Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

19 de nov de 2006

Bate papo no “Aerolula”


Fernando Henrique lamentou várias vezes em declarações à imprensa nunca ter sido convidado pelo Presidente Lula para ir ao Planalto. Lula, talvez, tenha ficado com dó do ex presidente e deve chama-lo para ele matar saudades. Hoje o Presidente Lula deu um passo para tentar se aproximar da oposição e até mesmo de Fernando Henrique Cardoso.
Ao voltar de Três Lagoas (MS), onde participou do velório do senador peemedebista Ramez Tebet, ele convidou o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), para acompanhá-lo no vôo de volta a Brasília. Além de Virgílio, os senadores Renan Calheiros (AL), José Sarney (AP), Pedro Simon (RS) e Valdir Raupp (RO) - todos do PMDB - pegaram carona no avião Presidencial. “Vamos todos no avião "aerolula" conversando um pouco”, convidou Lula, segundo relato do tucano. “Todos toparam e não teria sentido eu dizer que não ia. Seria indelicado”, disse Arthur Virgílio.
Ao desembarcar em Brasília, Lula chamou Arthur Virgilio para uma conversa reservada. “Ele disse que vai convocar os partidos para discutir uma agenda que alavanque o crescimento do País. Eu pedi a ele que respeitasse o princípio da interação, ou seja, que não viesse com nada pronto”, disse Virgílio. O presidente contou que quer conversar com os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Itamar Franco, além do governador Aécio Neves (MG) e do governador eleito José Serra (SP).
Arthur Virgílio, que um dia prometeu dar uma surra no Presidente Lula, e levou uma surra das urnas estava um tanto sem graça por ter sido muito bem tratado pelo Presidente Lula e ainda de quebra ter viajado naquele que ele e a oposição chama de avião do Lula "Aerolula".
Virgilio disse em entrevista depois da conversa com o Presidente, que não esteve com o presidente como líder da oposição, mas admitiu que o convite sinaliza abertura para o diálogo. “A eleição acabou e percebo que há espaço”, resumiu. Lula disse aos senadores, durante o vôo, que quer “deixar uma marca” e governar com apoio de pessoas que possam apresentar propostas para “destravar o Brasil”.

Nenhum comentário: