Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

31 de out de 2006

O biodiesel é nosso

Petrobras contrata a construção de usinas de biodiesel
A Petrobras aprovou, no dia 26, a contratação da empresa de engenharia Intecnial S.A. para implementação das plantas de produção de biodiesel que serão instaladas nas cidades de Candeias (BA), Montes Claros (MG) e Quixadá (CE). A companhia investirá cerca de R$ 227 milhões na construção das usinas. A empresa contratada utiliza a tecnologia da americana Crown Iron Works, uma das líderes mundiais em engenharia de processamento de sementes e óleos vegetais.
As três unidades já receberam as Licenças Prévias (LPs). As obras começam logo após a emissão das Licenças de Instalação (LI), o que deve acontecer nos próximos dias. Todas as Licenças são emitidas pelos órgãos ambientais dos respectivos estados.
O processo de licitação, que iniciou no dia 24 de julho, foi realizado através de carta-convite. Foram convidadas quatro empresas com tecnologia e experiência internacional de construção de plantas de biodiesel de grande porte. Os principais critérios utilizados para a escolha da melhor proposta foram: performance das unidades de produção de biodiesel na fase de operação, tecnologia e capacidade de construção e montagem das plantas, além do melhor preço, considerando a vida operacional das usinas.
Produção de Biodiesel
As unidades terão capacidade para produzir cerca de 57 milhões de litros de biodiesel por ano e serão inauguradas até fim de 2007. Os principais insumos para produção de biodiesel serão o álcool, os óleos vegetais (algodão, soja, mamona e dendê) e gordura animal. Outras oleaginosas como girassol, amendoim e gergelim também estão sendo estudadas A produção será desenvolvida no entorno de cada planta industrial e poderá gerar emprego e renda para até 70 mil famílias.
A Petrobras já iniciou as negociações com as organizações nacionais e locais que representam a agricultura familiar para obter o Selo Combustível Social – certificado concedido pelo Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA) aos produtores de biodiesel que estimulam a inclusão social da agricultura familiar. Além disso, a Companhia articula com o MDA e Secretarias de Agricultura Estaduais e Municipais para o desenvolvimento da cadeia produtiva de oleaginosas nas proximidades das usinas.
O Banco do Brasil e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) estão participando deste processo para garantir o financiamento à agricultura familiar. Já a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e outros órgãos de desenvolvimento, como a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC) da Bahia, estão contribuindo com a tecnologia agrícola.
Para alcançar a meta estratégica de produzir 855 milhões de litros de biodiesel por ano até 2011, a Companhia analisa cerca de quinze outros projetos em várias regiões do País em parceria com diferentes investidores, desde grandes grupos econômicos até cooperativas de trabalhadores rurais.
O Programa Nacional de Produção e Uso do biodiesel estabelece que a partir de janeiro de 2008, será compulsória a adição de 2% de biodiesel ao diesel convencional e também será permitida a mistura de até 5%, contribuindo para a ampliação do mercado.
Tecnologia Petrobras
Em maio deste ano, a Petrobras inaugurou duas unidades semi-industriais de produção de biodiesel, em Guamaré/RN, para consolidar a tecnologia própria desenvolvida pelo Centro de Pesquisas da Companhia (CENPES). A diferença entre as plantas está nas técnicas utilizadas e na capacidade de produção de biodiesel.
Uma das usinas experimentais, já em operação, utiliza processo convencional e fabrica biodiesel a partir de óleos vegetais, podendo produzir diariamente até 600 litros do produto. A outra, com tecnologia desenvolvida pela Petrobras, usa etanol e produz biodiesel diretamente dos grãos das oleaginosas. Esta unidade já pode atingir a produção de 40.000 litros de biodiesel por dia.
Até o momento, a produção de matérias-primas (oleaginosas) para as unidades experimentais de Guamaré está gerando emprego e renda para, aproximadamente, 800 famílias. São cultivados 3.000 hectares de mamona e 700 hectares de girassol.

Nenhum comentário: