Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

16 de fev de 2009

FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO

A Câmara Municipal de Montes Claros, que já é considerada a pior da história, resolveu fazer valer seu título.
Os vereadores Alfredo Ramos, Edwan do DETRAN, Pastor Elair e Ildeu Maia, acompanhados pelo presidente da casa, Athos Mameluque, foram para a capital mineira com o intuito de "legalizar" a Guarda Mirim, que foi proibida pelo Ministério Público do Trabalho de utilizar ilegalmente crianças e adolescentes no mercado de trabalho, principalmente com jornada excessiva e submetidos a atividades perigosas, noturnas e insalubres.
Em 2003, o Ministério Público do Trabalho propôs à Guarda Mirim a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta, pelo qual a instituição deveria cumprir normas sobre o que podia ou não fazer, determinações indispensáveis para sua adequação à Lei da Aprendizagem.
Entre as obrigações assumidas estão as de oferecer jornada de seis horas, que conjugue atividades profissionais e educativas, teóricas e práticas; garantir aos adolescentes o desempenho de tarefas com complexidade progressiva, que representem um contínuo aprendizado e não submetê-los a atividades perigosas, noturnas e insalubres.
Entretanto, nada disso foi cumprido. Porém, a imprensa de Montes Claros criou um alvoroço sobre o assunto, criticando o MPT e defendendo a Guarda Mirim.
Todo mundo, de uma hora para outra, começou a tratar o Ministério Público do Trabalho como monstro.
Até audiência pública para "resolver o problema" aconteceu na cidade. Agora, como se não bastasse, os vereadores, num total desrespeito ao dinheiro público, foram farrear em Belo Horizonte, com a desculpa de ajudar a Guarda Mirim, que só não está funcionando por culpa dela própria.
Coincidentemente, o procurador do Trabalho, Geraldo Emediato, foi entrevistado hoje, na Rede Minas, afirmando que foi ele quem acionou a Guarda Mirim para fazer as adequações.
E viva o Estatuto da Criança e do Adolescente.

10 comentários:

Anônimo disse...

Por falar em Pombo-Rei, o presidente, é permitido ter um irmão-mosqueteiro numa secertaria e outra irmã, na chefia "cultural"? Não é Nepô? Perguntar não ofende.

Fúuuuuiiiii disse...

Lunga,

Porque que eles - vereadores - para economizar no cafézim, não enviaram ás sugestões ou solicitações para a "capitar minêra" através do famoso método medieval da comunicação que são os pombos correios??? Ops...!!!

Falô e...

Fúuuuiiiii....

Anônimo disse...

Os vereadores de Montes Claros fazem um alvoroço danado, ex: a guarda mirim, esses politicos querem que a guarda mirim se dane, estão preocupados com o salario no fim do mês.

Bruno disse...

Vai trabalhar bando de vagabundo! Gente que fica sentado, comendo porqueira e digitando merda não sabe o que é trabalho, só sabe criticar. Melhor ter adolescentes aprendendo cedo o valor do trabaldo do que na bandidagem. Foi ridícula essa reportagem sua reporterzinho.

Anônimo disse...

Lunga,

Noticia quente...Vc q gosta de boatos, fiquei sabendo q está trabalhando com ex-prefeito Athos. Parabéns, informe para nós seu novo salario, a já estava esquecendo vc não vai poder bater mais no governador,kkkkkkkkk

Saudações Petistas!!!!

Anônimo disse...

Farra mesmo é o que foi publicado no "Jornal Hoje em Dia" sobre a ultima administração municipal, a materia foi paga e está assinada pelos secretarios municipais de moc. Alguns trechos foram publicacos no mural do site montesclaros.com.

Anônimo disse...

Por falar no Pombal, o irmão-pombo foi numa reunião com o Milk chefão e falou com os ambientalistas que iria montar uma patrulha para combater o barulho da cidade. O chefe, escutando isso, chegou no pé do ouvido do mosqueteiro-pombo-irmão e ordenou: "para com isso. o dono daquela casa barulhenta perto dos aeroporto trabalha no gabinete. Vai complicar para ele e para min".!!!!

Anônimo disse...

Lunga,

Você que está a muito tempo no jornalismo me esclarece uma coisa: Esse secretário que falou que a prefeitura pegou emprestado um valor "fabuloso de um milhão e quatrocentos mil para fazer uma obra é o mesmo que foi vice-prefeito?
E na sua gestão como vice prefeito ele coordenava grandes obras como o canl do melacias e a avenida vicente guimarães?
E não era seu irmão que era secretário que fiscalizava as obras?
E não era o seu cunhado que mandava pagar (sec. da fazenda)?
E o prefeito seguinte(que é o atual) não disse que era umas obras superfaturadas?
E essas obras não estão caindo os pedaços?
E a prefeitura não paga 500 mil por mês (nos últimos 20 anos e tem mais 50 anos pela frente)para esses empréstimos para essas obras e deve ainda mais de 30 milhões da dívida dessas obras e nunca vai acabar de pagar?
E essas obras já não cairam na sua maior parte?
Me esclareça,porqued estou fazendo um trabalho de escola.

Anônimo disse...

Temos que fazer valer os direitos das Crianças e Adolescentes, não o chiliquer dos pombos-correio... do prefeito incompetente de vespera Jadeu Leite!!!

Anônimo disse...

A elite de Montes Claros sempre usou trabalho escravo e infantil. Por isso que eles estão preocupados e reclamando. Chega de escravidão.