Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

27 de fev de 2007

Deu o que falar

Recebi diversos e-mails e telefonemas sobre a ausência da coluna no Jornal de Notícias de ontem. O jornalista do JN, Cristiano Jilvan, que estava de plantão, alegou que não recebeu a coluna. Então fica o dito pelo não dito. Mas achei legal a celeuma. O numerador do blog disparou.
Um amigo de uma cidade ribeirinha (vou evitar citar seu nome), mandou o seguinte comentário:
“Na próxima, vc elogia a Unimontes, onde os alunos estão adorando o sucateamento causado pela ida de professores para as faculdades privadas (e bota privadas nisso...), elogia a Câmara Municipal que não dá bola para os buracos (também, né, pombos correio não andam, voam...), elogia a Polícia (que em respeito aos direitos humanos, deve ser, não incomoda os coitadinhos dos meninos que brincam de gueral, ou guerau, sei lá, nas ruas de moc city) e alogia o Exército, que em Montes Claros é modelo para os outros quartéis (não faz nada mesmo...). Colunista, menino, é para elogiar. Igualzim cê faz com o sem-dedo, viu?... Abraços”.

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro (ou seria barato?) amigo Gusmão.
Me surpreendi com a nota sua de hoje, sobre o "dito pelo não dito". E voce
vai saber o por que.

A sua coluna no JN, quando está devagar, sou um dos que cobra. Quando está, digamos, pesada, sou um dos que te aconselha a maneirar.
Mas você lançar dúvidas sobre a integridade do plantonista do dia(e editor daquele domingo), é muita cara de pau.
Ele não é e nunca foi censor. Na verdade, é um grande democrata.
Primeiro, é bom saber se voce mandou a coluna para o e-mail que ele recebia.
Digo isso porque o plantonista deve receber e ele, até às 14 horas, não havia recebido, nem o George Nande. Tanto que foi colocado no lugar uma materia do Nande, para substituir a sua.
O JN pode ter suas censuras (e me diga qual órgão ou coluna não o tem? Até o seu blog diz "um jornalismo QUASE independente". Problemas dos patrões.
O que devemos fazer - e cobro isso dos meninos da redação - é fazer o nosso serviço o mais perfeito possível, o melhor que nós podemos apresentar.
Hoje, pexemplo, a coluna da FMI tem o nome do dr. Athos. Interessante, que ela nunca o chamou o prefeito de dr. Athos. Quando não era foforucho, era
cândido ou até mesmo dr. Buracos. Então, houve dedo de alguém ali. Uma maldonça? Suispeita-se.
Vamos fazer o melhor que podemos fazer, e, principalmente, enviar a coluna na sexta-feira, ligar (TELEFONAR) para saber se a mesma chegou sã e salva.
O resto, são mexericos
Pode ser da Candinha...
Abraços do amigo de sempre
Luis Carlos Novaes
EDITOR GERAL