Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

2 de ago de 2007

"Demorô" - PT "convoca" militância contra mídia privada

A Comissão Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) convocou militantes, detentores de mandatos públicos e instâncias partidárias a lutar contra o que nomeia de “mais nova ofensiva da direita, articulada com setores da mídia, contra o PT e o governo Lula”. A reportagem procurou o secretário de comunicação do partido, Gléber Naine, que chegou a citar como alguns dos veículos a TV Globo e os jornais Correio Braziliense, O Estado de S. Paulo, O Globo e Folha de S. Paulo.
“Você tem no Brasil a Rede Globo e outros canais. Tem também O Globo, Correio Braziliense, Folha de S. Paulo e Estadão. Esses veículos nunca fizeram antes oposição a um governo como fazem agora”, criticou Naine. O Comunique-se tentou contato com os veículos citados pelo secretário, mas não foi possível até o fechamento desta matéria.
O assessor descartou a hipótese da convocação ser entendida de forma agressiva pelos militantes. Após a vitória de Lula em 2006,
jornalistas reclamaram de agressões de militantes do PT. “Não tenho conhecimento sobre esses casos e não falamos nada disso. O que falamos é que o partido se mobiliza e que a mídia tem sido instrumento e organizador da oposição ao governo Lula”, definiu.
Estado-Maior
A resolução aprovada pela executiva do partido afirma que a campanha de 2008 “já começou” devido aos supostos ataques. “A grande mídia privada é, ao mesmo tempo, instrumento e Estado-Maior desta campanha. Ou seja: não houve uma alteração no comportamento de grande parte da mídia privada, que repete agora o que já havia feito em 2004-2005”.
Entre os fatos que comprovariam a cobertura parcial da mídia e sua articulação com a oposição estariam o acidente da TAM e as vaias para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Maracanã na abertura dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. “É um governo vitorioso. A renda tem melhorado, o salário teve um aumento como nunca antes visto na história deste País e tudo isso tem sido escondido pela mídia”, criticou Naine.

Nenhum comentário: