Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

1 de dez de 2006

Líder da comunidade “Feijão Semeado”, no Alto São João, é fuzilado com a filha, de 12 anos, quando andavam de bicicleta

Pessoas identificadas como “traficantes” mataram ontem à noite um pai de família e uma filha, de 12 anos (fotos), no bairro Cidade Cristo Rei, conhecido como favela do “Feijão Semeado” – criada pelos políticos no bairro Alto São João, na década de 80. Farley José de Souza era presidente da associação do bairro e lutava contra a violência na sua comunidade. Pai e filha foram assassinados quando andavam de bicicleta, na rua Santo Inácio, a poucos metros da casa de Farley. Segundo a PM, Farley e a filha, Lívia Maria Rocha de Souza, de 12 anos, estavam de bicicleta quando 2 homens passaram de moto, numa esquina, e atiraram. Farley, presidente da associação do bairro há menos de 1 ano, ficou conhecido por realizar projetos sociais. A PM fez buscas na favela a procura de suspeitos, mas ninguém foi preso até agora. Na casa de um dos suspeitos foram apreendidos 241 reais, pedras de crack, punhal, canivete, além de revólver e munição. A perícia vai analisar se o revólver foi a arma usada no crime. Os corpos de Farley e da filha estão sendo velados no centro comunitário do bairro Alto São João, em frente ao posto policial.
Fonte; http://www.montesclaros.com/

Nenhum comentário: