Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

10 de nov de 2007

Software livre, e também móvel

“A chegada do Google ao mundo dos celulares foi anunciada na segunda-feira 5 e provocou uma reação semelhante ao lançamento do iPhone alguns meses atrás. A causa de tanto frisson não é o tão esperado “gPhone”, mas um sistema operacional aberto para telefones celulares chamado Android.
A mudança que a empresa criou desde a sua entrada na internet faz parte desse fascínio. O usuário comum espera uma experiência descomplicada ao utilizar os serviços do Google, a começar pelo sistema de busca. A frustração que muitos sentem ao usar um celular explica a expectativa sobre o que os mesmos engenheiros podem fazer com a experiência de utilizar o telefone móvel com o Android.
Ele é desenvolvido em grande parte pela gigante americana, mas tem o apoio de companhias como LG, Motorola e Samsung, e de operadoras como Telefónica, Telecom Italia e a japonesa DoCoMo. As empresas integram a Open Handset Alliance, também lançada no mesmo dia.”
Carta CapitalMatéria Completa, ::Aqu::

Nenhum comentário: