Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

7 de mai de 2008

Quem pedia Paz nos estádios optou pela guerra. Membros da Bancada Democrática trocaram socos no Mineirão

No clássico do último domingo, dia 4, entre Cruzeiro e Atlético, onde o time da Toca da Raposa sagrou-se campeão mineiro 2008, a cena que mais chamou atenção foi a briga entre os comentaristas da Bancada Democrática do Alterosa Esportes, Bolívar e Serginho, (na foto ao lado de Otávio di Toledo).
Tudo começou depois que a torcida cruzeirense pegou no pé do atacante do Galo, Danilinho, fazendo referências a sua esposa. Bolivar resolveu tomar partido e criticou a torcida do Cruzeiro e pediu a opinião do Serginho. O brincalhão Serginho falou que a torcida estava certa e que ele (serginho) estava fazendo a mesma coisa com a mulher do Bolivar. Daí o pau quebrou. E os dois foram demitidos sumariamente do Alterosa Esportes.
Atleticano e cruzeirense brigam no Mineirão!”
Segundo Leopoldo Sigueira, apresentador da “bancada democrática” do Alterosa Esportes, essa foi uma das piores manchetes que ele já redigiu na vida.
“Da dor que é ver amigos trocando sopapos por causa de futebol. Da tristeza que sinto agora... da vontade que tive de estar no exato momento, de abraçá-los e, quem sabe, evitar o pior. Da vergonha de pedir: galera, “Conquiste a Paz!” e não conseguir.
Leia o comentário completo
AQUI , no blog Sem Barreira

Nenhum comentário: