Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

19 de fev de 2009

DIREITO DE RESPOSTA

A DROGARIA MINAS BRASIL, em reposta à matéria exibida neste blog, nos dias 04 a 18 de fevereiro de 2009, esclarece que o Sr. Ivan Guedes, dono da rede de farmácias Minas Brasil, há mais de 50 anos atua no mercado e nunca esteve envolvido em compra de cargas roubadas, bem como jamais esteve preso. Assim sendo, informamos que a ação criminal para apuração de eventual envolvimento no crime de receptação de cargas, foi julgada improcedente, sendo que o réu daquela ação não se tratou da pessoa do Sr. Ivan Guedes, mas sim um de seus filhos, também sócio das farmácias Minas Brasil, absolvido em todas as instâncias. No que se refere ao segundo infortúnio sofrido pela Farmácia de Manipulação Minas Brasil, tem-se que o presente caso trata-se de uma fiscalização rotineira e não há de se falar em envolvimento desta empresa com a prisão de um vendedor virtual de medicamentos ilegais no país. Primeiro incumbe salientar que não restou apurada pela ANVISA a venda de medicamentos ilegais pela Farmácia de Manipulação Minas Brasil, mas sim a existência de um estoque de remédios produzidos dentro das normas legais, mas que pelo fato de se tratar de uma farmácia de manipulação não poderiam estar estocados, fato que, diga-se de passagem é comum nas farmácias de manipulação. Em segundo lugar, não existe nenhuma investigação a cerca do envolvimento da Farmácia de Manipulação Minas Brasil com o suposto esquema de falsificação de receitas para vendas de medicamentos ilegais, não passando tal alegação de mera especulação no sentido de prejudicar a maior rede de farmácias do Norte de Minas. Salientamos ainda que o ato de interdição da farmácia de manipulação está sendo discutido judicialmente em face de ilegalidade da conduta, uma vez que nada restou apurado com relação ao suposto envolvimento com esquema de receitas falsificadas. Dessa forma, o grupo Minas Brasil esclarece e informa que em breve retomará suas atividades de manipulação de remédios.



Drogaria Minas Brasil