Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

28 de jun de 2007

Incentivo ao cultivo de mandioca em Minas Gerais agora é lei

O governador Aécio Neves sancionou a Lei n° 16.741, de autoria do deputado Paulo Guedes, que institui a Política Estadual de Incentivo à Produção e Consumo da Mandioca e seus Derivados. Pela lei, compete ao Estado identificar e delimitar áreas propícias ao cultivo, garantindo qualidade e incentivo à comercialização e consumo do produto. Projetos de pesquisa para a produção e industrialização e a formação de arranjos produtivos locais e regionais também terão atenção do governo a partir de agora. As ações serão viabilizadas por meio de parcerias com instituições de crédito, pesquisa e ensino, sindicatos e associações, além de diversos órgãos ambientais.
Para implementação da lei será dada prioridade à agricultura familiar e garantida a participação de diversos atores sociais econômicos envolvidos. Um outro ponto importante que a lei prevê é a inclusão da farinha ou fécula de mandioca na composição de cestas básicas distribuídas pelo Estado em situações emergenciais e pelos programas sociais.
De acordo com o deputado Paulo Guedes, por ser tolerante a solos de baixa fertilidade e a regime de redução e distribuição irregular de chuvas, a mandioca é uma das culturas agrícolas que mais se adapta ao semi-árido mineiro. Além disso, os produtos dela derivados, como farinha e fécula, são bastante apreciados em todo o Brasil.
O parlamentar defendeu também a importante função social e econômica que a nova lei trará, sobretudo para as populações que vivem nas regiões Norte, Noroeste e vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce. “Os investimentos gerados pela produção e pelo processamento da mandioca proporcionam trabalho e renda para milhares de famílias rurais”, afirmou Paulo Guedes. Ele lembra que apesar da grande diversidade, podem-se identificar três tipos básicos de sistemas para a produção de mandioca: a unidade doméstica, a unidade familiar e a unidade empresarial. No entanto, ressalta que a Política Estadual de Incentivo à Produção e ao Consumo de Mandioca e Seus Derivados parte do pressuposto de que o setor precisa se organizar para se desenvolver. Para isso é fundamental que se estimule a produção, o processamento, a industrialização, a comercialização e a distribuição, por meio de uma ação coordenada pelo governo do Estado e seus órgãos de apoio, em articulação com os Municípios, associações, entidades de classe e o setor privado.
Otimista com relação aos resultados que serão gerados a partir da implementação das ações, o deputado destaca que a mandioca poderá substituir o trigo, que é importado, na fabricação de pães, o que possibilitaria o barateamento do produto. Além disso, as pesquisas de produção de biocombustível abrem uma nova perspectiva para os produtores de mandioca. Ele também citou relatório da Empresa Mineira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), segundo o qual Minas Gerais produziu, em 2006, 114 mil toneladas de mandioca de mesa e 950 mil toneladas de mandioca para uso industrial. Os municípios com maiores produções são Januária, João Pinheiro, Turvolândia, Cachoeira de Minas e Patos de Minas.

PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ITACARAMBI EM GREVE

Temendo corte, nos seus vencimentos, já anunciado, através da suspensão do pagamento do adicional, os professores da rede municipal de Itacarambi decretam greve de 24 horas e deixam as creches e escolas municipais sem atividades.
Precedida de várias negociações, a paralisação foi considerada uma alternativa a falta de uma ação efetiva do poder executivo no sentido de atender as reivindicações dos servidores que tinham como principal ponto da pauta a manutenção do adicional, que é de fato, o que melhora os seus vencimentos.
Munidos de apitos, faixas e cartazes e trajando roupas pretas os servidores, com muita disposição para a lutar, provocaram uma memorável passeata e marcaram um momento na história dos servidores municipais, por melhores salários e condições de trabalho.
Considerando que em Itacarambi, esse tipo de atitude por parte de servidores municipais é uma novidade e pegou todo mundo de surpresa, os servidores, com apitos fizeram muito barulho e não deixaram nada a desejar, com exceção a falta de um bom som. Esse caso, entretanto, mesmo procurado para realizar o serviço, o som não apareceu. Essa atitude de Fernando de Patrocínio, proprietário do som, é interpretada pelos servidores como resultado de pressão exercida pelo executivo, sobre o mesmo, que temendo retaliação teria se submetido à pressão e deixado os servidores na mão.
Convocada pelos próprios servidores, a passeata contou com a participação do professor Junior, coordenador do Sind-UTE (rede estadual), percorreu um trajeto da praça em frente ao CAIC em direção a Prefeitura, onde realizaram um apitaço e daí para a Secretaria Municipal da Educação, onde uma comissão de professores foi recebida por Maria Jose e Zonilda. Após essa reunião, os servidores saíram em caminhada para uma reunião na prefeitura com representantes do executivo, que se comprometeram a pagar normalmente este mês e para os próximos meses avaliar os recursos destinados à educação do município e só assim tomar uma decisão definitiva. Comprometeram-se ainda a não praticar retaliação aos servidores, dentre outros pontos da pauta.
Fonte: Vereador Tião do PT

Lula rouba a cena de Aécio em anúncio de verbas do PAC em Minas

O novo jeito de fazer política, com troca de amabilidades e conversa ao pé do ouvido com tucanos, ainda não foi bem assimilado nas bases eleitorais do Presidente Lula. Não adiantou Lula trocar confidências com o governador Aécio Neves (PSDB) durante com toda a solenidade de anúncio de verbas do Plano de Aceleração de Crescimento (PAC) em Minas para fazer a platéia, cerca de 1,7 mil pessoas, compreender o recado.
O governador de Minas acabou vaiado, ontem, no maior teatro do seu Estado, o Palácio das Artes. A popularidade do Presidente Lula junto às camadas mais populares ofuscou o brilho do governador mineiro Aécio em seu próprio território. O jeito de fazer política de Lula pode ser novo, mas, pelo que se viu ontem, o entendimento do seu eleitorado ainda é o antigo: tucanos são inimigos. Incluindo o governador Aécio, que já foi criticado por priorizar o déficit zero cortando gastos sociais.As vaias foram ficando mais sonoras e fortes a cada vez que o nome do governador era citado. Uma pequena claque pró-Aécio, com bandeiras tucanas em punhos, bem que tentou mas não conseguiu abafar a manifestação .

O anúncio das verbas para Minas - um total de R$ 3,6 bilhões - ocorreu em clima dos melhores eventos de campanha com a presença do ministro Patrus Ananias, além do próprio Lula - sendo ovacionado pela enorme platéia. Quase levitando - como Lula mesmo se definiu naquele momento - Lula foi recebido com carinho pelo povo.Neste ambiente desfavorável, sobrou para Aécio Neves fazer o que sabe fazer bem, discurso político. Foi logo dizendo que, apesar de ser do partido de oposição, como homem de bem reconhecia o empenho do governo Lula para um "entendimento democrático". Superar constrangimentos partidários, deixou claro, não é problema para ele. Não perdeu a oportunidade de posar como grande defensor dos interesses de Minas, cobrando a inclusão de duas obras num "segundo tempo do PAC", a conclusão das linhas de metrô de Belo Horizonte e a ampliação do Aeroporto Tancredo Neves.

Falando para uma maioria de representantes de movimentos populares , o Presidente Lula garantiu que, sem a pressão da reeleição, poderá fazer mais e melhor pelo Brasil. "Vou aumentar o Bolsa Família sim", prometeu. "Você não sabe, Aécio, a tranquilidade que é não ter de disputar reeleição", brincou.O Presidente admitiu que não está tudo pronto no país. "Apenas tiramos o paciente do coma que estava", explicou. "O paciente está na rua fazendo ginástica, para ficar robusto e não voltar ao hospital.Segundo o principal benefício das obras do PAC são, a partir do momento que os prefeitos fazem as licitações, a geração de emprego e renda. Porque as construtoras vão abrir novos postos de trabalho, com salários os trabalhadores vão voltar a consumir e isso inicia todo um processo de pujança nos Estados.O Presidente afirmou que se angustiava com a limitação do endividamento dos Estados que não podiam fazer investimentos. Segundo ele, Estados que ao contrário de São Paulo e Minas - que já tiveram seus limites de endividamento ampliados - não puderem contrair novos empréstimos, vão poder contar com a União para não prejudicar a população local. Quarenta e três municípios mineiros serão beneficiados pelas verbas anunciadas ontem. Do total de R$ 3,6 bilhões, R$ 3 bilhões são recursos federais. A contrapartida do Estado será de R$ 279,7 milhões. A dos municípios, 328,6 milhões.

Adiamento de Julgamento de Igor Xavier causa revolta

Motivados pelo adiamento do julgamento dos assassinos Ricardo Athayde Vasconcelos e Diego Rodrigues Athayde Vasconcelos, que, no dia 1º Março de 2002, assassinaram de forma cruel e monstruosa o bailarino e ator Igor Leonardo Lacerda Xavier, a família da vítima, os amigos e a classe cultural montes-clarense realizaram uma manifestação pacífica de repúdio e indignação por esse ato que só beneficia os assassinos. "Devemos entender que essa atitude do senhor Juiz Isaías Caldeira Veloso está contrária ao que acontece hoje no Brasil, onde a Justiça está prendendo juízes, advogados, deputados, grandes empresários, entre outros “tubarões”, pois aqui em Montes Claros, só se prende negro, pobre e doente."declarou a mãe de Igor, Marlene Xavier.

24 de jun de 2007

Réus viram vítimas

Circulou na imprensa semana passada, uma carta de membros do PT, criticando este blogueiro e outros colegas da imprensa, de denegrirem a imagem do PT de Montes Claros. A maioria deles eu não conheço, mesmo fazendo parte do diretório local do PT. O certo, é que de réus ele querem virar vítima. Parte deles votou abertamente no deputado Humberto Souto, contrariando a decisão do partido local e não sofreram nenhuma punição por isso. O que fiz foi justamente exigir do PT uma postura rígida contra estes petistas que cometeram infidelidade partidária. Com relação a dita carta vazada na mídia eu não tenho nada com isso. Mas deve ter sido coisas de algum aloprado que assinou também a maldita carta. Voltarei ao assunto em breve...

Montes Claros perdeu o mestre Nenzinho, o patrão da Marujada

A Prefeitura de Montes Claros comunica luto oficial de três dias pelo falecimento de José Calixto da Cruz, o Mestre Nenzinho, patrão da Marujada. O decreto será publicado amanhã, segunda-feira (25). Mestre Nenzinho faleceu na noite de sexta-feira (22), aos 63 anos, e foi enterrado na tarde deste sábado.
Pai de nove filhos e há 41 anos à frente de uma das mais tradicionais manifestações folclóricas de nossa cidade, ele, que também era funcionário da Empresa Municipal de Serviços, Obras e Urbanização (Esurb), receberia, no próximo dia 3 de julho, a Medalha do Sesquicentenário Civitas & Urbis, na comemoração oficial dos 150 anos de Montes Claros. Com o seu falecimento, a comenda será entregue em memória.
Para o prefeito Athos Avelino, “Montes Claros perde, mais do que uma testemunha, um construtor vivo da nossa história. Um homem que dedicou a maior parte de sua vida a uma das mais sagradas tradições do povo de Montes Claros, as Festas de Agosto, onde atuou, por mais de 40 anos, como guardião da nossa identidade cultural”.
Fonte: Sec. Comunicação

Cassado registro de filantropia de grupo empresarial de Ruy Muniz

Deputado do DEM-MG, que já foi condenado por golpe de 1 milhão de dólares ao Banco do Brasil, é acusado pelo INSS de fraudar concessão de bolsas de estudo

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) de Montes Claros, acatando denúncias de fraudes apontadas pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), cancelou nessa segunda-feira (18), o registro de entidade beneficente de utilidade pública da Associação Educativa do Brasil (Soebras), pool de faculdades, colégios e empresas de comunicação do deputado estadual Ruy Muniz (DEM, ex-PFL). Este não é o primeiro escândalo envolvendo o deputado. Em 1988, ele foi condenado e preso, ao lado de comparsa, por golpe de 1 milhão de dólares ao Banco do Brasil, sendo enquadrado, à época, em 6 artigos do Código Penal: falsificação de documento público; uso de documento falso; falsidade ideológica; estelionato; prática de crime continuado e formação de quadrilha.
Segundo o relatório que orienta a cassação do registro, os auditores da Previdência, que investigaram toda a documentação da Soebras no período de janeiro de 1994 a julho de 2004, denunciaram que a entidade não apresentou comprovação de carência dos alunos tidos como bolsistas da entidade, ou seja, que eles integram o público-alvo da assistência social, o que garantiria sua inclusão como entidade de utilidade pública. Em defesa encaminhada ao CMAS, a Soebras contesta a informação, mas, segundo o relator do processo, conselheiro Eduardo Rodrigues Madureira, não apresentou nenhum elemento que pudesse comprovar a carência.
Para receber recursos das diversas esferas de governo, bem como isenção fiscal para exercer suas atividades, a Soebras deve oferecer, no mínimo, 20% das vagas de suas instituições de ensino gratuitamente a pessoas carentes. “A Soebras enviou apenas relações de alunos supostamente beneficiados com gratuidade nos anos de 2002 e 2003. Tais relações consistem em cópias, grande parte reproduzidas com redução, imprimindo quatro páginas originais em única folha, de forma que a letra ficou tão pequena que mesmo para pessoa que enxerga perfeitmente é praticamente impossível ler o que está impresso. Em muitas folhas os nomes dos alunos foram perfurados, ficando impossível ler o início das palavras. Outras estão borradas e ilegíveis ou posicionadas de cabeça para baixo. É uma conduta que representa desdém e insulto ao CMAS, além de impossibilitar qualquer conferência”, lamenta o relator, que completa: “É possível que a Soebras tenha sonegado os questionários socioeconômicos simplesmente porque eles não existem”.
A Soebras alega que dados completos das pessoas beneficiadas com gratuidade são permanentemente apresentados aos Ministérios da Previdência, da Educação e da Justiça. “Ora, se a Soebras tem os dados prontos, porque forneceu ao CMAS informações tão precárias?”, questiona Madureira.
Na relação de alunos supostamente beneficiados com gratuidade, a SOEBRAS incluiu pessoas cujas mensalidades foram pagas integralmente pelo governo federal e pelo Estado de Minas Gerais. “O fato de as mensalidades não terem sido pagas pelos próprios alunos não implica em gratuidade, pois, se assim fosse, alunos cujas mensalidades foram pagas por seus pais ou responsáveis também teriam que ser incluídos nessa relação, o que é um absurdo. Gratuidade existe quando a entidade admite aluno sem cobrar mensalidade dele ou de qualquer pessoa física ou jurídica”, contesta o relator.
Segundo as apurações, os recursos recebidos em decorrência dos contratos firmados pela Soebras com os governos estadual e federal cobriram integralmente os gastos com os alunos abrangidos e ainda renderam altos lucros à entidade, que só ano de 2002 chegaram a mais de R$ 2,2 milhões, conforme demonstrações contábeis apresentadas pela própria entidade. Os alunos cujas mensalidades foram pagas pelos governos federal e estadual chegaram a representar 81,93% de todos os alunos da Soebras.

20 de jun de 2007

Fugindo da fiscalização

Para fugir da fiscalização da Receita Estadual e da Polícia Rodoviária Estadual, caminhoneiros estão evitando a balança instalada próximo a Mirabela e utilizando um atalho, passando pela estrada rural entre as localidades de Pedra Preta e Santa Cruz, no município de Montes Claros. Com isso, a estrada, que foi totalmente reformada pela Prefeitura de Montes Claros, está sendo destruída pelo trânsito de caminhões transportando carvão e outras cargas pesadas. Moradores das comunidades denunciam que apenas entre domingo e segunda cerca de 70 caminhões passaram pela via. Eles transportam produtos sem nota fiscal e, por isso, fogem da fiscalização. Revoltados, os moradores ameaçam fechar a estrada. Eles dizem que ficaram satisfeitos com a recuperação que a Prefeitura fez no trecho, atendendo a uma antiga reivindicação da comunidade, e que não vão permitir que o acesso seja destruído novamente. A Prefeitura já encaminhou ofício às autoridades, denunciando a situação.

A imprensa assumiu que é oposição ao governo

imprensa da chantagem quer medir força com o Brasil
Segunda-feira, 18, no "Bom dia Brasil," Alexandre Garcia, para criticar a ministra Marta Suplicy pela sua frase sobre os atrasos os aeroportos, deu como exemplo e comparou a frase da Ministra com a citação inscrita pelos nazistas nos portões dos centros de extermínio do Terceiro Reich: "o trabalho liberta". Uma prova cabal da irresponsabilidade do jornalista, que ficará impune, e da aberta campanha de oposição das organizações Globo ao governo e ao Presidente Lula. Tanto o jornal "O Globo", que não revela mais nenhum respeito pelo Presidente ou pela instituição da Presidência, como a rede Globo em seus noticiários, estão abertamente na oposição ao governo. Como se fossem um partido, com um Comitê Central, que, diariamente, pauta o pais contra o governo e o presidente. Só não vê quem não quer, ou quem ainda tem ilusões. Fica uma pergunta: já que o governo não moveu um dedo contra a mídia e que tem dado todo apoio às empresas de comunicação, a quem interessa essa linha editorial das Organizações Globo? E o que pretendem seus idealizadores e executores? Transformar o Brasil numa Venezuela? Desestabilizar o governo? Destruir a imagem popular do presidente? Organizar o discurso da oposição? Quaisquer que sejam as respostas, fica a minha indignação e a minha firme decisão de resistir e combater essa ação anti-democrática e violadora da liberdade de imprensa que impera como nunca no Brasil.Não só nos veículos das Organizações Globo, diga-se de passagem, mas em praticamente todos os grandes jornais da imprensa brasileira.

Carta desesperadora...‎

Shows de graça no Parque e na Praça em Montes Claros



“A Grande Festa” traz Chico César, Zeca Baleiro, Beto Guedes e
Fábio Jr. para comemorar os 150 anos de Montes Claros

A Prefeitura de Montes Claros prepara “A Grande Festa” para comemorar os 150 anos de elevação do município da condição de Vila a Cidade. Nessa terça-feira (19), foram anunciados, oficialmente, os shows que marcarão o sesquicentenário da cidade, todos com entrada franca ao público.
No dia 29 de junho, o cantor e compositor Chico César se apresenta na Praça de Esportes, a partir de 20 horas. Autor de sucessos como “À Primeira Vista” e “Mama África”, é a primeira vez que o artista se apresenta em Montes Claros. Na abertura, Pedro Morais, de Belo Horizonte, uma das maiores revelações da MPB nacional.
O montes-clarense Tino Gomes é uma das grandes atrações do segundo dia da “Grande Festa”, 30 (sábado), também na Praça de Esportes, às 20 horas. A apresentação de um dos autores de “Montesclareou” será precedida por shows de Maurício Tizumba, multinstrumentista de repercussão internacional, e do grupo Prego de Linha acompanhado pelos meninos do projeto 150 Tambores.
O também montes-clarense Beto Guedes toca no dia 2, ao lado dos filhos Gabriel e Ian Guedes, na Praça de Esportes, no chamado “show da virada”, quando à meia-noite fogos de artíficio iluminarão os céus de Montes Claros anunciando a chegada dos 150 anos. Antes de Beto, show com Liverpool Beatles Cover, banda liderada por Patão Guedes, irmão do intérprete de “Amor de Índio”, “Sol de Primavera” e outros clássicos.
No dia 3, aniversário da cidade, a “Grande Festa” será em dois lugares. Na Praça de Esportes, o pop-rock de Patrícia Amaral e a MPB de Zeca Baleiro. Já no Parque de Exposições, com portões abertos ao público, grande show com Fábio Jr., que apresentará os maiores sucessos de sua carreira.
“A Grande Festa” é uma promoção da Prefeitura de Montes Claros, com apoio do Governo de Minas, através da Copasa. Para o secretário municipal de Comunicação e Articulação Institucional, Paulo Ribeiro, “os 150 anos de Montes Claros devem ser comemorados de maneira democrática, por toda a população. Este é o entendimento do prefeito Athos Avelino, que é o grande coordenador dos festejos. Teremos uma série de outros eventos, mas o ponto alto realmente é a programação de shows voltados ao congraçamento de toda a família montes-clarense”.
Enviada pela Secretaria de Comunicação - Prefeitura de Montes Claros

19 de jun de 2007

Operação Castelhana chega ao TRT-MG

A prática de sonegação e evasão fiscal fica pequena perto do esquema de compra de sentenças no TRT-MG

Devido ao tamanho que ficaram as investigações da Operação Castelhana, que apurou as irregularidades praticadas pelo advogado, hoje deputado federal, Juvenil Alves, está impedindo o seu prosseguimento. Segundo uma fonte da Polícia Federal (PF) em Minas Gerais, quase 60% das grandes empresas mineiras estariam envolvidas, de uma maneira ou de outra, na fraude e sonegação fiscal. O que aconteceu é que o “escritório” de advocacia do deputado Juvenil Alves vendia um pacote fechado, onde constava até mesmo a compra de sentenças nos diversos tribunais mineiros, principalmente na Justiça do Trabalho.
Diversas ações judiciais, na qual era parte o abatedouro Pif-Paf, receberam decisões que estão sendo analisadas, inclusive, com a suspeita de pagamento das sentenças em imóveis no município de Visconde do Rio Branco a um juiz do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerias (TRT-MG). Gravações também comprovam que um ex-presidente do TRT mineiro negociou decisão favorável ao abatedouro em troca de apoio político ao magistrado, que se candidatou na época a deputado federal, tendo sido derrotado.
O pior é que, mesmo estando investigados por sonegação e evasão fiscal, os benefícios concedidos pela Receita Estadual e Federal permaneceram, assim como as operações financeiras, com os bancos oficiais do Governo Federal.
Por incrível que pareça, a medida punitiva até agora tomada foi em Portugal, de onde veio o empresário proprietário do grupo. Na Procuradoria da República em Minas, nada é dito a respeito. Na PF, tão pouco.
O que se sabe é que pelo menos nove magistrados federais estariam envolvidos, além de diversas “chefias” da Receita Federal em Minas, sem dizer grandes indústrias de tecidos, mineradoras, siderúrgicas e construtoras. Já público, consta apenas uma loja de informática e o abatedouro Pif-Paf.Dois deputados federais mineiros estiveram com o ministro da Justiça para pressioná-lo para que as investigações em Minas fiquem onde estão. Porém, a qualquer momento, trechos das investigações podem vir a público, pois duas cópias do inquérito estariam “sumidas”.
Vamos torcer para que elas apareçam.
Fonte AQUI no Novo Jornal

O golpe contra Lula continua

O jornalista Paulo Henrique Amorim denunciou, no site Conversa Afiada, ontem (18), a campanha anti-Lula promovida pela grande mídia brasileira. Listando centenas de matérias publicadas (em jornais e na internet) apenas em 2007, Amorim revela a propensão golpista dos veículos nacionais para desacreditar a figura do presidente e de seus aliados, além do próprio governo federal. Segundo o jornalista, "a mídia conservadora (e golpista) continua golpista e quer derrubar o presidente Lula". Leia abaixo o texto-acusação e clique no link, ao fim do texto, para conferir as longas investidas midiáticas denunciadas no site Conversa Afiada.

Por Paulo Henrique Amorim
. Uma parte do Governo acha que a tentativa de golpe da mídia conservadora (e golpista) contra o Presidente Lula “se arrefeceu!” - foi o que ouvi recentemente no Palácio do Planalto.
. Outra tese - que também ouvi de um alto funcionário do Governo - é que a imprensa ia fazer a “autocrítica”.
. E a terceira “via” é abaixar a cabeça, dizer que no Brasil há liberdade de imprensa, e que numa democracia é “assim mesmo”.
. Ou seja, o Governo e o PT têm medo da mídia.
. Ou seja, o Governo e o PT têm medo da Globo.
. Como diria a professora Marilena a Chauí, “liberdade de quem?”
. Como se sabe, a mídia conservadora (e golpista) – especialmente a Rede Globo – levou a eleição para o segundo turno.
. A reeleição esmagadora do Presidente Lula (ganhou de Alckmin com a mesma diferença com que nocauteou Serra: 61% a 39%) poderia dar a impressão de que a mídia conservadora (e golpista) ia cair na real.
. Não caiu.
. A mídia conservadora (e golpista) continua golpista e quer derrubar o presidente Lula.
. A leitura dos jornais da mídia conservadora (e golpista) neste domingo, dia 17 – Globo, Folha e Estadão – sugeriu que o Conversa Afiada fizesse um levantamento sobre o “noticiário negativo” contra o Presidente Lula, desde que começou o segundo mandato.
. Como no primeiro mandato, quando o golpe quase deu certo, de novo é uma crise atrás da outra.
. Tem a do Vavá. Não colou a do Vavá, tem a do Vevé. Não colou a do Vevé, tem a do Vivi. A do Vovó. E a do Vuvu.
. Todo dia tem uma(s) crise(s) nova(s).
. Veja o resultado. É espantoso.
(O Conversa Afiada passará a fazer este levantamento todo mês – será chamado de “O Golpe em Marcha”.)
. Parece a Venezuela.
. O Governo de um lado e a mídia toda do outro.
. Só que o Governo Lula não bate. Prefere apanhar.
. Prepare-se para acompanhar o golpe em marcha (O Globo não dá link):

Clique aqui e leia mais
Matéria filada do blog Desabafo País http://desabafopais.blogspot.com/
para resfrescar a memória dos leitores deste blog, por aqui não tem nenhuma diferença.
Um boçal da Bahia do Bode, metido a intelectual e que que cisma que é escritor, só escreve asneiras contra Lula e o PT todos os domingos.

O que vale é a beleza interior

Foto enviada pelo blogueiro Luís Cláudio Guedes: http://www.luisclaudioguedes.uniblog.com.br/

Soebras perde o título de entidade filantrópica.

A decisão do Conselho Municipal de Assistência Social, de cancelar o registro de entidade assistencial, da Associação Educativa do Brasil - SOEBRAS, pode complicar não apenas a SOEBARAS mas todas as outras empresas do grupo empresarial do deputado Ruy Muniz: Faculdades Funorte, Colégio Integral, Colégio Indyu, Colégio Ímpar, Colégio Ruy Lage, Jornal O Norte e Rádio Expressão, todas em Montes Claros; Colégio Ceiva e Colégio Betel em Januária; Instituto Sejan em Janaúba; Hospital Hilton Rocha, Faculdades Kennedy e Promove em Belo Horizonte. Além da perda do registro de filantropia, que deve desfalcar os cofres da Soebras, mais de seis milhões por ano, só com o INSS, os consultores da Controladoria Geral da União - CGU, também estão fiscalizando a Soebras e podem achar sujeira debaixo do tapete.
Leia
AQUI a íntegra do relatório.

18 de jun de 2007

Em 40 anos, nenhuma ação criminal no STF deu punição

Responsável pelo julgamento das maiores autoridades do país, o Supremo Tribunal Federal abriu, desde o ano de 1968, um total de 137 processos criminais contra deputados, senadores, ministros e presidentes da República, mas não condenou um deles sequer desde então.

As acusações vão do desvio de verbas públicas e evasão de divisas a até homicídios. Há processos que tramitaram por mais de uma década sem conclusão. O ministro do STF Joaquim Barbosa admite que o tribunal não tem estrutura para julgar o volume de ações que chega à mais alta corte do país anualmente.

"O tribunal recebe cem mil casos por ano, centenas deles dificílimos e urgentíssimos. É evidente que um tribunal como este não está preparado para minúcias de processos criminais", diz.
Para os magistrados, o fim do foro privilegiado é a única solução para desafogar o Supremo, mas não há sinais de que o Congresso pretenda aprovar lei nesse sentido.

O Globo, do Rio, publica em sua edição de hoje uma destacada matéria sobre o assunto. Segundo o jornal, "a morosidade do Supremo, mergulhado em um mar de ações, leva réus a se livrarem dos processos sem que haja julgamento".

Não faltam casos de autoridades beneficiadas pela prescrição dos crimes. A impunidade é alimentada pelo foro privilegiado, que dá a autoridades o direito de só serem investigadas e processadas no STF. O cenário leva especialistas a dizer que é quase impossível um processo criminal chegar ao fim.

"O quadro é preocupante, não há nem condenação nem absolvição. O Supremo, assim como os demais tribunais superiores, não foi estruturado para produzir provas, ouvir testemunhas e conduzir processos" — diz o presidente da Associação dos Magistrados do Brasil, Rodrigo Collaço.

O levantamento feito por O Globo - sobre os processos criminais - só considera as ações movidas pelo Ministério Público Federal e exclui aquelas relacionadas a crimes de opinião, como injúria difamação e calúnia, e os chamado delitos leves, como desacato. Entre os processos que tramitaram no STF, há de tudo: acusações de desvio de verbas, evasão de divisas, corrupção e até homicídios e um caso de seqüestro.

Os escândalos de corrupção pipocavam quando uma nova lei surgia como tábua de salvação. A partir de 1992, ano do impeachment de Fernando Collor, todo agente público flagrado recebendo propina, desviando recursos ou enriquecendo à custa desses crimes estaria sujeito a penas mais duras e responderia por isso na Justiça comum. Sem privilégios. Passados 15 anos, a Lei de Improbidade Administrativa debuta deixando as promessas para trás e se consolidando como a mais nova marca da impunidade no país.

Embora não haja estatísticas oficiais, um cruzamento de dados inédito revela que menos de 7% das autoridades processadas por improbidade administrativa foram condenadas - quase sempre políticos de pouca expressão.

Ministro Gilmar Mendes, cadê a toga?

Transcrição de gravações da Operação Furacão demonstra maneira “informal” que é utilizada na mais Alta Corte de Justiça DivulgaçãoGilmar Mendes é ministro do STF Documentos da Operação Furacão indicam que no dia 05 de janeiro de 2007 houve uma ligação de 10 minutos e 29 segundos com referência ao ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF). Sérgio, um advogado preso na Operação Furacão, conversa com outro advogado, Emanoel.O diálogo é o seguinte: “de colega para colega. O rapaz lá é meu amigo de infância. Quando meu pai era prefeito na cidade, o pai dele era secretário. Quando o papai voltava para o cartório, o pai dele assumia a prefeitura. E os dois governaram Diamantino por 30 anos”.Tanto Emanoel quanto Gilmar Mendes são de Diamantino, cidade de Mato Grosso. Mendes concedeu um habeas corpus a Ulisses Martins de Souza, preso na Operação Navalha, sem conhecer os autos, segundo informação da Polícia (Republicana) Federal.
Ulisses, ex-procurador geral do Maranhão, aparece na investigação da Polícia (Republicana) Federal como um dos intermediários da empreiteira Gautama. Emanoel atuou em “embargos auriculares” para obter o habeas corpus do Ulisses. A transcrição de gravações telefônicas não prova nada. São apenas elementos autorizados pela Justiça e que a Justiça julgará.

Dem já sabe o que o eleitor quer... PT – 28,2% DEM – 0,6%

De olho nas próximas eleições, o Democratas já prepara suas novas bandeiras. Encomendou uma pesquisa para identificar e compreender o que o eleitor quer e pensa. Entre os dias 19 e 22 de maio, 2 mil pessoas de 17 estados aprovaram o governo Lula, falaram da imagem dos partidos políticos e se posicionaram de maneira conservadora sobre temas polêmicos. A pesquisa sugere o tom do discurso para a oposição. “Criticar a economia neste momento é dar um tiro na cabeça. Falar do Bolsa Família é indiferente, porque é um programa aprovado mas não é a principal demanda”, avalia o cientista político Nelson Carvalho, um dos responsáveis pela pesquisa.
O partido também está de olho na agenda para a economia. Redução de impostos e de juros, aumento de salário mínimo é o que o eleitor diz mais querer. Privatização, nem pensar. Questionados se o governo deveria retomar a Vale do Rio Doce — privatizada em maio de 1997 —, 64,1% dos entrevistados disseram que sim. O cientista político Nelson Carvalho avalia que o espaço para a agenda liberal no campo econômico é muito pequeno. “O eleitor é conservador”, atesta Carvalho.Seis perguntas de “a favor ou contra” confirmam o lado mais conservador dos entrevistados. A maioria é contra a legalização do aborto, das drogas e do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Defende a pena de morte para crimes hediondos e tratamento duro, chamado de regime militar, para menores delinqüentes. Também são a favor de soluções radicais para melhorar a segurança: Exército nas ruas, penas mais severas e redução da maioridade penal. Medidas condenadas por sociólogos e criminalistas. “Foi uma pesquisa de posicionamento, para entender como o cidadão está vendo o país e os partidos”, explica o presidente do Democratas, o deputado federal Rodrigo Maia (RJ). O PT ainda é o partido mais simpático e encarado como o defensor dos trabalhadores, dos pobres e também da classe média. “As denúncias e a crise aparentemente não prejudicaram a imagem do PT, ainda muito ligada ao presidente Lula”, observa o cientista político Nelson Carvalho, lembrando que Lula é bem avaliado, mas não áreas específicas do governo. “Populismo é assim. Governo mal avaliado e a pessoa com notas boas. Mas vai se esgotar”, diz Rodrigo Maia. (Matéria do Correio Braziliense)

16 de jun de 2007

Professores em Educação da Rede Estadual realizam greve de 48 horas e um ARRAIÁ DA INDIGNAÇÃO contra o desgoverno Aércio Cunha

Os trabalhadores em Educação da Rede Estadual realizam, nos dias 19 e 20 de junho ( terça e quarta-feira da semana que vem), greve de 48 horas. O objetivo é pressionar o governo do Estado a negociar efetivamente a pauta de reivindicações da categoria. O dia 19 será dedicado à realização de atividades locais e/ou regionais, como atos públicos, panfletagens, manifestações, plenárias e diálogo com os colegas de escola e com a comunidade escolar. Em Montes Claros, os trabalhadores em educação da cidade e da região, realizam manifestação, com concentração em frente à Escola Plínio Ribeiro ( Escola Normal) a partir das 16h. E à noite, às 22h, em frente à Rodoviária, sairão em caravanas para manifestação Estadual em Belo Horizonte. No dia 20, a partir das 9h haverá manifestação Estadual em Belo Horizonte com a realização do ARRAIÁ DA INDIGNAÇÃO, na Praça Sete e demais atividades, como panfletagem e apresentações culturais, através das quais a categoria pretende dialogar com a sociedade e explicar os motivos que levaram a suspender as atividades nos locais de trabalho. A nossa Pauta de Reivindicação foi oficialmente protocolada no dia 23 de abril. Desde então, foram realizadas audiências com a Secretaria de Estado da Educação e com a Secretaria de Planejamento e Gestão para cobrar respostas objetivas. No entanto, não houve avanços nas negociações. Muitas reivindicações são demandas apresentadas em anos anteriores, não contempladas pelo governo, entre as quais: regulamentação dos artigos da Lei das Tabelas Salariais com reposicionamento imediato, considerando o tempo de serviço e habilitação; correção das tabelas salariais; realização de concursos públicos; reestruturação do IPSEMG, implementação de política de saúde. José Gomes Filho – Coordenador Geral do Sind-UTE de Montes Claros.

ASSASSINOS RICARDO E DIEGO IRÃO A JULGAMENTO DIA 27 DE JUNHO

Após cinco anos de luta e angústia ininterruptas, finalmente os assassinos do bailarino e ator montesclarense Igor Leonardo Lacerda Xavier – o pai e o filho Ricardo e Diego Athayde – irão a julgamento – para alívio dos familiares do Igor, dos amigos, da classe cultural e de todo o povo de Montes Claros, que no próximo dia 3 de julho estará completando 150 anos de emancipação política, motivo pelo qual merece tirar de sua história esse fardo.

São cinco anos seguidos de batalhas contra o poder financeiro e as influências políticas, sempre adiando o julgamento. Agora, no próximo dia 27 de junho, todos que lutaram por esse momento estarão acompanhando no Fórum Gonçalves Chaves, em Montes Claros/MG, a partir das 8 horas da manhã, o julgamento dos assassinos, coordenado pelo Juiz Isaías Caldeira Veloso e o promotor Wesley Leite Vaz.
QUE A JUSTIÇA SE FAÇA!

15 de jun de 2007

O que podemos fazer contra a corrupção?

A corrupção desvia mais de R$ 26 bilhões por ano no Brasil, correspondentes a 1,35% de todas as riquezas produzidas no país, segundo levantamento feito pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O problema envolve agentes dos três poderes em todos os níveis: federal, estadual e municipal. A Justiça é lerda. A polícia prende corruptos e ela solta. Praticamente todos os quase seis mil indiciados por corrupção nos últimos anos estão em liberdade.
Um terço dos parlamentares tem problemas com Justiça e Tribunais de Conta, aponta Projeto Excelências

Cerca de um terço dos parlamentares brasileiros, entre deputados e senadores, tem problemas com a Justiça e com Tribunais de Contas. É o que aponta a pesquisa realizada pelo Projeto Excelências, da organização não-governamental Transparência Brasil. O site do projeto, hospedado no Portal iG, disponibiliza as ocorrências com o nome e a legenda de cada representante. “É deprimente que haja esse número exagerado de gente com ocorrências em processos criminais”, avalia o diretor-executivo da ONG, Cláudio Abramo.

Mais de 1,1 milhão de trabalhadores ainda não sacou abono do PIS/Pasep

Brasília - Termina no próximo dia 29 o prazo para os trabalhadores sacarem o abono salarial do PIS/Pasep no valor de um salário mínimo, referente ao ano-base 2005. Segundo o Ministério do Trabalho, mais de 1,1 milhão de trabalhadores com direito ao benefício ainda não sacou o valor.
Desde julho de 2006, quando começou o calendário de pagamento, cerca de 10,6 milhões de abonos foram pagos em todo o país. Tem direito ao benefício o trabalhador ou servidor que recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais em 2005, que tenha trabalhado pelo menos 30 dias naquele ano e estava cadastrado no PIS/Pasep desde 2001. O abono do PIS é pago nas agências da Caixa Econômica Federal e o do Pasep, no Banco do Brasil. Para fazer o saque, é preciso apresentar a carteira de identidade e o número de inscrição no PIS/Pasep. Pelo telefone 0800-574-2222 é possível esclarecer dúvidas . (
AgênciaBrasil)

Procura-se um ombudsman para este blog

Ombudsman é um profissional contratado por um órgão, instituição ou empresa que tem a função de receber críticas, sugestões, reclamações e deve agir em defesa imparcial da comunidade. A palavra passou às línguas modernas através do sueco (ombudsman significa representante). De fato, em 1809, surgiram na Suécia normas legais que criaram o cargo de agente parlamentar de justiça para limitar os poderes do rei. Atualmente, o termo é usado tanto no âmbito privado como público para designar um elo imparcial entre uma instituição e sua comunidade de usuários. Nos países de língua portuguesa, e principalmente em empresas estatais brasileiras, como a Sabesp, empresa controlada pelo governo do estado de São Paulo, a terminologia em português "ouvidor" e "ouvidoria" é a mais utilizada como substituto ao nome estrangeiro.

O Blog EM CIMA DA NOTÍCIA também é site

Atendendo apelo de vários leitores que não conseguem acessar este blog em determinadas instituições, principalmente na prefeitura, o vai.la resolveu o problema. Agora, basta acessar: http://www.luiscarlosgusmao.vai.la/ e pronto. Liberou geral. Até o saudoso Renato, lá não sei da onde gostou.
Esqueça tudo que eu escrevi, como disse FHC depois que virou presidente. Nada disso funcionou. Neste caso, o jeito é deixar esta porcaria assim mesmo.

A hora da Marta

"relaxa e goza".
Esquecida pelos holofotes, a CPI do "Apagão Aéreo" na Câmara preferiu ontem (14/06)dedicar mais atenção à polêmica declaração da ministra do Turismo, Marta Suplicy, do que ao depoimento de Fernando Perrone, presidente da Infraero no governo Fernando Henrique. Na quarta-feira, Marta deu uma sugestão que ela mesma considerou "infeliz" aos passageiros que amargam filas nos aeroportos: "relaxa e goza".
Nem mesmo o pedido público de desculpas arrefeceu o ânimo dos parlamentares. A oposição na comissão quer convocar a ministra para depor. O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) pediu a palavra ao presidente da CPI, Marcelo Castro (PMDB-PI), e atacou Marta Suplicy: "É um desrespeito. Não podemos aceitar isso". O deputado Carlos Zaratini (PT-SP) rebateu logo em seguida: "Ela pelo menos teve a humildade de pedir desculpas".Não satisfeitos, os deputados da oposição - que somam oito contra 16 governistas na CPI - decidiram apoiar o deputado Vic Pires (DEM-PA), que protocolou um requerimento de convocação de Marta. Castro já adiantou o voto. Por ele, a ministra não precisa depor à CPI. Durante o depoimento de Perrone, o relator da comissão, Marco Maia (PT-RS), e Vic Pires ainda trocaram farpas. O democrata insinuou que Marco Maia, governista, estava pressionando Fernando Perrone, que trabalhou com FHC, de um jeito que não fazia com outros convocados. "Sou assim todos os dias", sorriu Marco Maia, ao rebater a provocação.
Fernando Perrone, alheio às brigas políticas, defendeu sua gestão. Disse que não é filiado a partidos políticos e negou irregularidades.

MÃE DE SIDNEY CHEGOU A PERGUNTAR PELO FILHO AO ASSASSINO

Graças a ajuda da população que ofereceu denúncias anônimas através do telefone 197, a Polícia Civil conseguiu, em três dias, chegar ao assassino do garoto Sidney Junio Andrade Souza. De comportamento frio e anormal, Francisco dos Reis foi apresentado à imprensa nesta quinta-feira, à tarde e falou com naturalidade sobre o brutal assassinato. Aos jornalistas, contou como cometeu o crime, desde o momento em que conduziu o garoto para o matagal. Após o abuso sexual, ele matou o garoto com um golpe de tijolo. Segundo Francisco dos Reis, ele matou o menino temendo que os pais dele ficassem sabendo do abuso sexual.
“Dé” relatou ainda que a mãe de Sidney o procurou na sexta-feira perguntando se eu tinha visto o menino, pois morava ali perto. "Eu disse que não tinha visto”. Durante a coletiva, Dé revelou ainda que esse não era o primeiro crime. Ele teria matado uma mulher, há alguns anos. “Eu matei e estuprei, porque queria tomar o dinheiro dela e ela não quis me dar”, disse. O assassino ri durante coletiva. Fonte: www.jornaldenoticias.com




“NÃO FAÇA ISTO COMIGO. O MEU PAI ESTÁ CHEGANDO. ELE VEM ME BUSCAR” - Palavras do anjo Sidney Junior antes de ser brutalmente assassinado.

. . . . . . . . . . . . . . . . .

CHICÃO É O NOME DA FERA!

Montes Claros já sabe quem é a Fera, ou então o primeiro a ser preso pelo bárbaro crime contra o menino Sidney Júnior, de 10 anos de idade, que foi encontrado morto e mutilado Trata-se do desempregado Francisco dos Reis Almeida Simões, que reside na Vila Exposição, próximo ao local do crime. (foto: Wilson Medeiros)
Ele confessou o crime e ainda afirma que existe outro membro do ritual assassino. O que mais impressiona é a naturalidade com a qual assumiu a participação, afirmando que é usuário de drogas. Ele dá sinais de debilidade mental e pode ter tirado a vida de uma mulher. Com um pacotinho de balas, atraiu o inocente Sidney para o mato, quando consumou os vários crimes. A cidade, ainda chocada, elogia a ação policial. Fonte: www.onorte.net

14 de jun de 2007

Mistério desvendado

Ao cumprir mandado de busca e apreensão na casa do ex-metalúrgico Genival Inácio da Silva, o Vavá, a Polícia Federal colheu o que julga ser provas documentais dos crimes oriundos do lobby. Tratam-se de dois envelopes, um branco e outro pardo. A PF realizou a busca no último dia 4 e vinha mantendo o auto de apreensão guardado a sete chaves. O delegado responsável, Alexandre Custódio, fechou ontem o relatório final do inquérito gerado a partir da Operação Xeque-Mate e o mandou à Justiça Federal. O primeiro envelope, “branco tipo carta”, na descrição da PF, tem num dos versos as palavras “Sen. Aloizio Mercadante”. Dentro, há uma folha de papel sulfite em que a Distribuidora Rezende S/A Comércio e Indústria explica ser credora da CSN em aproximadamente R$ 13,7 milhões. No último parágrafo, a finalidade da carta mandada a Vavá: “A Rezende pretende um acesso à CSN para propor um acordo para pagamento da dívida, ainda que seja de forma parcelada, mas para tanto depende de alguém que viabilize este acesso para abrir negociação”. Carta - No segundo envelope, “amarelo tipo ofício”, há no verso “Ao Excelentíssimo Senhor — Luiz Inácio Lula da Silva — DD. Presidente da República — Em mãos”. A carta que o preenche tem quatro folhas assinadas por Neto Augusto da Silva. Ele escreveu: “Valho-me da colaboração do amigo Vavá que se incumbiu de fazer chegar às mãos de Vossa Excelência o pleito de inúmeros desapropriados no sentido de agilizar o trâmite do processo n. 00.06.89279-5 que tem andamento há mais de 20 anos pela 7ª Vara Federal de Porto Alegre”. O processo em questão é movido pela União contra 29 pessoas físicas e jurídicas que tiveram imóveis desapropriados pelo governo. No site do Tribunal Regional Federal da 4ª Região informa-se que o caso está parado “aguardando juntada”. Significa que uma das partes ou o Ministério Público pediu para anexar documentos, mas ainda não o fez.Questionado pelo delegado federal Antonio Carlos Knoll sobre as cartas, Vavá respondeu que eram pleitos de pessoas conhecidas, pedindo-lhe ajuda. Mas afirmou que não pretendia entregar os envelopes aos destinatários e disse não ter pedido dinheiro para o serviço. Já se fala em achar uma forma de identificar e punir os responsáveis por vazamentos de informações e gravações contidas em inquéritos da Polícia Federal. Ontem, o ministro da Justiça, Tarso Genro, reuniu-se com o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, e com o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. Decidiram buscar soluções técnicas para criar uma espécie de marca de quem manusear os inquéritos e gravações para identificar os responsáveis dos vazamentos. “O Estado tem de armar para preservar o direito à intimidade das pessoas”, diz Tarso Genro.Tarso Genro defende a Polícia Federal, que está sob seu comando. “As gravações não são distribuídas pela PF”, disse ontem. “Esses inquéritos ficaram com a polícia durante meses sem nenhum vazamento. Só vieram a público depois que foram distribuídos aos advogados dos investigados”. Mas no Palácio do Planalto, há ministros convencidos de que a fonte dos vazamentos é mesmo a PF, numa estratégia para ganhar pontos com a mídia e fortalecer a instituição. (Fonte: AQUI).

Dé, filho de Maria Rabo de Peixe, é o assassino do menino Sidney

Foi preso na manhã desta quinta-feira, 14, o réu confesso do assassinato do jovem Sidney Junior Andrade Souza, 10 anos, crime que chocou Montes Claros neste mês de junho. O assassino, é Francisco Reis de Almeida, 19 anos, vulgo Dé, filho de Maria Rabo de Peixe.
O corpo de Sidney foi encontrado na última segunda-feira em um matagal em meio à chácara Alcides Rabelo, localizada entre os Bairros Vila Tiradentes e Alcides Rabelo. Ele estava desaparecido desde a quinta-feira, 7, por volta do meio-dia, quando seguia para a casa do avô.

13 de jun de 2007

REGULAMENTO DO XXI SALÃO NACIONAL DE POESIA PSIU POÉTICO

INSCRIÇÕES
I. As inscrições para o XXI Salão Nacional de Poesia Psiu Poético, com o tema MONTESCLAROS CIDADE IMAGINÁRIA, estarão abertas no período de 02 de julho a 31 de agosto de 2007 na Biblioteca Pública Municipal "Dr. Antônio Teixeira de Carvalho", no prédio do Centro de Educação e Cultura "Dr. Hermes de Paula", da Secretaria Municipal de Cultura de Montes Claros e Prefeitura Municipal de Montes Claros - MG.
II. Os interessados poderão inscrever de um a três poemas, digitados ou trabalhados de forma artesanal, enfatizando o conteúdo do poema.
III. Também poderão se inscrever para a mostra de poesia visual e arte-postal.
IV. Artistas interessados em participar com performances, recitais, esquetes, intervenções, palestras, debates, vídeos, filmes, músicas, danças, pocket show, lançamento de livros, CD´s e demais manifestações culturais, poderão se inscrever, ressaltando que os trabalhos precisam ter a poesia como referência inicial.
V. Serão consideradas inscritas as obras e projetos enviados pelo correio ou entregues pessoalmente no endereço: Biblioteca Pública Municipal "Dr. Antônio Teixeira de Carvalho" Centro de Educação e Cultura "Dr. Hermes de Paula" Praça Dr. Chaves, 32 - Centro - Montes Claros / MG - Cep: 39.400-005Telefones: (0xx38) 3229-3457 / 3229-3458 Fax (0xx38) 3229-3456
Endereço Eletrônico:
www.psiupoetico.com.br
VI. Não será cobrada nenhuma taxa de inscrição.
VII. Os trabalhos inscritos e selecionados pela coordenação, passarão a fazer parte do programa do XXI Salão Nacional de Poesia Psiu Poético, que ocorrerá de 04 (dia nacional da poesia), a 12 de outubro de 2007 na cidade de Montes Claros - MG, tendo como base as dependências do Centro Cultural.
CONDIÇÕES
I. Poderão participar poetas, artistas de qualquer parte do país ou do mundo.
II. Os trabalhos inscritos não têm necessariamente que serem inéditos. Cada poeta poderá participar com até três poemas digitados. Nas demais categorias, podem inscrever um trabalho por participante.
III. Impresso e em disquete de três e meio o material inscrito, tem que constar títulos dos trabalhos (caso tenham), nome do autor, endereço completo, telefone, emeio e breve currículo.
IV. No dia 01 Setembro, sábado, haverá reunião com os inscritos, às 10:00h. no auditório do Centro Cultural, para tratar da programação e da coordenação visual do XXI Salão Nacional de Poesia Psiu Poético.
V. Todos os itens deverão ser cumpridos para que as obras sejam consideradas inscritas.

DISPOSIÇÕES GERAIS
O Salão Nacional de Poesia Psiu Poético não é um concurso, nem tem como propósito premiar o primeiro lugar de cada categoria. Seu princípio básico é celebrar a poesia, promover o encontro de poetas, escritores e artistas de todos os lugares para que possam conhecer e discutir a produção poética contemporânea neste início de século apresentando o resultado a um público amplo de estudantes, educadores, leitores, e demais pessoas interessadas. Durante a programação a poesia é levada a vários locais da cidade e a cada versão do projeto, seis poetas são homenageados pelo que vêm contribuindo com a discussão e evolução da arte poética brasileira. O Salão acontece desde 1987 sendo considerado o maior evento do gênero que ocorre no país.

Trânsito, a maior das violências urbanas

O Brasil é um país violentíssimo. Todavia, ao contrário do que a mídia de massa costuma apresentar, o que mais mata e mais aleija no país não são os acidentes com armas, as brigas entre vizinhos, os crimes passionais e nem tampouco os estupros, seqüestros ou assaltos:
- É o trânsito.

Jornal argentino critica imprensa brasileira

'Clarín' destaca investigação de irmão de Lula

As investigações da Polícia Federal envolvendo Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, são destacadas nesta quarta-feira em reportagem do diário argentino Clarín, que relata que o escândalo agora envolve também outro irmão, José Ferreira da Silva, o Frei Chico.
» Lula duvido que Vavá tenha feito lobby
"O envolvimento de Frei Chico foi um golpe para o chefe de Estado brasileiro", afirma a reportagem. "Ainda que sua participação tenha se limitado a advertir Vavá, o mais afetado, de que deveria 'parar' com suas vendas ingênuas de 'influências' que nunca puderam se concretizar a empresários de não muito boa índole".
O jornal relata a argumentação de Lula de que Vavá "é um ser 'limitado', sem condições de fazer nenhum tipo de lobby". "Algo que a própria Polícia Federal reconhece", diz o Clarín.
Para a reportagem, é curioso que "o caso estoure quando tudo parecia estar em calma, e ninguém sabe como nem por que surgiu". "De repente, os irmãos de Lula se viram envolvidos em uma história de conspirações quando Lula estava no exterior".
FHC protegido
O jornal diz ainda que "não deixa de chamar a atenção que com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso a imprensa tenha evitado e ocultado situações dessa magnitude que teriam se mostrado extremamente incômodas a ele". "Salvo algumas exceções, poucas vezes se lembra que o ex-presidente tem mais de 200 processos contra ele, freados pelo atual governo".

12 de jun de 2007

CRUELDADE



As buscas sobre o paradeiro do garoto Sidney Juneo Andrade de Souza, de 10 anos, desaparecido desde o dia 7 de junho, feriado de Corpus Christi, foram encerradas no tarde dessa segunda-feira, depois de descoberto o corpo do garoto abandonado num matagal, nas imediações de linha férrea, no bairro Alcides Rabelo. O cadáver de Juneo estava em estado avançado de decomposição, e vestia apenas uma bermuda jeans. Sem blusa e sandália, ele estava com a bermuda abaixada até os joelhos. Próximo ao corpo foram localizadas duas latas, sendo uma de cerveja e outra de refrigerante. Segundo o perito Luiz Otávio Librelon, as primeiras apurações indicam que não houve abuso sexual. Para Librelon, ainda é precoce dizer qual o objeto que causou as lesões no menino. Jornal de Notícias

JUVENTUDE, AQUI E AGORA

*Álbano Silveira Machado


“Eu acredito é na rapaziada que vai em frente e segura o rojão...Eu vou à luta é com esta juventude que não foge da raia a troco de nada...que não está na saudade e constrói a manhã desejada”. A nova novela das 8, Duas Caras, da TV Globo, redescobre esta homenagem aos jovens, do compositor Gonzaguinha. Ele dizia, há mais de trinta anos, que os jovens eram os grandes responsáveis pela mudança democrática do país, pela coragem e ousadia em enfrentar uma das mais cruéis ditaduras vividas pelos brasileiros.

As lutas travadas pelo movimento estudantil, nas décadas de 70 e 80, nas Diretas Já, no Impeachment do Collor, junto com os jovens metalúrgicos do ABC paulista, beneficiaram a toda a sociedade brasileira. E sempre foi assim, durante a história da humanidade. Na maioria dos países, as grandes mudanças se deram com a participação efetiva da mocidade, cada vez mais independente, contestadora, atrevida, criativa. A efervescência das revoluções culturais, ambientais, sociais e políticas, com símbolos como o ano de 1968, os Beatles, Rolling Stones, Che Guevara, Bossa Nova, Tropicália, Jovem Guarda, movimento feminista, os estudantes da Paz Celestial, em Pequim, e a independência dos países africanos, transformaram o mundo, as pessoas, as famílias, a tecnologia, os sonhos e construíram novas formas de busca da felicidade.

Os protagonistas destes movimentos foram barrados no baile. Depois de 40 anos, constata-se que a juventude, população da faixa etária de 15 a 29 anos, tem poucas políticas públicas voltadas para atender as suas necessidades específicas. O discurso conservador que o jovem é uma pessoa-problema foi articulado e pegou. As ações de controle psicológico e social deste cidadão em erupção foram articuladas em órgãos internacionais e orientadas às políticas de Estado do mundo do Ocidente e do Oriente. E tome-se leis punitivas, escolas prisionais, grades curriculares para prender a criatividade e a autonomia, responsabilização dos pais pelos “excessos” juvenis, domação da sexualidade e do desejo de “pão e beleza”, criação de templos do consumo/shoppings como local de referência de vida, combate às organizações libertárias, comunicação pasteurizada, mimetismo cultural, uniformização do pensamento alienante, combate à diversidade...

Mas os jovens estão alertas. Empunharam bandeiras e resgataram sonhos, cobrando do Estado brasileiro uma política pública que considere a juventude como condição social, e os jovens como sujeitos de direitos. Desde 2003, vêm organizando e participando de diversos fóruns, movimentos e negociações com o Governo, seja ele federal, estadual e municipal. Surgiram instâncias públicas como Secretarias, Coordenadorias e Conselhos da Juventude, formaram-se Comissões Parlamentares, elaborou-se um Plano Nacional de Políticas Pública da Juventude e o Estatuto da Juventude. Estes dois últimos estão em tramitação no Congresso Nacional.

O Governo Federal lançou diversas ações e 20 programas específicos da juventude como Agente Jovem, PROUNI, Saberes da Terra, Segundo Tempo, Primeiro Emprego, Escola Aberta, Educação Tecnológica, Juventude e Meio Ambiente e vários outros. Todos eles estão hoje sob o signo do PROJOVEM. O Governo Estadual criou a Secretaria Especial da Juventude, implantando alguns projetos em convênio com a União.

Aqui, em Montes Claros, o Prefeito Athos Avelino criou a Coordenadoria da Juventude e, nos próximos dias, dá posse aos membros do Conselho Municipal da Juventude. A Coordenadoria tem a função de articular as ações voltadas para a Juventude norteadas pelas noções de oportunidades e direitos, para que os jovens possam resgatar a esperança e participar da construção da cidadania. Várias ações e programas espalhados pelas Secretarias Municipais já foram criados e atendem diretamente os jovens. O Conselho fará a discussão, aprovação, acompanhamento e fiscalização das políticas públicas da juventude, no município.

A administração municipal cria, implanta ou amplia diversos programas em parceria com os governos federal e estadual, ou em parceria com a comunidade. Os impactos causados por diversos projetos, ações e atividades são visíveis, como o Pré-Vestibular, Escola Aberta, Segundo Tempo, Agente Jovem, Educação Ambiental, Saberes da Terra, Projetos Culturais, Formação Profissional, OP Criança, Atividades Esportivas, Orçamento Criança/Adolescente, atividades esportivas e de lazer, oportunidades a cerca de 400 estagiários universitários e de ensino médio. Nos concursos públicos municipais realizados a grande maioria dos aprovados e empossados tem menos de 30 anos.

Montes Claros é um cidade jovem. Pela estimativa do IBGE para 2007 há mais de 108 mil pessoas na faixa etária de 15 a 29 anos, em um total de 352 mil. E esta moçada tem sede de viver e de participar. Segundo o Instituto da Cidadania, 28,1% dos jovens brasileiros participam de algum grupo. E para cada jovem engajado existem outros dez querendo participar de alguma atividade que gere benefícios para sua comunidade. Os jovens de Montes Claros não são diferentes. Eles se movimentam,.participam de várias organizações e movimentos. Eles estão em grupos de pastorais, evangélicos, ambientais, culturais, partidos políticos, associações de bairros, clubes de futebol, torcidas organizadas, esportes radicais, movimentos estudantis, pela paz, pelos direitos humanos, da criança e do adolescente, nos sindicatos, em grupos de estudos, campanhas de solidariedade, danças de rua e de salão, nas academias, nas escolas, na Avenida Sanitária ou na periferia. Além disso, outros plugam a vida em comunidades virtuais que pipocam a cada momento na internet, com preocupações bem diversificadas.

É uma parte desta galera que movimentou o 27 de outubro, o Dia Nacional da Juventude, na Praça da Matriz, ou o Agosto Jovem, no Independência. Muita animação, shows, barraquinhas, encontros, convergências.

Nestes meses de novembro e dezembro, em Montes Claros, haverá a Conferência Municipal da Juventude, como etapa da Conferência Nacional, que acontecerá em Brasília, no mês de abril de 2008. Todos os grupos e movimentos estão convidados a participar de encontros, palestras e debates para apontarem os problemas, desafios e soluções para fazer parte das políticas públicas da juventude.

Haverá 13 pré-conferências nos Pólos do município, nos dias 01 e 02 de dezembro, quando serão debatidos 11 temas básicos, como educação, trabalho, cultura, saúde, meio ambiente, esporte, segurança, direito à cidade, tecnologia da informação, juventude no campo e direito à diversidade. Antes disso, os jovens participarão de debates nas salas de aula, nos grupos de jovens, de evangélicos, nos times de futebol, nas pastorais, na roda do hip hop, de capoeira, etc.

No dia 08 de dezembro, na Praça dos Esportes, durante todo o dia, haverá palestras, debates e aprovação de propostas a serem encaminhadas à Conferência Estadual da Juventude, além de eleição de Delegados representantes da cidade.

A juventude de Montes Claros, com certeza, não fugirá da luta! Aqui e agora, fará acontecer e defenderá suas bandeiras.


Álbano Silveira Machado é Psicólogo e Especialista em Gestão Pública Municipal e responde pela Coordenadoria de Projetos Intersetoriais, na Secretaria de Governança Solidária, na Prefeitura de Montes Claros.

11 de jun de 2007

A Polícia Federal exagera na divulgação de suas ações?

Desde a prisão ao vivo e a cores da proprietária da Daslu e dos donos da Schincariol, há dois anos, da prisão de vários vereadores de Montes Claros, há um anos, etc, etc, etc, a forma de divulgação adotada pela Polícia Federal tem recebido críticas contra e a favor. Engravatados passaram a ser vistos algemados e sendo colocados em camburões. O modelo dá margem a vazamento de informação seletiva para a mídia. Na prisão do ex-governador e atual deputado federal Paulo Maluf, por exemplo, o repórter de uma tevê entrou disfarçado de agente no veículo que transportou o parlamentar. Para alguns, as imagens das ações da PF simplesmente retratam o dia-a-dia da polícia. Para outros, as transmissões não passam de espetáculos produzidos para a mídia. E você, o que acha?

Disputa abre crise na Polícia Federal

Briga pelo mais alto cargo na corporação tem gerado clima cada vez mais tenso; a disputa abre crise na Polícia Federal


Se as recentes operações da Polícia Federal – Furacão e Navalha – serviram para revelar a vastidão da corrupção nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, os resultados podem ter servido também aos interesses do homem que as comandou, o delegado federal Renato Porciúncula, diretor de Inteligência Policial (DIP) do Departamento de Polícia Federal (DPF), em Brasília. Desde a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele se apresenta como candidato ao cargo de diretor-geral, para suceder ao delegado Paulo Lacerda, que comanda a corporação desde o primeiro mandato de Lula. Com a Operação Navalha, Porciúncula – que chegou ao DPF pela mãos dos tucanos, no segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso – tirou do jogo definitivamente um dos seus concorrentes, o delegado Zulmar Pimentel, que foi afastado do cargo de diretor-executivo por suspeita de vazamento de informações a colegas investigados. Com esta ação, ele ainda arranhou a imagem do discreto Lacerda, ao provocar revolta dos líderes de partidos, quando foi anunciada a existência de uma lista de pagamento de propina a parlamentares pela Construtora Gautama. Todos foram se queixar ao ministro da Justiça, Tarso Genro, da investida da PF. Na enxurrada de suspeitas, outro nome bem cotado para suceder Lacerda, o superintendente de São Paulo, Geraldo José de Araújo, também teve que dar explicações, já que a Construtora Gautama foi a responsável pela construção do prédio sede da PF na capital paulista. Mas Geraldo escapou ileso, já que a construção é de 2001, portanto, de responsabilidade de seus antecessores. Pessoas próximas a Porciúncula garantem que ele jamais usaria informações levantadas com o trabalho policial para se beneficiar delas. “Ele é muito sério e muito jovem também, não precisa desses recursos para chegar ao cargo de diretor-geral da PF. Ele poderia deixar que Zulmar, hoje com mais de 30 anos de carreira, ocupasse o cargo agora e ele certamente teria outra chance”, garante um federal amigo.
Porta-voz
Dono de uma timidez indisfarçável, de estilo espartano e discreto, Paulo Lacerda bem que tentou se antecipar aos problemas. Desde a reeleição de Lula, quando ele anunciou sua saída, determinou que nem Porciúncula nem Zulmar, ocupantes de postos estratégicos na estrutura da PF, falem em nome do departamento. Para entrevistas à imprensa, programas de televisão e outras aparições públicas, ele destacou outro auxiliar, o delegado Getúlio Bezerra Santos, diretor de Combate ao Crime Organizado, o qual hoje, ocupa interinamente a vaga deixada por Zulmar.Mesmo sem conhecer detalhes da Fuaracão e Navalha, foi ele que emprestou seu rosto para rebater críticas e defender as últimas ações da PF, que geraram polêmica. Segundo auxiliares, Bezerra deixa Lacerda tranqüilo, porque é tido como um policial operacional e sem apoios políticos ou sindical que o conduzam até o posto maior da corporação, além de não demonstrar interesse pelo cargo. Mas, se hoje existe tensão nas relações na cúpula do DPF, pelo menos uma opinião é unânime: novos e velhos, sindicalistas ou não, defendem que somente a definição sobre o nome que vai comandar o departamento pode trazer de volta os bons ventos da tranqüilidade. Na última semana, rumores davam contam da permanência de Paulo Lacerda, mas ficaram nisso, e o anúncio oficial só chega na quarta-feira.

Juiz embargou bens do ex-presidente da Cooperativa de Montes Claros

O ex-presidente da Coopagro, Antônio Gaspar de Figueiredo Bessa, teve bens embargados pelo juiz Danilo Campos, de Montes Claros, para assegurar o pagamento de dívidas devidas à Cooperativa. O débito é de 1 milhão e 323 mil reais, acrescido de juros e de correção monetária, e tem origem em empréstimos feitos juntos à Cooperativa. Segundo o presidente da Cooperativa, Lúcio Tolentino, a Coopagro espera receber dívidas de 6,6 milhões de reais, sendo 2,1 milhões dos ex-diretores Antônio Bessa e Afonso Celso Dias, e outros 3 milhões de devedores que negam os débitos. Esta decisão vem deixando muita gente de orelha em pé, uma vez que são fortes os comentários dando conta de que pode sobrar para o ex-prefeito de Montes Claros, Jairo Ataide (foto) que também foi ex-presidente daquela entidade e é amigo pessoal dos ex-diretores Antônio Bessa e Afonso Celso Dias. A piadinha maldosa na cidade garante que a Cooperativa quebrou tem dias porque roubou a bessa.

A música Princesa do Norte foi a escolhida para ser música-tema do Psiu

A canção Princesa do Norte, de autoria de Cori Gonzaga e Haroldo Tourinho (letra) acabou de ser a escolhida em enquete pública para ser a música-tema do 21ª Salão Nacional de Poesia, o Psiu Poético, a ser realizado entre 04 a 12 de outubro e que neste ano terá como tema Montes Claros cidade imaginária, dentro do projeto de comemoração continuada dos 150 anos da cidade. As inscrições para o Salão serão abertas no dia 02 de julho e vão até 31 de agosto. O resultado final da enquete ficou assim: Rockatopear - César Henrique 36% Princesa do Norte - Cori Gonzaga 64%.


PRINCESA DO NORTE

Eras menina, pés descalços no pó
Da poeira de becos sem fim
Dois irmãos ainda guardam da serra
O teu ir e vir

O teu perfume envolve as minhas manhãs
O teu olhar tudo vê sem se desviar

E mesmo entre a gente pagã
Com um tercinho a brilhar
Rolavas as contas do tempo a pensar

Oh, minha Princesa do Norte
Meu contraforte, berço, leite, doce sorte
Agora senhora de si
A menina que vi


Ouça a música AQUI

10 de jun de 2007

Você sabia que Governo do Brasil, em 18 de julho de 1980 não renovou a concessão de uma REDE DE TELEVISÃO, que foi considerada PEREMPTA??


A Televisão Tupi de São Paulo, canal 3, foi a primeira emissora de televisão do Brasil e da América do Sul, fundada em 18 de setembro de 1950 por Assis Chateaubriand. Fazia parte do Grupo Diários Associados. Em 18 de julho de 1980, devido aos vários problemas administrativos e financeiros, sua concessão foi declarada perempta (não-renovável) pelo governo brasileiro, e além dela, mais 6 emissoras pertencentes aos Associados também saíam do ar.A formação da rede e a crise
A longa crise dos Diários Associados já havia começado bem antes da morte de Assis Chateaubriand, em 4 de abril de 1968. Abalada por problemas financeiros, mal administrada, sem investimentos, a TV Tupi perde qualidade e audiência.Em 1972, a Rede Tupi de Televisão começa a ser formada. Houve várias divergências sobre qual canal seria a "cabeça da rede": o canal 4 paulistano ou o canal 6 carioca. Houve duas tentativas para que ambas comandassem a Rede Associada. Na primeira, a estação carioca comandaria as emissoras do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, enquanto que a emissora de São Paulo controlaria os canais do Sul e Sudeste. Na segunda, a Tupi paulista ficaria responsável pela produção de telenovelas, e a Tupi do Rio se encarregaria pelos shows e programas de auditório. Mas as duas idéias não vingaram, e a rixa entre as diretorias das duas estações agravaram a situação da Tupi. O único ponto positivo nestas duas tentativas foi que a Tupi foi a primeira rede de TV da América Latina a possuir duas cabeças geradoras de programação.As emissoras concorrentes vão ocupando os espaços vazios deixados pela pioneira. Ano após ano, a crise se aprofunda. E com a Rede Globo impondo seu domínio avassalador, a Tupi se enfraquece. Ainda assim, a emissora pioneira consegue emplacar sucessos na década como "Mulheres de areia" (1973), "Meu rico português" (1975) e "A Viagem" (1975). No fim dos anos 70 a situação piora. Os salários atrasam cada vez mais. Há dívidas astronômicas junto à Previdência Social. Proliferam muitos escândalos financeiros. Em agosto de 1977, "Éramos seis", "Cinderela 77" e "Um sol maior" registravam os mais baixos índices de audiência da história do canal. Além da audiência, a publicidade também escapolia para as concorrentes, o caixa se esvaziava, os salários deixavam de ser pagos e a greve era questão de tempo. Em outubro de 1977, com três meses de salários atrasados, os funcionários iniciaram a primeira greve, interrompida com o pagamento parcelado dos débitos.
Leia a matéria completa AQUI no blog do ONIPRESENTE

Denúncia de Gil no futebol espanhol

O ponteiro brasileño Gil Ribeiro Gonçalves, denunciou incentivos ocultos para motivar vitórias na Primera Divisão da Liga Espanhola de futebol. Em declarações para o portal do Globo de Esporte, manifestou que "os líderes dos clubes negociam e depois eles revisam o valor dos jogadores. Se o objetivo é completado, no dia seguinte, ao abrir o armário, a quantidade combina em dinheiro estará lá." "Nesta reta final do campeonato espanhol o valor chega aos 6.000 (euro) ou mais para cada jogador", Gil jogou nos clubes brasileiros do Corínthias, São Paulo e Cruzeiro de Belo Horizonte, além de Verdy Tóquio japonesa. (Fonte: 20minutos).

9 de jun de 2007

O CAIPIRA NA ZONA

O caipira chegou na Zona. Imediatamente Madame bateu palmas e chamou as meninas: "Tem homem no salão!!!". Desceu Noêmia que estava precisando de dinheiro para acertar as contas do quarto e de umas roupinhas que comprara. Foram para o quarto e Noêmia começou o trivial. No meio da folia o caipira perguntou : - Você faz o que a Zefinha faz? Noêmia preferiu mostrar a responder. Com seus brios de profissional desafiados resolveu caprichar no tratamento ao freguês. Fez de um tudo. Descanso, cigarrinho e já recomeçaram com a pergunta do Caipira: - Você faz o que a Zefinha faz?
Noêmia decidiu se superar. Fez até a Cadeira do Patinho que quase já esquecera como era. Um show! Novo intervalo, cigarrinho de palha e o recomeço da função iniciada com a pergunta fatal: -Você faz o que a Zefinha faz?

Noêmia teve um ataque de furor erótico. Fez o serviço completo: barba, cabelo e bigode. A Cadeira do Patinho voltou, agora com estofamento de couro e descanso pra cabeça. Uma louca!! Ao término, exausta, quase não acreditou quando o Caipira perguntou: - Você faz o que a Zefinha faz?.
Noêmia não se conteve. Pulou da cama, dedo em riste e perguntou aos brados: - Pôrra, afinal o que é que a Zefinha faz??? O caipira acabando de enrolar o cigarrinho, respondeu com um sorriso fininho:
- Cê Faz fiado!!..."

Até onde vai a PF?

Sem provas contundentes, a polícia federal indica o irmão do presidente Lula em uma operação que revela claros sinais de disputa de poder interno
A ação desencadeada para investigar a máfia de caça-níqueis no País recebeu o sugestivo nome de Operação Xeque- Mate. Entre os apreciadores do jogo de xadrez, todos sabem que xeque-mate é o lance decisivo, quando o rei é derrubado. A pergunta que se poderia fazer é: quem seria o rei nesta operação? "Rei é o chefe", respondeu o ministro da Justiça, Tarso Genro. Há quem conclua que o rei poderia ser o presidente Lula - hipótese reforçada pelo atabalhoado indiciamento de seu irmão Genivaldo Inácio da Silva . O rei também poderia ser o próprio ministro da Justiça, visto com desconfiança por muitos delegados. O fato é que, por trás dessa ação da PF que mobilizou dez delegados e 600 agentes a ação desencadeada para investigar a máfia de caça-níqueis no País recebeu o sugestivo nome de Operação Xeque- Mate. Ao contrário do xeque-mate do xadrez, que exige paciência e, sobretudo, perspicácia, na Operação Xeque-Mate os federais deixaram um rastro de "ação tabajara" nas investigações. Inicialmente, imaginavam ter provas até para colocar Vavá na cadeia.
"Não é vantagem ser parente de Lula"
Maria da Silva é casada com Genival Inácio da Silva, o Vavá, há 45 anos. Na quarta-feira 6, ela conversou com IstoÉ por telefone. Contou que o presidente Lula visitou Vavá em casa há menos de dois meses. E disse que ser parente de Lula é um fardo. Eu vejo presidente aí que emprega a família inteira, não é assim? É sobrinho, é cunhado, é irmão... E da parte do Lula não pode. Tem uma filha da irmã dele, que está desempregada já faz cinco anos. Isso é vantagem?