Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

17 de out de 2006

Lula afiado

No Programa Roda Viva de ontem à noite (16/10) da TV Cultura, o Presidente da República revelou-se mais consistente nas respostas e menos refratário a perguntas sobre temas espinhosos como o dossiê contra José Serra e os negócios do seu filho Fábio Luiz. Ao conceder sua terceira grande entrevista nos moldes de uma sabatina, ontem à noite, no programa Roda Viva da TV Cultura, o Presidente Lula era um homem diferente do debate da TV Bandeirantes no dia 8 de outubro. Lula respondeu a todas as questões, inclusive a temas espinhosos como a relação empresarial de seu filho com a Telemar. Menos pelo conteúdo do que era perguntado e mais pela teimosia por vezes estéril de um ou outro jornalista da bancada de entrevistadores que insistia em tópicos muito específicos. Houve trechos do programa em que entrevistadores pareciam falar javanês, tal o corte hermético do tema. A sucessão de sabatinas, coletivas e que tais, contudo, é saudável ao processo político e trata de treinar os candidatos para os dois debates da próxima semana. Além do quê, a excessiva relação de debates e entrevistas nas três semanas de campanha do segundo turno termina por embaralhar a importância que poderia ser capital de um último debate na TV Globo a 48 horas da eleição.

Nenhum comentário: