Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

16 de mar de 2007

Esclarecimentos sobre a matéria montada


O Partido dos Trabalhadores - PT de Montes Claros esclarece informações equivocadas a respeito do partido.
O PT não ocupa o maior número de cargos importantes na Administração Municipal. Dos quase quatrocentos cargos de confiança, o partido não ocupa 30 (trinta). Das quatro secretarias mais importantes, nenhuma é composta por quadros do PT. O partido não está pressionando o governo. Está dialogando para que seja construída uma base sólida, que garanta uma gestão eficiente e execute as políticas públicas necessárias para melhor qualidade de vida dos montes-clarenses.
Busca o espaço compatível com o tamanho do partido e sua importância. O PT foi e é aliado de primeira hora. Contribuiu e muito, para uma boa gestão administrativa. Basta ver os resultados das pastas que assumiu.
O partido não discute nomes com o governo e sim espaços políticos. O PT é um dos poucos partidos em Montes Claros que não tem cacique. O diálogo com a Administração é institucional e qualquer decisão será tomada e acatada pelo conjunto do partido. O PT procura cumprir com as suas normas estatutárias e pune os filiados que desrespeitam essas orientações.

Nenhum comentário: