Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

11 de jun de 2007

A Polícia Federal exagera na divulgação de suas ações?

Desde a prisão ao vivo e a cores da proprietária da Daslu e dos donos da Schincariol, há dois anos, da prisão de vários vereadores de Montes Claros, há um anos, etc, etc, etc, a forma de divulgação adotada pela Polícia Federal tem recebido críticas contra e a favor. Engravatados passaram a ser vistos algemados e sendo colocados em camburões. O modelo dá margem a vazamento de informação seletiva para a mídia. Na prisão do ex-governador e atual deputado federal Paulo Maluf, por exemplo, o repórter de uma tevê entrou disfarçado de agente no veículo que transportou o parlamentar. Para alguns, as imagens das ações da PF simplesmente retratam o dia-a-dia da polícia. Para outros, as transmissões não passam de espetáculos produzidos para a mídia. E você, o que acha?

Nenhum comentário: