Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

4 de fev de 2009

MÃE DINÁ - Sindicalista faz exercício de futurologia para agradar os patrões

O presidente do Sindicato dos Comerciários de Montes Claros, Osanan Gonçalves Santos, prevê um aumento de demissões a partir da segunda quinzena deste mês, em virtude do impacto que o aumento do salário mínimo terá nas contas das empresas e por causa da crise econômica internacional deflagrada em meados de agosto.
Depois desse discurso patronal, o sindicato convoca a categoria para uma assembléia geral no próximo dia 18, para elaborar a pauta de reivindicações e também iniciar a campanha salarial da classe.
A análise do sindicalista fica prejudicada se for levada em consideração uma situação que tradicionalmente ocorre nos últimos meses do ano, para atender a demanda por contratações no comércio, as chamadas ocupações temporárias.
Passado o período de boom nas vendas, por causa do período natalino, é natural que a maior parte do contingente de pessoas absorvidas pelo mercado seja dispensada, ocasionando o inevitável aumento nas demissões no início do ano.
O fenômeno ocorre todos os anos, não tendo relação com a crise mundial que se instalou e está sendo disseminada pela mídia golpista.

Nenhum comentário: