Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

2 de dez de 2006

SIDERÚRGICA “Lula não pode ser feito de palhaço”


O deputado federal eleito Ciro Gomes, ex-ministro do governo Lula, abriu o verbo contra a Petobras na entrevista que abriu o projeto “O Povo quer saber”. Foram duas horas de revelações, críticas, autocríticas e uma análise profunda do cenário político nacional.
A volta à cena política cearense parece ter feito bem ao ex-governador, ex-ministro, ex-prefeito de Fortaleza e, hoje, deputado federal eleito Ciro Ferreira Gomes. Aos 49 anos e sem esconder o entusiasmo pelos mais de 660 mil votos obtidos, ele se diz “revigorado” para o debate político.
Ciro Gomes disse que vem atuando nos bastidores da crise com a Petrobras, empresa que não poupou de sua artilharia verbal de uma contundência conhecida. A entrevista revelou mais dele, porém: apontou Ciro procurando se demonstrar mais maduro, expõs a admiração dele pelo irmão eleito governador, Cid Gomes, devido sua “maior habilidade de articulação”, e reafirmou uma capacidade de argumentação rara ao ambiente político contemporâneo nacional. Confira AQUI a entrevista.

Nenhum comentário: