Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

21 de nov de 2007

SECA NO NORTE DE MINAS - Athos apresenta dados da crise ao presidente Lula e pede providências urgentes


BRASÍLIA - A audiência marcada pelo prefeito Athos Avelino com o vice-presidente José Alencar para discutir as graves conseqüências da seca no Norte de Minas, realizada nesta quarta-feira (21) em Brasília-DF, gerou resultados positivos para Montes Claros e região.
O prefeito mostrou que 101 municípios de Minas Gerais estão em estado de emergência, sendo que desses 60 foram homologados pelo Governo do Estado. Athos também registrou a morte de cerca de 160 mil cabeças de gado na região, “o que está levando desespero ao campo e à maioria dos nossos pequenos e médios produtores rurais que têm na agropecuária o sustento de suas famílias”.
De acordo com o prefeito, que sustentou sua fala em dados divulgados pela Emater-MG, Coordenadoria de Defesa Civil e Sociedade Rural de Montes Claros, o estrago provocado pela seca no Norte de Minas tem proporções incalculáveis. “Apenas 30% do solo regional está preparado para a safra de verão. Além disso, também devemos lamentar profundamente a redução das pastagens em 70%, a queda de 70% na produção de leite (de 660 mil para 200 mil litros/dia) e de 50% na produção de carne (de 74.880 para 37.440 toneladas)”, afirmou.
Fonte: Jornalista Paulo César Júnior

Nenhum comentário: