Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

26 de fev de 2007

Presidente se diz 'constrangido' com 'nomes e mais nomes'


O Presidente Lula comentou hoje (26), durante seu programa semanal de rádio Café com o Presidente, que se sente "um pouco constrangido" com as citações da imprensa sobre possíveis nomes da reforma ministerial para compor o governo de coalizão.


"A única coisa que, às vezes, me deixa assim um pouco constrangido é que eu vejo pela imprensa nomes e mais nomes, pessoas e mais pessoas. Todo dia sai um, todo dia entra um", disse.


Lula afirmou que, até o momento, todos os ministros que fizeram parte do primeiro mandato continuam no governo e que mudanças só serão anunciadas no "momento certo". Ele não confirmou a saída ou a permanência de qualquer nome e lembrou que sequer teria conversado com quem já demonstrou vontade de sair do governo.


"Até agora, todos continuam. Se você me pergunta isso daqui a dez dias, eu não sei se todos continuam, mas até agora todos continuam. O Gilberto Gil continua, o Waldir Pires continua, o Márcio Thomaz Bastos continua, o Furlan continua. Eu também ainda não conversei com esses companheiros que, muitas vezes, vejo pela imprensa que têm vontade de sair."


O Presidente anunciou que não haverá muitas mudanças na composição da nova equipe ministerial. Lula disse que, a maioria dos partidos políticos já está contemplada dentro do governo.


"Você pode trocar alguns nomes. Mas a maioria dos partidos já está totalmente contemplada", afirmou.


Lula reconheceu que falta a participação do PDT dentro da composição do governo, além de "terminar uma articulação com o PMDB". "Eu tenho trabalhado com muita insistência para uma unificação do PMDB como um todo na bancada federal no Senado. Todo mundo sabe da importância do PMDB para consolidar a nossa base de aliança."

Nenhum comentário: