Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

22 de nov de 2006

OS VÔOS E A IMPRENSA

Um raio destruiu os equipamentos de fibra ótica que atendem ao aeroporto de Curitiba. Oito horas para realizarem o conserto. Oito horas, no mínimo, de retardamento na partida de muitos vôos. Nos aeroportos, os aborrecimentos dos passageiros. Revolta estimulada pelo sensacionalismo da “grande mídia”, especialmente a televisiva, onde surgiu, inclusive, através do blogueiro Ricardo Noblat (foto), a expressão “o apagão do Lula”. E nesta frase está implícito o sentido da guerra que movem contra o governo a que não conseguiram vencer nas urnas. Os temporais, para eles, devem ter sido provocados pelo Lula... Um vôo atrasado em Curitiba (Paraná), automaticamente provoca atrasos em São Paulo, em Porto Alegre, no Rio de Janeiro, Salvador, Recife ou Fortaleza. Na realidade, existe o problema dos controladores de vôo, que aproveitaram o episódio da tragédia do Boeing da GOL com o Legacy americano para fazer reivindicações para a sua categoria. E aí reside o “X” da questão. Grande parte desses controladores são militares, sargentos Especialistas da Aeronáutica. Outra parte é composta de funcionários civis. O tratamento exigido pela Constituição deve ser igual para todos. Mas se houver um aumento substancial para os civis, e os militares forem contemplados, um sargento vai passar a ganhar mais que um oficial. Hierarquia subertida, impensável. Portanto, é esse nó górdio que o Governo se empenha em desatar, através da serena atuação do respeitável Ministro da Defesa, Waldir Pires, do Comandante da Aeronáutica, dos dirigentes dos órgãos da aviação civil brasileira. E acreditamos que as soluções estão à vista. Mas enquanto não chegam, a exploração da mídia prossegue implacável. O objetivo é melhorar a venda, em queda, de certas revistas (Veja, Época, Istoé...) que saíram desacreditas depois da esmagadora vitória de Lula, e também mais telespectadores em parcialissimos noticiosos televisivos.
Escrito por Blanchard Girão - articulista do blog Desabafo Brasil - ex-presidente do Sindicato dos Jornalista do Estado do Ceará - ex-deputado cassado pela Ditadura Militar de 1964.

Nenhum comentário: