Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

27 de mar de 2007

MMX ganha “minerioduto” de Minas Gerais


Sem maiores explicações, empresas pertencentes a grupos econômicos internacionais proibidos de operar em outros países ganham benefícios de R$ 3 bilhões de Minas Gerais. Enquanto isto, as siderúrgicas, genuinamente mineiras, sofrem devassa fiscal
Grupo empresarial ganha desapropriação para passagem
de “minerioduto” por 32 municípios no valor de R$ 3 bilhões
Iniciou-se em 2005 sem muito alarde, em Minas Gerais, a tramitação de um imenso projeto para instalação de uma mineradora do grupo MMX.
O primeiro passo foi um encontro promovido pela Câmara da Indústria Mineral da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) para discutir soluções ambientais para o empreendimento.
A Câmara da Indústria Mineral da Fiemg se reuniu com representantes da MMX Mineração e Metálicos, com o objetivo de discutir as questões ambientais relacionadas ao Sistema Minas-Rio, que está sendo implantado em Conceição do Mato Dentro. A reunião contou com a participação da superintendente executiva da Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda), Maria Dalce Ricas.
Adiantando-se a apresentação e aprovação dos procedimentos e pareceres legais pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) e outros órgãos oficiais, a divulgação do resultado da reunião foi pitoresca.
“O objetivo é trabalhar em conjunto buscando harmonizar as soluções que priorizem a sustentabilidade da atividade mineral”, salientou José Fernando Coura, presidente da Câmara da Indústria Mineral da Fiemg.
Leia a matéria completa AQUI

Nenhum comentário: