Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

2 de nov de 2006

A MÍDIA NA BERLINDA

Começou a gritaria da mídia denuncista, marrom, anti-ética, em função da PF ter chamado os repórteres da Veja para esclarecerem a pantomima que inventaram na reportagem onde aludiram que houve "operação abafa" por parte da PF sobre o envolvimento de Freud Godoy no caso dossiê, mas não colocaram provas consistentes sobre o que denunciavam, repetindo uma conduta que já virou praxe no panfletóide dos Civita.
O Jornal Nacional de ontem, mais os mesmos de sempre, Estadão, FSP, O Globo e outros, resolveram tomar as dores e declarar guerra contra a atitude da Polícia Federal, bem como a todas as pessoas que ousam questionar o desempenho anti-ético da grande mídia nacional.
Quem esperava um terceiro turno eleitoral entre o governo e a oposição surpreendeu-se, pois o embate agora é entre os que desejam e lutam pela liberdade de imprensa, desde que com responsabilidade e ética, contra a imprensa irresponsável.

Para entender o caso: Revista acusa PF de ameaçar jornalistas (no OI). O tema está na ordem do dia no blog RS Urgente, no Blog do Alon, no Contrapauta, no Fazendo Média, etc. No Contrapauta, Alceu Nader diz o seguinte: "Luís Nassif, Mino Carta, Raimundo Pereira, Luiz Carlos Azenha, Paulo Henrique Amorim, Ricardo Boechat e Marcelo Beraba são alguns dos que tiveram a honestidade que falta aos articulistas dos jornais de hoje, e denunciaram as irregularidades. Por certo, nenhum desses profissionais mencionados assinaria uma reportagem baseada no testemunho da conversa de uma pessoa ao telefone com uma terceira pessoa, como é o caso da reportagem sob inquérito. Muito menos usar esse testemunho para a construção de um ambiente de ilegalidade que pôs a instituição policial sob suspeita, anulando todo o trabalho apresentado pela Polícia Federal nos últimos anos". A síntese do meu pensamento é: querer pressionar a imprensa, intimidá-la, ou constrangê-la, é atitude ditatorial, sem dúvidas, mas imprensa agindo em bloco, com pensamento único, sem respeito às mínimas regras do jornalismo responsável e ético, é ditadura da imprensa, atitude tão nefasta quanto a primeira.
Para quem tiver tempo para uma pausa reflexiva, clique aqui e assista slides sobre o poder que a TV exerce sobre homens e mulheres, transformando-os em seres bestiais. Fonte: Brisa do Sul.














Nenhum comentário: