Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

22 de out de 2006

Números comprovam cafajestada midiática

Confira os resultados do acompanhamento do 2º Turno
O acompanhamento de mídia: jornais - Relatório da cobertura entre os dias 07/10 e 13/10. Relatório sobre reportagens dos jornais Folha, Estado, Globo, Correio Braziliense e JB em relação aos candidatos Lula, Alckmin. Também foram observadas as reportagens referentes ao presidente Lula. O número de reportagens dedicadas aos dois candidatos tem sido equilibrado? Quem tem tido mais matérias positivas, negativas e neutras?
O acompanhamento sistemático da cobertura eleitoral das candidaturas de Lula, Geraldo Alckmin, Heloísa Helena e Cristovam Buarque nos cinco jornais, foi realizado desde 6 de julho deste ano até a realização do primeiro turno das eleições presidenciais e possibilita avaliação semanal dos seguintes dados: quantas matérias foram dedicadas nesses jornais - em conjunto e isoladamente – às quatro candidaturas e a cada uma delas; quantas foram positivas, negativas ou neutras para cada candidato; como esses dados têm evoluído semana a semana.
Estes relatórios referentes ao primeiro turno estão disponíveis no site.
Observação metodológica: diferente do primeiro turno, quando as reportagens tratavam cada uma das candidaturas separadamente, neste segundo turno a maioria das matérias referentes às candidaturas abordam-nas conjuntamente, normalmente contrapondo uma a outra. Aqui são quantificadas as “abordagens” – parágrafos, boxes, etc – dedicadas a cada candidato, independentemente do número de matérias.

Os Cinco jornais:Entre os dias 07/10 e 13/10 os cinco jornais dedicaram 533 abordagens à cobertura dos dois candidatos e ao Presidente Lula. O candidato Lula teve 315 (59,1%); Alckmin, 203 (38,1%). O presidente Lula teve 15 (2,8%) abordagens.Sobre a totalidade de abordagens de cada candidato, Lula teve 27,3% de positivas; 27,6% de neutras e 45,1% de negativas.
Sobre o total de abordagens dedicadas a sua candidatura, Alckmin teve 27,1% de positivas; 30,5% de neutras e 42,4% de negativas.
O presidente Lula teve 6,7% de abordagens positivas; 20% de neutras e 73,3% de
Acompanhamento de mídia: Revistas -Relatório 09/10 a 11/10Veja, Época, IstoÉ e Carta Capital e os candidatos Lula e Geraldo Alckmin. Também foram observadas as reportagens referentes ao presidente Lula.O número de abordagens nas matérias tem sido equilibrado? Quem tem tido mais abordagens positivas, negativas e neutras? O acompanhamento sistemático da cobertura eleitoral das candidaturas de Lula, Geraldo Alckmin, Heloísa Helena e Cristovam Buarque nas quatro revistas, foi realizado desde 3 de julho deste ano e possibilita avaliação semanal dos seguintes dados:
quantas abordagens foram dedicadas nas matérias dessas revistas - em conjunto e isoladamente - às quatro candidaturas e a cada uma delas;
quantas foram positivas, negativas ou neutras para cada candidato;
como esses dados têm evoluído semana a semana, em períodos de quatro semanas consecutivas.
Os relatórios referentes ao primeiro turno estão disponíveis no site.

Observação metodológica: diferentemente dos grandes jornais, que dedicam várias matérias exclusivas a cada candidato, as revistas semanais geralmente publicam matérias amplas nas quais os candidatos são abordados conjuntamente. Aqui são quantificadas as “abordagens” – parágrafos, boxes etc – dedicadas a cada candidato, independentemente do número de matérias.As quatro revistas na segunda semana de campanha do segundo turno fizeram 24 abordagens entre todas as reportagens dedicadas à cobertura do segundo turno da eleição presidencial, que envolveram os candidatos Lula e Geraldo Alckmin, além de reportagens referentes ao presidente Lula. O candidato Lula teve 10 (41,7%) abordagens, Alckmin teve 8 (33,3%). O presidente Lula teve 6 (25%) abordagens. Do total de abordagens de cada candidato, Lula teve 10% de abordagem positiva, 20% de abordagem neutra e 70% de abordagem negativa.
Sobe o conjunto de abordagens a sua candidatura, Alckmin teve 62,5% de positiva; 12,5% de neutra e 25% de negativa.
O presidente Lula teve 16,7% de abordagem positiva; 33,3% de abordagem neutra e 50% de abordagem negativa.

Recomenda-se fortemente a leitura na íntegra no site do Observatório Brasileiro de Mídia

Nenhum comentário: