Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

17 de fev de 2007

Barragem de Janaúba tranborda 14 anos depois

Oliveira Júnior - Correspondente O Norte
JANAÚBA – Por volta de 22 horas de quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007. Esse foi o registro do transbordamento da barragem Bico da Pedra, distante cerca de cinco quilômetros das cidades de Janaúba e Nova Porteirinha. A cena repete 14 anos depois do segundo transbordamento da represa, construída em 1976. A primeira cheia foi em 1979. Rapaz mostra o resultado do transbordamento da barragem:
jantar com peixe
Apesar da chuva fina intercalada com estiagem, as pessoas arriscaram ir à represa em carro, de motocicleta, bicicleta e até a pé. Os pescadores de última hora se aventuraram em apanhar os peixes. Com a descida de cardumes, tornava-se fácil em obter o peixe com as mãos. Mas teve gente que apostou na vara de pescar e até com rede. Neste último caso, os pescadores do “pé” da barragem tiveram que enfrentar a Polícia Militar Ambiental.
A polícia civil também reforçou a vigilância no local para evitar possíveis afogamentos ou danos. A represa teve vigilância própria 24 horas, inclusive com apoio de cães.
Passagem de água pelo vertedouro chama atenção do público
Com a passagem natural de água pelo vertedouro da barragem Bico da Pedra, criou-se uma maratona de pessoas que deslocam a todo instante para a represa. Alguns conseguem autorização para apreciar a cena no alto da barragem, que tem altura aproximada de 50 metros. Outros, nem tanto. Têm que se contentar seguir pelo rio e ficar no “pé” da barragem.
Vista do lago principal da barragem Bico da Pedra
na tarde do dia 15 de fevereiro
A reportagem de O Norte fez os dois trajetos e constatou a euforia da população. No semblante de cada pessoa, a alegria, por presenciar “in loco” o fenômeno. Outros “matavam” a curiosidade de ver, pela primeira vez a barragem “sangrar” – termo usado popularmente para o fato do transbordamento.
No final do vertedouro, o banho e a pesca em momento que não
acontecia desde 1993 (fotos: Oliveira Júnior)

Em um mês e meio o nível de água da barragem subiu 1,60 metro. Em seis horas, na quarta-feira, dia 15/02, houve uma elevação de 30 centímetros e com isso ocorreu o transbordamento com a lâmina d´água a 10 centímetros. Isto na noite de quarta-feira. Ontem, a vazão pelo vertedouro oscilava entre 15 e 20 centímetros. Essa foi a vazão que ocorreu em 1993. Já a cheia de 1979 proporcionou uma vazão maior. O nível de água passou pelo vertedouro com 1,40 metro de altura.

Nenhum comentário: