Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

17 de jan de 2007

Tiroteios tornam-se freqüentes nas ruas de M. Claros

Droga pode ser a causa
Jornalista Paulo Braga
Houve uma época que bastava um crime maior para a Secretaria de Segurança Pública enviar a Montes Claros uma equipe especial, para esclarecer os fatos. Hoje, é crime atrás de crime, tiroreio após tiroteio e ninguém faz lá muito esforço para esclarecer nada. De helicóptero, a Polícia pode até se proteger, mas não pára o tráfico de drogas e os assassinos sob motocicletas. É preciso polícia inteligente, desconhecida dos bandidos, no chão, infiltrada e investigando. Sábado passado, à tarde, a chuva forte fez um jovem traficante, com uma pistola automática e uma barra de cocaína sob a camisa, parar a moto e, de dentro de estabelecimento na zona sul da cidade, ligar, do celular, para alguém, no Feijão Semeado, proteger também o pó ou a pasta que lá havia deixado exposto ao tempo. E a nossa polícia não escuta nada? Enquanto morrem negros e pobres das favelas, vão deixando tudo cair no esquecimento, ainda que a população esteja apavorada. Quem matou o presidente do Feijão Semeado, Farley, e a filha dele? A Polícia precisa, pelo menos, responder se têm fundamento os rumores de que o covarde duplo asassinato teria sido vingança a descumprimento de acordo feito para a eleição no bairro. Os deputados aliados ao governador Aécio Neves correm o risco de, mês que vem, verem o pedido de socorro partir de Paulo Guedes ou outro dos novos eleitos, não tão próximos assim do governador. Acorda, Montes Claros! Não é a corda Montes Claros, seu dotô...

Nenhum comentário: