Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

20 de dez de 2006

Honestidade até na hora da morte

Um velho e solitário comerciante estava morrendo e queria levar todo o seu dinheiropara o túmulo. Desconfiado, chamou o seu médico, o padre da sua paróquia e seu advogado, dizendo-lhes que iria dar-lhes todo seu dinheiro, R$ 100.000,00 para cada um, dentro de um envelope, na confiança de que no dia do seu sepultamento, os três colocassem o envelope dentro do caixão. Assim foi feito e no dia do enterro os três colocaram os envelopes junto do morto. Já indo embora, o padre começou a chorar e confessou: -"Amigos, tenho até vergonha de dizer, mas eu não coloquei os cem mil no caixão. Eu tirei vinte mil para reformar a Igreja". O médico então falou: -"Bem, já que o padre está confessando, eu também digo que tireiR$ 50.000,00 do envelope para comprar novas máquinas para o hospital e salvar vidas". O advogado olhou para os dois e disse: - "Que vergonha, vocês traíram nosso melhor amigo... Eu sim, cumpri fielmente o desejo dele. Naquele envelope tem um cheque meu de R$ 100.000,00!".

Nenhum comentário: