Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

24 de fev de 2007

CARTA AOS PETISTAS E CIDADÃOS DE MONTES CLAROS

O Partido dos Trabalhadores de Montes Claros, através da sua Executiva Municipal, vem esclarecer aos petistas, às petistas e ao povo de Montes Claros, alguns fatos divulgados nas últimas semanas pela mídia local:
1. O PT é um partido que encampou lutas históricas pela democracia, pelos direitos sociais, pela construção da cidadania, pela ética na política, por um modo de governar republicano, de um governo para todos, tendo como prioridade o povo pobre e sofrido do nosso país. Sofreu uma crise política profunda, nos anos 2005 e 2006, e vive um momento de avaliação interna e reafirmação dos seus compromissos históricos com o povo brasileiro.
2. Recentemente, o PT de Minas Gerais abriu processo de expulsão do deputado federal Juvenil Alves, devido às acusações de abuso do poder econômico nas eleições de 2006 e crimes cometidos na área fiscal. Juvenil não é mais filiado ao PT. Este é um dos fatos que ilustra a disposição de zelo por um comportamento ético dos seus militantes como condição para se manter filiado à nossa agremiação política.
3. A mídia local vem veiculando a possibilidade de candidatura a Prefeito de Montes Claros do deputado estadual Ruy Muniz, pelo Partido dos Trabalhadores. Cabe esclarecer que o referido deputado não tem perfil de cidadão que será aceito como militante petista. É réu confesso, por ter cometido crime de estelionato contra o Banco do Brasil, em 1986. Como empresário do ensino, tem uma prática de empreendedor condenável, com dezenas de processos, seja de alunos, professores, funcionários das suas empresas, fornecedores, sócios e cidadãos. Neste setor, o seu lema "Educação é tudo" aparece aos nossos olhos como "O poder do dinheiro é tudo". Como político, do PFL, tem estado, nos últimos 20 anos, no nosso campo oposto, como adversário ferrenho do Governo Lula, das bandeiras petistas, do Governo Athos/Sued (PPS/PT). Além disso, é acusado de abuso do poder econômico e compra de votos nas eleições de 2004, como candidato a vereador, teve o mandato cassado e só tomou posse através do artifício jurídico de mandato de segurança. É acusado da prática do mesmo crime nas eleições passadas com a distribuição de gasolina para convencer eleitores a apoiá-lo. Sempre esteve do grupo dos políticos de Montes Claros identificados como conservadores, patrimonialistas, defensores históricos do atraso político, econômico e social do nosso povo, como forma de dominação e resistência a mudanças pelas quais sempre lutamos.
4. Enfim, reafirmamos que a filiação do deputado Ruy Muniz ao PT não se dará de forma alguma. Esta é uma decisão unânime da Executiva Municipal que será apreciada na próxima reunião do Diretório Municipal e encaminhada à Executiva Estadual.

Montes Claros, 23 de Fevereiro de 2007.

EXECUTIVA MUNICIPAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES DE MONTES CLAROS

Um comentário:

Anônimo disse...

OLHA QUE SE FOR VERIFICAR DIREITINHO TEM GENTE PIOR QUE O RUY NO PT DE MONTES CLAROS, SÓ NÃO VOU CITAR NOMES PARA NÃO DIZEREM QUE É MARCAÇÃO!