Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

17 de jan de 2007

Onde chegamos!


Pai diz que morte de filho foi um alívio
Bruno Ramos de Oliveira, o “Bacalhau”, de 14 anos, foi assassinado, ontem de manhã, com 5 tiros de revólver, na cabeça, a poucos metros de sua casa - na rua 27, bairro Village do Lago. Foi o 3º assassinato do ano em Montes Claros, em 15 dias. O corpo de Bruno foi encontrado por seu pai, o vigia Valdeci Cardoso de Oliveira, de 46 anos. O pai, que mora no mesmo bairro, mas é separado da mãe, saía para trabalhar quando achou o corpo do filho, num matagal, nos fundos da casa. Ele mesmo disse à polícia que o filho tinha envolvimento com furtos e traficantes, e pode ter sido executado por causa disso. Domingo, Bruno não dormiu em casa, saiu cedo e não foi mais visto. Ele vivia com a mãe, Domingas Ramos Santos, de 45 anos, e 4 irmãos. O pai disse que a morte foi “até um alívio”, já que havia perdido a esperança de que o filho se recuperasse. O vigia ainda comentou que esse tipo de crime é comum, no Village do Lago – um dos bairros mais violentos de Montes Claros - também criado por políticos, na década de 80.

Nenhum comentário: