Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

3 de nov de 2007

Candidatura de Tatto cresce e pode ajudar Marta em 2010

A disputa entre os três deputados federais paulistas pela Presidência do PT promete ser cada vez mais acirrada.
A candidatura de Jilmar Tatto, do grupo da ministra do Turismo, Marta Suplicy, está em franca ascensão. O próprio grupo de Ricardo Berzoini, ex-Campo Majoritário, admite ser impossível evitar um segundo turno e que este pode ser disputado em condições de igualdade. A recém-lançada candidatura de José Eduardo Cardozo, com o apoio do ministro da Justiça, Tarso Genro, serve para consolidar o quadro de uma disputa em dois turnos, mas dificilmente chegará à fase final. O que os adeptos de Berzoini temem é que Cardozo e o ministro embarquem na candidatura “martista”.

Mais do que a presidência da sigla, o PT discute as eleições para 2010. Uma possível vitória de Tatto seria a senha para que Marta Suplicy se firme como a candidata do partido à sucessão de Luiz Inácio Lula da Silva. Os planos da ministra, aliás, podem começar por uma ousada articulação em São Paulo. Com a presidência nacional da sigla, alguns “martistas” passariam a defender a candidatura do ministro da Educação, Fernando Haddad, à prefeitura da capital paulista. Seria o gesto final para levar Marta para o cargo de Haddad e garantir uma vitrine de presidenciável para ela. É um plano de longo prazo, mas que começa em 2 de dezembro, data do primeiro turno da eleição do PT.
(Eduardo Bresciani – repórter de política) Blog do ET
No Norte de Minas, a maioria dos diretórios fecharam com Jilmar Tatto, inclusive o grupo da articulação, ligado ao atual presidente Ricardo Berzoini.
Jilmar Tatto esteve em Montes Claros e em outras cidades norte-mineira, acompanhado pelo deputado Virgílio Guimarães, seu maior cabo eleitoral em Minas Gerais.

Nenhum comentário: