construção e a compra da casa própria (73% da população, hoje, têm casa própria, segundo pesquisas recentes do IBGE). E os coitados que vivem de cobrar aluguéis? O que será deles? Cansei dessa palhaçada da desvalorização do dólar. Agora, qualquer um tem MP3, celular e câmera digital. Qualquer umazinha, aqui do prédio, vai passar férias no Exterior. É o fim…
Vou votar no Serra. Cansei, vou votar no Serra, porque quero de volta as emoções fortes do governo de FHC, quero investir no dólar em disparada e aproveitar a inflação. Investir em ações de Estatais quase de graça e vender com altos lucros. Chega dessa baboseira politicamente correta, dessa hipocrisia de cooperação. O motor da vida é a disputa, o risco… Quem pode, pode, quem não pode, se sacode. Tenho culpa eu, se meu pai era mais esperto que os outros para ganhar dinheiro comprando ações de Estatais quase de graça? Eles que vão trabalhar, vagabundos, porque, no capitalismo, vence quem tem mais competência. É o único jeito de organizar a sociedade, de mostrar quem é superior e quem é inferior.

Eu ia anular, mas cansei. Basta! Vou votar no SERRA. Quero ver essa gentalha no lugar que lhe é devido. “Quero minha felicidade de volta.” Estou com muito MEDO. Chega! Assim está DILMAIS.

* Marco Paulo Valeriano de Brito, é Enfermeiro Sanitarista, Professor Universitário e Gestor Público

10 de out de 2010

Compra de votos ou coincidências?

O abuso da máquina pública municipal de Montes Claros e a dinheirama espalhada na cidade e em vários municípios do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha, em prol da campanha do candidato Luiz Tadeu Martins Leite, foi explícito. Em cada município no qual ele foi bem votado há denúncias de compra de votos, seja através de dinheiro ou via emprego na Prefeitura de Montes Claros.
No sábado, dia 2, no rol das Faculdades Iseib - ligada a Funadem e ao time de vôlei do qual Tadeuzinho é um dos diretores - centenas de cabos eleitorais foram receber seus “pagamentos”.
Outro fato que pode confirmar o abuso da máquina em Montes Claros, em favor da candidatura do filho do prefeito, foi o exagero nas propagandas da Prefeitura, principalmente na InterTV, antes das eleições. Desde asfalto, saúde para todos e até isenção de dívidas municipais. Após o pleito, elas praticamente saíram do ar. Agora o saco de bondade para eleger o filho voltou novamente a ser o saco de maldade que conhecemos desde a época do oco do pau. Pagamento dos servidores? Só dia 21. Saúde para todos? Vai no Alpheu de Quadros e encontre um médico de plantão...

8 de out de 2010

Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso

O PT foi um dos partidos que mais se beneficiaram do encolhimento da oposição demo-tucana no Congresso Nacional. Mas o resultado das eleições de 3 de outubro também foi favorável ao chamado bloco de esquerda (PSB, PCdoB e PDT), bem como aos partidos de centro.

As três legendas mais importantes do bloco — PSB, PCdoB e PDT — somaram pouco mais de 66,5 milhões de votos em todos os cargos disputados nas eleições de domingo. Assim, o eleitor concedeu à esquerda 77 vagas na Câmara e dez no Senado.
Em termos de votos, o PCdoB também surpreendeu nas urnas e foi o quarto partido mais votado para o Senado, atrás apenas de PT, PSDB e PMDB. Os nove candidatos comunistas a senadores acumularam 12,5 milhões de votos.
Já os quatro principais partidos de centro, presentes em todos os governos desde a redemocratização do país, prosseguem cacifados pelas urnas. Juntos, PMDB, PP, PR e PTB tiveram quase 124,3 milhões de votos, assegurando 182 de 513 vagas na Câmara e 35 dos 81 assentos no Senado.
Dessas siglas, nenhuma somou mais eleitos que o PMDB — que, neste ano, indicou o presidente da Câmara, Michel Temer, para a vice da presidenciável Dilma Rousseff, da coligação Para o Brasil Seguir Mudando. Os candidatos peemedebistas tiveram a preferência de mais de 65,8 milhões eleitores (votos nominais e de legenda), com 79 cadeiras garantidas na Câmara e 20 no Senado.

7 de out de 2010

Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas"



 Durante comício realizado em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, em 24 de agosto deste ano, o presidente Lula falou do preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" que imperava no país antes de seu governo. Uma análise emocionada de pequenas coisas que provocaram grandes mudanças no Brasil dos últimos oito anos.

Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite

Polícia Militar é acusada de promover show de autoritarismo e espancamento após resultado das eleições
Terminada a apuração das eleições no último domingo (3), na cidade de Fruta de Leite, no Norte de Minas, distante 191 quilômetros de Montes Claros, opositores ao atual prefeito foram para a praça Princesa Isabel, a principal da cidade, para comemorar o resultado da apuração. Mas, foram surpreendidos com uma ação da Polícia Militar, comandada pelo sargento Edmilson Novais, acompanhado dos cabos Erasmo Carlos Ferreira e Wallece Silva Barbosa e dos soldados Igor Fabian Pereira Santos e Elton Juneo Santos Freitas, que receberam reforços de militares de Padre Carvalho, Novo Horizonte e Santa Cruz de Salinas.
Clique AQUI e continue lendo...

6 de out de 2010

A verdadeira causa do segundo turno

Marina,... você se pintou?


Maurício Abdalla [1]



“Marina, morena Marina, você se pintou” – diz a canção de Caymmi. Mas é provável, Marina, que pintaram você. Era a candidata ideal: mulher, militante, ecológica e socialmente comprometida com o “grito da Terra e o grito dos pobres”, como diz Leonardo.Dizem que escolheu o partido errado. Pode ser. Mas, por outro lado, o que é certo neste confuso tempo de partidos gelatinosos, de alianças surreais e de pragmatismo hiperbólico? Quem pode atirar a primeira pedra no que diz respeito a escolhas partidárias?
Mas ainda assim, Marina, sua candidatura estava fadada a não decolar. Não pela causa que defende, não pela grandeza de sua figura. Mas pelo fato de que as verdadeiras causas que afetam a população do Brasil não interessam aos financiadores de campanha, às elites e aos seus meios de comunicação. A batalha não era para ser sua. Era de Dilma contra Serra. Do governo Lula contra o governo do PSDB/DEM. Assim decidiram as “famiglias” que controlam a informação no país. E elas não só decidiram quem iria duelar, mas também quiseram definir o vencedor. O Estadão dixit: Serra deve ser eleito.
Mas a estratégia de reconduzir ao poder a velha aliança PSDB/DEM estava fazendo água. O povo insistia em confirmar não a sua preferência por Dilma, mas seu apreço pelo Lula. O que, é claro, se revertia em intenção de voto em sua candidata. Mas “os filhos das trevas são mais espertos do que os filhos da luz”. Sacaram da manga um ás escondido. Usar a Marina como trampolim para levar o tucano para o segundo turno e ganhar tempo para a guerra suja.
Marina, você, cujo coração é vermelho e verde, foi pintada de azul. “Azul tucano”. Deram-lhe o espaço que sua causa nunca teve, que sua luta junto aos seringueiros e contra as elites rurais jamais alcançaria nos grandes meios de comunicação. A Globo nunca esteve ao seu lado. A Veja, a FSP, o Estadão jamais se preocuparam com a ecologia profunda. Eles sempre foram, e ainda são, seus e nossos inimigos viscerais.
Mas a estratégia deu certo. Serra foi para o segundo turno, e a mídia não cansa de propagar a “vitória da Marina”. Não aceite esse presente de grego. Hão de descartá-la assim que você falar qual é exatamente a sua luta e contra quem ela se dirige.
“Marina, você faça tudo, mas faça o favor”: não deixe que a pintem de azul tucano. Sua história não permite isso. E não deixe que seus eleitores se iludam acreditando que você está mais perto de Serra do que de Dilma. Que não pensem que sua luta pode torná-la neutra ou que pensem que para você “tanto faz”. Que os percalços e dificuldades que você teve no Governo Lula não a façam esquecer os 8 anos de FHC e os 500 anos de domínio absoluto da Casagrande no país cuja maioria vive na senzala. Não deixe que pintem “esse rosto que o povo gosta, que gosta e é só dele”.
Dilma, admitamos, não é a candidata de nossos sonhos. Mas Serra o é de nossos mais terríveis pesadelos. Ajude-nos a enfrentá-lo. Você não precisa dos paparicos da elite brasileira e de seus meios de comunicação. “Marina, você já é bonita com o que Deus lhe deu”.

[1] Professor de filosofia da UFES, autor de Iara e a Arca da Filosofia (Mercuryo Jovem), dentre outros.

4 de out de 2010

Cientista político faz análise para o segundo turno

A candidata Dilma Rousseff, terá palanques muito mais fortes do que o seu concorrente, o tucano José Serra, na disputa eleitoral no segundo turno. Serra só vai contar com apoio forte e significativo em três estados, Paraná, São Paulo e Minas Gerais, avalia o cientista político Marco Antonio Carvalho Teixeira, professor da Fundação Getúlio Vargas. "Em Minas, ele precisará contar ainda com a adesão de corpo e alma do ex-governador Aécio Neves (eleito senador), o que é de se esperar com certa reserva", ressalva Teixeira. Nos demais Estados, observa o cientista, candidatos apoiados por Dilma e o presidente Lula tiveram muito melhor desempenho.

Nos Estados onde haverá segundo turno, Serra, mais uma vez, também enfrentará dificuldades para ver seus aliados oporem-se à liderança do Presidente Lula. Novamente, o presidente jogará seu peso político em favor dos candidatos apoiados pelo Palácio do Planalto que estarão na segunda fase da disputa. "É o caso do Pará, onde o PSDB quase ganhou no primeiro turno, mas a Dilma venceu no Estado. Lá, o candidato do PSDB deve evitar um embate direto com Lula, que é muito forte", diz o cientista. O Presidente ainda terá uma presença muito forte no Nordeste no segundo turno, lembra Teixeira.

Outro problema a ser enfrentado pelo candidato tucano é perda de palanques de importantes aliados derrotados nessa eleição, como Tasso Jereissati, no Ceará, Marco Maciel e Jarbas Vasconcelos, em Pernambuco, e Arthur Vírgilio, no Amazonas."Ele não terá palanque nenhum no Ceará, por exemplo", constata Teixeira.

A realização do segundo turno deveu-se muito mais à performance de Marina Silva, que venceu no Distrito Federal e ficou em segundo lugar no Rio de Janeiro, do que ao desempenho de Serra, observa professor. Para ele, foi um um desempenho "muito mais pessoal" de Marina do que próprio PV. "É esperado o apoio do PV a Serra, mas a Marina tende a ficar neutra nessa disputa. Ela saiu há pouco do PT fazendo muitas críticas, mas também atacou Serra. Se houver essa sua neutralidade, Dilma será beneficiada", prevê Teixeira.

Resultado da votação dos candidatos indeferidos em Minas Gerais

Cargo: Deputado Federal

SILAS BRASILEIRO 62.998
CARLOS ALBERTO PEREIRA 58.544
ARIOVALDO DE MELO FILHO 16.994
ALFREDO PASTORI NETO 6.690
ROBSON GOMES SILVA 2.764
EDUARDO TEODORO ROCHA AZEVEDO 2.048
AELSON PEREIRA DOS SANTOS 922
JOSÉ GERALDO MENDES 827
EUSTÁQUIO JOSÉ DE OLIVEIRA 619
HELENA MARIA DE SOUSA 568
JOSÉ FUSCALDI CESÍLIO 481
WALNUT DOS SANTOS 476
MARCOS AURELIO PASCHOALIN 131
GERALDO DA SILVA DA CUNHA MENDES 89
KELEMARIE BARBOSA MURTA 88

Cargo: Deputado Estadual

PEDRO IVO FERREIRA CAMINHAS 61.315
LEONIDIO HENRIQUE CORREA BOUÇAS 41.893
WALTER RODRIGUES FILHO 22.154
ATHOS AVELINO PEREIRA 21.213
JULIO CESAR ELIAS CARDOSO 12.358
CARLOS ALBERTO DE AZEVEDO 10.587
MARIA LÚCIA SOARES DE MENDONÇA 6.426
RENÉ MENDES VILELA 5.705
GERALDO NASCIMENTO DE OLIVEIRA 3.403
GISÉLIA MARIA DE FREITAS 3.265
CLÁUDIO ROBERTO ROCHA 1.512
ADÃO PEREIRA SANTOS 1.388
MARIAH LUCIO STOCKLER DE MELLO 1.247
JOSE DE SOUZA FELIX 1.141
ERNANDES JOSE DA SILVA 978
AMAURI WAGNER RODRIGUES PEREIRA 807
LUIS AUGUSTO NARCISO 717
MARLON SERGIO GONCALVES DE SOUZA 674
MARCOS TRAJANO 592
ELIECI FERNANDES DE SOUZA 589
WELLINGTON JOSE MENEZES ALVES 549
CLEIDE DONÁRIA DE OLIVEIRA 502
EDUARDO DOS SANTOS PORCINO 500
JOELDSON ANDRADE TEIXEIRA 476
JORGE TOMAZ DOS SANTOS 438
WESTERLEY ALVES MOREIRA 409
LUIZ MANDUCA NETO 371
ROBERTO PEREIRA CAMPOS 330
RODINEI FERREIRA DIAS 259
ANTONIO GERALDO CARDOSO 202
HELENITA DOS SANTOS 137
JOSE MARTINS DA LUZ 99
JOSÉ CARLOS DE SOUZA 84
LÉA LOPES 31

Prefeito deixa Montes Claros sem representatividade no Congresso Nacional

Pela primeira vez nas últimas décadas Montes Claros, ficou sem nenhum representante na Câmara dos Deputados. Nem o paraquedista Saraiva Felipe, que é de  Belo Horizonte e conviveu um período curto em Montes Claros, teve o apoio de fato da administração. Foi reeleito, mas obteve só 4.845 mil votos, apenas 2,86% dos votos válidos da cidade, por causa do apoio do prefeito ao ancião Wilson Cunha, seu financiador de campanha, que acabou tirando votos não só de Saraiva, mas também de Jairo Ataide, Humberto Souto e Ruy Muniz.
Anastasia foi reeleito governador de Minas no 1º turno. Para o senado, os eleitos foram: Aécio Neves e Itamar Franco. Confira abaixo os 53 deputados federais eleitos por coligação, seguido pelo partido, número de votos recebidos e percentual de votos válidos.
PSDB/DEM/PP/PR/PPS

RODRIGO DE CASTRO PSDB 269.501 2,63 %
LAEL VARELLA DEM 243.871 2,38 %
ALEXANDRE SILVEIRA PPS 198.875 1,94 %
JAIMINHO MARTINS PR 179.584 1,75 %
TONINHO PINHEIRO PP 179.495 1,75 %
MARCUS PESTANA PSDB 161.831 1,58 %
DIMAS FABIANO PP 145.999 1,43 %
DOMINGOS SÁVIO PSDB 142.912 1,39 %
CARLAILE PEDROSA PSDB 127.988 1,25 %
MARCIO REINALDO PP 123.950 1,21 %
EDUARDO AZEREDO PSDB 123.454 1,21 %
EDUARDO BARBOSA PSDB 120.537 1,18 %
BERNARDO SANTANA PR118.080 1,15 %
BILAC PINTO PR 117.162 1,14 %
LINCOLN PORTELA PR 108.660 1,06%
AELTON FREITAS PR106.131 1,04 %
PAULO ABI ACKEL PSDB 105.390 1,03 %
LUIZ FERNANDO PP 105.330 1,03 %
RENZO BRAZ PP 102.195 1,00 %
NARCIO PSDB 101.066 0,99 %
CARLOS MELLES DEM 100.320 0,98 %
MARCOS MONTES DEM 94.063 0,92 %
DIEGO ANDRADE PR 89.586 0,87 %
GERALDO THADEU PPS 87.825 0,86 %
ARACELY DE PAULA PR 81.124 0,79 %

Todos Juntos por Minas

WELITON PRADO PT 234.229 2,29 %
GILMAR MACHADO PT 192.588 1,88 %
REGINALDO LOPES PT 174.107 1,70 %
ODAIR CUNHA PT 165.638 1,62 %
LEONARDO QUINTAO PMDB 141.488 1,38 %
NEWTON CARDOSO PMDB136.929 1,34 %
GABRIEL GUIMARÃES PT 135.759 1,33 %
ANTÔNIO ANDRADE PMDB 117.401 1,15 %
MIGUEL CORREA PT 113.278 1,11 %
PADRE JOAO PT - PRB 111.393 1,09 %
JÔ MORAES PC do B 105.848 1,03 %
JOAO MAGALHÃES PMDB 101.618 0,99 %
MAURO LOPES PMDB 92.969 0,91 %
GEORGE HILTON PRB 92.106 0,90 %
PAULO PIAU PMDB 90.883 0,89 %
SARAIVA FELIPE PMDB 88.743 0,87 %
LEONARDO MONTEIRO PT 85.661 0,84 %

Justiça Social e Trabalho

EROS BIONDINI PTB 207.728 2,03 %
JULIO DELGADO PSB 70.926 0,69 %

PDT

ZÉ SILVA PDT 109.105 1,06 %
ADEMIR CAMILO PDT 71.695 0,70 %

Partido Verde

FABINHO RAMALHO PV 95.311 0,93 %
ANTÔNIO ROBERTO PV 88.055 0,86 %

Unidos por Minas

WALTER TOSTA PMN - PSL 85.944 0,84 %
DR. GRILO PSL - PSL 39.969 0,39 %

Minas no Rumo Certo
LUIS TIBE PT do B 58.631 0,57 %

PSC

MARIO DE OLIVEIRA PSC 100.699 0,98 %

PHS/PTC

JOSE HUMBERTO PHS

Confira abaixo os 77 deputados eleitos no pleito deste 3 de outubro. Os nomes estão separados por coligação, seguido do número de votos e do percentual de votos válidos obtidos.

PSDB/DEM/PP

DINIS PINHEIRO PSDB 159.407 1,54 %
MAURI TORRES PSDB 106.193 1,03 %
GIL PEREIRA PP 95.396 0,92 %
DALMO RIBEIRO PSDB 90.538 0,88 %
LUIZ HUMBERTO CARNEIRO PSDB 88.963 0,86 %
GUSTAVO CORREA DEM 85.297 0,82 %
JOAO LEITE PSDB 84.287 0,81 %
DOUTOR VIANA DEM 80.401 0,78 %
CARLOS MOSCONI PSDB 79.705 0,77 %
LAFAYETTE ANDRADA PSDB 78.301 0,76 %
LUIZ HENRIQUE PSDB 77.502 0,75 %
ZÉ MAIA PSDB 72.336 0,70 %
GUSTAVO VALADARES DEM 71.320 0,69 %
MOURÃO PSDB 68.285 0,66 %
CÉLIO MOREIRA PSDB 62.563 0,60 %
RÔMULO VIEGAS PSDB 57.649 0,56 %
LEONARDO MOREIRA PSDB 56.840 0,55 %
JAYRO LESSA DEM 54.529 0,53 %


MUDA MINAS

ELISMAR PRADO PT 92.026 0,89 %
PAULO GUEDES PT 90.904 0,88 %
DURVAL ÂNGELO PT 89.712 0,87 %
POMPILIO CANAVEZ PT 56.261 0,54 %
BISPO GILBERTO ABRAMO PRB 52.976 0,51 %
PAULO LAMAC PT 50.950 0,49 %
ROGERIO CORREIA PT 45.825 0,44 %
ANDRÉ QUINTÃO PT 44.811 0,43 %
ULYSSES GOMES PT 41.264 0,40 %
ADELMO LEÃO PT 40.561 0,39 %
ALMIR PARACA PT 40.500 0,39 %
MARIA TEREZA LARA PT 37.439 0,36 %
PASTOR CARLOS HENRIQUE PRB 35.979 0,35 %

Partido do Movimento Democrático Brasileiro

ZÉ HENRIQUE PMDB 93.548 0,90 %
BRUNO SIQUEIRA PMDB 68.437 0,66 %
PASTOR VANDERLEI MIRANDA PMDB 64.911 0,63 %
ANTONIO JULIO PMDB 59.725 0,58 %
TADEUZINHO PMDB 56.634 0,55 %
ADALCLEVER LOPES PMDB 53.611 0,52 %
IVAIR NOGUEIRA PMDB 50.111 0,48 %
SÁVIO SOUZA CRUZ PMDB 45.383 0,44 %

JUSTIÇA SOCIAL E TRABALHO

MARQUES PTB 153.163 1,48 %
ARLEN SANTIAGO PTB 103.336 1,00 %
BRÁULIO BRAZ PTB 102.524 0,99 %
DILZON MELO PTB 77.846 0,75 %
WANDER BORGES PSB 62.805 0,61 %
LIZA PRADO PSB 43.809 0,42 %
LERIN PSB 40.425 0,39 %

Partido Verde

TIAGO ULISSES PV 103.162 1,00 %
AGOSTINHO PATRUS FILHO PV 93.595 0,90 %
DR. HELY PV 85.972 0,83 %
DÉLIO MALHEIROS PV 68.245 0,66 %
ROSÂNGELA REIS PV 67.473 0,65 %
INÁCIO FRANCO PV 63.661 0,62 %

Partido Democrático Trabalhista

SARGENTO RODRIGUES PDT 94.231 0,91 %
GUSTAVO PERRELLA PDT 82.854 0,80 %
ALENCAR DA SILVEIRA JR PDT 68.700 0,66 %
TENENTE LUCIO PDT 49.248 0,48 %
CARLOS PIMENTA PDT 48.652 0,47 %

UNIDOS POR MINAS

DR. WILSON BATISTA PSL 70.106 0,68 %
DUARTE BECHIR PMN 49.612 0,48 %
HÉLIO GOMES PSL - PSL 44.614 0,43 %
DUILIO DE CASTRO PMN 41.727 0,40 %
FÁBIO CHEREM PSL 37.885 0,37 %

Partido Popular Socialista
LUZIA FERREIRA PPS 50.606 0,49 %
NEIDER MOREIRA PPS 46.814 0,45 %
SEBASTIÃO COSTA PPS 42.831 0,41 %

PTC/PRTB

ANSELMO JOSÉ DOMINGOS PTC 38.088 0,37 %
CÁSSIO SOARES PRTB 36.064 0,35 %
FABIANO TOLENTINO PRTB 31.182 0,30 %

Partido Comunista do Brasil

CARLIN MOURA PC do B 50.199 0,49 %
CELINHO DO SINTTROCEL PC do B 44.967 0,43 %

Partido Social Cristão

ANTONIO GENARO PSC 81.124 0,78 %
ANTONIO CARLOS ARANTES PSC 74.541 0,72 %

PHS/PTN

NEILANDO PIMENTA PHS - PTN / PHS 54.809 0,53 %
FRED COSTA PHS - PTN / PHS 38.409 0,37 %

Projeto Vitoria 2010

JOAO VITOR XAVIER DA ITATIAIA PRP 56.946 0,55 %
BOSCO PT do B 31.455 0,30 %

Partido da República

DEIRÓ MARRA PR 36.524 0,35 %

3 de out de 2010

Montes Claros poderá ficar sem representantes na Câmara dos deputados.

Até agora com (73,03%) Jairo Ataíde aparece com 47.586 (0,63%), Humberto Souto 41.373 (0,55%) e Ruy Muniz 36.578 (0,49%). Para o senado, Aécio Neves tem 5.729.110 (39,40%), Itamar Franco 3.962.441 (27,25%) e Fernando Pimentel 3.432.664 (23,61%)

1 de out de 2010

De Costa e Patraz - “Dois grandes homens, um só governo”

Revista Tempo nas bancas

ELEIÇÕES 2010: DESESPERO NA RETA FINAL

Os verdadeiros fichas sujas de Montes Claros se uniram para tentar derrotar o candidato a deputado estadual, Athos Avelino que tem grandes possibilidades de ser um dos mais votados nas eleições deste ano.
O deputado Ruy Muniz, que já cumpriu pena por ter participado de roubo ao Banco do Brasil e o atual prefeito, Luiz Tadeu Leite que construiu "prédio fantasma" do Cesu - Centro de Estudos Supletivos além de responder a vários processos na Justiça, sob a acusação de praticar vários crimes, usam seus meios de comunicação (O Norte, Gazeta e Rádio Terra) para plantar mentiras na cidade e serviçais que se dizem jornalistas para espalhar a boataria nos seus blogs. A decisão do ministro Joaquim Barbosa não atinge a candidatura de Athos Avelino. A liminar que ele negou é uma repetição de outra decisão que o ministro Aires Brito já havia tomado no âmbito de uma medida cautelar.
O processo principal de registro da candidatura de Athos Avelino ainda está pendente de julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cujo ministro relator é Marco Aurélio Melo. É ele quem ainda vai julgar o caso de Athos Avelino, já havendo precedente desse ministro - que pensa diferentemente dos ministros Joaquim Barbosa e Aires Brito – no sentido de deferimento definitivo do registro. E essa divergência ficou clara na semana passada, durante o julgamento do caso do então candidato a governador de Brasília, Joaquim Roriz, cujo resultado terminou empatado em 5 a 5.
A decisão do ministro Joaquim Barbosa não tem qualquer efeito no julgamento definitivo do caso Athos Avelino. A legislação garante ao candidato o direito de se candidatar normalmente. Athos Avelino está com seu direito de ser candidato garantido por lei. Além do mais, já há entendimento da maioria dos ministros do STF de que o fato dele ter participado, a convite, da Semana da Paz em 2008, não o coloca em desacordo com a Lei da Ficha Limpa.
Quem quiser confirmar as informações corretas sobre o andamento do processo basta acessar o site do STF (www.stf.jus.br) e verificar que o recurso extraordinário está com o ministro Marco Aurélio, sem julgamento.

Daqui nas bancas