Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

12 de nov de 2007

JUVENTUDE, AQUI E AGORA

*Álbano Silveira Machado
“Eu acredito é na rapaziada que vai em frente e segura o rojão...Eu vou à luta é com esta juventude que não foge da raia a troco de nada...que não está na saudade e constrói a manhã desejada”. A nova novela das 8, Duas Caras, da TV Globo, redescobre esta homenagem aos jovens, do compositor Gonzaguinha. Ele dizia, há mais de trinta anos, que os jovens eram os grandes responsáveis pela mudança democrática do país, pela coragem e ousadia em enfrentar uma das mais cruéis ditaduras vividas pelos brasileiros.
As lutas travadas pelo movimento estudantil, nas décadas de 70 e 80, nas Diretas Já, no Impeachment do Collor, junto com os jovens metalúrgicos do ABC paulista, beneficiaram a toda a sociedade brasileira. E sempre foi assim, durante a história da humanidade. Na maioria dos países, as grandes mudanças se deram com a participação efetiva da mocidade, cada vez mais independente, contestadora, atrevida, criativa. A efervescência das revoluções culturais, ambientais, sociais e políticas, com símbolos como o ano de 1968, os Beatles, Rolling Stones, Che Guevara, Bossa Nova, Tropicália, Jovem Guarda, movimento feminista, os estudantes da Paz Celestial, em Pequim, e a independência dos países africanos, transformaram o mundo, as pessoas, as famílias, a tecnologia, os sonhos e construíram novas formas de busca da felicidade.
Veja o artigo completo AQUI

Nenhum comentário: