Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

18 de fev de 2009

Radiografia da Educação Mineira

Este é o nome da revista que o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) lançada na última sexta-feira 13.
Trata-se da primeira de uma série de atividades que vão marcar as comemorações dos 30 anos de luta do Sindicato em 2009.
Representantes da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT), dos movimentos social e sindical, da categoria e alunos estiveram presentes à solenidade de lançamento, que aconteceu no Sindicato dos Jornalistas, à Av. Álvares Cabral, 400, centro da capital mineira.
Produzida pelo Sindicato em edição especial, a publicação é assinada pela jornalista Daniela Arbex, que percorreu três regiões do Estado de Minas Gerais e a capital mineira, visitando escolas públicas estaduais para colher depoimentos que subsidiaram a redação da ‘Radiografia da Educação Mineira’.
A reportagem comprova o que o Sind-UTE/MG há muito denuncia no Estado: um completo descaso do governo de Minas para com a educação. Na oportunidade, a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Inez Camargos destacou a importância de relatar o cotidiano das escolas da forma como os trabalhadores vivem diariamente nas escolas de Minas Gerais. “A violência e a falta de condição de trabalho ficam mascaradas por um projeto do governo estadual que privilegia algumas escolas, e apenas os bons exemplos aparecem nos meios de comunicação”, afirmou.
De acordo com a direção do Sind-UTE/MG, a idéia é fazer este debate com a sociedade, alunos, pais e educadores para, conjuntamente, discutir e garantir melhores condições para todas as escolas do estado. Assim, a direção acredita que irá avançar nas conquistas, pois só através da luta entende que se implanta, de fato, uma educação pública de qualidade social – direito este de todos os cidadãos.

Um comentário:

Anônimo disse...

É uma pena que uma matéria tão verdadeira e importante como esta, nunca será públicada nos principais meios de comunicação mineiros. Ao menos até que o Aecin Never continue no governo. o pior é ver que a massa, ignorante como sempre, apoia esse sujeito para presidente do Brasil...