Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

21 de nov de 2008

O PT FOI O MAIOR DERROTADO EM BH

O Partido dos Trabalhadores da capital mineira, além de entregar de bandeja a Prefeitura de BH para o PSDB, segundo declarou o deputado estadual Adelmo Carneiro Leão, ainda diminuiu mais de 60 mil sua votação para a Câmara de Vereadores. Em 2004, o PT teve 206.709 votos, sendo 71.307 só na legenda. Em 2008, caiu para 145.413 votos, com apenas 20.213 na legenda PT. Diminuiu a bancada de 9 para 6 vereadores. O desastre eleitoral não parou por aí. O PT perdeu em quantidade e qualidade. Somente os eleitos Arnaldo Godoy e Neusinha Santos têm identidade e militância petista. O jogo pesado do pimentécio tirou a reeleição dos históricos vereadores Carlão Pereira, Ana Paschoal e Neila Batista. Os novatos fazem parte do esquema pimentécio.

3 comentários:

TATÁ disse...

Ô Lunga!!
Carlão não tinha como ser reeleito...
Nem foi candidato!

Mande bala!!

Fred Azevedo disse...

Diz aí Lunga;

Se Pimentel quer tanto mandar em um partido, porque ele não vai correndo para o partido dos "fantoches atucanados".

O PT não tem dono, o PT não é de ninguém. O PT é do povo brasileiro, pois um partido que agrega não somente trabalhadores, mas todos aqueles que acreditam e lutam pela igualdade, liberdade e Justiça não pode ter um "cacique" que traíu os companheiros e os ideais partidários.

Fora Pimentel...e já vai tarde!

Saudações Petistas.

Álbano Silveira Machado disse...

Ô Tatá! Carlão realmente não foi candidato. Ele resolveu apoiar Arnaldo Godoy que teve a mesma quantidade de votos de 2004, e se reelegeu. Se os dois saem candidatos, o Pimentécio detonava os dois. As regras duras de Aécio e Pimentel são de terra arrasada. Ninguém que fosse contrário à aliança deles dois poderia ser eleito. Somente o Godoy se salvou nesta guerra declarada contra os companheiros petistas. A máquina da PBH - Prefeitura de Belo Horizonte ajudou adversários hístóricos do PT, na eleição da Câmara. Esta história ainda vai ser contada direitinho.