Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

7 de mar de 2007

Chinaglia diz que fim do nepotismo deve ser votado em março


O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT), disse nessa terça-feira (06/03) que até o final de março a Casa deverá votar o projeto que proíbe a contratação de parentes nos três Poderes. O projeto contra o nepotismo já passou pelas etapas anteriores de tramitação, mas antes de encaminhá-la ao plenário, Chinaglia pediu que o relator, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB), discuta a proposta com os líderes partidárias e recolha as sugestões. Chinaglia disse que gostaria de ter votado esse projeto assim que assumiu a presidência da Câmara. Mas alguns deputados e assessores técnicos apontaram imperfeições e alertaram que não seria prudente votar o texto como estava elaborado. Por isso foi definido esse novo procedimento.

O petista afirmou também que será votado na quarta o projeto do senador Tasso Jereissati (PSDB) que permite que os presos acompanhem audiências na Justiça por meio de videoconferência. A instituição dessa lei evitaria, por exemplo, o deslocamento de criminosos como o traficante Fernandinho Beira-Mar, que deixou a prisão no Paraná para acompanhar audiências no Rio de Janeiro e em Vitória (ES). A intenção é votar já nesta terça-feira a Medida Provisória 345, que trata da regulamentação da atuação da Força Nacional de Segurança e de convênios da União com os Estados na área de segurança. Devem ser votados também dois projetos sobre o mesmo tema. Um deles é o que dificulta a prescrição de penas.

Nenhum comentário: