Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

19 de mai de 2007

OPERAÇÃO QUE FEZ BUSCAS EM SHOPPING POPULAR DE BELO HORIZONTE PODERÁ CHEGAR EM MONTES CLAROS

A Operação Cacique, que foi desencadeada em Belo Horizonte no último dia 8, e apreendeu mercadorias contrabandeadas comercializadas no Shopping Popular Oiapoque, também conhecido como Shopping Oi, poderá acontecer no Shopping Popular de Montes Claros a qualquer momento.
Na Operação Cacique, foram cumpridos 190 mandados de busca e apreensão nos estandes do centro comercial, que resultaram na apreensão de 60 mil pacotes de cigarros, 180 pacotes de equipamentos eletrônicos e até 21 quilos de pasta base de cocaína.
Participam da ação, além da Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, Receitas Federal e Estadual, Polícia Civil, Polícia Militar, Ministério Público e Prefeitura de Belo Horizonte.
A apreensão de cocaína foi realizada em ônibus que traziam o contrabando para abastecer as lojas do Shopping Oiapoque. A abordagem foi realizada pela Polícia Rodoviária Federal nas proximidades da capital mineira.
Nas buscas realizadas no Shopping Oiapoque, a Polícia Federal e Receita Federal ficaram responsáveis pela fiscalização e abordagem dos estandes de eletro-eletrônicos, no total de 102, bem como nos depósitos localizados nos andares superiores, com a participação de 92 servidores das duas Instituições. Já a Polícia Civil e Receita Estadual foram responsáveis pela fiscalização e abordagem dos estandes de mídias CD´s e DVD´s, no total de 79.
A Polícia Militar colaborou realizando o policiamento ostensivo com cerca de 200 Policiais na parte externa e interna do Shopping.
A Receita Federal contratou os serviços de 10 caminhões, 40 carregadores e 16 chaveiros, sendo que o material apreendido será encaminhado para avaliação e encaminhamento à Polícia Federal em Minas Gerais para a instauração de Inquérito Policial caso seja comprovada a prática do crime de contrabando e descaminho.
A Prefeitura municipal disponibilizou caminhões, carregadores e lanches para todos os servidores.

Nenhum comentário: