Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

29 de out de 2006

Olha a fraude

Em São Paulo urnas registram votos antes de eleitores comparecerem a sessão
Os eleitores Wladimir Ferreira Barbosa e Joaquim José de Oliveira saíram frustrados neste domingo (29) após tentarem votar na Escola Estadual Cidade de Hiroshima, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo. Ao se encaminharem para a urna eletrônica, ambos descobriram que alguém já havia votado com seus nomes.Os dois acabaram impedidos de participar do segundo turno das eleições para Presidência da República. "Recebi um comprovante de que eu estive lá e vão ver uma solução depois. Eu não votei", reclamou Wladimir Barbosa, que é funcionário público.Ele não gostou de ser informado pelo mesário Márcio Côrrea de que não poderia votar por um erro - ele alega que se enganou computando o voto de outro Wladimir no lugar do de Barbosa.Em uma seção diferente na mesma escola, Joaquim Oliveira, que é motorista, passou pelo mesmo problema, mas ficou sem voto e sem explicação.De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), no seu caso um mesário pode ter digitado o número do título de outro eleitor errado ou um eleitor homônimo pode ter votado em seu lugar. Cadê o palhaço do Marco Aurélio?
Domingo, Outubro 29, 2006

Fora tucano

Pronto. Não há mais dúvidas. O tucano canalha Marco Aurélio de Mello anunciou o golpe, ao dizer claramente qual candidato ele quer que vença a eleição.
Segundo ele, no primeiro turno as pesquisas indicavam "certos resultados que não se confirmaram. Vamos aguardar."Em outras palavras o canalha tucano lembrou que as pesquisas indicavam vitória de Lula no primeiro turno, mas Lula não ganhou.Ou teria Marco Aurélio de Mello anunciado fraude nas urnas?. O tucano ainda disse " que votou no candidato que "ganhará as eleições". Questionado se essa resposta estava baseada nas pesquisas eleitorais -- que indicam a vitória do Presidente Lula -- ou se era uma esperança de "virada" ele foi evasivo. Impressionante. O discurso do tucano Marco Aurélio é identico ao de Geraldo Alckmin.
Até parece que o texto foi combinado. Como bem lembrou o Jornalista Paulo Henrique Amorim, no artigo, Mello viu a uva." Sobre essa velada ameaça de impeachment, talvez fosse o caso de o Conselho Nacional de Justiça, recém criado – com a oposição do Ministro Mello – estudar o comportamento do Ministro na presidência do TSE" .Ou será que o tucano deslumbrado acha que ele é autoridade máxima neste país?.

Nenhum comentário: