Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

27 de abr de 2007

CRÍTICA PELA CRÍTICA



Sem o interesse da crítica pela crítica, confesso que estou preocupado com os rumos que vem tomando o Procon de Montes Claros. O órgão, que na época de Deosvaldo Santos Pena era referência nacional, hoje foi totalmente esvaziado. Funcionários de carreira da prefeitura (concursados) que participaram da implantação do órgão simplesmente foram dispensados, por mero capricho. Podemos citar como exemplos Tião, Braga, Valdeir, Lurdinha. O mais triste é que alguns desses profissionais foram colocados no chamado corredor (à disposição ninguém sabe de quem). É preciso repensar o Procon, tomando como base uma das palavras do saudoso deputado Ulysses Guimarães:
- Política não se faz com ódio. O homem público não pode ser amargo, ressentido. A vida pública se faz com alegria e de alegria.

Nenhum comentário: