Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

1 de nov de 2007

STF nega "habeas corpus" para Salvatore Cacciola. Marco Aurélio Mello ficou vencido

Só podia ser o tucano do Marco Aurélio Mello.


O Supremo Tribunal Federal (STF) negou, ontem, por oito votos a um, o pedido de "habeas corpus" para o ex-banqueiro Salvatore Cacciola responder em liberdade ao processo em que é acusado de apropriação de dinheiro público no escândalo do Banco Marka. Com isso, Cacciola permanecerá preso se for extraditado pela Justiça de Mônaco ao Brasil.
Advinha de quem foi o voto contrário, favorável ao "habeas corpus"?
Ele mesmo, o ministro Marco Aurélio Mello.
Em julho de 2000, o ministro Marco Aurélio Mello tirou Cacciola da prisão, permitindo a sua fuga para a Itália.

Nenhum comentário: