Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

5 de fev de 2007

Prefeito louco fuma cigarrinho do capeta e agride cidadão


Háaaaaa, você já viu o vídeo do prefeito descontrolado? Não? Se não viu veja aqui
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, aos gritos, expulsa um homem do hospital na zona norte da capital; o homem, que protestava contra o mau atendimento, foi chamado de 'vagabundo' por Kassab em um hospital de Pirituba, enquanto aguardava para ser atendido no setor de odontologia. Agora quer saber o que aconteceu? A prefeitura e o prefeito de São Paulo, estuda um meio para abrir processo......contra o prefeito? NÃO.....é contra o homem que foi agredido e expulso da unidade de sáude, pelo prefeito. Não acredita? Veja aqui o vídeo no Jornal Nacional.
"Vote no PSDB, eleja o PFL e seja governado pelo PCC"

Prefeito desequilibrado agredide cidadão em São Paulo



O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PFL), expulsou aos gritos e empurrões, em um evento de inauguração, um senhor que aguardava atendimento odontológico na Assistência Médica Ambulatorial (AMA) na manhã desta segunda-feira (5). ( assista aqui)


Aos berros e empurrões e bastante alterado, o prefeito de SP expulsou o homem do hospital.Kassab estava na unidade de Pirituba, na Zona Norte, quando um homem,acompanhado pelo filho de 7 anos protestava contra a má qualidade do atendimento . Irritado, o prefeito se mostrou indignado com o manifestante. "Sai daqui! Estamos em um hospital, respeite os doentes. Vagabundo!", bradou Kassab. Mais tarde, após a cerimônia de inauguração, o prefeito disse não estar arrependido da expulsão. "Todos sabem do espírito democrático dessa gestão. Mas estamos em um hospital. Vou expulsar quantas vezes precisar", disse o prefeito. O manifestante, que é fabricante de placas, disse que não foi ao local para protestar, e sim para fazer uma consulta com um dentista. O encontro com Kassab, afirma, foi uma coincidência.Quer dizer então que o cidadão, protestar, contra o mau atendimento da saúde, não pode por estar dentro do hospital, mas Kassab, totalmente desequilibrado, berrando feito um louco, dentro do hospital, pode?Protesto na Praça da SéNão é a primeira vez que o prefeito reage a um protesto na capital paulista. No último aniversário de São Paulo, em 25 de janeiro, Kassab enfrentou uma manifestação da União do Movimento de Moradores de São Paulo que protestava contra o que chamam de "política higienista" da prefeitura. O grupo, de cerca de 150 pessoas, criticava a reforma da Praça da Sé, que estava sendo reinaugurada. Para os manifestantes, a reforma expulsa os moradores de rua dos espaços públicos.Aos gritos de "fora, Kassab", os manifestantes cercaram o prefeito, que respondeu com gritos de "São Paulo, São Paulo".
Então tá! Vamos combinar...Kassab é candidato a reeleição em 2008. Quer apostar quanto que o Paulistano o reelege? Êta povo burro...

Nenhum comentário: