Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

13 de fev de 2009

Athos toma posse no Indi

Missão do novo diretor será investir em áreas prioritárias no Norte de Minas
O vice-governador Antônio Antastasia dará posse ao ex-prefeito de Montes Claros, Athos Avelino, na Diretoria de Administração, Controle e Finanças do Instituto de Desenvolvimento Integrado do Estado de Minas Gerais (Indi), na próxima terça-feira, 17, em solenidade também presidida pelo novo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sérgio Barroso, e pelo presidente do Indi, Eduardo Leri.
A posse está marcada para às 9 horas, em Belo Horizonte, no Auditório Guimarães Rosa do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG), localizado na rua da Bahia.
O Indi tem 41 anos de fundação e foi criado para fomentar o crescimento uniforme do Estado. O órgão está consolidado dentro do sistema operacional de desenvolvimento de Minas Gerais.
O Instituto realiza um trabalho de captação de investimentos no setor privado. A escolha de Athos Avelino foi uma decisão pessoal do governador Aécio Neves, com quem o ex-prefeito manteve parceria de resultados durante sua gestão à frente da Prefeitura de Montes Claros.
Tanto o governador quanto o secretário Sérgio Barroso, que tomou posse ontem (quinta, 12), querem que Athos foque as ações numa política de desenvolvimento específico para a região Norte de Minas. Essa orientação ficou explícita em encontro realizado nesta sexta-feira, 13, entre Athos e Barroso. Uma das atribuições do novo diretor será buscar investimentos para financiar projetos na região.
Outra razão para a escolha de Athos Avelino refere-se ao perfil de realizador demonstrado pelo ex-prefeito quando administrou o município, cuja gestão foi focada na responsabilidade com os recursos públicos e na elaboração de projetos na área de infra-estrutura.
O trato com as finanças públicas, principal referência na gestão do Governo de Minas, e a vocação para o trabalho em parceria com o setor privado também foram fatores considerados na escolha de Athos Avelino.

2 comentários:

Waldo Ferreira disse...

Athos foi escolhido para impulsionar INDI, diz Anastasia




O vice-governador Antônio Anastásia, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sérgio Barroso, e o presidente do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI), Eduardo Leri, elogiaram o novo diretor do órgão, o ex-prefeito de Montes Claros Athos Avelino, durante sua posse na manhã desta terça-feira, 17, em solenidade que lotou o auditório do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), em Belo Horizonte.
Anastasia ressaltou que a escolha de Athos foi baseada em suas qualidades pessoais e tem o objetivo de incrementar investimentos em áreas prioritárias do Estado, como o Norte de Minas e os vales do Jequitinhonha e Mucuri. Sérgio Barroso e Eduardo Leri felicitaram o governador Aécio Neves pela escolha, destacando a atuação de Athos Avelino quando este exerceu o cargo de prefeito, tendo focado sua administração em investimentos para dotar a cidade de obras estruturantes. Eles também lembraram os relevantes serviços prestados pelo novo diretor à área de saúde. Athos, que é médico, foi diretor regional de Saúde no Norte de Minas, sendo um dos responsáveis pela implantação do Sistema Único de Saúde (SUS) na região, além de ter sido, ainda, secretário municipal de Saúde de Montes Claros. Como deputado federal, atuou maciçamente para melhorar a gestão da saúde no Estado e no Norte de Minas. “Athos, como grande gestor e identificado com o Norte de Minas, vai contribuir decisivamente para fortalecer e tornar eficazes as ações do Indi e do Governo de Minas”, disse o vice-governador.
Athos Avelino disse que se sente honrado em integrar a equipe do governador Aécio, com quem mantém parceria desde 2003, quando era deputado federal e posteriormente, a partir de 2005, como prefeito de Montes Claros. Ele reforçou sua identidade com o modelo de gestão implantado pelo governador, “que tem no vice-governador Anastasia um dos seus principais maestros”. “Trabalharei incansavelmente para o desenvolvimento de Minas e, especialmente da região Norte, que exige tratamento diferenciado, conforme orientação do próprio governador”, prometeu. Ele destacou que o Indi tem uma importância histórica para Minas Gerais, tendo contribuído, nesses 41 anos, para colocar o estado no patamar de desenvolvimento em que se encontra hoje.
No último dia 9, antes mesmo de tomar posse, Athos Avelino já se reunia com lideranças regionais, na Sociedade Rural, para traçar planos de investimentos para a região.
Prestígio – Chamou a atenção, na solenidade de posse, o grande número de presentes, situação incomum nesse tipo de ato. Prestigiaram o ato autoridades civis, militares e eclesiásticas, lideranças políticas e representantes de entidades de classe. Além do vice-governador e de vários secretários e subsecretários de Estado, estiveram presentes o presidente estadual do PPS, Juarez Amorim; o empresário Jamil Curi, que foi substituído por Athos Avelino na diretoria do Indi; o vice-presidente da Associação dos Magistrados do Brasil (Amagis); o deputado federal Humberto Souto e deputados estaduais Arlen Santiago e Ruy Muniz; o presidente da Copasa Serviços de Saneamento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais S/A (Copanor), Márcio Cangussu; o
Comandante 3ª Região da Polícia Militar, Heli Gonçalves; os presidentes do BDMG, Paulo Paiva, e da Cemig, Djalma Morais; o secretário de Estado da Agricultura, Gilman Vianna; e o presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), Valmir Morais.

Waldo Ferreira - jornalista

Anônimo disse...

E aí o Athos se vedeu a Aécio e sua turma de privatizadores!