Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

17 de set de 2007

Revista IstoÉ desmascara Aécio Neves

Está nas bancas. A reportagem de capa da revista Istoé desvenda o mensalão mineiro. O governador Aécio Neves (PSDB) está comprometido até o pescoço. Em sua campanha eleitoral de 1998 ele recebeu R$ 110 mil. O caixa 2 eleitoral de Minas Gerais envolve também 159 políticos de 17 partidos. A reportagem se baseia em relatório da Polícia Federal que levou quatro anos investigando.
Foi montada uma verdadeira organização criminosa que capturou mais de R$ 100 milhões com desvios de verbas estatais e empréstimos bancários. Só a campanha de Eduardo Azeredo (PSDB) ao governo de Minas custou R$ 8 milhões.
A revista Istoé rompe assim a muralha de ferro da imprensa de Minas Gerais que blinda o governador Aécio Neves.

Políticos de Montes Claros e da região também estão envolvidos

A revista mostra ainda, políticos de Montes Claros e da região do Norte de Minas envolvido no escândalo do mensalão dos tucanos, dentre eles, o deputado estadual Gil Pereira, do PP, que recebeu R$ 70 mil reais; Arlen Santiago, do PTB, através de seu assessor, Fernando Macedo, que recebeu R$ 50 mil reais; Jairo Ataíde, do DEM, ex - PFL, através da esposa, deputada Ana Maria, PSDB, que recebeu R$ 50 mil reais, Alonso Reis, prefeito do PT de Porteirinha, R$ 5 mil reais e do vice-prefeito de Montes Claros, do PT, Sued Botelho, que também recebeu R$ 5 mil reais, dentre outros. Estranho na matéria são os R$ 28 mil reais, recebidos por vereadores de Montes Claros, mas não cita quais os edis.
Neste caso, todos estão sob suspeita.
Veja
AQUI, o relatório completo da Polícia Federal
http://conjur.estadao.com.br/pdf/relatorio.pdf

Nenhum comentário: